Gripe – O grande golpe!

Gripe

O  grande golpe!

Você deve lembrar que alertamos sobre isso, esta nova ‘modalidade’ de gripe tem um fundo de intere$$e muito mais financeiro que de saúde pública propriamente dita. Eis então, depois de alguns meses , divulgada em toda mídia, a ‘prova’, de uma ‘suspeita evidência’ !

Oras,  estão a inverter os princípios??? Estão a implantar nas mentes o ‘bioterrorismo’, isso sim! Cadê os incentivos aos projetos de PREVENÇÃO DA SAÚDE??? Está mais que na hora de mudar o discurso e partir para a prática, políticas e incentivos que apostem na prevenção, incentivar o SISTEMA IMUNOLÓGICO individual , social e público é o que está faltando. Já basta de ficarmos a pagar no caríssimo imposto que nos é cobrado em ‘incentivos’ para Indústrias farmacêuticas, ‘incentivo’ esse que deveria ir totalmente para as faculdades e universidades ao redor do mundo, para que GRATUITAMENTE, se desenvolva – se for o caso de gripe não ser uma grande farsa criada para justificar os ‘incentivos’ às Indústrias Farmacêuticas – as vacinas e estudem para saber se realmente as vacinas estão servindo ao que propõe…

Convenhamos, que quem precisa de “incentivos” não é a Indústria Farmacêutica, mas a Saúde Pública! Às Universidades caberia o desenvolvimento de pesquisas e , o ‘incentivo’, para desenvolver  ‘vacinas’, se, e apenas se, realmente necessárias.

Acompanhe o que publicamos sobre esta ‘gripe’ no final desta matéria a seguir:

Charge sobre porco

OMS diz que H1N1 é “incontrolável” e pede vacinação

Diz a reportagem de 13 de Julho de 2009, com a mesma agência fornecedora, a Reuters.

Fonte : O Globo

E em, 14/07/2009 – 13h25, a outra reportagem:

Gripe suína revela necessidade de incentivos a farmacêuticas, diz OMS

da Reuters, em Genebra

Após um alerta sobre a insuficiência da produção de vacinas para conter a pandemia de gripe suína, a diretora-geral da OMS (Organização Mundial de Saúde), Margaret Chan, afirmou que as empresas farmacêuticas precisam de incentivos –incluindo patentes lucrativas– para continuar criando medicamentos e vacinas contra ameaças como a pandemia de gripe A (H1N1).

“O progresso na saúde pública depende da inovação. Alguns dos grandes avanços na saúde vieram depois do desenvolvimento e introdução de novos medicamentos e vacinas”, disse Chan, durante reunião sobre propriedade intelectual e saúde, uma questão política que tem dividido países ricos e pobres.

A diretora-geral afirmou ainda que as patentes podem ajudar a garantir que as empresas desenvolvam remédios que “fiquem à frente do desenvolvimento da resistência aos medicamentos” em doenças como malária e tuberculose.

A descoberta de infecções isoladas de H1N1 que resistem ao antiviral Tamiflu, fabricado pela Roche e pela Gilead, e a disputa global para garantir vacinas contra a gripe mostraram a importância da intensificação das atividades de pesquisa e desenvolvimento, disse Chan.

“A inovação é necessária para manter o ritmo de emergência com novas doenças, incluindo a gripe pandêmica, causada pelo novo vírus H1N1”, disse.

Acesso

Em maio, durante a assembleia geral da OMS, países ricos e pobres não conseguiram chegar a um consenso sobre como devem compartilhar as amostras de vírus H1N1 e de outras variedades da gripe com as empresas que usam esse material biológico para a fabricação de vacinas.

A Indonésia tem liderado os argumentos contrários, alegando que os países em desenvolvimento não terão como pagar pelas vacinas patenteadas feitas com essas amostras.

A diretora-geral reconheceu que a gripe suína deve servir como um exemplo de como a falta de recursos em produzir um número suficiente de vacinas acaba em negar aos mais pobres o acesso aos serviços e produtos de saúde. “A maior parte [das vacinas] sempre vai para os mais ricos”, disse.

A OMS já pediu diversas vezes que os países mais ricos e laboratórios ajudem no fornecimento da fórmula para os países mais pobres. Os principais laboratórios de produção de vacina para a nova gripe são Sanofi-Aventis, Novartis, Baxter, Schering Plough’s Nobilon, GlaxoSmithKline, Solvay e AstraZeneca’s MedImmune.

Segundo estimativas de Chan, as despesas vinculadas à saúde empurram 100 milhões de pessoas para abaixo da linha da pobreza anualmente.

Chan disse ainda que essas conversas sobre “um dos temas mais difíceis e polêmicos já negociados pela OMS” identificaram problemas com as patentes, mas disse que o regime atual de propriedade intelectual não precisa ser totalmente desmantelado.

“A pesquisa e o desenvolvimento podem de fato de ser dirigidas pela necessidade”, disse ela. “Os acordos internacionais que governam o comércio podem de fato ser moldados de forma que favoreçam as necessidades de saúde dos mais pobres.”

Fonte: Folha uol

O que já publicamos sobre:

Aproveite para ler também este interessante e esclarecedor artigo:

Anúncios

~ por arauto do futuro em julho 15, 2009 quarta-feira.

3 Respostas to “Gripe – O grande golpe!”

  1. OLha essa noticia. Que belo timning, hein?
    http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,organizacao-confirma-que-paga-viagem-de-parlamentares,405982,0.htm

    A industria farmaceutica vai adorar esse negocio, especialmente tirando remedios das plantas brasileiras e registrando mundialmente.

  2. Acredito firmemente que parte desta gripe faz parte de uma grande jogada para amealhar fundos para laboratórios produtores da vacina. É a mesma lógica que nos faz acreditar que os virus de computador são desenvolvidos pelas empresas que vendem os antivírus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s