VENDER A ALMA AO DIABO.

VENDER A ALMA AO DIABO.

Ninguém em seu são juízo assumiria

que venderia a alma ao diabo

dependendo do preço que fosse estipulado.

Acontece que vender a alma ao diabo,

uma figuração mitológica

e por isso manifestação da mais real das realidades,

não consiste em negociar com o rabudo chifrudo em pessoa,

mas em resistir ou ceder às tentações cotidianas

mediante as quais você, como adulto,

provará ser capaz de defender os princípios

ou comprometê-los em troca de vantagens

e favorecimentos aparentemente justos e brilhantes,

mas que não resistiriam a uma análise

fria e impiedosa à luz da ética.

Através de cada pequeno ou grande instante

em que os princípios são corrompidos

um pouco mais de horror é agregado

ao nosso belo e assustado planeta;

o humano que não consegue

ou não quer perceber esta verdade

é insano e pratica insanidades.

.

Grande parte da urgência não será satisfeita com nenhum tipo de atitude, já que surgiu como resultado da procrastinação executada ao longo de muito tempo e não haveria como solucionar isso do dia para a noite.

.

Seus passos, atitudes e decisões desenharam o labirinto de circunstâncias em que sua alma se encontra presa na atualidade. Não será uma atitude rompante e violenta a que fará você superar a situação atual.

.

Em vez de suspender a atividade para ficar remoendo dilemas e questionamentos, deixe isso de lado e arregace as mangas para trabalhar, trabalhar e trabalhar um pouco mais ainda quando estiver com a alma cansada.

.

Melhor se conter para não correr o risco de dar murro em ponta de faca, uma metáfora que descreve fielmente o que aconteceria se você continuasse a tomar atitudes duras, pensando ser essas legítimas e eficientes.

.

A situação assusta, mas além do medo que essa provoca há também a necessidade de enfrentar a desintegração de um mundo que não serve para a sua evolução. É a oportunidade de se reinventar em outro patamar.

.

É hora de tomar a firme atitude que seja eficiente para defender o que você considerar necessário para sua satisfação e desenvolvimento, mas é hora também de questionar se você defende o lado certo da história.

.

O que você tiver para comunicar, faça-o através de seu exemplo. Iniciar discussões para demonstrar teoricamente sua posição seria penetrar num terreno árido de ambiguidades e relativizações infindáveis.

.

Assuma uma posição, defenda uma bandeira, abrace uma causa; sem uma atitude que defina de que lado você se encontra e em que direção seu coração se inclina, tudo o mais se verá perturbado e continuará confuso.

.

Avançar a qualquer custo para ver seus desejos realizados é algo completamente possível, você vencerá essa batalha. Porém, para isso você terá de empurrar para o futuro os efeitos colaterais, que não serão poucos.

.

Nunca será bom se precipitar a tomar atitudes que depois você perceberia causaram problemas maiores daqueles que se tentava resolver através dessas. Porém, há casos em que a situação parece ser inevitável.

.

Quanto mais brigam as pessoas, mais susto você leva. Porém, entenda que a hora não é de contemporização, seria insano colocar panos quentes em cima de uma situação que precisa ser resolvida para benefício de todos.

.

Há guerras justas e há também as injustas. As guerras justas se vencem com o coração e defendendo princípios universais. As guerras injustas são ganhas pelas pessoas insanas que não medem o mal que causam com isso.

.

.

Fonte: Quiroga.

.

Acompanhe Quiroga diretamente em seu blog  Boletins  Sincronia.

.

.

Anúncios

~ por arauto do futuro em setembro 30, 2011 sexta-feira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s