DURAS PROVAS.

DURAS PROVAS.

Duras são as provas

para os que se guiam pela inefável certeza

de ser puramente real a afirmação de haver outra vida,

vida mais abundante,

feita por aqueles que andaram entre nós

sem ter tido necessidade alguma de fazê-lo,

mas motivados por puro amor à nossa espécie.

As provas são muito duras

porque na margem oposta da vida mais abundante

viceja a vida mesquinha que impera

democraticamente consagrada

pela maioria bestial de nossa espécie.

Porém, o que decide a evolução não é o poder da maioria,

mas a qualidade da verdade em andamento.

O mal não tem rabo nem chifres,

sugere insidiosamente que o errado seja certo

e que abandonar princípios divinos seja a melhor opção.

A dura prova é provar através de alegre persistência

o equívoco disso.

.

A perspectiva que se desenha é bastante distante daquele panorama divertido com que sua alma contava. Porém, nada disso deve servir para convencer-se de que as coisas continuarão nesse ritmo. Isso é temporário.

.

O que era para ser grande se transformou em pequeno e o desânimo parece natural perante uma condição dessas. Porém, coloque sua vontade em marcha para que esse estado de ânimo não se prolongue demais, pois as coisas mudarão.

.

Que suas palavras sejam doces, mas não desprovidas da necessária firmeza que comunique decisões cruciais. Essas decisões devem ser despidas de ressentimentos e embebidas na mais pura e boa das vontades.

.

A liberdade imaginada como resultado de mais recursos materiais ainda não aconteceu, a despeito de haver material em abundância. Como isso poderia acontecer? Nesse mistério reside uma resposta crucial.

.

Fazer com que sua vontade prevaleça significará arrumar briga com quase todo mundo. Porém, neste momento a delicada decisão de não se deixar levar pelo poder da maioria está em suas mãos, o que provoca solidão.

.

As decisões são livres e criativas, nunca se pode arvorar o argumento, aparentemente legítimo, de que algo se decide por força das circunstâncias. Assumir a responsabilidade sobre as decisões é o princípio da liberdade.

.

A pressão é enorme e certamente esse estado de coisas não facilita que as potencialidades maravilhosas encontrem forma de manifestar-se corretamente. Pelo contrário, faz com que o tempo passe e nada aconteça.

.

Será sábio conter-se e não forçar para que as coisas aconteçam de acordo com sua vontade. Porém, se a sua alma não souber manobrar devidamente perante as limitações e agir, procure consertar os erros provocados com isso.

.

As críticas são variadas e provêm de diversas fontes e sua alma está prestes a se convencer de ter errado em tudo. Porém, o certo é certo e sempre o será ainda que a maioria o torne inconveniente de tempos em tempos.

.

Fazer força demais para superar as limitações pode significar aprofundar-se ainda mais nessas. Talvez tenha chegado a hora de resistir passivamente enquanto aguarda um momento melhor para fazer valer sua vontade.

.

A resistência terá de ser substituída pela boa vontade de fazer o melhor perante as circunstâncias. Dessa vez nada acontecerá por si só, como sua alma imaginaria ser o melhor dos mundos e das perspectivas.

.

Pressione aqueles que pressionam você, mas não espere dessa medição de forças resultados que beneficiem qualquer uma das partes. O resultado será apenas a prolongação do impasse, porque esse é o verdadeiro objetivo.

.

Fonte: Quiroga..

Lua quarto minguante em Peixes, 24 de maio às 15h52, horário de Brasília.
• Período de influência: De 21 a 27 de maio de 2011.
• Dica: Faça concessões, mas cuide para que isso seja realmente justo e não apenas uma atitude para evitar que as necessárias lutas sejam terminadas sem que o objetivo principal tenha sido atingido. Você pode sentir cansaço e esgotamento emocional. Ante isso, descanse, divirta-se, mas não caia na tentação de evitar a continuação do que seria justo empreender. Tenha sempre em mente que o misterioso destino se compõe de necessidades e das atitudes que você venha a tomar para supri-las.

Anúncios

~ por arauto do futuro em maio 24, 2011 terça-feira.

Uma resposta to “DURAS PROVAS.”

  1. Ver a si mesmo e a realidade espiritual que nos circunda e influencia, tomar as rédeas de nossas vidas e nossas vontades pelo auto-conhecimento, entender o amor responsável e firme como o grande mantenedor da ordem universal que regula todos os seres. Qualquer coisa que fuja desse foco, é também obra do diabo, do ego humano, da intriga, do medo e da divisão.
    A humanidade está passando agora mesmo pelo fio da espada. Quem não conhece as próprias forças que abriga e dá manutenção, terá que conhecê-las, querendo ou não. Quem causa qualquer desarmonia
    (e causamos muitas), vai ter que perceber isso e reparar, sob o custo de sofrer muito, caso não o faça. Quem não encontrar seu lugar no mundo e em si mesmo, a despeito de suas melhores projeções, está mesmo lascado.
    O tempo é esse. Não perca seu foco.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s