INSANIDADE.

•fevereiro 22, 2012 quarta-feira • Deixe um comentário

INSANIDADE.

O excesso de pretensões combinado

a uma estranha sensação de o tempo ser curto

ou passar rápido demais

resulta num estado de nervos à flor da pele

que faz irromper verdadeiros ataques de insanidade,

até em pessoas que supostamente

deveriam ter aprendido a se controlar,

porque maduras e bem educadas.

Em parte isso é compreensível,

já faz muitos anos que nossa humanidade é submetida

à imposição autoritária da injustiça oficializada,

que não é mais uma eventualidade, mas constante.

Quanto tempo nossa humanidade

é obrigada a gastar provando sua inocência?

Mais vale ser culpado na civilização atual!

Já que seremos culpados de toda forma,

parece mais sensato fazermos o errado, então!

Não! Não é assim!

Se nos deixarmos contaminar com a insanidade

perderemos toda a proteção da Vida e aí sim,

estaremos sós!

.

Já que é para discutir, que pelo menos isso seja feito em nome de assuntos verdadeiramente importantes! Gastar saliva e energia nervosa em picuinhas seria, na prática, uma forma muito mesquinha de passar o tempo.

.

A vida é infinita e nós somos pequenos. Parta sempre dessa base toda vez que sua alma se sentir tentada a buscar formas de permanecer em segurança. Isso seria impossível, a vida infinita não pode ser medida nem contida.

.

Quando surgirem essas circunstâncias feitas pessoas perante as quais parece justo se irritar, tente lembrar que isso seria perda de tempo e de preciosos recursos que teriam de continuar consagrados ao plano original.

.

Seria fácil, não fosse complicado. É que as coisas que as pessoas fazem normalmente e que poderiam passar despercebidas e minimizadas, neste momento batem fundo na alma e evocam reações que complicam tudo.

.

Normalmente as palavras voariam de um lado a outro sem grande impacto, pois as pessoas não percebem o significado. Porém, em dias como hoje as coisas não seriam assim. Melhor não fazer piadas de mau gosto.

.

O tom aumenta e será necessária destreza para conduzir o ânimo a um objetivo nobre e benéfico, pois a maioria andará para o outro lado. Porém, sua alma pode ser mais do que as circunstâncias, pode marcar o ritmo.

.

Evite o quanto puder forçar as coisas para que se ajustem aos seus planos, pois isso significaria passar por cima do planejamento que as outras pessoas fizerem. Isso, com certeza, daria bastante briga.

.

Tenha um objetivo não apenas em mente, mas na ponta dos dedos também, de modo que a potente energia vital que circula à solta pelo Universo encontre um canal eficiente e produtivo para ser canalizada. Melhor assim.

.

Todo empreendimento precisa de muito mais tempo de planejamento do que de execução, pois se o planejamento for meticuloso os resultados serão colhidos mais rapidamente e de forma segura. Planeje, só isso.

.

As acusações de egoísmo provém de pessoas que também são egoístas, pois não há ser humano algum entre o céu e a terra que possa falar de si como tendo superado esse vício. Gabar-se disso seria uma prova de egoísmo.

.

Neste momento não seria bom se expor demais, melhor seria fazer apenas o estritamente necessário e retornar o quanto antes ao lugar onde sua alma se sinta segura, distanciada das pessoas que cobrariam o que não poderia ser feito.

.

Muito mal-estar e discórdia podem ser evitados se você preservar algumas informações em segredo. Isso não provocará mal algum e, pelo contrário, evitará que os desentendimentos se transformem em discórdias crônicas.

.

.

Fonte: Quiroga.

.

Acompanhe Quiroga diretamente em seu blog  Boletins  Sincronia.

.

.

O ARTIFÍCIO DOLORIDO.

•fevereiro 21, 2012 terça-feira • Deixe um comentário

O ARTIFÍCIO DOLORIDO.

Aquilo que nossa humanidade disser

determina seu destino, pois,

como poderia haver separação entre a teoria e a prática?

Não há paradoxo, não há contradição nenhuma,

há apenas um artifício que dá muito trabalho sustentar,

a ilusão de que a Vida é uma em seu aspecto subjetivo

e outra diferente no mundo objetivo.

Esse artifício dá tanto trabalho sustentar

que produz inúmeras dores e sofrimentos.

Porém, como é auto-imposto

não virá nunca nenhuma força cósmica feita divindade

a salvar nossa humanidade,

nós criamos esse artifício e nós teremos de destruí-lo

para salvar a nós mesmos.

A lei áurea de todas as religiões

que manda tratar os semelhantes como a nós mesmos

não é um mandamento ético,

é a descrição fiel de como as coisas são no Universo:

não há separação nem diferença entre os seres vivos.

.

Quanto mais as circunstâncias pareçam pedir impulsividade e precipitação de sua parte, mais você deve questionar isso e, pelo contrário, se conter. O tempo não é inimigo, pelo contrário, ajuda a você se aprimorar.

.

Buscar segurança de forma constante é uma forma de perder recursos preciosos que poderiam ser destinados a empreender novas aventuras. Nada é seguro entre o céu e a terra, a vida é infinita e nós somos pequenos.

.

As circunstâncias são fortes o suficiente para eclipsar a verdadeira vontade. Por isso é necessário se esforçar mais que de costume para preservar as coisas funcionando na rota inicialmente traçada.

.

As pessoas não andam mais irritantes que de costume, é sua alma que anda mais sensível e impressionável, o que a deixa com o pavio curto, prestes a explodir por qualquer picuinha. Assim tudo vai direto para a briga!

.

Pequenos, muito pequenos assuntos tomam formas e dimensões maiores porque as pessoas assim o desejam. Fica parecendo que elas gostam de se meter em situações difíceis quando tudo poderia ser tranquilo.

.

As pessoas não se entendem porque não o desejam, pois se fizessem desde o início o esforço para dialogarem e trocarem idéias, aí o resultado das discussões seria outro completamente diferente. Mas, quem quer isso?

.

Procure saber com mínima antecipação se os planos que você formulou estão em sintonia com os planos que as outras pessoas também formulam, pois a tendência é que nos próximos dias haja discordância e separatividade.

.

É tudo em excesso, mas não porque é Carnaval, não! É tudo em excesso porque a energia vital circula com mais força que o habitual, tornando difícil que as pessoas consigam conviver em paz e tranquilidade.

.

O poder benéfico das adversidades consiste em fazer soar o alarme para você reorientar seus passos e tomar decisões mais eficientes. Ninguém gosta de adversidades, mas elas podem ser muito bem aproveitadas.

.

As reclamações são as mesmas de sempre, mas talvez haja uma novidade, que é uma melhor disposição da parte de sua alma para ouvi-las e, quem sabe? Quiçá tudo seja diferente dessa vez! Nada, porém, acontece por si só.

.

A indecisão é normalmente criticada, mas em muitos casos, como agora, ela representa uma sábia atitude que serve para tornar o tempo um aliado forte, pois evita que se tomem decisões precipitadas que só complicariam a cena.

.

Nem tudo pode ser compartilhado, mesmo com as pessoas mais próximas e íntimas há segredos que precisam ser mantidos, pois são informações que não seriam compreendidas e por isso provocariam mal-estar e discórdia.

.

.

Fonte: Quiroga.

.

Acompanhe Quiroga diretamente em seu blog  Boletins  Sincronia.

.

.

O EXÍLIO.

•fevereiro 20, 2012 segunda-feira • Deixe um comentário

O EXÍLIO.

Nossa humanidade se acostumou a buscar fora e longe

a prosperidade

que jorra graciosa do fundo do coração,

traçando uma linha que separa a vida espiritual da vida cotidiana.

É assim que nossa humanidade vive o exílio auto-imposto,

pois ninguém a obriga a permanecer

nesse estado dolorido de viver infinitamente menos

do que seu verdadeiro destino.

Quando se tenta diferenciar o que é espiritual e o que não é,

o caminho da Vida deixa de existir,

pois, que diferença faz a Vida?

Ela é eterna, graciosa e cheia de intensidade espiritual

em todos os aspectos, no mundano e no sublime,

que achamos ser privilégio exclusivo do espírito

enquanto ao mundano atribuímos as coisas do demônio.

A única tarefa demoníaca é essa divisão artificial

mediante a qual nossa humanidade se exila

da própria Vida total e infinita.

.

Ainda que as circunstâncias pareçam aconselhar a precipitação, trabalhe mentalmente com a certeza de que essa não seria a melhor maneira de lidar com a realidade. Conter-se e agir com tranquilidade, isso sim.

.

Todo dia se pode comprovar com facilidade que não há nada parecido com uma vida segura entre o céu e a terra. Porém, em vez de isso se transformar em fonte de temor constante, deve servir para acrescentar liberdade.

.

Aquilo que irritar você não precisa ser tratado com irritação, mas com condescendência. Pense que há muita coisa mais importante para fazer do que se deixar levar pelo impulso irritado, que faria perder um precioso tempo.

.

Procure não se importar demais com as estripulias que as pessoas façam ao seu redor. Você não precisa entrar no clima de Carnaval, mas tampouco precisa abaixar a bola daqueles que querem ir além dos limites.

.

São comuns os casos em que as pessoas parecem se desentender, mas quem observa a cena de forma distanciada percebe que elas falam a mesma coisa, e ainda assim não conseguem se entender. Por quê?

.

Já que os ânimos andam quentes, quase fervendo, valerá a pena escolher temas elevados para discutir, pois dessa forma pelo menos haverá elevação do intelecto e não mera irritação que traga à superfície o pior.

.

Você tem seus planos, mas as outras pessoas também têm os planos delas. Se houver coerência e sintonia, então tudo correrá facilmente e promoverá bem-estar a todos. Porém, e se os planos forem desencontrados?

.

Seria melhor se esses dias fossem de trabalho e produtividade, pois a energia vital que circula poderia ser canalizada devidamente através das tarefas, sendo excessiva para o divertimento. Excesso por excesso, é Carnaval!

.

A construção de uma realidade melhor na qual você viver e prosperar não pode ser pretendida em pouco tempo. É necessário se esforçar ao longo dos anos e nunca desistir, nem sequer quando tudo pareça contra você.

.

Se a satisfação de suas vontades particulares custar o sacrifício do bem-estar das pessoas próximas ou mesmo distantes, então será sábio você rever a necessidade de impô-las. O bem do grupo deve vir em primeiro lugar.

.

Apesar de que não pareça possível suportar o que acontece sem reagir devidamente, ainda melhor será deixar passar um pouco mais de tempo. Isso não será covardia nem nada parecido, mas a melhor estratégia possível.

.

A realidade mais real não consiste nas falas ou nos gestos, mas nos pensamentos e sentimentos mais íntimos que sua alma desenvolver, tanto que raras pessoas os conheceriam. Será, afinal, que alguém conhece você?

.

.

Fonte: Quiroga.

.

Acompanhe Quiroga diretamente em seu blog  Boletins  Sincronia.

.

.

SOL INGRESSA EM PEIXES.

•fevereiro 19, 2012 domingo • Deixe um comentário

SOL INGRESSA EM PEIXES.

Quanto mais profunda seja a meditação sincera

que um ser humano fizer

a respeito da Vida de sua vida,

mais ele ou ela encontrará o fio de meada

que integra sua existência ao inteiro Universo.

Se essa meditação for sustentada cotidianamente,

ao longo do tempo esse ser humano crescerá

e se tornará maior do que si mesmo.

Para crescer assim descobrirá que é imprescindível

sacrificar sua pequena e frágil individualidade,

sobrecarregada com o convencimento de que sua presença

não tinha vínculo nenhum com nada nem ninguém,

era uma ilha isolada no infinito.

Diferente do imaginado, esse sacrifício não terá sido doloroso,

mas pleno de alegria,

baseado no enriquecimento do ser

e não no empobrecimento fantasiado

por abandonar o excesso de individualidade.

Este é um caminho que todos trilharemos.

.

As preocupações precisam ser deixadas de lado, desvalorizadas sumariamente. Você comprovará que as coincidências tendem a arrumar as coisas de uma forma simples que anteriormente era impossível imaginar que fosse possível.

.

As sensações são estranhas, mas podem informar a respeito de assuntos obscuros com maior clareza do que quaisquer raciocínios que você desenvolveria com muita dificuldade. Experimente se guiar com as sensações.

.

Você pode tomar atitudes que pareçam estranhas aos olhos das pessoas próximas, você pode assumir que esse seja seu direito. Melhor tomar as atitudes estranhas sem necessidade de explicar nada a ninguém. Melhor.

.

A independência é uma fantasia. Tudo no Universo é interdependente e não poderia ser diferente com a espécie humana, na qual essa interdependência toma a forma dos relacionamentos. Melhor aceitar essa verdade.

.

O conhecimento liberta. É bom você se interessar por um assunto e tratá-lo com dignidade, pesquisando seriamente e se dedicando a ler sobre esse. A leitura, principalmente ela, é a forma excelente de conhecer.

.

Embarque na viagem do conhecimento para ampliar os horizontes do seu entendimento a respeito da vida, das pessoas e principalmente dos relacionamentos sociais. É necessário alargar esses horizontes, a felicidade depende disso.

.

É propício honrar o passado também. Sua alma vive em função das novidades e de tudo que ainda não tenha sido experimentado. Porém, é imprescindível honrar os acontecimentos passados com as pessoas que os representam.

.

As coincidências fortuitas tendem a dar um bom impulso aos assuntos de trabalho. Porém, entenda que o impulso é só a primeira parte da história, depois você terá de sustentar o que o impulso deu início.

.

As melhores idéias são aquelas que não resultam de complicados raciocínios pragmáticos, mas as que chegam de forma surpreendente e em muitos casos provindas de coincidências estranhas. Comprove.

.

Os encontros casuais não são desprovidos de significado. Pelo contrário, são tão surpreendentes que a alma atualiza a consciência da suspeita de haver um plano inteligente em marcha que manifesta o Universo inteiro.

.

Poucas e boas coisas. A partir de hoje escolha poucas e boas pessoas para desenvolver os melhores relacionamentos possíveis. Escolha também poucos e bons alimentos para se nutrir diariamente e preservar a saúde.

.

Uma grande parte da realidade passará a adotar contornos tão profundos que, talvez, sua alma leve alguns anos para compreender tudo que está envolvido nessa. Tenha fé, porém, de que tudo acontece em nome do melhor.

.

Fonte: Quiroga.

.

Acompanhe Quiroga diretamente em seu blog  Boletins  Sincronia.

.

.

O MAIOR E O MENOR.

•fevereiro 18, 2012 sábado • Deixe um comentário

O MAIOR E O MENOR.

Um relacionamento é maior

do que a mera soma de dois indivíduos humanos.

A mesma equação serve e se potencializa

quando se pensa que um país, ou a civilização como um todo,

seja maior do que a mera soma dos cidadãos

ou dos seres humanos.

Não é difícil entender e aceitar que isso seja assim,

porém, a educação que recebemos não nos prepara

para ser maiores do que nós mesmos

ao participarmos ativamente de conjuntos maiores

e mais sofisticados de experiência.

Pelo contrário, somos educados

a nos encerrarmos numa bolha existencial individualista

e abominar os semelhantes,

tratando-os como estorvos

de nosso caminho de conquistas individuais.

As religiões eram o último refúgio

onde a educação para sermos maiores do que nós mesmos

poderia ter sido encontrada,

mas nem elas servem mais a esse propósito.

.

Ainda que seu interior seja um oceano de emoções desencontradas, e talvez justamente por essa razão, seja firme e pense o mais objetivamente possível. A objetividade será seu porto seguro, seu salva-vidas.

.

Tenha certeza que toda tentativa de desmerecer o valor alheio terá por fundo um tolo apego ao próprio autodesmerecimento. Quando as pessoas valorizam a si mesmas nunca perdem tempo falando mal das outras.

.

O exemplo é a melhor maneira de explicar como se faz algo bem. As pessoas tendem a desvalorizar as palavras, não intencionalmente, mas a tendência é darem o dito pelo feito e não se sentirem motivadas a entrar em ação.

.

Relacionar-se é uma arte que requer atenção constante e sacrifício também, principalmente o de ir além do desejo de independência, constatando na prática que essa só atrapalha e empobrece.

.

Faça sua vontade, mas tenha a delicadeza de conversar com as pessoas antes de executá-la, pois há a probabilidade de haver expectativas de outros rumos, sugeridos por você antes de mudar de perspectiva.

.

Todas as pessoas têm lados bons e ruins em si mesmas e se você quiser realmente conhecê-las terá de aceitar isso, evitando julgá-las por suas virtudes ou vícios ao perceber que todas são entidades complexas.

.

Prosperar é como fazer manteiga, você deve bater o leite com persistência ainda que durante muito tempo não seja possível ver qualquer avanço. Todo avanço é oculto, porém, acontece. Os resultados surgem de repente.

.

Nada fazer é indigno, é melhor que as realizações sejam imperfeitas do que nulas. Por isso, mesmo que não tenha certeza sobre o que deve ser feito, melhor fazer algo, ainda que correndo o risco de errar.

.

Ainda que relacionar-se seja o exercício mais complicado do destino humano, sem esse nada demais aconteceria. Por isso, agora que sua alma busca maior prosperidade é propício aceitar essa complexidade e lidar com ela.

.

Nada será tão fácil quanto foi em outras épocas, mas isso não quer dizer que tudo será um parto difícil. Haverá momentos de leveza misturados àqueles que o conturbado mundo da atualidade distribuir a todos os humanos.

.

Por ser muito o que está envolvido, é propício se deter em todos os detalhes que seriam normalmente deixados de lado quando há muita emoção em jogo. Sinta toda essa emoção, mas cuide de todos os detalhes também.

.

O verdadeiro valor das pessoas não se mede em dinheiro, mas em sentimentos. As pessoas verdadeiramente valiosas são as que cultivam sentimentos brilhantes e irradiam essa influência, contagiando todas as outras.

.

.

Fonte: Quiroga.

.

Acompanhe Quiroga diretamente em seu blog  Boletins  Sincronia.

.

.

O MUNDO E O PLANETA.

•fevereiro 17, 2012 sexta-feira • Deixe um comentário

O MUNDO E O PLANETA.

Aos que esperam ansiosos pelo fim do mundo

tenho só uma coisa a dizer: o mundo já acabou!

Porém, tenho ainda mais uma coisa a dizer:

não se deve confundir mundo com planeta.

Enquanto o planeta é o conjunto de forças naturais

que se expressam através do corpo unificado desse

e de todos os reinos que compõem sua diversidade e beleza,

o mundo é apenas um invento humano.

O grande valor de nossa espécie é este dom de inventar;

se o fazemos para o bem ou para o mal

não está em discussão aqui, apenas observemos que, sim,

tudo que há neste planeta e que não proveio da natureza,

fomos nós que inventamos.

Este é o mundo.

Acontece que o mundo que inventamos caducou e não é mais,

nos encontrando agora em plena gestação de outro.

Este é o foco principal e mais valioso

de todas as atividades da atualidade.

.

Um dia você compreenderá que por trás das situações que você preferiria nunca terem acontecido esteve sempre a mão amiga do destino, tentando conduzir sua alma a um caminho mais seguro e protegido.

.

As pessoas com elevada autoestima tratam bem seus semelhantes, diferente daquelas que se desmerecem intimamente; elas, além de sofrer com o autodesmerecimento tendem a desmerecer também o esforço alheio. Sempre.

.

Há impulsos que precisam ser seguidos, especialmente se surgirem iluminados pela boa vontade de minimizar um conflito, mesmo que esse não lhe diga respeito diretamente. Há algo de sagrado num impulso assim.

.

Veja, a educação que todos recebemos enfatizou a independência e nos tirou do caminho virtuoso da dependência mutua que se processa em todo relacionamento. Por isso, não veja com maus olhos a atual perda de independência.

.

Em alguns momentos da vida a alma pode ficar paralisada pelo excesso de oportunidades, pois a ansiedade terá feito das suas e provocado um colapso emocional, cheio de bom astral, mas de resultados pífios.

.

Confiar na alma humana é importante, pois isso facilita conhecer melhor o lado virtuoso das pessoas. Se você vive desconfiando de cada pessoa que aparecer, assim só privilegiaria conhecer o lado viciado dela.

.

Fazer ordem é mais chato do que bagunçar a vida cavalgando nos ímpetos intelectuais e passionais. Porém, nada haveria para bagunçar se de vez em quando você não colocasse ordem. Agora é hora de organizar.

.

Sentir mais do que se pode fazer é um desequilíbrio que custa caro, especialmente no sentido de frustrar a expectativa de prosperidade. Os momentos de intenso sentimento precisam se transformar em energia ativa.

.

As complicações vêm na forma de pessoas. Em primeiro lugar, porque todas as pessoas são complicadas. Em segundo e mais importante lugar, porque quando as pessoas se relacionam novas complicações surgem entre elas.

.

Veja, é importante andar com cautela, porém, é mais importante ainda que a cautela não se transforme em ansiedade e que essa venha a socavar a confiança que sua alma precisa depositar no infalível processo de crescimento.

.

Persista com firmeza, mantenha tudo em ordem. A maior parte do tempo a tendência será de as coisas bagunçarem, pois há muita intensidade envolvida nos acontecimentos. Porém, seja firme, mantenha tudo em ordem.

.

Trabalhe, faça tudo que seja necessário, mas não deixe de atender devidamente a circulação de sentimentos profundos que é invisível, mas não menos real. É nesse mundo invisível que você encontra seu valor.

.

.

Fonte: Quiroga.

.

Acompanhe Quiroga diretamente em seu blog  Boletins  Sincronia.

.

.

OS DOIS DESTINOS.

•fevereiro 16, 2012 quinta-feira • Deixe um comentário

OS DOIS DESTINOS.

Todo grupo de pessoas

pode estabelecer regras e decretar leis,

o que é uma prática comum,

mas se essas não forem fiel reflexo de como as coisas são

e funcionam pela sua própria e inerente natureza e impulso,

se criam dois destinos infalíveis.

O primeiro é o de que a manutenção das leis e regras

requererá imenso esforço e atitude impositiva,

nunca protegendo verdadeiramente

aos que nelas buscam abrigo,

mas obrigando a se executarem atos violentos

para que o que não é respeitável pela sua própria natureza

seja pelo menos temido.

O segundo destino infalível

é que o tempo será o implacável inimigo dessas regras e leis,

pois o corpo dessas não existirá pela sua própria força,

será artificial.

Assim é nossa civilização como um todo,

sua vigência está acabando

e vive-se hoje em dia um tempo muito peculiar.

.

A rosa é bela, mas tem espinhos, porém, isso não a torna menos bela, pelo contrário, lhe dá um toque trágico que bem administrado e compreendido pode lhe agregar mais beleza ainda, se isso fosse possível.

.

Trate bem as pessoas quando estiver subindo para não sofrer vexame quando estiver descendo. A vida é cheia de altos e baixos e você nunca saberá antecipadamente que pessoa será necessária. Melhor tratar bem todo mundo.

.

Meter-se a arbitrar conflitos é sinônimo de se encrencar, porque dificilmente sua alma se livraria de ser identificada como parte integrante desse. Vai sobrar para você, mas o que importa? O impulso deve ser seguido.

.

Tudo seria mais fácil se você pudesse fazer como normalmente faria, ser independente e não pedir ajuda a ninguém. Porém, sua alma se encontra na armadilha virtuosa dos relacionamentos, a dependência mutua.

.

Certamente, é mais difícil administrar a perspectiva de ter em mãos várias oportunidades de satisfação do que somente algumas. A ansiedade pode fazer sua alma entrar em colapso emocional e ficar paralisada.

.

Conhecer as pessoas não precisa ser um exercício pessimista, como se toda vez que um véu se descobrisse só coisa ruim fosse aparecer. Pelo contrário, inúmeras pessoas escondem suas virtudes por puro pudor também.

.

O momento não podia ser melhor, organize tudo com extrema meticulosidade, pois da ordem que estabelecer agora dependerão os resultados futuros, especialmente dos assuntos nos quais você deposita muita expectativa.

.

Transformar o caudal de emoções subjetivas em realizações objetivas faria de você a pessoa mais rica do planeta. Você tem toda a eternidade para aprender a fazer isso, cada momento de prosperidade será a prova disso.

.

Tudo que você imagina que poderia ser feito em nome da prosperidade não representa um caminho solitário, mas dependente de alianças e parcerias. Isso é bom, ainda que na prática seja muito mais complicado.

.

Haverá crescimento, haverá expansão, haverá prosperidade, por que as dúvidas e incertezas? Se o panorama é complexo é porque retrata fielmente a realidade, mas não por isso define o objetivo verdadeiro.

.

Quanto maior for a intensidade envolvida em tudo que acontecer, mais firme sua alma deverá ser em colocar tudo em ordem. O tempo inteiro essa ordem parecerá à beira de se perder, mas a persistência dobrará a tendência.

.

Muitos assuntos objetivos capturam a atenção, mas, enquanto isso, o que sua alma realmente valoriza e dá importância acontece nesse mundo invisível que chamamos de subjetividade. Compartilhar esse mundo é a questão!

.

.

Fonte: Quiroga.

.

Acompanhe Quiroga diretamente em seu blog  Boletins  Sincronia.

.

.