A VANTAGEM DA ESPÉCIE HUMANA

A VANTAGEM

DA ESPÉCIE HUMANA

 

A grande vantagem da espécie humana

sobre a natureza é a de ter margem de manobra

para ser independente de suas forças.

Por outro lado, a grande vantagem da natureza

é a de funcionar à perfeição, sem sombra de dúvida,

já que gasta todo seu tempo fazendo o que deve fazer,

sem teorizar ou mentir.

Essa enorme vantagem de nossa humanidade

ainda é nosso tormento e castigo;

reconhecemos nossa independência,

mas vivemos mais tempo teorizando

o que seríamos capazes de fazer

em vez de arregaçar as mangas e simplesmente fazê-lo.

O único e verdadeiro sinal de espiritualidade

consiste em nada falar de espírito

e muito fazer em nome dele.

Quando dedicarmos menos tempo à mentira

e às boas intenções,

começaremos a ser perfeitos como a natureza.

.

Muitas pessoas poderosas que pareciam tão dignas e cheias de si demonstram agora que eram frágeis como a mentira. Tenha piedade das pessoas engolfadas por essa decadência que avança com velocidade surpreendente.

.

A crítica fácil é uma forma mascarada de intolerância, um vício que as pessoas praticam sem saber que, assim, o amor lhes escapa, apesar de teoricamente elas o buscarem com ansiedade. O amor começa no próprio coração.

.

Pelas vias tortas só escrevem os deuses, nós, humanos, precisamos ser um pouco mais concisos e diretos em nossas atividades, pelo bem de ganhar tempo e viver o mais intensamente possível. Nada de tortuosidades, então!

.

As coisas não são fáceis para ninguém, nem mesmo para as pessoas que aparentam estar tudo bem. A facilidade depende da maneira como cada ser humano decide pensar os acontecimentos. Afinal, está tudo na mente.

.

A maneira como você soluciona os seus problemas contribui para aliviar a carga dos semelhantes, mas o contrário também ocorre. Pela forma com que você complicar sua vida pessoal, complicará também a de todo mundo.

.

Nem sequer os astrólogos conhecem o futuro, pois ele se decide no foro íntimo do ser humano através de cada atitude que se toma ou se deixa de tomar. Olhe seu futuro com criatividade para você tomar as rédeas de seu destino.

.

Uma coisa é oferecer ajuda a quem a necessita, outra diferente é pedir sem precisar, argumentando que nada se poderia fazer sem ajuda. É importante perceber a sutil diferença entre uma situação e a outra.

.

Seu único salva-vidas para navegar com segurança nesta época é atrever-se a praticar o amor, tirando-o da dimensão dos sentimentos para convertê-lo numa ação inteligente. Demonstre confiança na vida praticando amor.

.

É inútil pretender segurança absoluta antes de tomar qualquer decisão, pois a vida é instável e infinita e se doa com maior generosidade às almas atrevidas, que envolvem seu corpo e alma nela. Siga em frente.

.

Sua prosperidade nunca dependerá da ruína alheia, essa é uma ilusão perversa que só traria desgraça. Em vez de lutar contra quem quer que seja, lute a favor. Concentre sua consciência na luta a favor, nunca contra.

.

Aceite as críticas com divina indiferença, inclusive tentando se alimentar com elas para fortalecer os motivos que orientam sua alma a transformar-se. Você ainda não sabe explicar o que acontece e isso promove insegurança.

.

O silêncio é amigo quando a expressão espontânea de um sentimento não tem plateia digna para apreciá-lo. Para você não correr o risco de transformá-los em ressentimentos, nesse momento seria melhor silenciar.

.

Fonte: Quiroga

Anúncios

~ por arauto do futuro em janeiro 24, 2011 segunda-feira.

Uma resposta to “A VANTAGEM DA ESPÉCIE HUMANA”

  1. “Cada um dá o que tem, não precisa ninguém dizer”.

    A coerência emana das pessoas coerentes. Não adianta a gente se julgar coerente sem possuir o equilíbrio interno de quem conhece seus processos e gatilhos para que uma ação equilibrada possa ocorrer.
    O ser humano se move, à maior parte das vezes, por motivos pueris. No fundo, tem medo de duas coisas: da morte física e da morte emocional, em resumo, de morrer ou ficar só, sem amor e consideração e espelho para se ver.
    Estes são motivos do ego, de nossa personalidade animal, de nosso instinto de sobrevivência e reprodução.
    O homem, portanto, para ser mais homem e menos bicho, precisa vencer e compreender estes dois motivos do ego, transcendendo-os e colocando estas energias para trabalharem em aspectos mais abrangentes da realidade. Ele então vai retirando o foco do próprio umbigo e começa a apreciar e interagir com outros aspectos da vida, que estão na natureza circundante.
    Encontrar a natureza das coisas é essencial. Mas esta natureza não está eclipsada: é o vento, a terra, as plantas e a verdade que cada um carrega. Não são projeções. São fatos que possuem lógica própria.
    Uma planta tem uma arquitetura, um motivo, características, dons. Somente “aquela” planta possui tais características. Nenhuma outra. Ela em si mesma é um mistério a ser desvendado. Assim são as pessoas e coisas, portadores de emanações e energias que têm sua finalidade na composição no todo.
    As pessoas podem sapatear pra lá e pra cá. Podem ser levadas pela cultura e condicionamentos a pensarem que são isso e aquilo, podem ser levadas pela dor e pelas ilusões do mundo a desempenharem papéis fora de sua lógica e intenção naturais com certa perfeição. Vão se convencer de que são uma coisa, mas são outra. Enquanto viverem assim, vão viver de sofrimentos e compensações para o sofrimento. Não existe felicidade, mas momentos felizes e muita pressão e tortura entre um momento feliz e outro. O tempo provará que tudo o que fizerem fora de seu eixo – que é a ordem da natureza que há em cada um – se revelará falso e sem propósito real. Não vai alimentar a alma de ninguém, como foi prometido pelas ilusões do mundo. E aí temos este quadro de distorções, pintado e redesenhado pelo medo. E é por isso que esta civilização vai cair. Ninguém pode viver na ponta dos pés para sempre.
    Mas, se esta civilização encontrar as novas fundações, que são as da eternidade, que são as que mantém o universo equilibrado e não tem nada a ver com medo e ego, aí sim a passagem pode ser feita com dores administráveis.
    Depende muito de quem está a procura de se acordar saber passar essa procura, e seus achados, para os demais. Depende muito da gente ser e estar vinculado à vida, para poder transpirar e emanar vida para os demais que estão mais doentes, e pra ter o merecimento de clarear e limpar as próprias doenças também.
    “No pensamento se conversa, no coração tem amor”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s