O FIM DO MATERIALISMO.

O FIM DO MATERIALISMO.

O materialismo promove desunião

através do convencimento de que vivemos numa selva

onde cada pessoa deve obter o máximo do meio ambiente

e de seus semelhantes sem necessariamente dar algo em troca

O idealismo promove união

e cria condições para que a visão de um mundo maior e melhor

se expresse através do exemplo das pessoas

cujos corações ardem de vontade de realizá-lo.

Não se precisa grande inteligência para reconhecer os males

que o excessivo materialismo tem provocado

ao longo dos últimos séculos.

Só falta fazer uso da força de vontade

e disciplina para deter a voragem

com que esta tendência se reproduz através das pessoas.

No futuro, esta nossa época será conhecida como

a Era em que o materialismo terminou.

Faça a sua parte.

.

Será tentador envolver-se em discussões para que suas razões e pontos de vista prevaleçam. Porém, na prática ninguém ganhará nada com isso, além do quê você perderá o precioso tempo da realização enquanto discute.

.

A normalidade foi para o espaço há muito tempo, o que resta dela é sustentado por nós, que fingimos que dá para continuar vivendo como se nada acontecesse. O que acontece é demais mesmo, é a emergência de um mundo novo.

.

Sua proteção não está aqui na Terra, ela acontece no mundo superior que por enquanto continua invisível. Porém, sua invisibilidade não o torna menos real ou concreto, suas ações são extremamente eficientes.

.

Será tentador fazer uso de estratégias ocultas e segredos, mas cair na tentação será sua decisão, nada obrigaria sua alma a seguir esse caminho. Sempre haverá outras opções disponíveis, pense nisso antes de agir.

.

O espírito do tempo atual é para lá de enlouquecido e por isso seria pouco sábio de sua parte continuar gastando recursos para preservar a normalidade. Pelo contrário, tome atitudes que incentivem a ruptura.

.

Antes de continuar em frente considere com profunda reflexão tudo que aconteceu e o papel que sua teimosia jogou na história toda. Talvez você conclua que chegou a hora de desistir em vez de continuar insistindo.

.

Há um momento, em toda discussão, em que essa poderia extinguir-se sob o comando da vontade de mudar o ponto de vista até então defendido com todo ardor e razão. Esse momento raramente é aproveitado.

.

Apesar de você não buscar discórdia, suas palavras parecem incentivar exatamente isso. Sabe por quê? Suas palavras carecem de ardor emocional, o único que as tornaria verdadeiramente convincentes. Experimente.

.

O fator surpresa pode ser aproveitado em seu favor e isso não será difícil, é só você se atrever a agir de forma inusitada, pegando as pessoas de calças curtas. Imagine uma forma diferente de agir e coloque em ação.

.

O que outrora era impensável agora não apenas terá de ser pensado como passado para a ação concreta o mais rapidamente possível. Essa urgência toda que qualquer alma sensível percebe não é mera casualidade.

.

Sua alma tem o dom de reunir as pessoas e congregá-las em torno de um mesmo objetivo. Agora este dom é imprescindível, porém mais importante ainda é que o objetivo seja o mais nobre e elevado possível. Você consegue.

.

Será preferível melindrar as pessoas que gostariam que você continuasse na mesma trilha de sempre a evitar fazer uso de atitudes ousadas que virariam a mesa ao seu favor por um longo tempo. Aplique ousadia!

.

Fonte: Quiroga

Anúncios

~ por arauto do futuro em junho 3, 2010 quinta-feira.

Uma resposta to “O FIM DO MATERIALISMO.”

  1. Como é hora de reconstuir-se, sob pena de ser comido vivo, vou deixar um hino de Daime, como uma referência de ação aqui:

    Eu estou num grande estudo
    Com Jesus Cristo Redentor
    E são muitos que deste homem
    Falam do seu grande amor

    Mas não é só falar muito
    E dizer contigo estou
    É viver, sofrer na Terra
    e trabalhar com todo amor

    Tudo que já compreendo
    Vem do meu bom professor
    Sigo sempre, como venho
    nesta vida, aqui estou

    O mestre Juramidam (cristo)
    está presente no progresso
    Na doutrina do trabalho,
    do saber e do universo

    (hinário pad. Alfredo)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s