A NOVA FREQÜÊNCIA DO AMOR

A NOVA FREQÜÊNCIA

DO AMOR

Se buscas o Amor,

abandone todas tuas crenças

e esqueça-te das experiências vividas.

Começa de novo

por onde nunca te houvesse ocorrido

que anda o Amor buscando a ti.

O Amor é uma energia que flui livremente

em todo o Universo.

Há que aprender a pedí-la e tomá-la

desde a Fonte Ilimitada.

O Amor “chega” desde o Centro de Amor Universal

para o centro interno de cada um.

Ábra-te, abandona tuas couraças

e deixa que esta maravilhosa energia amorosa

dissolva os sentimentos negativos

de separação e  solidão.

Quando alcances estados de paz e bem estar “desde dentro e sem esforços”, o Amor está te acompanhando, não o deixes ir, há muito mais por fazer, juntos o descubrirão.

Novas formas de relações amorosamente estão surgindo nestos tempos. Nos últimos anos temos crescido muito na expressão dos sentimentos. Agora, o amor se abre como uma lótus de mil pétalas e da múltiplas possibilidades para sairmos de nossas limitações e carências.

O que é o amor?

O amor é ENERGIA que vem da Energia Universal Criadora.

O amor é um estado de completa felicidade, se disfruta quando você se abandona no sentimento e deixa que tudo flua sem obstáculos.

Os seres  estão se encontrando para ativar a nova consciência do amor e assim poder tirar o melhor de si e crescer espiritualmente, porque o amor é o caminho mais genuíno para o novo crescimento interior.

A partir do amor sem condicionamentos nem expectativas as almas estão curando velhas feridas de solidão e abandonos e estão criando um estado interior mais pleno e seguro.

O amor é amor e nada mais, não se encadeia a nenhum contrato ou filiação. Se desejas viver com a pessoa amada, vive. Mas não ponhas obstáculos na convivência, não exijas do outro o que ele não tenha para dar, não compliques a vida com reclamações. Deixa que a relação flua livremente. Respeita seus espaços, seus tempos, seus gostos e que te respeite a ti. Não sintas obrigações em nenhum momento, nem submissão ou dependência. Não cales o que sentes, mas fale com doçura.

Há muitas maneiras de comprometer-se nas relações e o indíviduo acredita que tudo isso é amor, geralmente é dependência emocional, necessidade de que o outro lhe preencha teus vazios e os preencha mal.

Não busques amor lá fora. Tens que aprender a gerá-lo de teu centro cardíaco, preencher tua aura, tua mente, tuas palavras, tua vida com o amor que tomarás do Amor Universal e logo expressá-lo.

Tudo em teu entorno vibrará no amor e não haverá mais carências nem abandonos.

Reflita sobre estos aspectos: Por que carregas ao amor com tantos condicionamentos?: Te amo ainda que…, te amo porque…, te amo mas….

O verdadeiro amor não é nada disso.

O  amor é um sentimento que flui puro, sem distorções .

Uma coisa é conviver e compartir a vida com alguém e outra coisa é amar a alguém. O ideal é que se dê ambas coisas juntas. Mas se não o tens conseguido e convives com alguém a quem já não amas, clareia teu interior, aceita a realidade e não procures culpados fora de ti mesmo, em teu caminho de evolução estava o desamor justamente  para que AGORA busques o amor, que não é somente ter a outro, mas poder relacionar se amorosamente com TODOS.

Se no plano humano não encontras como preencher teu vazio de amor, começa uma tarefa de crescimento interior para conectar a Fonte Eterna de Amor Universal e então estarás vibrando também no amor humano.

O amor está chamado para cubrir o Universo…

…mas enquanto não nos damos conta…

…que somos nós os que temos que chamar, invocar, fabricar, manifestar

esse amor em nós mesmos e logo projetá-lo…

…o amor não pode conhecer-se, não pode projetar-se, não pode operar na humanidade…

… porque isso , a manifestação da poderosa energia do Amor, depende de nós mesmo e não de outras forças cósmicas.

Nós somos antenas cósmicas para receber informação divina, informação espiritual, e difundí-la e então dessa  forma poder produzir maior inquietude por conhecer o amor, que é o que já está acontecendo nesta Nova Era.

A verdadeira consciência de amor começa a entender-se agora, na medida em que saímos de todo tipo de crenças limitadoras. Os verdadeiros sentimentos que restaurarão nossa vida estão fluindo desde uma dimensão superior de compreesão da vida, onde o Ser encontra sua ressônancia espiritual e pode conectar o amor em sua essência pura: essa energia  que se expressa……

Para grande parte da humanidade, nestos momentos, o amor está mesclado com necessidades sexuais, fantasias culturais, cobrir carência emocionais. Depende das crenças de cada indivíduo que o amor dê felicidade ou produza dor.

Muitos já têm comprovado que com a cabeça não se ama. O sentimento amoroso surge do peito. É uma energia, de determinada frequência vibracional que se condensa no chakra cardíaco e dalí sai e se expressa.

Quem tem bloqueios energéticos no centro cardíaco não pode expressar esta energia com facilidade e se sentem sós e angustiados.

Quando este centro vibra em uma determinada frequência e entra em ressonância com outro ser que está na mesma frequência se produz um intercâmbio amoroso pleno.

Isto poede aconteder uma só vez, várias vezes, por muito tempo, por toda a vida humana.

 

Tudo depende da capacidade para manter essa sintonia.

É por isso que o amor não pede nem dá, se expressa.

As vezes encontra ressonância e resposta e outras vezes não.

Quantas histórias de amor podem desmoronar com o entendimento deste conceito! Com a desculpa de que “o fiz por amor” se escondem muitas formas de manipulações, ressentimentos, necessidade de poder ou de dependência.

Chega  de telenovelas!

Depois de compreender este novo conceito de amor, não tem sentido falar de ciúmes nem de fidelidade. Se és fiel consigo mesmo e com os próprios sentimentos.

Com o crescimento interior se consegue ser consequente e íntegro consigo mesmo. Somente desde este lugar de harmonia interior se pode fluir um verdadeiro sentimento amoroso profundo e puro.

Este estado amoroso pleno é o que se expressa em todos os níveis da vida, não apenas no amor marital. O indivíduo ama A VIDA e ama a todos os seres. A fonte de amor está dentro de cada um e não necessita ninguém que venha a preencher . Se tiveres curado tuas próprias feridas és amor e irradias amor. Somente assim se entra em ressonância e encontra-se quem compartilha tua frequência de amor.

Se consigas solucionar todos os mandatos adquiridos com respeito ao amor, poderás ensinar a outro como conseguir também e poderá te acompanhar no caminho de explorar juntos as novas dimensões do Amor.

Fonte: Foro Nasdat – México

Tradução: Arautodofuturo

“O que nós somos é o presente

de Deus a nós.

O que nós nos tornamos

é nosso presente a Deus.”
( Eleanor Powell )

~ por arauto do futuro em outubro 17, 2010 domingo.

Uma resposta to “A NOVA FREQÜÊNCIA DO AMOR”

  1. […] e estas, que sabem, são facilmente identificadas, estão  “uma oitava acima” na frequência amor, como faróis olhando para a mudança, para o que inicia, não temem, ou como já falei, […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s