A IGNORÂNCIA

.

A ignorância

.

A ignorância humana

não é resultado de carência

de estudo, de alimentação ou

de recursos financeiros;

a ignorância humana é

resultado de excesso de

convencimentos e do enraizamento

de opiniões equivocadas, que

pela sua constante repetição

se transformam em meias verdades,

a outra metade sendo preenchida

pela preguiça de se aprofundar nos

temas e experiências. Pois bem,

ainda que essa ignorância tenha sido

exaltada e entronada no lugar

da sabedoria, um dia qualquer, infalível,

cada ser humano se vê obrigado a

se confrontar com a teimosa

e fiel imagem de si mesmo

no espelho de sua própria alma.

Nesse momento não haverá

argumentação ou justificativa,

apenas o silêncio gritante do

“si mesmo”, da eventual coragem

de viver a verdade que destaca

a constante covardia do

“deixar para lá”.

.

O susto inicial que dará verificar o tamanho do desafio que sua própria alma terá proposto, sem haver margem para recuo, logo será substituído pelo espírito entusiasta da aventura. Os resultados serão imprevisíveis.

.

Ainda que o caminho se torne mais complicado por ter de compartilhá-lo com outras pessoas, somente assim, por meio da congregação de forças, você conseguirá chegar aonde seria impossível contando apenas com os seus recursos.

.

Um dia virá em que a telepatia será uma prática constante e natural na espécie humana, mas ainda falta muito para isso, mesmo as pessoas telepáticas da atualidade confundem alhos com bugalhos. Compartilhe com gestos.

.

Normalmente, sua alma preferiria mostrar serviço e ser discreta, mas este é um momento especial, que pode ser aproveitado para fazer uma justa divulgação do seu empenho e esforço, chamando a atenção para isso.

.

Normalmente as conversas são estéreis, cheias de promessas vazias e vãs. Porém, esse não é o caso da atualidade, no qual as conversas normais podem eventualmente resultar em decisões concretas e em avanço.

.

Justifique seus atos somente quando for necessário, e observe que a necessidade apenas poderia advir de as pessoas requererem explicações de você. Por isso, não se ofenda com isso, faça apenas o necessário.

.

Demonstre seu conhecimento, você perceberá que seu desempenho é bom e que a insegurança fica toda oculta na vida interior, sem ninguém percebê-la. Amordace essa insegurança, no momento atual ela não tem nada a acrescentar.

.

Que se danem as circunstâncias, se não forem propícias aos seus intuitos! Quando você acordar com a alma com plena disposição de fazer o que lhe der na telha em nome do progresso, que razão haveria para evitar o impulso?

.

A generosidade atrai riqueza, mas também um monte de gente que pede ajuda sem realmente precisá-la. Por isso, à generosidade agregue uma pitadinha de bom senso. Assim as coisas acabarão acontecendo com mais sabedoria.

.

Há emoções que seria propício manifestar, e há outras que deveriam ser ocultas. Esse é um trabalho para o discernimento, uma faculdade mental que nossa humanidade deveria ter sempre em bom funcionamento.

.

A satisfação que resulta de uma obra realizada com perfeição não tem preço, é algo que nutre a alma com a certeza de ela ser capaz disso e de muito mais, a experiência alarga os horizontes e propõe desafios maiores.

.

Da conversa à prática há a distância da força de vontade, mas talvez a afirmação seja simplista demais para descrever tudo que está envolvido. Talvez a demora pareça inútil, mas o tempo sempre é tido como grande Mestre.

.

.

http://www.estadao.com.br/horoscopo/

http://www.facebook.com/astroquiroga

Anúncios

~ por arauto do futuro em outubro 9, 2012 terça-feira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s