A CIVILIZAÇÃO.

A CIVILIZAÇÃO.

Sempre que desejos ou interesses pessoais

entrarem em conflito com o que sabidamente

for inerente ao caminho da retidão,

não deve haver dúvida nem dilema,

se devem descartar tais desejos ou interesses pessoais.

Nesse momento a voz da autoindulgência

se elevará e argumentará com raciocínios sofisticados

o quanto a alma em questão seria merecedora

de um pouco mais para si,

em detrimento de continuar preservando

e sustentando princípios nobres e dignos.

Este é um momento íntimo de natureza crucial

que acontece sistematicamente com todos nós,

ninguém está livre disso

porque é aí que se resolve a tendência da própria civilização,

que é o somatório de como nós fazemos

para lidar com essa questão.

A civilização é uma entidade abstrata

vinculada a nossa intimidade.

.

A solidão não deve ser objeto de ansiedade, já que neste momento ela seria sua melhor companhia, a que evitará que você se envolva com alguém com a alma motivada pela mera ansiedade relacionada à solidão.

.

Observe, se tudo ficar muito difícil talvez tenha chegado a hora de renunciar aos desejos que com tanto ardor você queria realizar. Essa renuncia seria momentânea apenas, pois no futuro próximo a onda retornaria.

.

É preciso ser realista num momento como o atual, pois estender-se na ilusão otimista, que só vê panoramas ingênuos, seria perigoso, colocaria em risco a estabilidade e prosperidade futuras. Você não quer isso.

.

Você tem os recursos, você tem a vontade, tudo parece propício ao avanço. Porém, talvez as circunstâncias não sejam auspiciosas e a boa vontade não passe, por isso, de uma ingênua ilusão. Melhor deixar tudo para depois.

.

Será necessária bastante destreza para evitar o confronto. Por isso, tente se enrolar o menos possível com palavras que nada explicariam e tudo complicariam. O silêncio parece ser a melhor pedida.

.

Considere que muitas coisas andam acontecendo por aí e que essa tendência deve atrapalhar os compromissos, já que muitas pessoas terão de atender essas coisas que acontecem a despeito de ter se comprometido.

.

Deixe ir embora, agarrar-se ao que supostamente traria segurança e proteção não seria a melhor pedida da atualidade. Acontece que as coisas devem mudar substancialmente e em muito pouco tempo. Melhor preparar-se.

.

A formulação do desejo é incompatível com as circunstâncias, o que tornaria sábio que você renunciasse a esse ou que protelasse sua satisfação indefinidamente. Sua única inimiga, por isso, será a teimosia.

.

Estagnar em assuntos que não encontraram saída não seria sábio. Há outro panorama extenso de tarefas e afazeres que requerem sua atenção e que podem andar muito bem. Você só empacará se assim o desejar.

.

Um pouco mais de esforço que o habitual será necessário para garantir as mesmas coisas de sempre. É que o mundo anda produzindo limitações e constrangimentos que se disseminam com uma rapidez impressionante.

.

Tentar agradar não significa que sua alma será sempre bem sucedida nesse esforço. Há momentos em que as pessoas decidem permanecer no mau humor e nada as tirará desse, já que desejam permanecer assim.

.

Quando as pessoas empacam é melhor retirar-se e não discutir nada com elas. Afinal, empacaram porque o desejaram e só superarão essa condição quanto tiverem vontade. Seria desperdício de energia tentar convencê-las.

.

Fonte: Quiroga.

.

Acompanhe Quiroga diretamente em seu blog  Boletins  Sincronia.

.

Anúncios

~ por arauto do futuro em dezembro 18, 2011 domingo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s