O GOZO MAIOR.

O GOZO MAIOR.

Quem poderia criticar ou julgar severamente

a frenética busca de prazer e conforto de nossa humanidade?

Especialmente nos dias de hoje,

em que as perturbações da civilização decadente

produzem estresse minuto a minuto,

nossa humanidade de raciocínio simplório

só consegue enxergar refresco nos prazeres da carne

ou na aquisição de bens e objetos. Por que criticar?

Contudo, há disponível um gozo maior,

que transcende o conhecido, que vai além, inclusive,

da perspectiva de o prazer se tornar o contrário,

como normalmente acontece no dia seguinte

das satisfações carnais ou do endividamento

produzido pelas compras.

Na subjetividade,

que é onde nossa humanidade estabelece íntimos vínculos

com os seres que chamamos de espirituais,

está a fonte da Vida de nossas vidas,

a Glória de nossas almas.

.

A falta de sabedoria com que as pessoas tentam resolver seus problemas faz com que elas promovam contrariedades e as disseminem generosamente através dos relacionamentos. Neste momento essas pessoas precisam de compaixão.

.

Em vez de buscar estar no controle de tudo, situação impossível nas condições atuais do mundo, procure navegar com destreza se adaptando a tudo que acontecer, na medida dos acontecimentos. Adote mais ginga!

.

Dessa vez, em vez de esperar para ver o que vai acontecer tome você a liderança e dê os passos necessários para promover dinâmica. Quanto mais movimentada estiver a sua vida, melhor será a passagem por este momento.

.

Manter a cabeça no lugar quando todo o mundo a perde, isso é sinal de poder. Porém, que isso não sirva para sua alma se convencer de estar no controle de tudo porque essa seria uma condição impossível no momento atual.

.

É tudo uma questão de estratégia. Você não deve abrir mão dos princípios que sempre nortearam seus passos, mas no momento será sábio criar uma estratégia mediante a qual pareça que você faz concessões.

.

Quando chega a hora da conquista a alma se pergunta com quem irá compartilhar o momento. Sobrevém a solidão, que não é ruim em si mesma, porque atualiza a consciência de que a verdadeira vitória consiste em compartilhar.

.

Dependendo das circunstâncias, o ritmo tresloucado continuará e não há previsão de mudança. Nesse caso terá de ser você, aplicando força de vontade, a alma que assuma o comando e conduza tudo ao destino desejado.

.

Fazer o certo na atualidade pressupõe uma dose de sacrifício que em outros tempos teria sido impensável. Porém, as condições são complexas o suficiente para sua alma intuir que é necessário sacrificar-se.

.

Tome seu tempo, porque tudo que for administrado às pressas provocará problemas maiores ainda daqueles que você tentaria solucionar. A pressa é amiga da ansiedade, uma que você nunca deve usar de conselheira.

.

É necessário ter um pouco de malícia agora, porque a realidade se tornou complexa demais para a ingenuidade proteger sua alma. Porém, que sua alma fique atenta para não se contaminar irremediavelmente de malícia.

.

A verdadeira autoridade emana de dentro e se mostra na prática através das almas que reconhecem a melhor maneira de satisfazer as necessidades do momento. Todas as outras partem para a ignorância e demonstram autoritarismo.

.

Contentar-se não é o mesmo que se conformar com pouco. O contentamento é o equilíbrio que a alma dispõe para não se deixar carregar nas asas desproporcionais da cobiça, que inexoravelmente conduz à derrota.

.

.

Fonte: Quiroga..

.

Acompanhe Quiroga diretamente em seu blog  Boletins  Sincronia.

.

Lua quarto minguante em Touro, 21 de agosto às 18h54, horário de Brasília.
• Período de influência: De 18 a 24 de agosto de 2011.
• Dica: Nesta época de transformações radicais é infinitamente melhor ser um pobre humano mortal do que ocupar cargos importantes em corporações e governos. A situação está tão radical que não se poderia afirmar que alguém governe qualquer coisa que o valha. Enquanto isso, a vida cotidiana e simples oferece prazeres e delícias completamente vedadas às pessoas que outrora provocaram inveja pela importância com que se investiram.

.

Anúncios

~ por arauto do futuro em agosto 20, 2011 sábado.

Uma resposta to “O GOZO MAIOR.”

  1. Realmente, a “situação está tão radical que não se poderia afirmar que alguém governe qualquer coisa que o valha.”
    É isso mesmo. A turma está mais perdida que cego em tiroteio. Sempre estiveram. Mas agora percebem isso, e não sabem o que fazer. “Porque as velhas fórmulas não funcionam mais?” É o que se perguntam.

    Os “parâmetros” antigos, amigos da cobiça, da mamata, da expropriação e desvio do dinheiro público, da arrogância, da opressão e dos julgamentos tacanhos já eram. Mas a sobrevida disso tudo que há em nós ainda quer nos carregar pelos calcanhares, pouco antes de alçarmos vôo. Querem dizer: “não, não, você é nosso, não vê?” Você não tem outra alternativa, tá tudo dominado, as coisas sempre foram assim.” Turminha do caramba! Mentem até o fim, porque acham que são feitos disso.

    É duro pros enteados perderem esse grande contingente de escravos. Mas o Pai está vindo mesmo, e eu entendo isso que chamam de Pai como a Verdade, porque o universo é feito dessa substância mesma, e não há situação distorcida dentro Dela que possa durar para sempre.

    Às vezes, a gente recebe uns hinos pra orientar nessas situações. São as entidades e amigos espirituais, consciências que vêm trazer um pouco de si mesmas, e nos ajudar no meio da cegueira, e da batalha nas trevas de nossas consciências subjugadas e entravadas. Não cobram nada, não pedem nada. Só entendimento real e amplo das situações, e um compromisso com isso. É a saída da caixa, a saída da caverna, não somos morcegos. Platão que o diga.

    Vou firmar esse hino na internet, antes de firmar no salão. Isso costuma dar certo. A linguagem de hino é sempre muito simples, os intelectuais que me perdoem.

    Deus está aqui

    Precisa prestar atenção
    Porque Deus está aqui
    Trabalhando na matéria
    Pra não ver filho ruim

    Precisa prestar atenção
    Em quem faz o julgamento
    Pra não andar por aí
    Com o julgamento feito

    Julgamento na matéria
    é quem causa o esquecimento
    Ai meu Deus, que foi que eu fiz?
    Porque tanto sofrimento?

    E nem falo da justiça
    Dos que tem boa intenção
    Que encontrem o termo justo
    Para chamar de irmão

    É preciso compreender
    Perdoar e ter amor
    Que nós todos somos filhos
    E não é pra ter rancor

    Ignorância todos tem
    Eu também tenho a minha
    Também tenho o Santo Daime
    Para me botar na linha

    Ignorância na matéria
    Sempre traz o sofrimento
    Tem que trabalhar dobrado
    Com um serviço mal feito

    O meu Pai sempre me diz
    Que aqui tem um ser divino
    É preciso respeitar
    E amar esse menino

    Para compreender o hino
    é preciso ser humilde
    E não ficar projetando
    Sempre a mesma mesmice

    Chegamos no fim destes tempos
    Vem Nova Jerusalém
    Chegou a hora da verdade
    Para ver quem é que tem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s