AS DORES.

AS DORES.

Nós, humanos,

somos os seres em que o mais elevado espírito

e a mais densa matéria estão unidos

através da inteligência.

Temos, por isso, liberdade para transitar

de um oposto ao outro da realidade.

Nisso está implícito vivermos atormentados

com dilemas tão difíceis de resolver

que nos sentimos tentados a chutar o pau da barraca

o tempo inteiro.

Temos em nossas dores cotidianas,

subjetivas e objetivas,

a comprovação dessa tensão constante

entre o mais elevado espírito e a mais cega matéria.

Há, porém, um tipo de dor que deriva

de nossa resistência a aceitar

esses opostos que se complementam,

enquanto há outra dor que resulta da compreensão

da complexidade com que temos de lidar.

É desnecessário gastarmos tempo

provocando mais dor aos nossos semelhantes,

cada pessoa tem seu quinhão de dor para administrar.

.

Há momentos em que a boa vontade de ajudar precisa ser contida, já que as pessoas em questão não desejam ser ajudadas, elas ingressaram naquele caminho infame em que preferem se refestelar com a irritação.

.

Se todo mundo concordasse e não oferecesse oposição alguma aos seus anseios, então nunca nada diferente aconteceria tampouco. A criatividade requer uma dose de conflito, porém, sem que essa se torne uma guerra.

.

Concentrando-se nos propósitos e fazendo-os valer com integridade, você conseguirá mais das pessoas que precisam colaborar do que inventando subterfúgios que, depois, fariam com que elas se sentissem exploradas.

.

Em vez de tentar garantir o que considerar de seu merecimento, mude o ponto de vista e tente agir no sentido de você ser útil ao mundo, facilitando a vida de todas as pessoas próximas e das distantes também.

.

O dia se aproxima em que os direitos autorais sobre as idéias serão abolidos, já que se descobrirá que a mente é uma só e as idéias circulam, tendo algumas pessoas mais sensibilidade do que as outras para captá-las.

.

Saiba que é impossível fazer qualquer coisa para aliviar o peso de outras pessoas quando a alma delas se encontram tomada pela má vontade. Nesses casos é melhor retirar-se e deixá-las ruminando sozinhas.

.

Acredite nos ideais, esses são a verdadeira força que trouxe você até aqui e agora. Ainda que você tenha deixado esses ideais de lado em nome do pragmatismo, a partir de agora será melhor recolocá-los em cena.

.

É uma pena passar por este planeta e ter tantas oportunidades disponíveis e aproveitar tão poucas. É uma perda de tempo, de recursos e de vida mesmo! Para isso não acontecer a você, se lance ao mundo das experiências!

.

Sentir-se bem com a presença de alguém é o verdadeiro sentimento de familiaridade, o qual nem sempre se obtém por meio das pessoas que supostamente mereceriam ser chamadas de familiares. Viva com isso!

.

Forçar os acontecimentos para que tudo favoreça sua vontade seria algo assim como tentar enganar sua própria alma. Dito assim, parece que ninguém faria uma coisa dessas, mas na prática isso acontece a todo momento.

.

É necessário aceitar que as coisas sejam complicadas, pois no momento atual não poderiam ser diferentes. Acontece que o mundo está virado do avesso e em busca de uma orientação que, por enquanto, não é nada clara.

.

O poder espiritual é o oposto do mundano. Quanto mais poder mundano uma pessoa conquista, mais ela pretende que o mundo sirva a ela. Quanto mais poder espiritual se conquista, mais a pessoa pensa em servir ao mundo.

.

.

Fonte: Quiroga.

.

Acompanhe Quiroga diretamente em seu blog  Boletins  Sincronia.

.

Anúncios

~ por arauto do futuro em janeiro 3, 2012 terça-feira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s