O DEUS E DEUS.

O DEUS E DEUS.

A fé,

tal qual o apreço por determinados gostos ou cores,

não se discute, pois não admite críticas, é o que é.

Sobre essa afirmação é compreensível que nossa humanidade,

essa mesma que se gaba de racional

e que por isso questiona tudo, inclusive Deus,

não aceite que se censure o ritual cotidiano

que o mundo desempenha em torno do dinheiro.

Nos tempos modernos que vivemos,

o único Deus inquestionável de nossa humanidade racional

é o dinheiro,

todos elevam suas orações cotidianas a ele

e cumprem seus rituais sem questionamento algum,

transitando por seus templos sagrados,

os bancos e bolsas de valores.

Logo mais se comemorará a data de nascimento

daquele que veio em nome do Altíssimo

e que o único momento em que se enfureceu

com nossa humanidade

foi quando expulsou os banqueiros do templo.

.

Na dúvida, opte pela atitude mais generosa possível. Atuar como uma dádiva divina será sempre a melhor opção, independente das circunstâncias. A dádiva amorosa, a generosidade, essas atitudes sempre compensam.

.

Compartilhe o bem-estar que as pessoas próximas desfrutem atualmente, faça que esse seja seu também. Na prática, não poderia ser diferente, o que acontece com os semelhantes acontece com você também. Tudo interligado.

.

Coisas boas passam pela sua mente, mas talvez você se esqueça de que as pessoas não possuem o dom da telepatia e, por isso, essas coisas boas devem ser manifestas com clareza. Isso se você quiser compartilhá-las.

.

Só quando os pensamentos bons se transformam em boas ações a alma pode celebrar devidamente. Nas outras situações o erro básico continuará sendo cometido, o de tomar as idéias por obras consumadas. Isso é errado.

.

O provérbio é claro, nem tudo que brilha é valioso como ouro. Porém, a alma busca o brilho ainda que reconheça a ilusão. Neste momento será necessário usar a discriminação para não perder tempo com brilhos falsos.

.

Você não precisa de palavras grandiloquentes nem atitudes retumbantes para expressar sua satisfação. Faça isso da forma mais discreta possível, reconheça que a intensidade exagerada provoca desconfiança nas pessoas.

.

Dedique-se às necessárias tarefas com a maior boa vontade do universo, pois assim encontrará no meio delas algo mais interessante e brilhante. No meio das tarefas simples se encontra algo de grande valor.

.

O excesso de palavras atrapalhará e acabará não manifestando o que você pretende comunicar. Sua alma é boa com as palavras, mas em se tratando de sentimentos, nenhuma dessas poderia nunca transmitir devidamente a mensagem.

.

Tome boas atitudes, mas faça isso com a espontaneidade que só a falta de segundas intenções pode trazer. Se por acaso as boas atitudes forem calculadas para garantir resultados, melhor se abster delas, ou se frustrar.

.

De tanto fazer cálculos talvez o tempo passe e você acabe não levando à prática o que deseja. Em algum momento a razão terá de dar passagem ao impulso e, de forma destemida, se lançar à prática para ver no que dará.

.

Depois de meses intensos que geraram muito estresse não seria admirável que você produzisse algumas situações impulsivas, só para relaxar um pouco. Dessa vez, ao invés de cobrar de si boa postura, relaxe um pouco.

.

A generosidade é virtuosa, por isso não se deve contaminá-la com segundas intenções. Pratique a generosidade, mas só se for espontânea, desprovida da intenção oculta de receber algo em troca por ela.

.

Fonte: Quiroga.

.

Acompanhe Quiroga diretamente em seu blog  Boletins  Sincronia.

Anúncios

~ por arauto do futuro em dezembro 20, 2011 terça-feira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s