O VERDADEIRO PROBLEMA.

O VERDADEIRO PROBLEMA.

Nossa humanidade não pode ser criticada

por não agir de acordo com as leis cósmicas

e realizar seu destino.

Gostemos ou não,

nossa história é um exemplo de concentração de propósitos

que anula os obstáculos e abre um canal

impelindo a si mesmos.

Se esses propósitos são elevados ou abjetos,

essa é outra questão.

É indiscutível, porém, que nós, humanos,

conhecemos as leis cósmicas e agimos de acordo.

Por isso, quando vêm os livros de autoajuda

a insistir sobre esse ponto e não informam nada além do óbvio,

fazem sucesso porque nossa humanidade reconhece a lei:

querer é poder,

quando o propósito se concentra através da vontade,

a realização é inexorável.

O verdadeiro problema é nossa humanidade

normalmente andar embotada e dispersa,

realizando menos do que seria capaz, ou realizando mal.

.

Quando as pessoas não querem, de nada vai adiantar você tentar colaborar com elas para tornar tudo mais fácil. É necessário aguçar a percepção para reconhecer quando agir e quando retirar-se de cena.

.

Neste momento as pessoas próximas não estão sintonizadas devidamente com seus anseios e, por isso, a situação fica tensa, em conflito. Porém, possivelmente algo interessante e criativo resultará desse conflito.

.

Você não precisa inventar subterfúgios para convencer as pessoas a seguirem seus passos ou facilitarem a satisfação de seus anseios. Siga em frente com determinação e sinceridade, nada será melhor do que isso.

.

O pavio curto é seu verdadeiro inimigo, o que provoca várias situações tensas que poderiam ser evitadas ou mesmo superadas com facilidade. O pavio curto é todo seu, não pode ser responsabilizado a outrem.

.

As idéias não têm dono, só o trabalho de realizá-las é que pode e deve ser reivindicado. Por isso, se você pensa ter uma boa idéia, não se precipite a registrá-la, mas a fazer o necessário esforço para realizá-la.

.

Às vezes as explicações complicam mais do que se você permanecesse em silêncio e nada dissesse. Quando as pessoas têm má vontade em relação a qualquer coisa, o melhor a fazer é retirar-se e deixá-las sozinhas.

.

Todo mundo está muito bem informado a respeito do que é necessário fazer, o assunto agora é colocar em prática o conhecimento. Só isso vai fazer com que as coisas andem definitivamente no rumo desejável.

.

Quanto mais você imaginar e menos fizer para realizar essa imaginação, maior será a frustração que acumulará ao longo do tempo. Tenha certeza, a conta dessa frustração será cobrada de forma inevitável.

.

O sentimento de familiaridade nem sempre é mais forte com as pessoas que supostamente deviam ser chamadas de familiares. Às vezes você encontra maior familiaridade em pessoas virtualmente desconhecidas.

.

As intenções são boas e a disposição não deixa nada a desejar, porém, na prática as coisas continuam sofrendo percalços e lá no fundo a alma começa a suspeitar que, talvez, seja hora de rever os planos. Talvez.

.

Em algum momento você terá de declarar abertamente o que deseja, pois só assim encontrará a devida oportunidade de realizá-lo. Vai se preparando para sair da toca, será necessário se expor além do imaginado.

.

O verdadeiro sinal que identifica uma pessoa próspera e evoluída é sua sincera e íntegra disposição para melhorar o mundo com sua presença. Pessoas prósperas que só pensam nelas são uma vergonha na civilização.

.

.

Fonte: Quiroga.

.

Acompanhe Quiroga diretamente em seu blog  Boletins  Sincronia.

.

Anúncios

~ por arauto do futuro em janeiro 2, 2012 segunda-feira.

Uma resposta to “O VERDADEIRO PROBLEMA.”

  1. Simplesmente porque não temos que melhorar este mundo ou ao próximo, somente a nós mesmos, e sempre sabemos o que precisa ser feito.

    Eis a herança divina: o livre-arbítrio, ou o contraste para que percebamos a diferença entre a sombra e a luz, que nada tem a ver com liberdade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s