Alimentos Geneticamente Modificados

Alimentos Geneticamente Modificados

Estudo do Governo Austríaco Confirma que Plantações Geneticamente Modificadas (GM)  Ameaçam a Fertilidade Humana e a Segurança da Saúde

Advogados Pedem o Imediato Banimento de todos os alimentos e plantações GM

Para liberação imediata [13 de novembro de 2008]

(Los Angeles, CA.) – Um estudo alimentar de longo prazo comissionado pela Agência Austríaca para Segurança da Saúde e dos Alimentos, gerenciado pelo Ministério Federal da Saúde, Família e Juventude austríaco, e realizado pela Universidade de Medicina Veterinária de Viena, confirma que o milho geneticamente modificado [GM] afeta seriamente a saúde reprodutora nos camundongos. Os advogados não GM tem avisado sobre esta ligação com a infertilidade juntamente com outros riscos à saúde e agora buscam o banimento imediato de todos os alimentos e plantações GM para proteger a saúde da humanidade e a fertilidade das mulheres pelo mundo.

Alimentar camundongos com milho geneticamente modificado desenvolvido pela Corporação Monsanto dos EUA levou a uma fertilidade e peso corporal inferiores, segundo o estudo realizado pela Universidade de Medicina Veterinária de Viena. O principal autor do estudo, o Professor Zentek disse: “há uma ligação direta entre a diminuição da fertilidade e a dieta GM  e que o camundongo alimentado com o milho não GE se reproduzia mais eficientemente.”

No estudo, os cientistas austríacos realizaram testes de alimentação a longo prazo durante 20 semanas com comundongos de laboratório alimentados com uma dieta contendo 33% de uma variedade GM  (NK 603 x MON 810), ou uma variedade não GE estritamente relacionada usada em muitos países. Estatiscamente importante, o tamanho dos resíduos e diminuição de peso dos filhotes foram encontrados nos terceiro e quarto resíduos nos camundongos alimentados com GM, comparados ao grupo de controle.

O milho é geneticamente modificado com genes que produzem uma toxina pesticida que permite que ele sobreviva à aplicações do herbicida Roundup da Monsanto.

Um livro do autor Jeffrey M. Smith, “Genetic Roulette”, distribuido para os membros do Congresso no ano passado, documenta 65 riscos sérios à saúde com produtos GM, incluindo a soja GM e o milho GM: A prole de ratos alimentados com soja GM mostrou um aumento de cinco vezes na mortalidade, menores pesos ao nascimento, e a incapacidade de se reproduzir. Os camundongos machos alimentados com soja GM tinham células de esperma jovem danificadas. A prole embrionária dos camundongos alimentados com soja GM tinha o funcionamento do DNA alterado.

Vários fazendeiros americanos relataram esterilidade ou problemas de fertilidade entre porcos e vacas alimentadas com a variedade GM do milho.

Adicionalmente, durante os últimos dois meses, investigadores na Índia tem documentado problemas de fertilidade, abortos, nascimentos prematuros e outros sérios asuntos de saúde, incluindo mortes, entre búfalos alimentados com produtos da semente de algodão de variedade GM.

As principais plantações GM são soja, milho, semente de algodão e canola. O açúcar GM de beterraba também será introduzido antes do fim do ano. Mr. Smith, que é também Diretor Executivo do Instituto de Teconologia Responsável, diz: “os alimentos GM são provavelmente responsáveis pelas tendências negativas na saúde nos EUA. O governo imediatamente deve impor um banimento imediato destas plantações.” Ele acrescenta: “os consumidores não precisam esperar pela ação governamental. Eles podem baixar um guia gratuito de compras não GM em  http://www.HealthierEating.org.

Representantes de imprensa da Monsanto no Reino Unido e nos EUA foram incapazes de fornecer um comentário sobre os achados dos jornalistas ontem. A campanha do Instituto de Teconologia Responsável por uma Alimentação mais Saúdavel na América mobiliza cidadãos, organizações, negócios e media para obter o máximo de rejeição dos consumidores de alimentos geneticamente modificados.

O Instituto educa as pessoas sobre os riscos documentados à saúde das GM e fornece escolhas de produtos não GM mais saúdaveis.

O Instituto também informa os fazedores da política e ao público pelo mundo sobre os impactos das plantações GM sobre a saúde, ambiente, economia, agricultura e os problemas associados com a pesquisa atual, regulamentos, práticas corporativas e relatórios.

Links
Austrian Study
Institute for Responsible Technology
Non-GMO Shopping Guide
Genetic Roulette

~ por arauto do futuro em dezembro 19, 2008 sexta-feira.

Uma resposta to “Alimentos Geneticamente Modificados”

  1. sou contra os transgênicos e pesquisei o assunto, que resultou num artigo no GaiaNet (http://gaianet.wordpress.com/2009/09/22/transgnicos-a-febre-pela-manipulao-da-vida/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s