ALEGRIA.

ALEGRIA.

A alegria está disponível

para substituir o desânimo

de termos existido a maior parte do tempo

num mundo dominado pelo crime.

Renunciar à guerra é necessário,

assim como também uma intensa disciplina

para ir além dos vícios consolidados

através de centenas de gerações que nos precederam.

Todos, sem exceção,

fomos contaminados pelo crime

de ter dado as costas ao Altíssimo.

Que serventia haveria em continuar odiando

os que atualmente fazem disso a razão da vida?

Renunciemos à luta inglória

e nos consagremos à batalha necessária

que coloque em movimento os ideais avançados.

Nós podemos não ser vitoriosos imediatamente,

mas nunca seremos perdedores, porque não estamos perdidos,

nos encontramos na luz do espírito atemporal.

.

O entusiasmo é uma força inequívoca que impele à ação. Dominar esta força é preciso, ainda que não no sentido de fazer com que passe em brancas nuvens, mas para lhe imprimir um objetivo digno de realizar-se.

.

A competição, dinâmica tão comum e normal nos relacionamentos humanos, é o maior fator de empobrecimento. Entenda, você só será mais você na mesma medida em que se relacionar bem com as pessoas que buscam conquistas semelhantes.

.

Tudo que você fizer para tirar das costas as responsabilidades que não mais quer carregar terá de ser concluído de forma prática. Nada de esquecer ou protelar dessa vez, o futuro precisa de área limpa para acontecer.

.

Desejar maior progresso não é suficiente, você terá de atrever-se a sair do lugar de conforto para isso acontecer. Ninguém progride escondendo-se no quentinho da sala e imaginando mundos e fundos para o futuro.

.

O melhor sempre estará no porvir e não no passado. Qualquer vestígio de saudade de um tempo passado que foi melhor terá de ser desintegrado, porque atenta contra o progresso que estiver em andamento.

.

Temer a solidão é temer a própria alma, já que de tempos em tempos ela busca a solidão para reintegrar-se ao plano que a fez nascer entre o céu e a terra. Respeite a solidão, faça amizade com ela, converse com ela.

.

O mais difícil é exatamente o mais importante. Você já sabe, relacionar-se é o exercício cotidiano que evoca maiores dificuldades e obstáculos, mas também o que promete as melhores recompensas.

.

Não é raro que as pessoas se acostumem com a própria desgraça e que por isso, de tanta familiaridade, achem estranho quando algo acontece que lhes brinda com a oportunidade de sair dessa. Isso acontece o tempo inteiro.

.

Na maior parte dos casos, o exercício da suspeita acaba promovendo exatamente aquilo que mais se teme. Apostar na confiança é um exercício mais árduo, porém, os resultados tendem a ser mais gratificantes.

.

Há desejos antigos que ainda parecem insatisfeitos. Porém, a esses se agregaram outros novos e diferentes que só complicaram sua situação, porque agora precisa de mais tempo do que antes para administrar todos.

.

Apesar de as pessoas não verem com bons olhos quem muda de opinião, no fundo elas se comportam assim porque ao se agarrarem a conceitos ultrapassados penetram no duvidoso mundo dos preconceitos inadvertidamente.

.

Muitos dados novos se agregaram aos conhecidos e por isso você precisará de um tempo para pensar bem sobre o que acontece e a direção que as coisas tomaram. Será importante reservar um bom tempo para pensar com calma.

.

Fonte: Quiroga

Lua Nova em Gêmeos, 12 de junho às 8h15, horário de Brasília.
• Período de influência: De 9 a 15 de junho de 2010.
• Dica: Quando sentir que a paciência acaba e que você está prestes a explodir, respire fundo novamente e contemple sua atuação como observador interno, considerando o quão ridículo seria perder a cabeça. Irradie sua melhor influência, justo quando tudo pareça conspirar no sentido contrário.

Anúncios

~ por arauto do futuro em junho 13, 2010 domingo.

3 Respostas to “ALEGRIA.”

  1. A batalha é do amor, não tenho dúvida, e é preciso muito amor e muito estômago; o que muitos chamaram de amor sob vontade, ou amor com firmeza.
    A gente é ensinado à pensar que o amor e tudo que se relaciona à ele são flores e coisas muito leves e diáfanas, um mundo cor de rosa com coelhinhos e borboletas pululando em um gramado eterno.
    Madre Teresa não teve dúvidas quanto ao seu paraíso: foi direto aos leprosos.
    Porque o amor é verdade e é justiça também, é consciência da real necessidade, e é preciso coragem e desprendimento para segurar essa bandeira e se tornar alvo visível no meio do campo de batalha. O amor se prova em meio ao ódio e a incompreensão, porque na verdade busca soluções que desarmem a ambos.
    Gosto de ficar na sacada de casa, pitando e olhando minhas plantas, pensando na vida e nos planos para a mesma, enquanto a fumaça sobe com meus pensamentos. Eu encontro relativa paz alí, até um vizinho meu ligar o som no último volume e me revelar a verdade da cidadania através da música que ele ouve:

    “Essa neguinha é f…, hein?
    “Qué fazê um amor gostoso?
    É assim ó
    Ele vai por baixo,
    eu vou por cima,
    Vai pegando, vai pegando, vai pegando”.

    A voz da cantora é de uma adolescente, uma criança, não tem voz nenhuma. Mas a lição para a pobreza, a receita para o divertir onde não há dinheiro nem clube, está dada, para milhares de moças pobres, meninas que mal largaram as bonecas, e que, em breve, se tornarão mães, por causa de tanta diversão!
    Tem muito chão pela frente e é preciso muito amor mesmo, porque o estrago tem sido grande, e ainda promete muitos reflexos para o futuro, se uma intervenção maior não for mesmo feita.

  2. De qualquer modo, é inegável que é preciso manter a alegria em meio à tudo isso e esse não tão sutil massacre e engarrafamento de pessoas por outras pessoas que não sabem o que estão fazendo.
    Parece até fora de propósito, mas quem começa a encontrar o próprio eixo, também encontra esperança e coragem para mudar o que pode e deve ser mudado e isso traz verdadeira alegria: “o mundo pode estar caindo, mas eu estou firme no meu lugar”.

  3. Essa firmaza em seu lugar, é a firmaza na clareza e no amor que se tem. A consciência das dores e desgostos que os fatos do mundo nos causam é assim equilibrada pela consciência do mundo interno, religado às coisas estáveis e verdadeiras, sempre balsâmicas. Dentro desse ponto de equilíbrio, um homem consegue se articular para modificar beneficamente as vicissitudes, e colocar cada coisa em seu lugar.
    Em resumo, este artigo me diz: conquiste e permaneça em seu lugar, porque de fato é o único lugar que existe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s