NOSSA VERGONHA

NOSSA VERGONHA.

Quando nossa humanidade for capaz

de se empenhar na ética

com a mesma força com que satisfaz o apetite sexual

teremos conquistado a certeza de que o futuro

será provedor de bem-estar a todos.

Nossa humanidade, sendo capaz de grandes voos,

de experimentar sua origem divina

e de fazê-la valer na prática,

normalmente troca isso por mixaria,

prefere a autoindulgência, a preguiça

e o constante exercício de troca de fluidos sexuais.

Qualquer macaco pode fazer isso, sem desmerecer os símios.

É absolutamente legítimo obter e promover satisfação sexual,

mas que nossa humanidade faça disso seu principal objetivo e,

junto à sede de poder, não veja nada além,

eis nossa vergonha.

Somos, por enquanto, uma espécie destinada ao divino

que chafurda na lama.

.

Você não deve preocupar-se com a solidão, mas enxergar nela uma companhia das melhores, já que evita que você se lance a relacionamentos tolos que só trariam enfado em vez da buscada satisfação.

.

Nem tudo deve ser tratado como um desafio que você deva superar. Às vezes as limitações acontecem para que a alma compreenda a necessidade de recuar e se tranquilizar. Talvez este seja um desses momentos.

.

O aperto é generalizado e só não se torna escancarado porque as pessoas têm pudor de mostrar suas limitações. Porém, não seria sábio agir como se nada demais estivesse acontecendo no mundo. É preciso ser realista.

.

Todo ser humano é livre e por isso vemos muitas pessoas estragando a vida delas por pura, livre e espontânea vontade. Raras são as pessoas que usam o abençoado instrumento da liberdade para melhorar suas vidas.

.

O clima disperso é contrário ao que se requer de você neste momento. Por isso, o esforço terá de ser redobrado, pois cumprir seus deveres normais terá de contar com a dispersão que o ambiente e as pessoas produzam.

.

Ainda é possível fazer algumas manobras para não apenas chamar a atenção da pessoa que interessa a você como também ir além disso. Porém, será necessário insistir o tempo inteiro, porque as pessoas andam dispersas.

.

Muitas das coisas que acontecem atualmente não são produto do passado, são resultado da influência que o futuro exerce sobre o presente, preparando nossa humanidade para condições que ainda nos são desconhecidas.

.

Entre arriscar-se e recuar há uma infinidade de dilemas que são virtualmente impossíveis de resolver. Talvez isso aconteça apenas para isso, para desfrutar os dilemas, e não para que você se obrigue a decidir.

.

É completamente possível um ser humano pensar apenas o que tiver vontade de pensar. Porém, isso requer disciplina e treino e, por isso, o normal é que a mente de nossa humanidade seja um tropel de cavalos desbocados.

.

Respeite as limitações, este não é um momento em que seria propício fingir que essas não existem. Não apenas as limitações são reais como também representam uma tendência que o mundo experimentará no futuro.

.

Não deveria haver contradição entre deveres e prazeres, mas nossa civilização ainda não é evoluída o suficiente para educar as crianças a compreenderem a íntima associação desses, que aparentam ser opostos irreconciliáveis.

.

Deixe que o esforço que você fez no passado brinde com seus frutos inerentes. Isso não é o mesmo que ficar esperando passivamente, apenas acompanhar com interesse a manifestação de coincidências cheias de significado.

.

.

Fonte: Quiroga.

.

Acompanhe Quiroga diretamente em seu blog  Boletins  Sincronia.

.

Anúncios

~ por arauto do futuro em dezembro 17, 2011 sábado.

2 Respostas to “NOSSA VERGONHA”

  1. É verdade. A vida da esmagadora maioria é tão besta e sem perspectivas que só lhes resta trepar.

    Já que não dá para trocar experiências enriquecedoras (porque a experiência maior vivida por muitos é a dura labuta por migalhas), resta-lhes trocar os próprios fluídos e obter algum prazer.

    E o que não dizer da mídia, que enriquece promovendo baixarias e programas de mau gosto e má análise, que vão direto para as mentes e corações “bem preparados” pelo magnífico sistema educacional que possuímos?

    Todos os fatos possuem causas. É preciso desmascará-las, antes de analisar os fatos.

  2. Mas entendo também que o Quiroga está se referindo às muitas orgias, perpetuadas igualmente pelas inúmeras oportunidades, que nossa elites têm o privilégio de desfrutar, às custas da miséria financeira, moral e intelectual reinantes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s