LOUCURA E ESPÍRITO.

LOUCURA E ESPÍRITO.

A loucura é o que resulta da ignorância espiritual.

Considerando que em nossa civilização atual

a espiritualidade foi parar na prateleira das superstições,

não é de admirar-se o grau de loucura

que governa nosso mundo.

Porém, ainda que essa loucura seja centenária o suficiente

para parecer eterna, não o é.

O espírito nem se altera ou perturba

por ser profanado insistentemente, todos os dias,

porque a matéria de seu destino é o próprio tempo.

Cultivar hábitos espirituais é tudo que nossa humanidade

precisa para garantir o bem-estar que busca alhures.

Talvez esses hábitos sejam difíceis de encontrar

nas religiões ortodoxas, que também sofrem de loucura,

mas de todo modo se encontram disponíveis às almas

que verdadeiramente os buscam.

.

Descansar, relaxar, viver em paz, esses parecem objetivos nobres de se buscar, porque você os merece. Porém, imagine você em completa paz, que aconteceria a seguir? Isso duraria a vida toda? Nada mais?

.

Avançar é fácil, tudo é propício. Porém, avançar e ao mesmo tempo beneficiar a maior quantidade possível de pessoas, isso só acontece com gente muito especial. É hora de meditar seriamente sobre a vida.

.

Muitas coisas precisam ser ditas, mas por ser importantes não podem ser ditas de qualquer forma. Este é o momento certo para encontrar uma maneira firme de comunicar suas idéias, mas sem que isso soe agressivo.

.

Evidentemente, não se pode mudar de opinião da noite para o dia. Ou seja, você até pode mudar a opinião, mas tenha certeza que haverá pessoas que cobrarão o posicionamento anterior, que receberam como uma promessa.

.

A necessidade de empreender é sagrada, mas nem sempre oportuna. Cuide dos assuntos que já estão em andamento e observe os sinais de novidades sem, no entanto, se precipitar nessa direção impulsivamente.

.

Aproximar-se de pessoas formalmente importantes na sociedade será sempre uma espécie de recompensa. Porém, seria mais interessante ainda que você lutasse para se transformar numa dessas pessoas importantes.

.

Rejeitar o pequeno tendo em vista o grandioso pode significar, na prática, dar um passo maior do que a perna. Se o mistério da vida apresenta a você pequenas oportunidades, seria sábio aceitá-las.

.

A boa vontade de solucionar definitivamente alguns assuntos pode converter-se no exercício de fazer sua própria força voltar-se contra você. Porém, tomando decisões de baixo impacto você evitará que isso aconteça.

.

É comum as pessoas passarem muito tempo juntas sem que elas realmente conheçam umas às outras. Supere esse desconhecimento, ouça com atenção e observe as pessoas que fazem parte de sua vida cotidiana.

.

Esforço e persistência, nunca será suficiente enfatizar o quanto são necessárias estas virtudes para obter os resultados pretendidos. Persistir é fácil para você, o assunto é saber o que você pretende.

.

Todas as adversidades que insistem em ressurgir apesar dos bons ventos que andaram soprando são sinal de que seu processo de aperfeiçoamento ainda está em andamento. Por isso, não baixe sua guarda, continue.

.

Está tudo melhor do que parece, acontece apenas que seus movimentos andam limitados e isso dá pano para manga, você faz reflexões muito sérias e profundas. Porém, o tempo demonstrará que tudo está certo.

.

Fonte: Quiroga

Anúncios

~ por arauto do futuro em abril 16, 2010 sexta-feira.

3 Respostas to “LOUCURA E ESPÍRITO.”

  1. Tudo na vida dos homens depende de seus merecimentos. Merecer algo perante as forças e leis da natureza que operam segundo a vontade universal, significa estar preparado para operar estas forças segundo essa mesma Vontade, que precisa ser suficientemente assimilada e compreendida. Esta compreensão e esta medida é que libertam o homem da escravidão e distorção aplicativa dessas mesmas forças.
    O homem é um co-criador, sendo “filho” do Criador Primordial, ou seja, possuindo consciência operante em meio ao reino da matéria, da impermanência, da animalidade e da mortalidade.
    A consciência verdadeira sobre o que quer que seja, faz parte da tecitura daquilo que permanece, daquilo que é imortal em meio à mortalidade. Assim, o Criador fecunda constantemente sua criação mortal (no sentido que se transforma e se reelabora) com aquilo que é imortal, ou seja, os verdadeiros princípios e forças que regem a criação, com o intuíto de aperfeiçoá-la e reintegrá-la à Si Mesmo. Para isto, a Amorosa Divindade se utiliza de diversos canais expressivos, sendo a humanidade, na Terra em matéria, o principal canal “encarnado” para este fim, dispondo de acesso à Consciência Espiritual Universal e livre-arbítrio para agir diretamente na matéria.
    Quando o homem sucumbe ou não compreende as energias que deveria dirigir segundo a Vontade Maior, acaba sendo por elas dirigido de forma inconsciente, destruindo a criação e causando sofrimento à si mesmo, pela ação das Leis do Equilíbrio Universal que ele próprio ignorou e aplicou de forma desequilibrada. Eis a queda.
    Quando um homem desconhece em seu íntimo esses princípios vivificantes e criadores, que chamamos de virtudes, está entregue ao processo inequívoco da própria destruição, que ocorre de forma paulatina, para que pelo sofrimento causado em sua própria dissolução egóica ele possa ter tempo para amadurecer sua consciência e assim regenerá-la.
    Ocorre que quando a humanidade perde essa conexão e se esquece que virtu é, na verdade, Força, a única força ou canal disponível, porque é verdadeiramente livre, responsável, criativa e eficiente, ele acaba por operar a insuficiência, convicto de que esta é força transformadora e realizadora de vantagens. Como cada homem age segundo sua intuição do que seja vantajoso, essa inversão do que seja vantagem só lhe causa desilusões e dores, com a ajuda do tempo, apesar de lhe prometer sempre muitas coisas. E estas mesmas, se não remediadas, nublam ainda mais a verdadeira compreensão de seu verdadeiro raio de ação, sua missão, força e crescimento. Porque é lícito que um ser deseje crescimento e participação na Criação, mas ele precisa primeiramente aprender a colaborar com ela.
    Como se opera a inversão de mentalidade que atrapalha nossa visão clara de nós mesmos, de nossa própria força e raio de ação? Segundo a natureza da animalidade pura aplicada a um princípio superior à ela mesma, ou seja, sobrepujando as qualidades humanas inatas, sua virtu criativa, com suas características estáticas: medo, instinto de conservação e acumulação, ignorância e ódio àquilo que é entendido como ameaça. Por inversão, é fácil observar o que cada uma dessas energias encobre no ser humano: o medo, eclipsa a coragem, que é a prontidão e a alegria da ação justa; o instinto conservativo e acumulativo impedem a alma de receber verdadeiramente o que quer que seja, antes, torna-se escrava daquilo que recebe; a ignorância alimenta o medo e o ódio e impede a Sabedoria, Divina Sophia. E é por isso, somente por isso, que chamamos esse mundo de ilusão, porque nossos sentidos estão iludidos, não porque esta parte da criação esteja abandonada ou desconectada de Sua Fonte. Quando o homem se reconectar à sua Fonte Verdadeira, toda esta criação material o acompanhará e essa é a Nova Jerusalém Celeste, que já está para nascer, porque as dores do parto já são sentidas por todos que de alguma forma a merecem.
    O momento atual é o da expressão das energias internas, para que o homem as conheça, passe a reeducá-las e corrigí-las, ou então saiba descartar o que não tem mais utilidade. Nesse momento de super exposição de forças descontroladas, egóicas e cegas, não se deve cair em tentação e sucumbir às mesmas, julgando-as poderosas. Na verdade, essa abertura as trairá, assim como quem com elas manter-se identificado.

  2. Umas músicas do Nhambuzim, pra clarear tanto texto:

    Ladainha (para quem não sabe que está dormindo, mas desconfia)

    Olha lá
    que Deus não dorme
    Como vós quereis dormir

    Olha lá
    Que a morte é certa
    E a vida é incerta

    Senhor Deus
    Pequei Senhor
    Pela dor de Vossa Mãe
    Maria Santíssima, Senhora Santana
    Misericórdia! Misericórdia!

    Agora para quem sabe que está dormindo, e quer acordar:

    Para a contrição
    A Indulgência
    Para a aversão
    Benevolência

    Até no suor
    As feridas abertas
    A Salvação

    A dor no trabalho
    As feridas abertas
    A Salvação

    Para ter razão
    Reminiscência
    Para a tentação
    A penitência

    Augusto,
    O que há com você?
    Augusto,
    Chega
    de se esconder

    Depõe as armas
    Desfaz a raiva
    E faça Justiça
    Com a Redenção

    Depõe as armas
    Desfaz a raiva
    E faça Justiça
    Por todo sertão

    Um bandido arrependido
    Um passado escondido
    A cruz, a enxada, o louvor,
    A batalha se mata
    Lutando em seu coração

    Um beato dedicado
    Uma alma com seus vícios
    A cruz, a enxada, o louvor,
    A batalha se mata
    Lutando em seu coração

  3. Afirmei anteriormente que esta abertura para a manifestação das forças cegas as trairá, mas não expliquei os motivos; eles são bem simples.
    Não há como tomar conta de uma situação sem dar conta dela, sem responder às suas reais necessidades. Assim, as forças cegas celebram que “está tudo dominado”, mas este domínio tem seu preço, que é o sa responsabilidade. Se o preço para qualquer coisa não é devidamente entendido e pago, uma hora chega o cobrador para a prestação de contas. E aí, ou você tem, ou você não tem com o quê pagar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s