ARAUTOS – NISE DA SILVEIRA

Arautos – Nise da Silveira

 Você já ouviu falar nesta Mulher?

Não? Mas vai ouvir falar em breve, por enquanto, deixamos um aperitivo

para aguçar o paladar da sua “curiosidade”,

beba na fonte CONTEMPORÂNEA da escritora Miriam Rezende,

um arauto que se dedica a escrever a história dessa mulher,

e onde a encontramos – ou será que fomos encontrados por ela? –

e compartilhamos com você leitor do blog, esse encontro

dedicando esta página a Nise da Silveira

que foi (e ainda é) um arauto, sim!

Da loucura!

Miriam, fique a vontade, essa página é sua, e claro, da Nise =)

“Nós todos caminhamos para uma diferenciação.

 A massa dos iguais é um verdadeiro muro,

e para não se amoldar a ela de novo é preciso lutar sempre.

Um dos terrores que nos assolam é a massificação da sensibilidade humana. “

– Nise da Silveira –

Saudações Nisenianas! – “E Paz na Terra a todos os seres”

Nise da Silveira, alagoana, eleita a mulher do século xx no Brasil, a primeira médica psiquiatra do país. Uma mulher que passou a vida inteira lutando contra o sistema. Nise tinha uma inquietação, ela se sentia inadequada, e agia como uma exceção a regra, até descobrir que a exceção é a regra. Foi presa com Olga Prestes e Graciliano Ramos pela ditadura getulista, e foi rejeitada pela sociedade, a rebelde, como gostava de ser chamada, desmistificou a loucura. Como? Foi morar dentro de um hospício e se recusou a apertar o botão de eletrochoque em um dos internos. Por este motivo, Nise foi rebaixada ao setor de faxina do hospital, a terapia ocupacional. Lá, Nise proibiu os esquizofrênicos de fazer atividades serviçais e os colocou para pintar, revolucionando a psiquiatria mundial e a forma de tratar os ditos loucos. “Trate os seres humanos como seres humanos”, existe bandeira mais contemporânea que essa?

Ela escreveu 13 livros e afirmava que a loucura não existe, foi condecorada pelo então presidente Jânio Quadros e foi premiada mundo afora. Nise trouxe Jung para o Brasil após fundar o Museu de Imagens do Inconsciente e a Casa das palmeiras. Desde o inicio de sua vida, Nise mostrou uma lucidez a toda prova, enxergando o lado bizarro da dita “normalidade”, e se mostrando uma mulher a frente de seu tempo. Tudo isso embalada nos braços de seu grande amor Mário, seu primo-irmão. Nise foi uma mulher apaixonada que enfrentou preconceitos, e com Mário viveu intensamente durante 60 anos.

Twitter: @NisedaSilveira
Museu: http://www.museuimagensdoinconsciente.org.br/
Casa das Palmeiras: http://casadaspalmeiras.blogspot.com.br/

“Para navegar contra a corrente

são necessárias condições raras;

espírito de aventura, coragem,

perseverança e paixão.”

Nise da Silveira

.

Anúncios

~ por arauto do futuro em maio 17, 2012 quinta-feira.

Uma resposta to “ARAUTOS – NISE DA SILVEIRA”

  1. Amei! Uma honra ter meu texto aqui no Arauto do Futuro. Eu e Nise agradecemos e nos sentimos honradas!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s