O DOMÍNIO DA MENTE.

O DOMÍNIO DA MENTE.

A mente é inquieta e difícil de sujeitar,

mas é necessário empreender o exercício

de integrar o que parece impossível.

Nas épocas em que temos objetivos definidos

e submetemos todos nossos recursos para realizá-los,

a mente nos serve bem.

Porém, nas épocas em que vagueamos sem eira nem beira

a mente nos açoita com distração.

É então que parece que os pensamentos se pensam sozinhos

e que nós não temos nenhuma capacidade

de sujeitá-los a nossa vontade.

Você deve perguntar-se constantemente

a respeito do pensador interno para que a mente

seja instrumento útil em vez de chicote que invade seu tempo

com idéias para lá de absurdas e inconsistentes.

Dominar a mente é a próxima etapa evolutiva

de nossa humanidade.

.

Praticar o que predica deixou de ser mero provérbio, transformou-se na ordem do dia. Esta é uma grade oportunidade, pois a sabedoria não se conquista pensando ou meditando, mas levando à prática o que se teoriza.

.

É trabalhoso explicar tudo antecipadamente, mas é melhor encarar essa fase para depois não ter queixas sobre as pessoas que acompanham você nesta parte do caminho. Explicar, conversar e deixar tudo às claras vai ajudar muito.

.

Assustar-se com as complicações do caminho significaria resistir a aceitar o que o misterioso destino trouxe até você. É importante ousar; você não deve pretender que as coisas sejam fáceis, mas intensas.

.

A conquista material é predominante em nossa civilização, mas assim andam as coisas e, principalmente, assim andam os relacionamentos. Agregue espírito a sua vida, só assim acontecerá o verdadeiro progresso.

.

A parte fácil da conquista material é obter os objetos. Porém, as pessoas raramente pensam no trabalho que depois dará manter os objetos comprados. Faça diferente, pense no depois, isso livrará você de muitos problemas.

.

O verdadeiro espírito de aventura que leva a assumir riscos é aquele que apesar das incertezas a respeito dos resultados, mesmo assim continua em frente. Este é o momento de dar valor aos impulsos e intuições.

.

O sucesso da boa negociação consiste em todas as pessoas conquistarem parte das exigências, mas principalmente em todas fazerem concessões. Cada concessão significa respeito e consideração aos interesses alheios.

.

As pessoas criticam a racionalidade e a opõem às emoções. Porém, sem a razão sua alma seria escrava de desejos inúteis. É a razão que, antecipando-se aos resultados, pode dominá-los e abandoná-los intencionalmente.

.

A discrição evitará obstáculos desnecessários que as pessoas próximas criariam, dado elas não entenderem bem suas motivações e intenções. A discrição colocará um manto de invisibilidade sobre você.

.

As demoras se mostrarão providenciais, desde que você não se precipite tentando forçar que tudo se ajuste aos seus desejos. Para que tudo demore mais acontecem alguns problemas. Deixe acontecer, aproveite.

.

É importante observar, meditar e pensar, porém, nada disso deve superar a ousadia de experimentar, pois é na prática que se comprova a teoria. Agora é propício você ousar e, por isso, seu inimigo mortal da atualidade é o pudor.

.

Quanto mais difíceis sejam as conversas e negociações em pauta, melhor para você. Por trás da dificuldade acena a perspectiva de grandes realizações. Porém, as pessoas envolvidas são de difícil trato, não é?

.

Fonte: Quiroga

Anúncios

~ por arauto do futuro em fevereiro 12, 2011 sábado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s