AS TAREFAS.

AS TAREFAS.

O tempo que você gastar com enfado e aborrecimento

porque não aprecia as tarefas que desempenha

será o tempo que cimentará sua relação com essas tarefas.

Com o tempo e pela força do hábito

se criarão grilhões subjetivos

e você se convencerá de a vida ser injusta

por não lhe brindar com a felicidade imaginada.

A única coisa injusta nessa dinâmica

é o pensamento de a vida ser injusta,

pois para ela tudo é necessário

e não faz distinção entre tarefas

que pareçam importantes e outras que sejam banais.

O trabalho braçal não é menos importante que o intelectual,

que por sua vez se gaba de superior,

mas não é mais valioso do que o artístico

e nem os três anteriores estão num patamar mais elevado

que o trabalho religioso.

Todas as tarefas e todas as pessoas

que as desempenham cumprem um papel

no somatório cósmico.

.

Os mais recônditos desejos, aqueles que por puro pudor você nunca confessaria a ninguém, andam fazendo pressão para manifestar-se. Essa pressão causa inquietação e pode eventualmente promover atitudes nada sensatas.

.

Encarar com enfado as tarefas inevitáveis seria a melhor maneira de ter de repeti-las depois, agregado a isso o peso que viria com a irritação. Melhor dedicar-se com afinco a resolver os problemas e seguir em frente.

.

Se você conseguir dominar seus impulsos, seus pensamentos e desejos, então será a melhor pessoa do mundo, ninguém poderá superar sua presença. Enquanto isso, continuará tendo delírios de poder e nada mais.

.

Nada de se precipitar na direção de seus palpites, o tempo atual é complexo e enganaria até as almas mais inteligentes e lúcidas. Por isso, melhor deixar passar um pouco de tempo e amadurecer melhor os desejos.

.

Pense que nem tudo que você deseja é realmente necessário e urgente. Por isso, em vez de se orientar, como normalmente faria, pela natureza dos desejos, dessa vez prefira agir de acordo com a necessidade.

.

Sua alma não está sendo excluída nem diminuída, mas momentaneamente terá de fazer o supremo esforço de conceder mais espaço aos dramas e sucessos das pessoas próximas. Agora elas têm maior relevância.

.

Cuide para se focar em apenas algumas dentre todas as possibilidades que se apresentaram. Evitar a dispersão será a forma mais árdua de lidar com a realidade, porém, a mais eficiente e produtiva de todas.

.

Celebrar é necessário, mas de uma forma que não coloque em risco o motivo da celebração. Ou seja, cuide para que sua reputação não esteja em perigo quando você for celebrar alguma conquista. Isso é fundamental.

.

A felicidade não pode depender de festividades de fim de ano, precisa ser um exercício constante e independente de datas comemorativas. Só assim você descobrirá a maneira de evitar a ansiedade generalizada.

.

As notícias são alarmantes, desenham perspectivas aparentemente impossíveis de superar, quanto mais de suportar. Porém, a vida é maior do que as notícias, a vida não se reduz a essas, brinda com graças e crescimento a todos.

.

A dureza de certos acontecimentos joga por terra o otimismo, mas não o anula, apenas o reconduz a um caminho mais realista. Há um otimismo piegas e ingênuo que deve ser substituído por outro, com mais fundamento.

.

Nunca haverá limites para a imaginação. Considerando que é dela que surge a vontade de progredir, então você deve perceber que independente de quanto você tiver progredido, sempre a alma buscará mais e mais.

.

Fonte: Quiroga.

.

Acompanhe Quiroga diretamente em seu blog  Boletins  Sincronia.

.

Anúncios

~ por arauto do futuro em novembro 29, 2011 terça-feira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s