O FIM.

O FIM.

O tempo do prolongado domínio da corrupção

sempre existiu no ventre do tempo infinito do Altíssimo e,

por isso, está consumindo a si mesmo.

Os erros são sempre transitórios,

só que às vezes duram tanto que nossa humanidade

se acostuma com a realidade,

imaginando que realiza sua pretensão de ser maior

do que o Universo em que vive.

O tempo do prolongado domínio do erro

de criar um mundo corrupto e miserável está no fim,

mas o que parece uma catástrofe é na verdade o fim dela.

Catastrófico foi viver durante séculos

sob o domínio de uma perspectiva sórdida,

mediante a qual o livre trânsito pelo planeta

e usufruto de seus recursos foi limitado

em nome de acumulações indevidas.

Que isso chegue ao fim é motivo de celebração.

.

Tudo irá muito bem na mesma medida em que você conseguir agir com absoluta discrição. A falta dessa será também a medida dos problemas que serão gerados. Conter a língua será crucial num momento como este.

.

Entre explicar o que deve ser feito e arregaçar as mangas e fazê-lo, não tenha dúvida, prefira a segunda opção. Este não é um momento que comporte medidas teóricas, a necessidade precisa ser suprida com urgência.

.

Tudo que você quiser e muito mais ainda! Porém, se ficar esperando que as coisas aconteçam por si sós o resultado será o contrário, ou seja, nada do que você queria e menos ainda! Arregace as mangas.

.

Pareceria tolice conter os impulsos e deixar de aproveitar a situação. Porém, quando as consequências vierem você saberá que a tolice maior teria sido não conter os impulsos. Mantenha a mente funcionando.

.

Você não precisa virar o universo inteiro de ponta cabeça para realizar suas vontades. É só seguir o curso natural dos acontecimentos, sem precipitar-se e sem tentar acelerar o que de todo modo aconteceria.

.

A coisa não se limita a chegar lá, mas se estende a que no caminho de chegar lá você se reúna com as pessoas qualificadas, aquelas cuja companhia seja inspiradora e cheia de graça. Isso não é muito fácil.

.

Prefira continuar dando conta das tarefas, ainda não chegou a hora propícia para se dedicar a descansar sem nenhuma preocupação. Parecerá que é castigo ter de se dedicar às tarefas, mas não é. Só é necessário.

.

É provável que seus bons sentimentos encontrem dificuldade para se manifestar, ou provavelmente quando o fizer não será o momento adequado. Como resultado, vários constrangimentos e saias justas. Isso passa, porém.

.

Peça ajuda, mas só depois de ter feito todas as tentativas que estiverem ao seu alcance. Pedir ajuda antes disso significaria levar um sonoro não, já que parecerá que você pede ajuda por preguiça e não por necessidade.

.

As idéias são boas e há margem para colocá-las em andamento. Porém, há uma onda desorganizada que não quer ir embora e que resulta em demoras além da conta. No fim, as boas idéias devem continuar esperando.

.

A loucura alheia não deve contaminar você, mas isso não será fácil. Na prática, essa loucura virá maquiada de entusiasmo e boas intenções, mas se você analisar direito perceberá que não passa de loucura mesmo.

.

Há um caminho ordenado e lento para você conseguir o que deseja, mas há também disponível uma via impulsiva e caótica. Até agora não há definição de qual dos dois caminhos seja mais propício. Você escolhe.

.

Fonte: Quiroga.

.

Acompanhe Quiroga diretamente em seu blog  Boletins  Sincronia.

Anúncios

~ por arauto do futuro em dezembro 22, 2011 quinta-feira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s