O reencantamento do mundo.

Congresso Holístico Setembro de 2002
Transcrição Palestra Rose Marie Muraro
O reencantamento do mundo.

Você ter uma espiritualidade, por exemplo, dissociada da vida cotidiana, essa espiritualidade pelo menos não é verdadeira, você ter um trabalho coletivo dissociado da desigualdade sócio-econômica do povo brasileiro e do mundo também é pelo menos hipócrita, então é sobre isso que estou falando, aliás, eu queria dizer que amanhã vai falar aqui um dos meus ícones, Marco Arruda, e eu ia falar sobre um e-mail que ele me mandou, mas ele foi o homem que fez o (ele é economista da CNBB) plebiscito sobre a ALCA, e o plebiscito sobre a dívida externa pelo qual o povo brasileiro pouco a pouco vai tomando consciência da sua opressão e isso vindo da mais profunda espiritualidade, porque estas coisas são sustentadas pela CNBB, o MST, todos estes são movimentos que a rigor parecem violentos, eles estão dando força porque é um movimento de libertação da opressão, é uma coisa transreligiosa, transpartidária, está além disto tudo, na visão do Teorema de Gödell, o sagrado é uma estrutura, não uma religião, que é assim que eu entendi, até eu dizia que o meu “Deus” é o “Deus” de Ilya Prigogine*, que era a própria estrutura do Universo , bastou pra eu saber que o Universo do nada, eu nada, obedecia às leis quânticas, porque ele era instável, e do nada sai alguma coisa, pronto, não precisa mais nada pra você reverenciar a Deus com estrutura do Universo, até aí eu vou o resto é uma espiritualidade pessoal que varia de pessoa para pessoa , de cultura para cultura.

*IIya Prigogine é cientista de origem russa, nascido em Moscou, em 1917. Vive na Bélgica desde os 12 anos. Em 1977, recebeu o Prêmio Nobel de Química. É autor de O Fim das certezas (Ed. Unespi e A Nova Aliança (Ed. UnB), entre outros.

Existem dois planos, um inventado pela mulher e um inventado pelo homem, A IMANÊNCIA que é a tua relação com a Terra, com a Vida, com a Sexualidade, e a TRANSCENDÊNCIA que é uma relação com o céu, com deus, com o pensamento abstrato que foi inventado pelo homem, numa fase muito tardia da história da humanidade, eu acho e estou de acordo com Jean Ives Leloup que a Transcendência e Imanência elas se encontram numa cama nupcial, isto é, no êxtase corpóreo, aliás, eu dizia pro Leonardo (Boff), vocês inventaram a Transcêndencia porque não tem a experiência do ato do êxtase corporal como a mulher tem, eu vou exemplificar porque, eu conheci uma pessoa como homem pai de família, economista, falava muito bem o português, religioso, e que eu vivi na casa dele em N.Y. que era o único lugar, porque eu vivia no undergraund de N.Y. em 1977, quando se estava fazendo a grande revolução das mentalidades do séc XX e ali me parecia o único lugar sadio daquela cidade perversa, e isso ta contado na minha autobiografia, então 20 anos depois vejo este homem bater na minha porta, não era mais um homem, era uma mulher, não era mais Dr. Houssel era Dra. Host, eu disse: O que aconteceu com você? e ele disse: “eu sofria de uma doença chamada Disforia de Gênero, isto é, o gênero da minha cabeça não era igual ao gênero das minhas gônadas, então o gênero do meu cérebro não é o gênero psicológico, era mesmo o gênero hormonal, quê a maioria dos hormônios sexuais se fabricam no cérebro, não é nos órgãos sexuais…”, e isto é muito bom para as mulheres que tiveram câncer de útero e se operaram, continuam com a mesma sexualidade. Então ele disse:…”e eu me virei mulher”. Aí eu fiz a pergunta que todos os homens e mulheres gostariam de fazer para alguém: Como é o orgasmo da mulher e do homem? E ele me respondeu: orgasmo quando eu era homem era localizado no pênis, agora que eu sou mulher e tomo estrógeno, e ele era uma mulher mesmo!, meu orgasmo vai da ponta do cabelo até a ponta dos pés, ele é um êxtase, e foi assim a primeira pessoa e talvez a única que tenha passado pela minha vida que tenha tido esta experiência, do feminino e do masculino em uma única pessoa, porque é um fato raríssimo, é uma em milhões, e deus me deu a possibilidade de conhecer uma pessoa destas, que continua do mesmo jeito não promíscuo casado com um homem que também é transexual que disse: “Somos lésbicas”.

Então é a partir deste problema do êxtase, da possibilidade da mulher ter êxtase e o homem não tem êxtase, porque por 2 milhões de anos o homem reprimiu este êxtase, e este êxtase vem a ser fundamental pra vivencia do sagrado e o que me deu a excelente impressão em Jean Ives Leloup é que ele coloca o êxtase no êxtase corporal, só os poetas e os místicos são capazes de ter noção do êxtase corporal, os outros homens eles são esquizóides, pelo menos, eles têm uma divisão entre…<risadas do público>…. (por isso que eu gosto dos místicos e por isso que eu estou aqui, gosto dos místicos, dos poetas e das mulheres, eles são assim).

Eu disse que ia ser polêmico… É daí que eu queria começar um pouco da história da humanidade, o que eu vou tentar fazer isso em alguns 15 ou 20 minutos, porque o que eu tenho a falar é sobre o séc XXI, mas se a gente não souber de onde vem para onde vai, a gente não pode saber realmente que ação tomar, o que fazer e essa primeira parte que eu falo é sempre a primeira parte de tudo que eu falo em todos os seminários, a segunda é completamente nova, porque é a história do dinheiro, é a história do nosso sistema sócio econômico de 10 mil anos para cá.

Então se a gente fizer a história da humanidade, assim do tamanho desta mesa ( 8mt +/- ), a primeira fase que durou 1 milhão e 600mil anos é a fase da coleta, em que houve um lento despertar da animalidade para a humanidade, em que o macaco nu conseguiu desenvolver a córtex cerebral, ele conseguiu começar a cultura, e nessa fase o gênero hegemônico é a mulher, vejam que eu não estou falando em sexo estou falando em gênero, porque sexo é o aquilo que a gente tem entre as pernas, são os órgãos sexuais, e gênero é igual da gramática, você tem só dois, masculino e feminino. O transgênero, o homossexual o bissexual eles são variedades sexuais, mas gênero é tudo aquilo que permite fazer políticas públicas, que permite transformar a sociedade, então, o gênero feminino tinha uma maneira de ser não violenta, ela, a mulher não tinha força física e os homens não sabiam quem era o pai da criança, não faziam relação entre a sexualidade e a gestação, ate o século XX ainda existiam e existem comunidades que não sabem quem é o pai da criança, então, eu conheço uma historia de Malinox, que foi o maior antropólogo do século XX que arrumou uma briga violentíssima com um cacique de Trobrian, porque ele afirmava que a gestação durava nove meses, e o cacique ficou ofendidíssimo e a prova que o cacique apresentou era que ele havia viajado por dois anos e a mulher dele tinha lhe apresentado uma linda criança recém nascida… e estamos conversados!

Bom, até hoje existem comunidades que não sabem quem é o pai da criança, sempre depende da mulher a falar quem é o pai da criança, até muito pouco tempo atrás quando ainda não se conhecia o DNA, agora ta russo!….Então nessa fase é fundamental o que eu tenho para falar, mas absolutamente fundamental para o século XXI, as mulheres governavam em redes, como ele falou, as mulheres sempre foram grandes tecelãs, tanto que os americanos dizem que os homens fazem bandos que brigam entre si, e as mulheres fazem redes, elas não brigam ela fazem coisas que unem, foi assim durante 1 milhão e 600 mil anos, na época da coleta as mulheres governavam por rede, por consenso, por rodízio de lideranças, porque a vida era gozosa e então o poder era alguma coisa, é, muito perturbadora, porque perturbava o gozo, e se vocês pensam que era o gozo sexual é vossa cabeça reprimida, porque quando vivemos nus na natureza o gozo é integral com todo o meio ambiente. Então nessa fase não havia guerras e o principio que governava a vida de homens e mulheres e dos grupos era a solidariedade e a partilha, a propriedade comum de todos os bens, e havia uma “Deusa” imanente que era a Terra de onde tudo vinha e tudo voltava, e esta Deusa era que tinha criado sozinha todo o Universo, então nós vamos passar 1 milhão e 600 mil anos, vamos ir para a sociedade de caça onde já não tem tanta abundância na Terra e é preciso a caça dos grandes animais, aí começa a briga por território, porque os grandes animais também migravam como migravam os seres humanos, então começam as guerras e o macho que tem a força passa a ser o gênero hegemônico e por incrível que pareça não é mais uma Deusa que é a Terra, mas sim o filho de uma Deusa que começa a governar o mundo de cima para baixo, do monte ou do céu, eu dou sempre o exemplo de Júpiter, filho de Geia, Gaia  e que governa o mundo do Monte Olimpo, ou Oxalá, filho de Nanãbureque que governa o mundo a partir do Olorum que é o céu e então nesse período o homem desenvolveu, em 1 milhão e 600 mil anos não se fazia guerra, e o homem que não sabia para que ele servia, ele desenvolveu uma inveja inconsciente monumental do útero que é a bisavó da nossa inveja inconsciente do pênis, que hoje a mulher por mais feminista, com 2, 3 anos de idade tem mesmo. Mas hoje em dia já há uma mudança, mas vamos ver… Durante 8 mil anos, a fase da inveja do útero durou 1 milhão e 600 mil anos, então como que a gente sabia que existia essa inveja, porque havia duas cerimônias, o homem tinha poder sobre tudo, agora o poder era um privilégio vinha de cima para baixo e os mais fortes governavam os mais fracos; o homem tinha todos os privilégios, mas menos um que era o privilégio de parir, então o que é que ele fazia, pela religião ele tinha duas cerimônias; a primeira a “Cuvade”  primeiro a mulher tinha a criança, logo um dia depois ela era posta para fora da cama, vinha o homem tomar o lugar da mulher, fingia as dores do parto e receber ritualmente os amigos e tomar a maternidade da criança, e essa cerimônia existia em todas as tribos de caça, em todos os lugares do mundo, e a segunda cerimônia era a iniciação sexual, a iniciação da menina era biológica, então não precisava de rituais, mas a iniciação masculina precisava, então eles pegavam os meninos e punham nas casas dos homens e o Darci Ribeiro viu isso aqui no Brasil, e Margareth Smith viu isso na Polinésia, era a imitação ritual do parto, tal o medo que o homem tinha da força genesíaca da mulher, então a gente vai pular…

Então nós já temos um “deus” macho que é revoltado de uma “deusa” fêmea, então a gente vai pular, e se excluir a relação de dominação e o poder que começa a ser de cima para baixo, mas o homem dominando a mulher que era mais fraca e mais ainda ela tendo muito prestígio, porque não se sabia quem era o pai da criança isso só se vem a saber 20mil anos atrás no Oriente Médio aí o homem, e foi exatamente na época em que o homem, agora os machos já sendo o gênero hegemônico dispunham de lazer, as mulheres não, elas coletavam, cuidavam das crianças, da casa, e o homem só caçava, e isso, tem muitos estudos sobre isso, então eles inventaram duas coisas, a transcendência e o avanço tecnológico e nós já estamos na ponta da mesa, porque em 2 milhões de anos de historia da vida, 400 mil é um quinto, então nessa fase, a gente vai pular a fase da caça, a fase da (era, período) neolítico, vamos chegar a 20 mil anos atrás, que é 1% de 2 milhões de anos, e é nessa fase que leva milhares de anos para se solidificar que eles inventaram a maneira de arar a terra, os homens descobriram como fundir os metais e a mulher, que tinha um relógio biológico no corpo, já nas primeiras fases descobriu como plantar, em que lua plantar, em que lua colher, etc, então ela passa esses conhecimentos para o homem, porque o homem não é inimigo da mulher não, o homem é amante, pai, e irmão, então, embora seja uma relação de dominação é uma relação de dominação ambígua, pelo menos ambíguas, então a gente chega na fase em que o homem inventa a maneira de fundir os metais e ele começa a dividir a terra entre os clãs e começa o chamado período histórico a 10 mil anos atrás, que é 0,5 % da historia da humanidade, que a mulher é deixada em casa, cozinhando, lavando, passando, criando o maior número possível de filhos, com cinto de castidade, ou verdadeiramente físico, ou então espiritual, e o homem passa a alocar a si mesmo o domínio publico que é a guerra, que é obter riquezas, que é fazer religião, conhecimento, etc,…a ciência, a arte, tudo feito pelo homem, a mulher sempre em casa cozinhando, lavando, passando, tendo filhos. Eu conversei com um homem que era do Candomblé e ele dizia, a mulher não tem direito ao “Içá” porque ela dá a vida, quer dizer, todas as religiões diziam exatamente isso, a mulher não tem o direito a nada público porque ela já tem uma missão mais alta e mais nobre que á dar a vida, e com isso, tome prisão para a mulher, coisa que não existia nos primeiros 1 milhão e 600 mil anos em que ela ao mesmo tempo dividia, havia trabalhos masculinos e trabalhos femininos, mas cuidar de crianças era trabalho de homem e de mulher, também quero que vocês prestem atenção nisso daí que vem a ser fundamental para o que esta acontecendo agora.

Nós vamos pegar o período histórico em que as clãs já são sedentárias e que pelo simples assassinato, pela simples invasão de terra eles matam o dono da terrinha menor, pegam sua mulher de escrava sexual e seus filhos de escravos, porque com a invenção da tecnologia de fundir metais requeria a força de trabalho escravo, então porque? Porque quem possuía a terra possuía o poder, o poder já é mais que um privilégio, o poder agora é feito em nome de “deus” quem tem o poder agora é “filho de deus” ou o “deus encarnado” ou como no cristianismo o poder vem do direito divino, por pior que ele seja é à vontade de “deus” que tenham uns escravos e outros senhores, e aí isto vem, e eu quero falar sobre o gênesis II, que disto fazendo uma leitura, vamos dizer do ponto de vista de uma mulher, que a mulher que é a pecadora principal dá a maçã para o homem comer que ele como um grande otário aceita, embora NÃO fosse permitido por “deus”, e é por isso que eu falo, ele transgride, então eles tem o direito de sair do paraíso terrestre, aliás, eu queria dizer que o paraíso terrestre não é uma invenção, durante 1 milhão e 600 mil anos ele existiu, havia uma relação harmoniosa com a natureza erotizada toda natureza, uma relação erotizada entre os gêneros e uma relação erotizada entre os pais e filhos e todos os grupos, e erotizada não quer dizer sexualidade, sexualizada vem a ser fruto da repressão do nosso sistema moderno, então vamos ler no Gênesis em que um “deus” macho (pra horror dos palestrantes das mesas anteriores) que é assim que chega no inconsciente popular, embora eu saiba e esteja absolutamente de acordo com eles que Deus é absolutamente fora da compreensão humana, que é o incriado, mas no inconsciente popular vem que “deus” é macho, então que ele tira o homem da lama, Adão, e tira a mulher não de sua costela, desde que Freud existe, com o qual eu implico muito, você pode usar um mecanismo de defesa que é o deslocamento em que você pode dizer que a nível inconsciente esse deslocamento, esse mecanismo faz com que você aceite uma realidade muito violenta através de uma realidade mais palatável, então “deus” tira Eva de dentro do homem, o patriarcado desqualifica aquilo que tinha sido a principal qualidade da mulher, que era a fertilidade, a fecundidade e a sua quase divindade, agora ela passa a ser a causadora de todos os males, “deus” dá ao homem, “deus” macho dá ao homem macho; eu sei que Deus é incriado e fora da nossa compreensão, mas na cultura judaico – cristã era assim; ele dá ao homem duas maldições: e tu és pó e ao pó retornarás; e a outra: e tu comerás o pão com o suor do teu rosto; isto é, tu serás escravo. E a mulher ele dá 4 maldições, estas 2 e mais: e tu pariras na dor; e outra misteriosíssima: e tu amarás o teu marido e por aí ele te dominará. Ta lá Gênesis II, pode ler, e nós vamos ver isso na idade média, a gente vai pular, então, nós já temos um “deus” macho, onisciente, onipresente e no céu, e a terra passa a ser a imanência, passa a ser o inferno o lugar da mulher, da subjetividade, então nós vamos vir aos tempos atuais que é sobre o que eu preciso falar, mas eu vou dar um pulinho na idade média onde houve o maior genocídio de mulheres da historia humana que foi feito em “nome de deus”, por isso que eu não gosto de ouvir falar muito em “deus” sem falar desta realidade, das coisas como elas são, o que é, é.

Então houve uma mortandade de 9 milhões de mulheres durante 4 séculos pela igreja, a mais poderosa das instituições, fez uma instituição chamada “santa inquisição”, ela tinha 90 por cento do saldo da Europa que era para acabar com o pensamento dissidente, mas 85 por cento das pessoas que morreram na inquisição eram mulheres, porque foi pela nova lei, agora do período histórico, da competição que é, ou você mata ou morre, ou invade, ou é invadido, e a propriedade privada, né, porque assim se fizeram às fazendas, as cidades, os estados, os grandes impérios, foi pelo simples assassinato e pela simples invasão de terra, longe iam 1 milhão e 990 mil anos de pré historia em que havia realmente uma relação mais profunda entre o ser humano e a natureza, em que havia um encantamento do mundo como dizia Nicolescu Basarab, e acaba com o período histórico, estou no fundo fazendo a historia do encantamento do mundo, então a guerra passa a ser rotina, o homem mais forte começa a dominar o mais fraco pela violência, e nós vamos para a Idade Média quando a Europa querendo mais terra em “nome de deus” procurando o tumulo de “Nosso Senhor Jesus Cristo” invade a terra dos islâmicos; não sabem em que buraco se meteram, como o Busch não sabe hoje o buraco em que se meteu, eles levaram 400 anos de cruzada e ainda levaram uma tremenda surra e os islâmicos invadiram metade da Europa; então as mulheres tinham, foi à única época da historia da humanidade em que houve excesso de mulheres, excesso real, porque os homens cresciam, ficavam adolescentes, emprenhavam 2 ou 3 vezes as mulheres e iam para as cruzadas, então quem morreu na fogueira? Esses homens quando voltavam, eles queriam seus lugares de volta, e ao invés de ser Galileu, Copérnico, os grandes hereges, quem morreu foram as mulheres, porque? Pelo simples fato de Eva ter cometido o “pecado original”, então o raciocínio dos inquisidores era o seguinte, Eva seduziu o homem, que pelo prazer que o homem teve com a mulher ele largou a “deus” e então todas as mulheres merecem a fogueira, porque elas são cúmplices de satanás porque aí o prazer é a coisa mais hedionda que existe, e pelo prazer o homem abandonou a “deus”, o prazer da mulher.

Então o inquisidor dizia que o homem tem três instancias: à vontade governada por “deus”, a alma governada por um anjo e o corpo governado por uma estrela e é por aí que satanás entra, pelo corpo, principalmente pelos imundos órgãos sexuais porque é o local da mulher, o local do prazer, principalmente das mulheres que tem o imundo orgasmo, porque uma mulher só pode ter orgasmo se ela copulou com satanás, mesmo que ela tenha tido um único homem vocês podem ver uma fumacinha preta que é satanás ensinando a mulher a ter orgasmo; aí dizendo: a bruxa é poderosíssima, ela é culpada…. a mulher a bruxa é culpada de todos os males como Eva, a mulher era culpada de todo o bem, agora virou, ela é culpada de todos os males, ela é culpada da infertilidade da mulher, da impotência dos homens, das más colheitas, das secas, das inundações, das pestes.

“As bruxas cortam o pênis dos homens (olha Freud aí, ele ia amar) e elas põe em ninhos e alimentam com alpiste em cima das árvores, então uma bruxa, uma vez quis devolver o pênis ao seu dono, mandou que ele subisse na árvore e ele trouxe o maior que encontrou, aí ela disse: não senhor esse aí você devolve que esse aí é do vigário “Cap II parte 6 do Martelo das Feiticeiras e o tema do meu livro maldito, os Textos da Fogueira, inclusive eles ( os inquisidores) dizem assim, a bruxa ela não chora, se tiver água no rosto de uma bruxa é satanás que pôs a água na bruxa….. eles diziam vocês podem prometer tudo que vocês quiserem a vida e podem matar imediatamente, mas não façam isso dentro da igreja, façam isso “em nome de deus” na praça pública em dia de semana para o povo ter uma lição, e foi assim que dizimaram as mulheres orgásticas e só sobramos nós as inorgásticas que Freud estudou no fim do século XIX, as histéricas. Não é assim que acaba não, porque hoje nós não somos mais histéricas coisa nenhuma, então vamos continuar, e foi assim exatamente……..e isso eu digo nos seminários agora, impossível falar da curva exponencial, eu só quero dizer que a última fase é sempre maior que a soma de todas as outras fases, então é no mundo industrial que tem a maior fase, o século XIX e XX é que tem a maior concentração de invenções tecnológica de toda a historia da humanidade, e no fim do século XX que se cria a maior invenção da segunda revolução industrial que é o computador. Então é aí que as relações de violência que tinham começado com o meio ambiente no mundo, onde começou o desencantamento do mundo? Foi com o período histórico com a escravidão, as relações de guerra e violência ela toma o seu auge na segunda revolução industrial, quando se começa a destruir o mundo natural a olhos nus, e no fim dos anos 80 que o mundo toma consciência que a civilização de consumo também criada na segunda revolução industrial porque a tecnologia cria necessidades artificiais, então os seres humanos começam a comprar e tem origem à civilização de consumo, o consumo hoje é de dois terços do PIB americano que é a grande nação, cada período tem o seu grande império, o período histórico tem o império romano, o mundo industrial tem o império britânico tudo feito sempre com a morte e a invasão de terras, mas o poder dos EUA é feito com a invasão do dinheiro, aqui, antes de falar em homem e mulher e no reencantamento do mundo eu vou falar sobre a historia do dinheiro, que é a máxima perversão do período histórico, na idade pré-histórica é a simples troca, simples escambo, o dinheiro começa para ser medida do escambo, eram as moedas de ouro, e com o poder como privilégio aqueles que cunhavam o ouro passavam a ter mais poder que os reis por baixo dos panos porque eles vendem as moedas em troca de animais, de casas, de panos, ficam riquíssimos e “Nosso Senhor Jesus Cristo” no templo ele expulsou, eu vou chamar de agora em diante, os “senhores do dinheiro” que eram aqueles que cunhavam as moedas que os judeus tinham pagar ao templo, porque não se podia pagar com as moedas com a esfinge do imperador, então é por isso que ele fala tão mal dos fariseus, que eles enriqueciam as custas da opressão do povo, a opressão passa a ser o valor máximo e não assumido pela civilização, que fala muito bem das religiões, mas no fundo ta oprimindo o pobre, e nós vamos pular, alguns imperadores romanos foram assassinados, eu estou escrevendo um livro sobre isso baseado num vídeo da Conferência dos Bispos Americanos, aqui a igreja progressista tem a obrigação de ajudar os pobres, lá tem a obrigação de denunciar os ricos…

…Então, eu descobri este vídeo, foi a coisa mais importante da minha vida, sobre o patriarcado, que eles dizem que durante milhões de anos os senhores do dinheiro fizeram os primeiros bancos, quer dizer, era perigoso ir com moedas de ouro, então eles depositavam o ouro e recebiam os recibos que eram as primeiras notas, logo os senhores do dinheiro descobriram que eles podiam emitir mais notas do que ouro e aí começou o que eu chamo de a suprema perversão da historia humana, começou uma operação chamada “reservas fracionais”. Por ex: você tinha 100 moedas de ouro, 100 mil moedas de prata depositados num banco, você podia emprestar 10 vezes mais, olha o Banco Marca, Fonte Sidam e o nosso Banco Central, isso já era prática na idade média, então eles cobravam juros desses 900 de dinheiro tirados do nada que não existiam, então os reis começaram a ser servos, e o povo que era o mais massacrado de todos, mais torturado que era o povo judeu que não podia ter terras eles se especializaram em ser ourives e cunhar moedas, e parte deles, os outros não, os outros eram muito pobres foram torturados, etc.., mas uma pequena fração se tornara os senhores do dinheiro e eu não tenho aqui nenhum preconceito contra o povo judeu porque hoje os senhores do dinheiro são os bancos anglos saxões, os “WASP – White Angle Saxões Protestants”, os senhores do dinheiro mudam de acordo com as revoluções industriais e vão mudando inclusive as etnias, quem tem o poder é quem fica com o poder de imprimir o dinheiro, então, um rei da Inglaterra no ano de 1100 não sabia como se livrar das dívidas com os senhores do dinheiro, dívida de um dinheiro que não existia, então ele inventa uma moeda alternativa, que vem a ser importantíssima, e que o Marcos Arruda está fazendo uma moeda alternativa, ele é um dos meus ícones, porque eles, ele e a CNBB estão fazendo o que a Argentina fez, estão vivendo de moeda alternativa, isto tudo precisa ter uma espiritualidade muito sólida para fazer, pra enfiar a mão na massa, enfiar a mão nas fezes, que segundo Freud, que escreveu um artigo de 4 páginas sobre o caráter anal, ele compara o dinheiro, diz que o dinheiro é uma sublimação das fezes, e nisso ele tem toda razão, o ouro é uma coisa muito… porque a civilização de consumo ela torna as pessoas obsessivas e não da recompensa nenhuma. É muito sério esse desencantamento do mundo que vem de satanás, o “senhor”do mundo que não é a sexualidade, eles põe o pecado na sexualidade, às religiões e às culturas, eles são é muito espertos, eles deixam os dinheiro e a guerra como não pecados como sendo justos, então eles podem fazer todas as opressões, mas qualquer puladinha de cerca é pecado que merece a fogueira. Então é assim que a gente chega no século XVIII em que os senhores do dinheiro já tem poder sobre quase todas as economias individualmente, sobre as economias do mundo até chegar a uma família que é a família Rothschild , que era um obscuro banqueiro, que tinha um escudo vermelho na sua casa, “Roth” era vermelho em alemão e “schild” escudo, ele toma o nome da sua família e cobra juros, ele manda seus cinco filhos, um para a Inglaterra, um para a França, um para Nápoles, um para Viena, e cada um vai financiando os governos que no século XVIII eles descobrem que financiar os governos dá mais lucro que financiar as pessoas, eles já tinham descoberto que se eles dessem dinheiro a juros fácil às pessoas, estas se endividariam e a economia prosperava, quando eles queriam recuperar o seu dinheiro e ficarem mais ricos, eles cobravam os seus empréstimos e não renovavam as “linhas de crédito”, olha aí o deslocamento, o “economês” é a linguagem que tem um dos maiores deslocamentos e tem a realidade mais violenta da historia humana, leiam os jornais pra ver o que é a economia com seus deslocamentos, então os Rothschild da Inglaterra, já estamos no inicio do século XIX, ele financia o Duque de Wellington, o Hotshaud da França, financia Napoleão, o da Inglaterra que financiou o Duque de Wellington, fez uma manobra, eles faziam isso todo tempo, ele tinha informações privilegiadas que o Duque de Wellington tinha ganho a Batalha de Waterloo, só que naquela época ia tudo a cavalo, então 3 dias antes do emissário chegar ele fez um boato na Bolsa de valores de Londres de que o Duque tinha perdido, aí no efeito “manada” todos os investidores das indústrias inglesas vendem suas ações a troco de nada, ele compra tudo por pechincha e no dia seguinte veio à notícia que o Duque tinha ganhado e ele fica 25 mil vezes mais rico do dia para a noite, isto é os senhores do dinheiro. O pai dele dizia: me dê um banco central e eu darei, (um banco que imprima dinheiro), e eu darei as leis desses países. Foi feito assim, com reservas fracionais, em geral os governos botaram em ouro as suas moedas e os sócios que ficavam nas sombras usavam o dinheiro do governo a juros e faziam o seu capital a juros, sem pôr um tostão, mas pra fazer isso tinha que ser muito rico, então foi assim que de fez o Banco Central da Inglaterra, que era um banco privado que imprimia o dinheiro da Inglaterra, e o banco central da França, Alemanha etc, etc, etc.

Mas o Rei Henrique I no século XI ele ficou tão injuriado com essas práticas que ele inventou uma moeda que eram uns gravetos, uma moeda alternativa, metade do graveto ficava com o rei e metade com o povo, e eles eram vincados esses gravetos, e se podia pagar o imposto e podiam também comprar o que quisessem, então essa moeda alternativa foi a raiz da prosperidade do império britânico, e o Império Britânico ele se fez sobre pedaços de madeira, não sobre moedas de ouro e prata que estavam nas mãos e eram tirados como marionetes pelos Srs. do dinheiro, então na América também, quando se fez a revolução americana os ingleses tinham retirado ouro e prata e Benjamim Franklin mandou fazer dinheiro notas de cem “lastro” ouro e a nação americana prosperar, porque ele dava as notas para os consumidores e dava para os produtores e aí eles conseguiram fazer uma economia extremamente próspera, quando os ingleses souberam eles mandaram acabar com aquilo tudo e voltar as moedas de ouro e prata e foi assim que se fez a revolução americana, como isso foi contado pelos Bispos americanos, eu to absolutamente certa que eu tenho todas as fontes históricas de que foi feita assim mesmo a revolução Americana então a gente, eles no fundo, vamos pular, eles conseguem fazer vários bancos centrais e a licença valia por 20 anos, mas eles iam tirando as licenças porque o banco oprimia muito o povo e os presidentes também, e nós vamos chegar a Abraham Lincoln em 1873 que viu a Federação Americana ser ameaçada pelos ingleses do norte e pelos franceses no sul então ele começa a imprimir outra vez a moeda para pagar seus exércitos, aí quando eles iam ser invadidos lá da Rússia, que também não queria saber de Bancos Centrais, tudo isso financiado pelos banqueiros europeus, ele disse, ou vocês na invadem a nação americana ou é guerra à Rússia, aí saem as tropas e os industrializados do norte começam a oprimir os do sul os que tinham escravos, eles não podiam nem vender nem comprar coisas que precisavam, aí começa a guerra de secessão, aí os EUA começa a ser uma federação inteira, olha só como é a história do mundo, aí então a gente vai até 1913 quando um senador chamado Nelson Aldrich vai pra Europa procurar os Hotshouds, (agora já tem muitas famílias que são Srs do dinheiro) e eles começam a fazer planos de um banco central Americano que fosse deles, mas com os fórum de um banco central, mas não tivesse o nome de um banco, ele se chamou Federal Wizard Board é o famoso “FAD” que a gente conhece hoje e eles diziam que com isso as crises iam ser “cientificamente” evitadas mas eles fabricavam cientificamente uma crise porque eles emitiam tanto dinheiro na década de 20 que houve uma prosperidade enorme na nação americana em 1929 igual o que aconteceu no fim do século XX, estourou a bolha, que há um momento que ele tem que maquiar os balanços porque eles não podem mais pagar os dividendos que ele dizem que tem, exatamente eu tenho tudo o que aconteceu, de todos os artigos de jornal do que aconteceu, agora eu sigo dia a dia a bolsa de NY no fim do séc XX, mas em 1929 eles pararam de dar as “linhas de crédito” no dia 29 / 10 / 1929 a bolsa caiu quase a zero, aí houve pânico que durou quase dez anos e da população economicamente ativa dois terços ficaram sem emprego e o dinheiro foi para as mãos dos “donos” do dinheiro que tinham a informação privilegiada.

Aqui eu to chegando no século XX, e o que ele fizeram com esse dinheiro?, Eles financiaram Hitler, eles deram aquele pintor que estava saindo da Alemanha humilhada pela guerra, eles deram dinheiro pra que lê pudesse montar exércitos e fazer uma 2ª guerra porque a riqueza da “banca” internacional, e eu chamo banca o sistema bancário internacional, ela crescia na medida em que eles induziam os paises a fazerem guerras, olha a 2ª guerra mundial foi a única capaz de tirar os EUA da depressão, que já era e foi no meio da 2ª guerra mundial que se criou o 1º computador, isso já é violentíssimo porque a dívida das nações cresceu 8 ou 10 vezes cada nação e a banca internacional agora queria ter o comando de todas as economias mundiais e assim em “Breton and Woods” em 1946 eles criaram o FMI – Fundo Monetário Internacional -, criaram o banco mundial e o banco de compensações internacionais, tudo privado, tudo na banca internacional que tinham por obrigação de emprestar as nações em dificuldades, o outro que era o banco mundial financiava o desenvolvimento e o banco de compensações internacionais que controlava a emissão de dinheiro em todo os paises do mundo, o plano deles de formar 3 blocos mundiais, o 1º na área do Dólar, o 2º na área do Euro que já está aí feito, e o 3ºna área do Ien que ta meio assim periclitante então a gente chega a 1974 quando começa o aumento do petróleo e há uma derrama de dinheiro na economia internacional, e eu já volto a mulher e ao reencantamento do mundo, isso é uma coisa muito séria, nem os grandes economistas conhecem estas histórias, agora é que isso ta vindo a público então isso é a parte do livro que eu to escrevendo no momento, que eu acho que é o livro que ta me dando a maior dor de cabeça da minha vida. (ela tem hoje 85 anos)
Nesta época as firmas norte americanas elas vem a ser as multinacionais, nos anos 40 e 50 transnacionais, olha o transdisciplinar e o transnacional, é um inferno,…………….
(virando a fita k7 )…………………….
…..abaixo da linha da pobreza e você tem 100 milhões de pessoas comendo do lixão, gente isso é inacreditável, a África, por causa dos mesmos mecanismos ela não recebeu auxílio internacional, é um continente que ta a beira da morte, com 22 milhões de pessoas com AIDS, que reencantamento de mundo é esse que a gente vai fazer com esta realidade, e aqui, depois da Argentina, já o Uruguai não vai pagar, eu tenho um e-mail vindo da CNBB do Marcos Arruda que se chama a América Latina sobre uma Grave Ameaça e conta exatamente tudo o que está acontecendo.

A Argentina é o plano piloto pro mundo, depois vem o Uruguai, o Equador, O Peru, toda a América central, o Brasil vai ser o último a cair, o único, todos os que seguram a lei do FMI inclusive o chamado consenso de Washington, quem assinou foi FHC, todos esses países estão de joelhos diante do FMI, os únicos países que não foram bobos porque tem uma sabedoria milenar foram a Índia e a China que não tem dívida pública, então os investimentos estão saindo inclusive dos EUA e indo para esses países e a classe média americana perdem 7 milhões em dólares, nos programas de tv americanos tem velhinhos de 80, 90 anos procurando emprego em tempo parcial pra poder comer, e pais que queriam por seus filhos na universidade, não podem notar o caos a economia americana e ela continua a descer porque esta apenas no começo, a grande bolha não acabou de estourar ainda e quando ela estourar o dinheiro terá sido feito uma reconcentração monumental porque quando veio a 2ª guerra mundial eles financiaram a Europa com o plano Marshall, mas acabaram de um acerta maneira obtendo o apoio da Europa na luta contra o comunismo que não era comunismo coisa nenhuma porque eles financiaram Lênin também. Mas o dinheiro dessa 2ª queda da bolsa que é igualzinha , é pior que a crise de 1929, que no momento ta escondido ainda, do que eles chamam de investidores, e eu chamo de vagabundos internacionais esta gente, eu na minha cabeça, e isso vem pelo fato que eu li da CNBB desse, eu dou o e-mail do Marcos Arruda é marruda@pasc.org e esse e-mail eu tenho na bolsa, mas amanhã ele estará aqui e ele pode contar pra vocês, esse e-mail é pra comprar a América Latina porque a ALCA é a coisa mais importante que eles tem embora não digam, porque a Amazônia tem 20% da água doce do mundo e toda biodiversidade do mundo, então eles terão, comprando a América Latina, eles terão direitos via FMI e América Latina a pagar as dívidas a qualquer preço, por favor me cobrem isso no próximo ano, que reencantamento é esse, então, e a outra parte do dinheiro para fazer uma guerra contra entre aspas ” o terror” porque aquilo foi, o ataque do 11 de setembro de 2001, foi uma rebelião dos escravizados, de pessoas humilhadas em Israel, que é desse tamanho e é a cunha dos EUA no Oriente Médio, então os povos árabes são 1 bilhão e 300 milhões de pessoas, eles são raivosos porque o mundo deles é um mundo ainda baseado em “Deus” é um mundo teocrático, então eles estão dispostos a dar a vida pelo seu “Deus” e o que eles chamam de terroristas suicidas e a mesma coisa que os cristãos primitivos em Roma, então eles vão, porque no Oriente Médio estão dois terços das reservas de petróleo do mundo inteiro, então se eles “pegam” a Amazônia, se eles “pegam” o petróleo eles fecham o cerco de uma dominação mundial e os bispos estão perplexos, isso é preciso fazer alguma coisa e aqui eu quero falar no reencantamento do mundo e nas mulheres e da espiritualidade, não se pode falar o que eu vou dizer sem ter uma espiritualidade muito sólida porque é meter as mãos nas fezes é meter as mãos no dinheiro.

Eu vou começar contando como é que os cristãos derrubaram o império romano que era pior que a globalização agora, dos tempos antigos, começou assim, os cristãos depois da morte de NS Jesus Cristo foram para Roma, a única parte da população de Roma que eram assim como os EUA, eles eram riquíssimos com o dinheiro roubado do mundo inteiro, os escravos eram tidos como coisas, então os cristãos organizaram os escravos, eles devolveram amor e sentido de vida aos escravos, na 2ª geração eles ensinaram os escravos a ler pra poder evangelizar o resto do povo romano, na 3ª geração os escravos estavam aptos a conseguirem empregos mais baixos no império romano e assim foram subindo até eles serem os quadros mais qualificados do império romano, eles vinham de uma organização “clandestina” e muito sólida, quando o imperador domiciano fez a última perseguição aos cristãos o império romano caiu e foi invadido de fora pra dentro pelos unos. A vida é sempre o triunfo do impossível. A nossa luta contra a globalização, nós seremos uma próxima Argentina e aqui eu estou falando como mulher, essa história só podia ter sido contada por uma mulher que todas as palavras que estou falando aqui são atos de amor, todas porque é um desejo de libertação da opressão que é o fundo de todas as religiões, você ao mesmo tempo não pode servir a Deus e ao dinheiro então eu acho que todas as religiões, todas as espiritualidades não tem apenas que salvar a natureza humana, que ta quase perdida; que é impossível, quase…
Tem que salvar os países todos do mundo e eu só vejo uma maneira de trabalhar é de baixo pra cima, de dentro pra fora, por rede, por consenso, por rodízio de liderança, vocês não estão vendo nada assim parecido com a pré-história, não?

No tempo em que a mulher era que governava porque o homem não sabia pra que ele existia, agora não, nós não queremos que volte esse tempo, agora nós queremos que as crianças, agora que vou falar sobre o gênesis pra terminar: “e tu amarás teu marido, e ele te dominará” o homem oprime a mulher como o mais forte oprime o mais fraco, o menino quando nasce ele é obrigado a se identificar como opressor, ele tem um medo terrível do pai e por isso ele rejeita a mãe, e por isso que o amor que é o afeto, a sexualidade, a comunicação intelectual, que é o êxtase, ele é vedado ao homem a nível inconsciente por causa desse problema de ele ter de fatalmente, se ele é macho, a nível inconsciente ele tem sido obrigado, se não for um místico, ou poeta, ele é obrigado a se identificar como opressor, então eu acho inclusive que os homens que estão aqui são suficientemente místicos, ou poetas, pré ter acesso ao amor, então na medida, no momento em que começa essa destruição da economia planejada e violentíssima, essa destruição da natureza não planejada e mais violentamente ainda, é o momento em que a mulher volta pra historia, e ela não volta como oprimida, nas primeiras fases dos anos 60 ela ainda ganha um quarto do salário dos homens, mas hoje ela já tem voz própria, ela já tem uma maneira de entrar em rede e em geral a mulher ta entrando na contramão da historia, ela ta entrando nos movimentos sociais populares de libertação, e isso é dado do meu companheiro Leonardo Boff, que escreveu o livro Masculino Feminino, eu consegui seduzir o Leonardo a escrever um livro comigo sobre gênero, sobre masculino e feminino, ele é um grande místico, grande poeta e pela 1ª vez um homem e uma mulher escreveram um livro sobre o que um homem e uma mulher devem ser daqui pra diante, e eu coloquei no prefacio do livro do Pierre (Weill) que se chama o Fim da Guerra dos Sexos, saíram juntos os dois livros, e então nesse livro eu dizia, aliás, eu já dizia em 1970 quando o homem for Mãe o mundo se reencanta, hoje 92 milhões e meio de famílias do Brasil estão sendo …..(risos da platéia )…. a mulher conservou o emprego porque ela ganha menos que o homem, o homem como eu vi em muitas firmas, o patrão substitui por mulheres então o homem é obrigado a ficar em casa com a criança, e quando o menino recebe uma mamadeira desse pai se identifica não mais como oprimido, ele vem se identificar com uma outra mãe, com quem tem capacidade de amor, esse menino não será mais competitivo, não será mais violento, e será o único capaz de reeencantar o mundo junto coma nova mulher, nossa geração ainda ta carimbada, mas a dos nossos filhos não, nem a dos nossos netos, então….
A vida sempre foi o triunfo do impossível, quando a vida começou eram enzimas e proteínas de repente surge um micróbio que vira multidões, um desses que nasce no mar põe um pezinho na terra, um só em trilhões e começa toda uma espécie de animais anfíbios, destes um põe seus quatro pezinhos na terra e começam os animais terrestres, assim um voa, um vai pra cima de árvores, os outros virão sempre através da transgressão do possível, tanto que esse seminário que eu dou, eu vou dar um agora em Campinas, e Salvador, se chama a Arte de Viver o Impossível, destruir é muito fácil o impossível é fazer brotar a vida, então eu acho que a gente está com um a tarefa impossível pela frente, nós homens e mulheres e eu acho que se a gente receber esse desafio do impossível que é reencantar a vida e reverter esse processo de dominação econômica que a gente pode reverter, reverter o processo, nós ainda temos 20 ou 30 anos de prazo, se reverter o processo de destruição da natureza a gente terá vencido o impossível, isso que eu queria dizer.

Rose Marie Muraro – transcrição de palestra realizada em 2002.

Há 6 anos esta palestra podia soar como historia da carochinha, hoje tem ares de profecias …

~ por arauto do futuro em outubro 22, 2008 quarta-feira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s