O ESTOPIM.

O ESTOPIM.

O supremo dever de toda alma humana

é reconhecer a graça do coração e colocá-la em prática.

A alegria é o sinal seguro dessa graça,

a medida da espiritualidade de um povo.

Certamente, aqui na Terra Brasilis essa medida é enorme,

nada parece tirar a alegria do povo que aqui se desenvolve.

Como a presença de espírito é a grande ameaça da tirania

que a explora e mantém submissa

para dela retirar seu sustento e escravizá-la

em condições infames, no que depender das instituições

e de seus representantes tudo se continuará fazendo para

que essa alegria exuberante seja motivo de ignorância

também e, assim, abafar a justa revolta

contra as condições miseráveis.

Isso deu certo durante séculos,

mas o estopim da inexorável transformação já foi aceso.

.

Você já fez tudo para mudar a situação, mas essa resiste e demonstra uma inflexibilidade que só trará mais problemas. Por isso, agora você também precisa descansar e deixar as circunstâncias falarem por si sós.

.

Chegou a hora de tomar atitudes mais atrevidas, arriscando-se a colocar em marcha o que até agora foi cheio de dúvidas e dilemas. O espírito de aventura precisa falar mais alto do que a velha virtude da prudência.

.

Sair do estado de reclusão é a nota dominante do momento atual. Já se foi o tempo em que a pressão das circunstâncias tornava mais propício esconder-se. Agora começa o tempo de marcar presença e tomar decisões.

.

Importante não é o que você vai fazer no próximo tempo, mas com quem vai fazê-lo. Relacionar-se é a grande aventura humana, o destino infalível que representa o maior desafio, porque questiona todos os valores.

.

Inicia agora o tempo dinâmico, no qual será melhor você se envolver no máximo de situações que sua alma seja capaz de administrar, sem importar-se se momentaneamente isso pareça dispersão e falta de foco.

.

Tudo que precisava ser questionado e que provocou discórdia e rupturas já foi posto na mesa do jogo. Agora começa o processo da regeneração, recuperando o que der para recuperar e iniciando novos caminhos também.

.

Antes de envolver-se em novas situações e empreendimentos é propício concluir o que você colocou em marcha nos últimos meses e anos. A conclusão será, ao mesmo tempo, o início do que interessa, novos projetos.

.

O tempo de pensar no que fazer acabou, o assunto agora é colocar em prática o conhecimento adquirido durante o extenso tempo de reflexão e estudo. O maior sinal de espiritualidade é colocar o conhecimento em prática.

.

Tudo que você plantou no passado recente e distante começa a dar frutos deliciosos. Estes terão a forma de empreendimentos que alimentarão seu espírito de aventura e sua vontade de viver o mais intensamente possível.

.

Fazer é muito importante, porém mais valioso ainda é fazer em conjunto, se envolvendo na complexa dinâmica de relacionamentos grupais cujo maior expoente são as instituições governamentais e empresariais.

.

O assunto é fazer o possível para sustentar a nota da alegria, especialmente perante aquelas circunstâncias que de forma óbvia puxam sua alma para o sentido contrário a ela. A alegria é um antídoto insuperável.

.

Todo o avanço que aconteceu nos últimos tempos, meses e anos, entra agora num tempo de retenção. Ou seja, a partir de agora importará menos avançar e muito mais você se dedicar a preservar o que foi conquistado.

.

Fonte: Quiroga

Anúncios

~ por arauto do futuro em fevereiro 19, 2011 sábado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s