A MUDANÇA DE FOCO.

A MUDANÇA DE FOCO.

Lua será Vazia das 14h36 até 15h49, horário de Brasília.

A graça infinita da Vida Una

que circula eternamente pelo Universo

está ao nosso alcance,

mas é um paradoxo,

é tão próxima e ao mesmo tempo tão distante sua conquista.

Por puro medo

e por ideações mesquinhas

nos encerramos em bolhas existenciais

nos separando artificialmente da graça infinita

de sermos parte ativa da natureza,

do sistema solar e do Universo.

Esta imposição de nossa ignorância

não é produto das circunstâncias,

é intencionalmente executada;

não nos faltam informações e conhecimento

para reverter essa brutalidade.

Na prática, é por sermos menos do que poderíamos ser

que produzimos miséria em vez das riquezas

que supostamente buscamos conquistar.

Quem toma a corajosa atitude de buscar a verdadeira riqueza,

que é integrar-se ao Infinito,

conquista todo o resto por agregado.

.

Existindo num mundo que não tem mais estrutura sólida, pois se desmancha dia a dia no ar tornando insustentável a vida dos seres humanos, é melhor aceitar a necessidade de se reinventar constantemente.

.

Uma vez que as palavras saem pela boca não podem mais ser recolhidas. As palavras são armas letais em muitos casos, pois com poucas palavras precipitadas impensadamente se pode arrasar a vida alheia.

.

Toda precipitação deve ser contida para você observar melhor o curso dos acontecimentos. Quando sua alma se sentir tentada a tomar decisões em cima da pinta, reflita e se convença de que nada seria tão urgente assim.

.

O valor das coisas não se mede através do mercado, mas pelo significado que essas terão para você. Esse significado está inscrito na intimidade subjetiva, é invisível, porém, mais real e valioso justamente por isso.

.

Descanse, você não precisa fazer esforço o tempo inteiro nem tampouco assumir que toda hora é propícia a objetivar seus anseios. Há momentos, como os de Lua Vazia, que só servem à despreocupação.

.

Seu mundo interior de sensações é, em geral, uma bússola eficiente e confiável, mas não sempre. Agora, por exemplo, é o momento em que se torna propício observar as sensações com um pouco mais de distanciamento.

.

Nem todas as pessoas são pouco confiáveis por ser essencialmente más. Você precisa dar um desconto e tratar as pessoas com mais compaixão; a indefinição de tudo cria desorientação até nas pessoas de boa índole.

.

Divertir-se é um direito legítimo, mas quando desempenhado na hora propícia. Utilizar o tempo consagrado a executar suas responsabilidades para exaurir sua energia seria um modo de corromper sua vida.

.

Tudo que parecia real e concreto se torna indefinido e de contornos difusos. Assim são as coisas, se acostume com isso porque assim são as coisas no mundo humano, todas as certezas serão sempre temporárias.

.

O enfado com que normalmente as pessoas tratam os assuntos menores da vida cotidiana não é condizente com a importância desses. Sem mínimo ritmo e harmonia no cotidiano todo outro grande projeto se desintegraria.

.

O peso das circunstâncias é enorme, mas mesmo assim você não deve se dobrar a esse, precisa continuar sustentando sua posição ainda que isso não lhe garanta popularidade. Não se importe com a simpatia, mas com a eficiência.

.

Crie uma distância sábia das pessoas no dia de hoje, pois o mundo anda produzindo muita desorientação e ansiedade e, certamente, essas condições se manifestarão através das pessoas. A distância preservará você.

.

.

Fonte: Quiroga..

.

Acompanhe Quiroga diretamente em seu blog  Boletins  Sincronia.

.

.

Anúncios

~ por arauto do futuro em setembro 1, 2011 quinta-feira.

2 Respostas to “A MUDANÇA DE FOCO.”

  1. Exatamente. O que têm que ser seu, será pelo poder da atração. Não há necessidade de ¨forçar a barra¨.

  2. A gente atrai o que realmente sinaliza no íntimo, teu sentimento revela.
    É verdade o que está sendo dito, mas ai da intenção!
    Porque se tu tenta agradar a divindade sendo bonzinho pra ter lucro, vai é levar peia.
    A graça só acompanha quem tem graça, e dá de graça. sem esperar recompensas no céu ou na terra. Dá porque tem pra dar, dá porque a gente é rio, não barragem, dá porque o outro precisa e a vida ensina que tudo é retorno e a roda gira mesmo. A gente dá aquilo que tem, se tem compaixão, se consegue enxergar-se nos sofrimentos e nas alegrias do outro, aí sim tem dádiva.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s