O SALTO QUÂNTICO DA CRIATIVIDADE DO SER.

MORTE – O SALTO QUÂNTICO

DA CRIATIVIDADE DO SER.

Tradução da entrevista a Deepak Chopra

A Morte não é mais que um Salto Quântico da Criatividade do Ser

“Sigo a Deepak Chopra desde alguns anos. Possivelmente seja a figura dentro do ambiente mente-corpo que mais me tem influenciado; inspiro-me em seus livros e conferências para explicar a terminologia quântica nas palestras que faço e, contudo sempre há aspectos reveladores em cada uma das entrevistas que leio.  Não tens nada a perder ao inverter de teu próprio tempo porque quem não se deleita com “Tenho a mente e da mente projeto o corpo e do corpo projeto o mundo. É minha consciência quem constrói o mundo.” ?

Imagino que além de ter estes complexos termos claros, muito claros, vai renovando e expandindo sua própria compreensão do mundo, um mundo que EXISTE somente dentro do observador: TU MESMO. Agradeço a Revista NAMASTE”

“Se tiver que buscar um ícone da medicina alternativa e da união entre as visões ocidentais e orientais provavelmente será Deepak Chopra. Este médico indiano-californiano tem levado a filosofia da Índia aos grandes públicos ocidentais e tem popularizado a meditação e a medicina holística. Recentemente ofereceu uma conferência em Palma. Entre outras coisas falou da transformação pessoal, o poder da mente, o medo da morte e da “fórmula da felicidade” cujo segredo passa por fazer felizes aos demais. Esta entrevista fala de tudo isso.

¿Criamos nossa própria realidade?

Sim. Este mundo é um ESPELHO de nossa consciência. Não podes ver-te a ti mesmo sem um espelho, e este mundo é nosso espelho. O espelho da consciência é o mundo que nos rodeia.

¿Tem algum sentido tratar de mudar o mundo?

Se não gosto do que me ocorre, não há remédio externo, somente é possível uma mudança na consciência interna. Todas as relações são um espelho. Aqueles aos que amamos e aqueles que não gostamos, são espelhos. Através do espelho das relações podemos ampliar nossa consciência. Nos atraem as pessoas nas quais encontramos traços que queremos ter em nós mesmos. E não gostamos das pessoas que tem traços que negamos em nós mesmos. Ao passar a uma consciência mais elevada através de reconhecer o espelho das relações reconheceremos que a ATENÇÂO e a INTENÇÃO são os propulsores da transformação. Aquilo onde colocamos nossa atenção, existe. Aquilo de onde tiramos nossa atenção, desaparece. A ATENÇÂO se converte em energia que cria as coisas e a INTENÇÃO se converte em transformação. Estes são os dois aspectos da consciência que empregamos para manifestar. A medida que começamos a fazer isto experimentamos a realização sem esforço.

Não é nosso trabalho mudar a percepção ou nível espiritual de outros, mas sim que podemos controlar nosso próprio progresso espiritual.

¿Estamos no mundo ou o mundo está em nós?

A experiência habitual nos dá a sensação de que existimos no Universo, de que tu existes em algum lugar no mundo. Isso é uma mentira. A verdade é que todo o mundo existe em nós. O corpo e a mente existem em nós. O corpo, a mente e o mundo me ocorrem. Tenho a mente e da mente projeto o corpo e do corpo projeto o mundo.

É minha consciência quem constrói o mundo.

Tu não estás aí senão estiveres em minha consciência e eu estiver em tua consciência. O lugar em que eu estou em tua consciência e o lugar em que tu estás em minha consciência é o mesmo lugar.

Não existes tu como um corpo físico ali fora. Meu cérebro me permite vê-lo, porém meu cérebro não tem uma experiência direta do mundo. O único que faz meu cérebro é responder à eletricidade, a química, aos hormônios… e tudo isso te cria ali fora. Porém tanto eu que crio a ti como tu que me crias, somos uma consciência que está experimentando com as formas e fenômenos.

Ou seja, que tudo está conectado.

Quando ver algo pensa: “isso está em mim. Essas árvores que estão ali fora são meus pulmões. Se eles não respirassem eu não respiraria e se eu não respirasse, eles não respirariam”. A Terra é nosso corpo físico, a atmosfera é nossa respiração, as águas são nossa circulação. Não é certo isso de que eu estou aqui e o mundo está ali fora. Temos um corpo pessoal e um corpo universal e os dois são nossos, tanto um como o outro. Quando nos damos conta de que o mundo está em nós, temos com ele uma relação íntima. Além do mais podemos ter um conhecimento íntimo do mundo, e a partir deste conhecimento alcançamos a paz com o mundo. A partir da paz reconhecemos que o mundo, o universo, é um ser consciente. É uma extensão do nosso corpo. Quando somos tão íntimos com a extensão do nosso corpo como o somos com nosso corpo pessoal, ele nos fala e podemos nos comunicar. Quando entramos em comunhão como um ser consciente nos surpreendemos com dons em forma de sincronias e de coincidências com significado.

¿O Que significa bem estar?


O bem estar inclui o aspecto físico, espiritual, econômico, social, comunitário e o meio ambiente. É uma experiência holística. Não creio que possamos estar realmente bem se não está bem o organismo em sua totalidade. Temos de nos considerar parte do ecossistema e do meio ambiente. Se há contaminação na atmosfera, há também em teu corpo porque se recicla em tuas células. Temos de mudar nosso enfoque com respeito a nossa compreensão da saúde. A saúde é algo sagrado.

¿Há uma receita para ser feliz?

A felicidade tem três componentes. O primeiro se remonta à infância. As pessoas felizes têm um condicionamento cerebral que vem dos primeiros anos de vida, e que lhes permite ver oportunidades, onde outros vêem problemas. Este condicionamento do cérebro aporta cerca de 50% da experiência de felicidade.

O segundo componente são os bens materiais e a quantidade de dinheiro que uma pessoa possui, aportam aproximadamente 10% de sua experiência de felicidade total. O restante, 40%, provêem das decisões que tomamos cada dia. Se as opções são somente para o prazer adicionarão muito pouco à felicidade, porém se as decisões que tomamos dão lugar à expressão criativa ou a melhorar a qualidade de nossas relações, então seremos uma pessoa mais feliz. De fato, as investigações demonstram que a forma mais fácil de ser feliz é fazer feliz a alguém. Se quer ter êxito na vida, cria as condições para que outras pessoas possam ter êxito. Podemos conseguir todos os desejos pessoais fazendo felizes a outras pessoas.

¿Esses 50% que temos herdado da infância não o podemos mudar? ¿O que fazemos com essas crenças que nos limitam?

Podemos mudar as crenças que estão nos limitando através da reflexão, quero dizer, questionar as crenças que nos limitam, e por suposto a meditação. Tens que te perguntar se esta crença está baseada em algo verdadeiro ou não, e porque penso que é a verdade? ¿Poderia ser que não seja a verdade? ¿Que efeito tem o apego a esta crença? ¿Quem seria eu sem esta crença? ¿Qual é o oposto desta crença, poderia ser mais verdadeira? Esta é a base das terapias cognitivas. As crenças vem das religiões, das culturas, da historia, o adoutrinamento social. (NT. adicção/doutrina/condicionamento).

¿Qual é a importância da beleza em nossas vidas?

A beleza e o desenho são expressões da natureza. A beleza é o que vê um artista quando olha para dentro e logo vira o olhar para fora e vê um reflexo do que está no interior. Creio que no futuro teremos que combinar a beleza, o desenho e a criatividade com o comércio porque todo o comércio que temos visto até agora partia da exploração. Os ricos exploravam aos pobres para criar negócio, e isto se está derrubando agora. O futuro do comércio reside na justiça social, na eliminação de disparidades econômicas, a sustentabilidade, resolução de conflitos e a beleza entendida como una expressão da natureza. Isto criará uma nova economia no futuro, espero! Porque senão estamos acabados…

¿O que podemos fazer para evitar o cataclismo?

A única maneira de resolver os problemas do mundo é dar às pessoas ferramentas para criar seu próprio bem estar. Também se podem utilizar estas ferramentas para fabricar o êxito na vida. É menos provável que uma pessoa que seja feliz recorra à injustiça social ou se converta em terrorista. Se a gente está contente com o que faz, fisicamente bem, financeiramente segura e participando na rede social de sua comunidade, então não vai contribuir com os problemas do mundo. Vivemos em um mundo onde o 50% da população sobrevive com menos de dois dólares ao dia. E 20% com menos de um dólar ao dia. Enquanto existam disparidades econômicas deste tipo, terão lugar os grandes conflitos, as guerras, as injustiças sociais e a insustentabilidade, onde os ricos se tornam mais ricos e os pobres mais pobres. As causas mais profundas da instabilidade mundial se encontram no comportamento egoísta dos países mais ricos.

¿O que crês que fará com que se produza uma mudança no mundo será uma revolução interior?

É a única forma. Não há outra maneira.

¿O que pensas das mudanças sociais que estão acontecendo neste momento?

São momentos muito interessantes; tudo está se derrubando. O sistema econômico, catástrofes naturais que afetam a todos. Se houvesse uma erupção vulcânica na Islândia a uns 100 anos, não teria importância. Porém hoje afeta ao mundo inteiro. É a economia que sofre, se cancelam os vôos a Europa, a economia européia sofre, os aeroportos perdem milhões… tudo por um vulcão, em uns poucos dias. A economia da Europa afeta a economia da América, que logo afeta a da China e Índia, e logo teremos ao mundo inteiro afetado pelo vulcão. Atente aos problemas econômicos da Grécia, Afeganistão e Paquistão, também afetam ao mundo inteiro. Agora, mais que nunca, teremos que nos dar conta que os problemas dos demais também são os meus, não há outra forma. Os problemas do Afeganistão não somente afetam a meu vizinho, mas me afetam. Tenho que cuidar de meu vizinho.

¿Crês que nos dirigimos para uma civilização empática?

Assim espero. Porque é o único que pode funcionar. Agora mesmo somos totalmente interdependentes; economicamente e de qualquer outra forma. Não há outra solução: se não cultivarmos a justiça social e uma reforma econômica na que as diferenças entre ricos e pobres não se incrementam, mas sim, que se venham reduzindo; se não cuidarmos do meio ambiente; se não aprendermos a resolver os conflitos pacificamente. As guerras agora já não tem nenhum sentido, se a China depende dos EE.UU. para sua economia, o que pode solucionar uma guerra? Todos dependem dos demais, as guerras são obsoletas. Se um país deixa de gastar dinheiro em assuntos militares e começa a gastá-lo em infra-estruturas, o resultado é uma melhora econômica.

.

¿Como podemos conectar a mente com o coração?

¡Já estão conectados! (risos)

¿E como podemos recordar?

A meditação, a compaixão, ajudar aos demais, tudo isto nos reconecta. O budismo fala de quatro qualidades: a amabilidade, a compaixão, a alegria (dos êxitos próprios e alheios) e a paz mental. Quando nutrimos estas qualidades na consciência, se reconectam o coração e a  mente.

¿Qual é o segredo da meditação?

A chave está na constância, praticar regularmente. Disciplina e diligência. Passar 20-30 minutos ou mais cada dia, ainda que não tenhas vontade, o faça. Logo teu corpo te começa a pedir. Eu medito cedo, uma hora e meia a cada manhã.

¿O Que nos acontece quando morremos?

O que chamamos morte não é mais que um salto quântico da criatividade do ser. O universo se acende e se apaga constantemente a nível subatômico, a nível molecular, a nível dos órgãos. O Universo se recria em si mesmo, estamos constantemente morrendo para recriarmos. Se em algum dia tivéssemos êxito para conquistar a morte o Universo se mumificaria, ficaria estático. É através da morte que o universo se atualiza e se renova a si mesmo. Somente há umas células em nosso corpo que não morrem: as células cancerígenas. Essas células têm esquecido como morrer. Se entendemos a morte entenderemos a vida. A morte é o apagar e o nascimento, o acender. Por cada apagar há um acender. Se morrêssemos e não nos recriássemos, seríamos a única exceção no universo inteiro.

¿Como podemos superar o medo da morte?

O medo da morte se deve à falsa identidade. A falsa identidade é o eu isolado. O eu isolado é uma alucinação, não existe. Quando superas a separação do ego, entras em uma identidade transpessoal na que não há morte. És esta pessoa, como um padrão não permanente do universo. Somente existe o universal, tudo o demais é uma reciclagem do universo. Se moves tua personalidade a nível universal, te liberas do medo da morte.

¿Em que se diferencia a mente da alma?

A mente sempre é uma conversação, a alma é uma presença. A essa presença chega o pensamento porém logo se vai. Nessa presença, chega uma sensação ou um sentimento e logo se vai. Nessa presença, pode chegar uma experiência do mundo e logo se vai. Tudo chega e tudo se vai. Somente fica a presença. Essa presença se conhece como uma consciência testemunha, estava aí quando nascemos, a personalidade chega logo e se vai. Quando éramos adolescentes tínhamos um corpo, uma mente e uma personalidade diferentes, porém a presença era a mesma. Tudo isso chegou e se foi nessa consciência testemunha.

Tudo é vibração. ¿O que implica isto?

Tudo é vibração, isto implica que quando modificas tua vibração, modificas a vibração do mundo. É a única forma de mudar o mundo, como dissemos antes que o mundo é um espelho. Porém o mais importante em saber que tudo é vibração, é que significa que tudo se acende e se apaga. Se colocamos a atenção no ON da vibração, tudo é informação e energia. Porém, o que há entre o ON e o OFF? O importante não é a vibração, senão o que há entre a vibração: é consciência. É um campo de possibilidades, um campo de criatividade, um campo de imortalidade. O secreto do universo não está na vibração, senão no que há entre a vibração, no vazio. A palabra técnica para descrever isto é descontinuidade.

Devemos transformar anos mesmos, porém de que maneira e em que direção?

No sentido de um despertar a uma consciência mais elevada. Despertando também a intuição, criatividade, visão mais elevada, compreensão da união inseparável entre o corpo e a mente. Isto se consegue através da cura das emoções e do corpo físico.

Somos a espécie deste planeta que com mais freqüência mata a membros de sua própria espécie e a única que o faz em nome de deus. Pertencemos a uma espécie que tem causado a extinção de outras muitas espécies e que agora corre o risco de extinguir se. Esta é a parte escura da consciência humana e não podemos negá-la. Porém, por sua vez, a outra parte mais luminosa, nos diz que somos uma espécie que se pergunta ¿de onde venho? ¿que me ocorre quando morro? ¿tenho alma em mi interior? Nenhum outro animal se faz estas perguntas. Este é um momento muito importante no que podemos perguntar-nos qual é o seguinte salto da evolução.

Um dos grandes cientistas do último século, o Dr. Salk, descobridor da vacina da poliomielites, ao final de sua vida falou da seguinte fase da evolução humana, a denominou a fase da evolução meta-biológica: a evolução que está mais além da biologia, é a evolução da consciência.

Somos a única espécie que é consciente de que é consciente. Podemos perguntar-nos qual é a natureza de ser conscientes. O doutor Salk disse também que na seguinte etapa de evolução se daria a supervivência dos mais sábios, não dos mais aptos. A sabedoria se converteria no novo critério de evolução. A sobrevivência do mais apto está sendo uma etapa muito perigosa de nossa evolução.

¿Como podemos superar a dualidade que nos habita?

Somente explorando a nós mesmos, através da prática da meditação, um entendimento intelectual, através do amor e  da compaixão.”

CREDENCIAIS:  Entrevista realizada por Alberto D. Fraile Oliver

FONTE:

* http://www.revistanamaste.com/entrevista-al-dr-deepak-chopra/comment-page-1/#comment-2197

* http://medicinacuantica.net/?p=2193

*http://hermandadblanca.org/2010/07/26/entrevista-a-deepak-chopra-la-muerte-no-es-mas-que-un-salto-cuantico-de-la-creatividad-del-ser/

Tradução livre: Arautodofuturo

Anúncios

~ por arauto do futuro em agosto 21, 2010 sábado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s