A MELHOR POSSIBILIDADE DE DESENVOLVIMENTO.

•setembro 10, 2009 quinta-feira • Deixe um comentário

Refletindo sobre os acontecimentos recentes percebemos que é quase incrível como as pessoas tem uma tendência a pesquisar sobre os fenômenos climáticos catastróficos, o número de visitas duplica, os termos de pesquisa não diferem, todos sedentos por saber, lamentável é que este saber que todos almejam seja limitado, não é sabedoria em si,  ou busca por conhecimento, muito menos consciência, mas um desejo angustiante para conceituar, interpretar o que o ‘tempo’ diz,  “o céu fala a gente escuta” poderia ser o slogam de um instituto de metereologia, parece que escuta, mas não entende…

Por outro lado, inúmeros artigos contidos neste espaço permanecem sem visita, geralmente os que nos convidam a compreender o que os ‘céus’ estão dizendo nestes ‘tempos’,  mas que não estará nas primeiras páginas de nenhum jornal, ou dentro , nem notinha de rodapé.

De toda maneira , isso tudo trará novamente a tona a lembrança que uma “hipótese 2012” já pode estar começando a mandar seus sinais,  e desde 2008 com imponência, o que nos leva a pensar uma melhor possibilidade de desenvolvimento, que inclua sistemas e valores que não estamos habituados, mas que existem e fará com que saíamos deste torpor hipnótico que nossa sociedade, como um todo, está submersa.

Equipe Arauto do Futuro

A MELHOR POSSIBILIDADE DE

DESENVOLVIMENTO.


Enquanto isso, aqui na Terra a coordenação dos afazeres humanos com as esferas superiores outorga a melhor possibilidade de desenvolvimento. Porém, esta coordenação não pode ser acessada enquanto se finge que os mundos visível e invisível não têm nenhuma conexão, inclusive preferindo-se afirmar que seria melhor esquecer logo essa patranha de espiritualidade, já que há tantas coisas mais importantes para se atender. Assim vai nossa humanidade amarrando e limitando seu desenvolvimento, produzindo a escalada do crime, da desagregação familiar, da descrença da juventude e a perigosa tendência a equilibrar tudo isso com perversões. Lá, onde nossa humanidade cética pensa que não há nada se entoam os hinos à Mãe do Mundo.

.

As pessoas andam nervosas e não conseguem enxergar um palmo além do seu nervosismo e, por isso, cometem abusos de forma inadvertida, como o de pretender arrancar à força o que lhes é oferecido espontaneamente.

Fonte: Quiroga

09/09/09 – Capas dos Jornais

•setembro 9, 2009 quarta-feira • 3 Comentários

Capas dos jornais de hoje

do Brasil e Argentina

Fonte: blog da metsul

Autor: Alexandre Amaral de Aguiar
Publicado em 09/09/2009 18:05

A 200 Km/h – Tornado Guaraciaba – SC

•setembro 9, 2009 quarta-feira • 2 Comentários

2009 – O “TOM” DO TEMPO

E M E R G Ê N C I A

RIO GRANDE DO SUL E SANTA CATARINA

Atualização de 28/09 em: ALERTA DE TEMPO SEVERO

ALERTA: Tempestades voltam com força total do Sul do Brasil

Segue o tempo severo no Sul do Brasil nesta tarde de domingo.(27/09/2009) Chove muito forte, com rajadas de vento de 100 km/h e muito granizo em áreas de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul.

Radares meteorológicos já indicam chuvas intensas também em pontos isolados do Paraná e de Mato Grosso do Sul.

No domingo, uma nova frente fria avança por SC, mudando o tempo com chuva desde a madrugada do Oeste ao Sul do Estado e nas demais regiões no decorrer da manhã. Risco de chuva forte e temporal com ventos fortes e granizo isolado, especialmente do Oeste ao Litoral Sul e nas áreas mais próximas ao RS. A instabilidade e a chuva se estendem para a segunda-feira, quando a temperatura declina com a aproximação de uma massa de ar frio, que também provoca ventos de sul com rajadas de 55 a 65km/h.

Acompanhe : Setembro 2009 – De olho no tempo

Atenção especial! Os últimos três meses (07, 08 e 09)  foram com chuvas frequentes e acima da média, padrão que se mantém nas primeiras semanas de outubro (10), mantendo o solo encharcado e extremamente vulnerável às chuvas mais significativas que podem ocorrer neste e nos próximos meses, levando a deslizamentos em SC, em especial no Litoral e Vale do Itajaí.

Atualização de 17/09

Após alguns dias de trégua…

Imagem de satélite 17/09/2009

Foto: Reprodução

Acompanhe em ciram.epagri.sc.gov.br

ALERTA DEFESA CIVIL: Leia mais…

Acompanhe : Setembro 2009 – De olho no tempo

Ciclone extratropical deve causar ventos fortes no litoral da Região Sul

.

Mais uma vez,

Santa Catarina

na rota de eventos climáticos, parece que a ‘temporada’ de ventos está começando novamente… as previsões para o próximo mês de setembro não são nada animadoras, estaremos já sentindo os efeitos do aquecimento global que a alguns anos também estão sendo observados não apenas na Terra , mas em todo o sistema solar?

Desde o Furacão CATARINA a região sul é palco destas assombrosas manifestações de poder, aos quais apenas podemos observar, pasmados, há forças ao qual não temos nenhuma chance. A força da Natureza. A força dos Ciclos Cósmicos e Terrestres. Ainda não cicatrizadas as feridas das catastrófes climáticas do final de 2008, onde 4 meses de chuvas precederam um novembro ‘sem precedentes’ para os catarinenses onde muitos ainda não se recuperaram nem material nem psicologicamente.

Não apenas os 3 tornados do Oeste que levaram um grande número de cidades catarinenses novamente ao colapso, a chuva e tempestades que se seguiram e ainda continuam em todo o Estado estariam anunciando que este não será um fim de ano muito diferente do ano passado? Outras regiões afetadas em 2008 são novamente afetadas com estas chuvas desta semana. Imaginem cutucar em uma ferida que ainda doí.

Acompanhe sobre Guaraciaba SC e as outras ‘tragédias’  catastróficas que Santa Catarina enfrenta nas Tijoladas do Mosquito.


Bom, tem também aquela pulguinha que pululante coça detrás da orelha com sua pergunta inuquietante… não é isso uma salada de HAARP com Chemtrails????


A chuva provocou destruição em Guaraciaba (SC)

07, 08, 09, 10, 11, 12, 13 de setembro de 2009

Guaraciaba – SC

Chuvas durante madrugada deixam mais desabrigados no RS

Mundo

Atualização de 09/09/09


As chuvas que atingiram os estados de São Paulo, Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul nesta terça-feira (8) são incomuns para esta época do ano.”

Leia +: Chuva é incomum para esta época do ano, dizem meteorologistas

O agricultor Pedro Capelesso, de 38 anos, conta que perdeu maquinário, galpões e o estábulo. “O vento foi muito forte. O trator andou 30 metros com a marcha engatada. Ainda não sei como uma coisa dessas é possível”, afirmou ao G1. “Tenho 72 cabeças e não sei onde está meu gado. As cercas foram destruídas. Os bichos que não morreram, estão soltos sem rumo”, diz.

Leia + :

‘Trator andou 30 metros com a marcha engatada’, conta agricultor em SC

Ciram confirma que Santa Catarina foi atingido por 3 tornados

Da EFE – G1

Rio de Janeiro, 9 set (EFE).- O Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia (Ciram) confirmou hoje que três tornados chegaram a se formar na zona oeste do estado de Santa Catarina, que, na terça-feira, foi atingido por um forte temporal que deixou quatro mortos e 138 feridos.

“A análise de fotos e imagens de satélite feita pelos meteorologistas de Santa Catarina não diminuem dúvidas de que, durante a tempestade, aconteceu a formação de um tornado” no município de Guaraciaba, afirmou hoje o Ciram, em comunicado.

“Também foram confirmados tornados nos municípios de Santa Cecília e Salto Veloso”, segundo uma nota divulgada posteriormente.

O Ciram mencionou que muitas árvores foram arrancadas, “algumas com raízes”, algumas casas ficaram totalmente destruídas.

“O fenômeno deixou um rastro de destruição”, de acordo com a nota.

Segundo o último boletim da Defesa Civil de Santa Catarina, além das quatro mortes e dos 138 feridos, o vendaval, que afetou 45 municípios de Santa Catarina com ventos superiores a 100 km/h, obrigou 7 mil pessoas a deixarem suas casas e causou danos totais ou parciais em 10.102 residências.

Até agora, as autoridades brasileiras se referiam ao fenômeno como uma forte tempestade ou um vendaval e, pela primeira vez, uma fonte oficial o qualificou como um tornado.

As autoridades acreditam que o fenômeno no Brasil esteja relacionado com o ocorrido simultaneamente na província argentina de Misiones, que causou pelo menos dez mortes e deixou 61 feridos.

As autoridades de Santa Catarina permanecem em estado de alerta diante da previsão de que os temporais continuem hoje, inclusive com chuvas de granizo, além da possibilidade de deslizamentos de terras em algumas cidades montanhosas.

Além de Guaraciaba, outras nove cidades de Santa Catarina declararam estado de emergência: Santa Terezinha do Progresso, São Domingos, Vargeao, Vargem Bonita, Dionisio Cerqueira, Ipuaçu, Monte Castelo, Corupá e Schroeder. EFE

Direto do blog da metsul:

Exclusivo – Todos os ângulos da onda de tempestades

O Sul e o Sudeste do Brasil, o Uruguai, o Norte da Argentina e o Sul do Paraguai experimentaram neste começo de semana uma grave onda de tempo severo que pode ser considerada uma das mais importantes da história recente da região. Condições atmosféricas explosivas para instabilidade geraram um cenário muito favorável para eventos bastante severos como tornados, vendavais intensos, granizo grande e chuva torrencial. São fortes os indícios de tornados no Norte do Uruguai, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Missiones na Argentina. O mais grave episódio deu-se na fronteira do Brasil com a Argentina, entre a província argentina de Missiones e o Oeste catarinense. Imagens de radar do Instituto Técnico Simepar do momento do tornado na região mostram uma célula que em uma hora (das 20h30 até 21h30m) avança de Missiones, onde um tornado matou 10 pessoas em San Pedro, para a região de Guaraciaba no Oeste catarinense, também atingida por um tornado que matou outras quatro pessoas. A sequência de imagens do radar meteorológico reforça ainda mais a suspeita de que o tornado de Guaraciaba pode ter sido o mesmo de San Pedro na Argentina, uma vez que os dois fenômenos extremos foram gerados pela mesma célula de tempestade. Relatos dão conta que a faixa de destruição no terreno, em alguns pontos, chega ter 800 metros, sugerindo um “tornado wedge” de mais longa duração e intenso.


Durante toda a segunda-feira a mídia usou imagens de satélite para mostrar que havia condições favoráveis para a ocorrência de tornados na região, mas é importante lembrar que imagens de satélite por si só não se prestam para este tipo de avaliação, sendo a ferramenta do radar a mais importante. Muitas vezes o satélite indica topos muito frios, sinal de nuvens de elevado desenvolvimento, mas em superfície não há qualquer fenômeno adverso. Não foi o caso da noite de segunda-feira. Os topos das nuvens eram tão frios que extrapolaram a gradação da imagem de satélite. Na região, ocorriam os temporais mais intensos naquele horário como o tornado no Oeste catarinense e no Norte argentino (clique para ampliar).

Mais imagens e informações, continue a ler no:

  • blog da metsul
  • Acompanhe sobre o tempo no Brasil: de olho no tempo
  • Retrospectiva no Arauto do Futuro:


    Leia também :

    Atualização de notícias de setembro:

    31 de agosto 2009 – Descrevendo os cenários da Consciência ( II )

    •setembro 9, 2009 quarta-feira • 2 Comentários

    Descrevendo os cenários da

    consciência (2)

    Podemos entender o termo ‘consciência’ a partir da seguinte definição: conhecimento que o ser humano possui sobre si mesmo, sobre sua existência e sua relação com o mundo. Aprofundando um pouco, diremos que é válido acrescentar que implica no conhecimento detalhado e real de algo, assim como a capacidade para discernir entre o bem e o mal. Usando uma figura de linguagem podemos dizer que Consciência é uma cebola em si mesma, que devemos observar camada a camada.

    Digamos que o ser o humano possui uma pobre consciência de si mesmo. Todos os fatores culturais (provenientes dos seguintes âmbitos: cultura, a sociedade, economia, ciência, religião e  política) dão forma a concepção  que o indivíduo tem dele mesmo e sua relação com toda a criação. Fatores que giram ao redor do homem, como rodas de fixação que o impedem formular uma nova definição de si mesmo.

    O homem comum é igual ao consumidor generoso, crente que não faz perguntas, votante fascinado pela retórica do seu lider, rigoroso contribuinte, complacente cidadão, trabalhador em penitência, entretido e televidente, recitador dos mantras científicos, confiado pai que delega a educação de seus rebentos, passional torcedor de sua equipe esportiva, patriota de sua bandeira, seguidor entusiasta de seus ídolos, devoto praticante de ritos públicos nos quais as imagens representam a sua divindade…

    Falta dizer que o ser humano é muito mais que tudo isso, ainda que difícil seria conseguir uma definição que não englobe várias destas expressões.

    Definitivamente, somos o que cada um dos âmbitos acima expostos deseja que sejamos. Representamos, no entanto, seres complacentes que desejam adequar-se ao estabelecido, num ambiente que mais convenha aos outros. Alguns desses ‘outros’ que bem poderiam não somente ser o establishment evidente, senão o oculto.

    O sistema de controle.

    Sistema de controle é uma expressão cunhada pelo astrônomo, informático e o ufólogo francês Jacques Valiée, que se poderia definir como o mecanismo – natural ou artificial, criado por inteligência supra humana – que regem a níveis de sociopsicologia aos habitantes do planeta Terra. Dentro desse controle estaria incluído os fenômenos paranormais, tais como os ovnis e as manifestações de inteligências não humanas.

    O sistema de controle atuaria sobre o inconsciente coletivo, mediante uma estrutura global física, que não seria outra que os âmbitos que acabo de enumerar acima. Este esqueleto organizativo mundial teria, a julgar pelo evidente, uma configuração cujo propósito não é benéfico para o ser humano. Ao contrário, a humanidade (que nos termos em que deve ser analisado o fenômeno) aparece sem possibilidade de abstrair-se da matéria e das doutrinas filosóficas (seguidas cegamente) que lhe oferecem uma definição de si mesma carente de verdadeiros e úteis instrumentos para criar dissidência.

    O propósito dessa dissidências não seria, em princípio, se não obter uma posição mais objetiva e reflexiva para o indivíduo que deseja entender que motivações e sentidos se escondem atrás de todas as manifestações do ser humano na matéria. Voltemos à definição de consciência: se a gravidade que o sistema de controle exerce -a níveis inconscientes- sobre a mente no ser humano, é brutal (tanto que é irreflexiva e socialmente aceita), como não vamos ter uma pobre consciência, um pobre conhecimento, de nós mesmos?

    Descartamos, pois, que o homem possua um conhecimento detalhado e real de como e quem tenham configurado (mais além dele mesmo) seu mundo mental e seu mundo físico. A cebola, como figura do conhecimento, deverá esperar para ser analisada -camada a camada- até que o ser humano obtenha os requisitos necessários para isso.

    E entre esses requisitos temos, como não, aqueles elementos que o sistema de controle tem tomado para si (o caso do tempo físico), ou tem evitado seu cultivo (sentido crítico, e espiritualidade individual) por todos os meios, pois não lhe convinha ou as suas aspirações de controle.

    Se compreender que, se o indivíduo não dispõe de tempo (vive para gerar salários que antes de ser recebidos já são dívidas) e, como conseqüência de não realizar um planejamento adequado à realidade (sistema de controle) se vê criando uma nova família, cujos potenciais descendentes não poderá educar diretamente (ao que generosamente o fará o sistema de controle), a roda da ignorância é difícil de ser freada.

    Imaginem viver numa prisão sem haver cometido delito algum, sem tempo material ou estímulo para aspirar sair dela, criando dentro novos cachorros que não podereis educar para que aspirem ao mesmo, pois estarás hipotecado 18 anos em obter seu sustento material e o vosso? Talvez o pareça um exemplo radical. A mim parece muito habitual, muito real.

    Quem haveria estabelecido o sistema de controle?

    A princípio, convém saber que a hipótese do sistema de controle não é nova. Primeiro os gnósticos (mais de dois mil anos atrás), logo os cátaros (século X), falavam de um mundo material regido por um Demiurgo, um ente que cria em oposição ao cosmos e suas leis.

    A tendência do homem à personificar, a limitar, poderia ser o motivo pelo que essas duas correntes filosóficas reduziram a um só ente (o mesmo que outros descrevem à Fonte Criadora como um senhor barbudo de cabelo branco) o que, possivelmente, seja uma raça ou civilização nada divina, porém mais capacitada que nós para operar sobre a matéria.

    Os conhecemos através de múltiplos nomes:

    Imanujela (Os senhores que tenham vindo. Muito similar a Emmanuel,
    que em hebreu significa O Senhor – Deus- está com nós), Zuswazi (Etnia Bambara, oeste África), Imbulu (Sudáfrica), Chitauri (Lengua bantú, hemisfério sul africano. Os que ditam a lei. Deuses lagarto, forma mutante), Arconte (gnosticismo cristão), Ikuyas (Amazonia). Os Dogones (Mali) os consideravam deuses instrutores chegados de Sirio, deuses vampiros. Na cultura maia teremos a Quatzalcoatl. No Genesis é uma serpente quem provoca a caída em desgraça do ser humano.

    Essa mesma mensagem que nos chega desde o gnosticismo obtemos nos últimos anos, através de numerosos testemunhos -desconexos entre si-,  quem mais além das particularidades, coincide em um ponto: o intervencionismo cósmico.

    Um intervencionismo que operaria com um objetivo: neutralizar o acesso do ser humano à consciência, a sua própria consciência. O que motiva este interesse? Pois deêm uma olhada em todas as mitologias, e a sede de sangue dos seus deuses. Algumas mitologias têm tamanho pedigree que são crenças sagradas. Porém o comportamento destes deuses não varia: sangue, divisão, submissão, dependência. Não nasceu ainda o deus que não sejam religioso, patriota, rupestre. Todos querem templo, grupo, rito, dor, medo. Não nasceu ainda o deus que ceda seu assento à deusa vestida de sol…

    Tudo isso nascerá com o parto da consciência, em cada corpo disposto a retirar a gravidade que o emcadeia a Terra, para recolocá-la em um único ponto, cósmico, que una ao ser humano com sua natureza original, via interior. Até então, até que a Vida e a Consciência se abram caminho -sem a humana compaixão-, nos resta o tempo de análise externo e constante introspecção.

    Existe alguma relação direta entre o despertar da consciência, um conhecimento mais explícito da existência de inteligência extraterrestre (e o sistema de controle), e os processos cósmicos que estamos experimentando? Os indícios nos conduzem a esse cenário de convergências, que analisaremos em breve.

    (Logo se entenderá que não pretendo reduzir o cosmos inteligente à hipotética ação de entidades que metem grosseiramente suas mãos na humanidade. O cosmos evolucionário será motivo de outros artigos, porém o presente se propõe indagar a ação daqueles que – parece- obstruem o acesso humano ao conhecimento. )

    Written by starviwer

    31 Agosto 2009 a 4:01

    Tradução Livre: Equipe Arauto do Futuro.

    Link para omais artigos traduzidos:   AQUI

    Original em espanhol, na fonte: AQUI

    ESPIRAL INFINITA.

    •setembro 8, 2009 terça-feira • Deixe um comentário

    ESPIRAL INFINITA.

    Enquanto isso, aqui na Terra a realidade e a ilusão provocam dores à nossa humanidade porque aparecem claramente. A decepção é amarga na boca, mas doce no ventre, porque liberta. O Universo e a própria vida se tornam sem sentido quando o mundo visível é desvinculado do mundo invisível, o que torna nossa civilização por inteiro sem sentido, porque ela foi construída em torno desta cisão. Se nossa humanidade considera que seu caminho é um acaso fortuito, com um vazio depois do falecimento, ela empobrece e sua imaginação não serve para nada. Essa ilusão, no entanto, não existe e ainda que seja amarga a decepção, ela nos liberta dessa tolice instituída. Tudo vive, nossas vidas são vidas inseridas em vidas maiores, numa espiral infinita.

    Nem sempre sua consciência acompanhará com clareza tudo que acontece nem tampouco as tarefas e papéis que deve exercer. Porém, lá virá ao seu auxílio a intuição para informar de forma surpreendente o que deve ser feito.

    .

    As coisas não acontecem, você acontece. Tenha isto sempre em mente, especialmente naquelas horas em que você tentar se convencer de não ter saída ou de ter sido sorte ou desgraça acontecer isso ou aquilo. Você acontece.

    .

    As pessoas que por razões diversas condicionarem o relacionamento a ocultar informações são as que impõem limites a uma alma como a sua, em constante expansão no mundo social. Essas pessoas não estão certas.

    .

    Há períodos calmos e pacíficos em todo relacionamento, mas estes são exceções, não porque nossa humanidade deva condenar-se a sofrer as penúrias de relacionar-se, mas porque ajustar as diferenças dá trabalho mesmo.

    .

    As ações erradas terão de ser corrigidas minuciosamente, de modo que à medida que as coisas se complicarem, nada se acumule sem a devida solução. Em todo caminho ambicioso as coisas se complicam inevitavelmente.

    .

    As preocupações se alimentam de inúmeros argumentos, todos muito bem formulados e sensatos. Porém, na prática as coisas sempre se mostrarão diferentes da teoria, porque acontecem outras coisas que não foram imaginadas.

    .

    Os pensamentos preocupantes se alternam com os raivosos, criando um panorama mental que não é nem agradável nem produtivo. Melhor fazer o necessário para superar esse estado de coisas. Depois, tudo será fácil.

    .

    Desconfiar pareceria a atitude mais sensata, mas acontece que ela se transforma facilmente em vício e paranóia, sempre terminando no abuso de você levantar suspeitas infundadas e acreditar nelas apesar da falta de provas.

    .

    As pessoas sempre têm medo de serem emotivas demais e, por isso, preferem refugiar-se nos raciocínios lógicos, que elas acham mais seguros. Porém, esse refúgio, dia mais, dia menos, se transforma em prisão.

    .

    Há períodos calmos e pacíficos em todo relacionamento, mas estes são exceções, não porque nossa humanidade deva condenar-se a sofrer as penúrias de relacionar-se, mas porque ajustar as diferenças dá trabalho mesmo.

    Fonte: Quiroga

    Fonte:

    Fonte: QuirogaQuiroga

    A Matriz da Vida

    •setembro 7, 2009 segunda-feira • 2 Comentários

    A Matriz da Vida

    É um filme que apresenta uma nova visão da medicina

    levando em conta o campo unificado e os campos

    morfogênicos ao redor do corpo que sendo invisível

    aos nossos sentidos; regulam e controlam todo

    o organismo.

    Para assistir com legenda em espanhol:

    Parte 1

    Parte 2

     

    O universo é
    muito flexível e
    extremamente sensível
    ao
    intento
    inflexível…

    http://www.fundacion-soliris.eu/worldtv.htm

    Uma seleção de vídeos que vão mudar a vida.

    Um filme que, agora mesmo, me tem AB-SO-LU-TA-MEN-TE embriagada: as emoções, a energia, os campos mórficos, o coração, o cérebro, a mente. Uma nova maneira de sentir e de conhecer se abre com este filme: A matriz da vida. Grandíssimo trabalho o da Fundação Soliris ao traduzir ao espanhol.

    Mais uma série de vídeos para traduzir para português.

    Aceitamos voluntários.

    Um complemento interessante:

    A aura humana é uma força energética evolutiva, que reúne todas as nossas informações físicas e metafísicas, que sustenta a vida e caracteriza o ser humano. Sem ela, não poderíamos existir. Ela é uma radiografia de todas as nossas vidas desde o momento de nossa formação espiritual e contem dados sobre o passado, sobre a vida presente e até mesmo tendências futuras.

    Quando as emoções coletivas negativas bloqueiam os canais ocorre uma obstrução das correntes magnéticas e elétricas vindas do Cosmo e o padrão vibratório torna-se mais grosseiro, o mundo exterior é notado neste mesmo padrão vibratório, ou seja, negativamente, não permitindo que a quinta essência (energia prima cósmica) penetre nos meridianos e ativem os centros de consciência de uma determinada rede.


    O eixo da Terra, que é uma linha imaginária,
    pode ser visto como a espinha dorsal,
    por onde as energias de sustentação
    e vitalização penetram e distribuem-se
    pelos seus diversos meridianos (canais)
    aos quais estão mantendo os órgãos
    (continentes) do planeta vitalizados.
     

    É uma imensa malha de pescador com nódulos específicos
    em pontos nos quais energias se cruzam.


    Em termos macro, a Terra é o nosso reflexo energético,
    em momentos vibracionais coletivos baixos
    ela capta freqüências compatíveis da Galáxia.

    Companhias farmacêuticas e médicos: Uma história de corrupção.

    •setembro 6, 2009 domingo • 1 Comentário

    Que existe essa barbaridade já não é novidade, a novidade é ela estar vindo a tona em diversos meios de comunicação independentes ou não, no mais  que cada um chegue a sua própria conclusão,  a nossa  é que este ‘relacionamento trevoso’ entre essas companhias já passou dos limites. Parece que a autora do artigo a seguir , publicado na revista Radis, uma publicação da FIOCRUZ, também pensa parecido…

    Companhias

    farmacêuticas & médicos:

    Uma história de corrupção

    A íntegra da tradução da Radis para o artigo “Drug Companies & Doctors: A Story of Corruption”, da patologista Marcia Angell*.

    ARTIGO MARCIA ANGELL

    Marcia Angell é patologista, catedrática do Departamento de Medicina Social da Harvard Medical School. A tradução foi feita pela equipe da revista Radis

    The New York Review of Books (http://www.nybooks.com/articles/22237), 15 de janeiro de 2008

    O senador republicano Charles Grassley, da Comissão de Finanças, tem investigado os laços financeiros entre a indústria farmacêutica e pesquisadores da academia.
    Ele não precisou procurar muito. Tome o caso de Joseph L. Biederman, professor de Psiquiatria da Harvard Medical School e chefe da psicofarmacologia pediátrica do Harvard’s Massachusetts General Hospital. Muito graças a ele, crianças de 2 anos vêm tendo diagnóstico de desordem bipolar e são tratadas com coquetel de drogas poderosas, muitas não-aprovadas pela Food and Drug Administration para esta finalidade e nenhuma delas aprovada para crianças abaixo de 10 anos.

    Legalmente, médicos podem usar drogas aprovados para determinado fim em
    qualquer outra finalidade que escolherem, mas esse uso deve se basear em boas evidências científicas publicadas. Não parece ser o caso aqui. Os próprios estudos de Beiderman sobre as drogas que ele defende para tratar transtorno bipolar na infância eram, na opinião de especialistas ouvidos pelo New York Times, tão pequenos e tão precariamente concebidos que foram considerados amplamente inconclusivos.

    O senador Grassley revelou em junho [2008] que as empresas farmacêuticas,
    inclusive as que fabricam drogas para transtorno bipolar na infância, pagaram a Beiderman US$ 1,6 milhão por consultoria e palestras entre 2000 e 2007 — dois de  seus colegas receberam outro tanto. Após a revelação, a direção do Massachusetts General Hospital e da associação médica enviaram carta aos médicos da casa expressando não seu choque pelo enorme conflito de interesses, mas simpatia pelos beneficiados: “Sabemos que esta é uma dolorosa fase para estes médicos e suas famílias, e nossos corações estão com eles”.

    Ou considere Alan F. Schatzberg, chefe da psiquiatria de Stanford e presidente
    eleito da Associação Psiquiátrica Americana. O senador Grassley descobriu que Schatzberg detém mais US$ 6 milhões em ações da Corcept Therapeutics, empresa que ele ajudou a fundar e que está testando a mifepristone (a droga abortiva conhecida como RU-486) no tratamento da depressão psicótica. Schatzberg era o pesquisador principal num estudo subvencionado do Instituto Nacional de Saúde Mental que incluía testes do mifepristone neste uso. Ele assinou três trabalhos sobre o assunto. No fim de junho, Stanford declarou nada ter visto de errado no acordo, embora um mês depois o conselho da universidade anunciasse que estava substituindo Schatzberg temporariamente como pesquisador principal “para eliminar qualquer mal-entendido.

    Talvez o caso mais notório exposto pelo senador tenha sido o de Charles B. Nemeroff, chefe da Psiquiatria da Universidade de Emory, editor, com Schatzberg, do influente Textbook of Psychopharmacology. Nemeroff foi o principal pesquisador, por cinco anos, de estudo subvencionado pelo Instituto Nacional de Saúde Mental, de US$ 3,95 milhões, dos quais US$ 1,35 milhão vieram por fora, para teste de várias drogas da GlaxoSmithKline. Obrigada a informar ao National Institutes of Health os pagamentos do laboratório, a Emory passou a exigir declaração de valores acima de US$ 10 mil anuais, além de garantia de ausência de conflito de interesses.

    Mas Grassley comparou os registros da Emory aos da empresa: Nemeroff recebeu US$ 500 mil da GlaxoSmithKline por dezenas de palestras de promoção das drogas da empresa, que ele omitiu. Pressionado, prometeu não aceitar nada acima de  US$ 10 mil. Em 2004, contudo, recebeu US$ 171.031 da empresa, mas declarou US$ 9.999.
    Numa carta de 2000 em que justificava sua participação no conselho de uma dúzia de corporações, Nemeroff apontou seu “valor” para a Emory: “Certamente os Srs. se lembram que Smith-Kline Beecham Pharmaceuticals doou uma cátedra e é provável que Janssen Pharmaceuticals fará o mesmo. Além disso, Wyeth Pharmaceuticals-Ayerst financiou programa no departamento, e pedi a AstraZeneca Produtos Farmacêuticos e Bristol-Myers [sic] Squibb a fazerem o mesmo. Parte da razão deste financiamento a nossa faculdade seria meu serviço nestes conselhos”.

    A área psiquiátrica ganhou espaço na mídia graças às investigações de Grassley, mas conflitos de interesse similares infestam a medicina (o senador está agora se voltando para os cardiologistas). A maioria dos médicos recebe dinheiro ou presentes de laboratórios de uma maneira ou de outra: como consultores, como palestrantes em encontros patrocinados pela indústria, como autores-fantasma de artigos escritos pelas empresas ou seus agentes e como “pesquisadores” ostensivos de estudos que consistem meramente em medicar seus pacientes com uma droga e repassar os resultados à companhia. Outros ganham almoços grátis e presentes variados. Em contrapartida, a indústria subsidia a maioria dos encontros de associações profissionais e a maioria dos cursos de atualização exigidos dos médicos para que preservem sua licença.

    Ninguém sabe o quanto a indústria gasta com médicos, mas calculo, por seus balanços anuais, que o gasto das 9 maiores empresas cheguem a dezenas de bilhões de dólares. Por estes meios, a indústria farmacêutica ganhou enorme controle sobre o modo como os médicos avaliam e usam seus produtos. Seus laços com médicos, especialmente catedráticos em escolas médicas de prestígio, afetam os resultados da pesquisa, o modo de praticar a medicina e até a definição do que é doença.

    Considere os ensaios clínicos de fármacos testados em seres humanos. Antes de uma nova droga entrar no mercado, o fabricante deve patrocinar estudos clínicos para demonstrar à Food and Drug Administration que a droga é segura e eficaz, geralmente, em comparação com um placebo ou pílula falsa. Os resultados de todos os ensaios (pode haver muitos) são submetidos à FDA, e se um ou dois ensaios são positivos, ou seja, se mostram eficácia sem risco grave, a droga é normalmente aprovada, mesmo se todos os outros ensaios forem negativos. A droga é aprovada apenas para um determinado uso, por exemplo, para o tratamento do câncer de pulmão, e é ilegal promovê-la para qualquer outro uso.

    Mas o médico pode prescrever medicamentos aprovados “extra-bula”. Depois que a droga está no mercado, as empresas continuam a patrocinar os ensaios clínicos para obter aprovação para novos usos ou demonstrar vantagem sobre os concorrentes, muitas vezes apenas como desculpa para chegar ao médico (esses testes são adequadamente chamados de “semear estudos”).
    Como as empresas farmacêuticas não têm acesso direto a seres humanos, precisam dos ensaios clínicos em escolas médicas, onde pesquisadores usam pacientes de hospitais e clínicas de ensino, ou em empresas privadas de pesquisa.

    Mas os patrocinadores preferem as escolas médicas, em parte porque a pesquisa é levada mais a sério, mas, principalmente, porque lhes dá acesso a influentes professores-médicos, os formadores de opinião (Kols), que escrevem livros e artigos em periódicos, lançam compêndios e guias práticos, integram painéis consultivos da FDA e de outros organismos governamentais, lideram associações profissionais e falam nos inúmeros encontros e jantares anuais sobre medicamentos prescritos. Ter Kols como o Dr. Beiderman na folha de pagamento vale cada centavo.

    Décadas atrás, as escolas médicas não tinham relações financeiras extensas com a indústria, e os que faziam pesquisa com patrocínio da indústria não tinham laços com patrocinadores. Mas as escolas agora têm acordos múltiplos com a indústria e estão em difícil posição moral para impedir que seu corpo docente se comporte da mesma forma. Inquérito recente revelou que cerca de dois terços dos centros médicos acadêmicos têm participação em empresas que patrocinam pesquisa na mesma instituição. Estudo em escolas médicas descobriu que dois terços dos chefes de departamento recebem pagamento de empresas farmacêuticas e três quintos recebem renda pessoal. Na década de 1980 escolas médicas começaram a emitir orientações sobre conflitos de interesse, mas eles variam muito, são geralmente permissivos e vagamente executados.

    Como as empresas insistem, como condição para financiamento, que estejam intimamente envolvidas em todos os aspectos da pesquisa que patrocinam, elas podem facilmente direcionar o estudo para que mostrem seus medicamentos melhores e mais seguros do que são. Antes da década de 1980, professores pesquisadores tinham total responsabilidade pela condução dos trabalhos, mas agora os empregados das empresas ou seus agentes frequentemente concebem os estudos, analisam, escrevem os papers e decidem se e como publicar os resultados. Às vezes, a faculdade médica pouco mais faz do que contratar mão-de-obra, fornecendo doentes e coletando dados segundo instruções da empresa.

    Em virtude deste controle e os conflitos de interesse que permeiam o empreendimento, não surpreende que ensaios patrocinados pela indústria publicados em revistas médicas consistentemente favoreçam a droga dos patrocinadores, em grande parte porque os resultados negativos não são publicados, os resultados positivos são repetidamente publicados de formas ligeiramente diferentes e uma visão positiva é dada mesmo em resultados negativos. Revisão de 74 ensaios clínicos de antidepressivos, por exemplo, mostrou que foram positivos 37 dos 38 estudos publicados. Mas, dos 36 estudos negativos, 33 não foram publicados ou publicados de forma a evidenciar um resultado positivo. Não é incomum que um artigo mude o foco da droga, do efeito pretendido para um efeito secundário que pareça mais favorável.

    Essa supressão de resultados desfavoráveis é objeto do cativante livro de Alison Bass, Side Effects. É a história de como a gigante britânica GlaxoSmithKline enterrou provas de que seu antidepressivo Paxil era ineficaz e mesmo prejudicial a crianças e adolescentes. Bass, ex-repórter do Boston Globe, descreve o envolvimento de três pessoas, um cético psiquiatra acadêmico, um moralmente indignado administrador-assistente do departamento de psiquiatria da Brown University (cujo chefe recebeu em 1998 mais de US$ 500 mil como consultor de empresas farmacêuticas, incluindo a GlaxoSmithKline) e um incansável assistente de promotor de Nova York. Eles partiram para cima da GlaxoSmithKline e no fim venceram, contra todas as probabilidades: em 2004, a corporação admitiu fraude e aceitou pagar US$ 2,5 milhões de indenização (fração mínima dos mais de US$ 2,7 bilhões das vendas iniciais do Paxil).

    Também comprometeu-se a liberar resumos de todos os ensaios clínicos concluídos após 27 de dezembro de 2000. De maior importância foi ter chamado a atenção para a deliberada e sistemática prática de se suprimirem resultados desfavoráveis da investigação, o que nunca teria sido revelado sem o processo legal. Um dos documentos internos da GlaxoSmithKline revelados no processo dizia: “Seria inaceitável comercialmente incluir declaração de que a eficácia não fora demonstrada, uma vez que isso poderia prejudicar o perfil da paroxetina [Paxil]”.

    Muitas drogas ditas efetivas são pouco mais do que placebos, mas não há como
    saber porque os resultados são escondidos. Uma pista disso foi conseguida há seis anos por quatro pesquisadores que, com base no Freedom of Information Act, obtiveram revisões da FDA dos ensaios clínicos com placebo dos seis antidepressivos mais usados aprovados entre 1987 e 1999 — Prozac, Paxil, Zoloft, Celexa, Serzone e Effexor. Em média, em 80% os placebos foram tão eficazes quanto os medicamentos. A diferença entre droga e placebo era tão pequena que seria pouco provável que houvesse qualquer significado clínico.

    Os resultados foram praticamente os mesmos para as seis drogas: todas igualmente ineficazes. Mas como os resultados favoráveis foram publicados e os desfavoráveis enterrados (neste caso, na própria FDA), público e médicos acreditavam que essas drogas eram potentes antidepressivos.
    Ensaios clínicos também são tendenciosos pela concepção de pesquisas escolhidas para produzir resultados favoráveis aos patrocinadores. Por exemplo, a droga do patrocinador pode ser comparada com outro medicamento administrado em dose tão baixa que a do patrocinador parece mais poderosa. Ou uma droga para uso de idosos será testada em jovens, para que os efeitos secundários apareçam menos.

    Outra forma comum de desvio decorre da prática de comparar um novo medicamento com placebo, quando a questão pertinente é a comparação com um medicamento existente. Em suma, é possível conseguir ensaios clínicos de praticamente qualquer maneira que se queira, e por isso é tão importante que os pesquisadores sejam verdadeiramente desinteressados no resultado de seu trabalho.

    Conflitos de interesse afetam mais do que a pesquisa. Também moldam diretamente a forma de se praticar medicina, por sua influência na prática profissional, nas diretrizes governamentais e nas decisões da FDA. Alguns exemplos: num levantamento de 200 painéis de peritos que emitiram orientações práticas, um terço admitiu algum interesse financeiro na droga em exame. Em 2004, quando o National Cholesterol Education Program conclamou à redução drástica dos níveis de “mau” colesterol, oito dos nove peritos do painel tinham vínculos financeiros com fabricantes de redutores de colesterol. Dos 170 colaboradores da edição mais recente do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM), da Associação Psiquiátrica Americana, 95 tinham vínculo financeiro com farmacêuticas, incluindo todos das seções sobre transtornos do humor e esquizofrenia. E mais: muitos integrantes das comissões permanentes de peritos que aconselham a FDA na aprovação de drogas têm laços financeiros com a indústria.

    Os laboratórios aperfeiçoaram um novo e efetivo método de expandir seus mercados. Em vez de promover drogas para tratamento de doenças, começaram a promover doenças para encaixar suas drogas. A estratégia: convencer o maior número possível de pessoas (e seus médicos, claro) de que têm problemas médicos que exigem tratamento medicamentoso longo. Às vezes chamado de “mercantilização da doença”, este é o foco de dois novos livros: o de Melody Petersen, Our Daily Meds, e o de Christopher Lane, Shyness.

    Marcia trata aqui de fenômeno há tempos debatido, pelo qual, para promover ou exagerar condições, a indústria lhes dá nomes graves e sonoros — e com abreviaturas. Assim, azia é agora “doença do refluxo gastroesofágico” ou DRGE; impotência é “disfunção erétil” ou DE; tensão pré-menstrual é “transtorno disfórico pré-menstrual” ou (TDPM), e timidez é “transtorno de ansiedade social” (ainda sem abreviatura). Note-se que estas são doenças definidas que afetam principalmente pessoas normais; assim, o mercado é enorme e facilmente expansível. Eis como um executivo de marketing aconselha seus vendedores para a expansão do uso de Neurontin: “Neurontin para dor, Neurontin na monoterapia, Neurontin para bipolar, Neurontin para tudo”. A estratégia de marketing da droga — extraordinariamente bem-sucedida — é convencer os americanos de que só há dois tipos de pessoas: os que precisam de tratamento com drogas e os que ainda não sabem disso.

    Essa estratégia não poderia ser implementada sem a cumplicidade da classe médica.
    Melody Petersen, ex-repórter do New York Times, escreveu ampla e convincente acusação contra a indústria farmacêutica. Ela detalha as maneiras, legais e ilegais, de as empresas criarem blockbusters (drogas com vendas anuais acima de um bilhão de dólares) e do papel essencial dos Kols. O principal exemplo é o Neurontin, aprovado apenas para uso restrito, o tratamento da epilepsia quando outros medicamentos não controlem as convulsões. Pagou peritos acadêmicos para exaltarem o Neurontin em outros usos — doença bipolar, estresse pós-traumático, insônia, síndrome das pernas inquietas, sensação de calor, enxaquecas. Pelo financiamento de conferências de promoção desses usos, o fabricante tornou a droga um campeão de vendas (US$ 2,7 bilhões em 2003). No ano seguinte, em caso amplamente coberto pela repórter para o Times, a Pfizer declarou-se culpada de venda ilegal do remédio e concordou em pagar US$ 430 milhões para encerrar o processo.

    Para a Pfizer, apenas o custo do negócio: vale a pena, porque Neurontin continua a faturar milhões.

    O livro de Lane tem foco mais amplo — o rápido aumento do número de diagnósticos psiquiátricos na população americana e seu tratamento com drogas psicoativas (que afetam os estados mentais).

    Dado que não há testes objetivos para as doenças mentais e as fronteiras entre normal e anormal são freqüuentemente incertas, especialmente a psiquiatria é campo fértil para novos diagnósticos ou ampliação de antigos. Critério para diagnóstico é praia exclusiva do DSM, produto de um grupo de psiquiatras, a maioria com vínculos financeiros com a indústria farmacêutica. Lane, professor de Literatura da Northwestern University, traça a evolução do DSM a partir de seu modesto começo em 1952, de pequeno caderno de espiral às atuais 943 páginas, a “bíblia” da psiquiatria, referência para tribunais, prisões, escolas, empresas de seguros, salas de emergência, escritórios e instalações médicas.

    Lane mostra que não passa de mistura complexa de política acadêmica, ambição pessoal, ideologia e, sobretudo, da influência da indústria. O que falta é evidência.
    Lane cita um integrante da força-tarefa da edição DSM-III (hoje vigora a IV): “Havia muito pouca investigação sistemática, e grande parte da investigação que existia era realmente uma desordem: dispersa, incoerente, ambígua. Penso que a maioria de nós reconhece que a quantidade de boa e sólida ciência sobre a qual íamos tomando decisões foi bastante modesta”.
    Lane usa a timidez como estudo de caso de doença. A timidez como doença psiquiátrica estreou como “fobia social” no DSM-III, em 1980, considerada  rara”.

    Em 1994, com o DSM-IV, tornou-se “transtorno de ansiedade social”, agora extremamente comum. De acordo com Lane, para impulsionar as vendas do Paxil, GlaxoSmithKline decidiu promover a ansiedade social como “grave condição médica”. Em 1999, recebeu aprovação da FDA para vender a droga no tratamento da “ansiedade social”, o que fez com ampla campanha midiática, incluindo cartazes nas paradas de ônibus de todo o país mostrando gente triste e as palavras “Imagine ser alérgico a pessoas…”. As vendas subiram. Barry Brand, diretor de produção do Paxil, teria dito: “Cada marqueteiro sonha encontrar um nicho inexplorado no mercado e desenvolvê-lo. Isso é o que fizemos com a ansiedade social”.

    Alguns dos maiores blockbusters são drogas psicoativas. A teoria de que as condições psiquiátricas resultam de desequilíbrio bioquímico é usada como justificativa para sua generalização, embora a teoria ainda tenha que ser provada.
    As crianças são alvos particularmente vulneráveis. Que pai ousa dizer “não” quando o médico afirma que seu filho está doente e recomenda tratamento de drogas?
    Estamos agora no meio de uma aparente epidemia de doença bipolar em crianças — substituindo o Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) como a mais divulgada condição na infância: este diagnóstico cresceu 40 vezes entre 1994 e 2003. Estas crianças são tratadas com múltiplas drogas “extra-bula”, muitas das quais sedativos e quase todos com potencialmente graves efeitos secundários.
    Estes problemas não estão limitados à psiquiatria, embora nela atinjam seu clímax.
    Conflitos de interesses e preconceitos similares estão em praticamente todos os campos da medicina, especialmente aqueles que dependem fortemente de drogas ou dispositivos. Simplesmente não é mais possível acreditar muito na investigação clínica publicada, ou confiar no julgamento de médicos renomados ou guias médicos. Não sinto prazer algum nesta conclusão, a que cheguei lenta e relutantemente em duas décadas como editora em The New England Journal of Medicine.

    Um resultado desse grave desvio é que os médicos aprendem a praticar um estilo de medicina com uso intensivo de medicamentos. Mesmo quando a mudança do estilo de vida poderia ser mais eficaz, médicos e seus pacientes acreditam que para cada doença ou desconforto existe uma droga. Os médicos também são levados a acreditar que a mais nova, a mais cara marca de medicamento é superior às mais antigas ou aos genéricos, ainda que raramente haja qualquer prova disso, porque patrocinadores não costumam comparar seus produtos com medicamentos mais antigos em doses equivalentes. Além disso, os médicos, seduzidos pela prestigiosa escola médica, aprende a prescrever medicamentos para uso “extra-bula” sem boas evidências de eficácia.

    É fácil culpar a indústria, e ela certamente tem grande parte da culpa. A maioria das grandes empresas foi acusada de fraude, de marketing “extra-bula” e outros delitos. TAP Pharmaceuticals, por exemplo, em 2001 confessou culpa e pagou US$ 875 milhões para liquidar acusações penais e civis na venda fraudulenta de Lupron, usado no tratamento do câncer de próstata. As acusações de fraude incluem Merck, Eli Lilly e Abbott. Os custos ainda são insignificantes em relação aos lucros gerados por essas atividades ilegais. Ainda assim, seus apologistas poderiam argumentar que a indústria está apenas tentando fazer seu trabalho principal, mesmo que os interesses dos investidores vão um pouco longe demais.

    Médicos, escolas médicas e associações profissionais não têm tal desculpa, pois devem responsabilidade aos pacientes. A missão de escolas médicas e hospitais universitários, que justifica seu estatuto de isenção fiscal, é educar a próxima geração de médicos, promover pesquisa cientificamente importante e cuidar dos integrantes mais doentes da sociedade. Não é envolver-se em lucrativas alianças comerciais com a indústria farmacêutica. Por mais condenáveis que sejam as práticas da indústria, o comportamento de grande parte da classe médica é pior. As empresas não são de caridade, esperam algo em troca do dinheiro que gastam.

    Tantas reformas seriam necessárias para restaurar a integridade da pesquisa clínica e da prática médica que não podem ser resumidas. Implicaria mudanças na lei e na FDA, incluindo seu processo de aprovação de drogas. Mas há também clara necessidade de que a classe médica se afaste do dinheiro da indústria quase totalmente. Embora a cooperação indústria-academia possa dar importante contribuição científica, é geralmente na pesquisa básica, e não na clínica — e mesmo assim é discutível se exige o enriquecimento pessoal dos pesquisadores. As escolas médicas e seus representantes não devem aceitar quaisquer pagamentos de empresas farmacêuticas, com exceção no apoio à pesquisa, e que esse apoio não tenha qualquer arranjo anexado, incluindo o controle de empresas farmacêuticas na concepção, na interpretação e na publicação dos resultados da investigação.

    Escolas médicas e hospitais universitários devem aplicar rigorosamente essa regra, e não podem ter negócios com empresas cujos produtos seus pesquisadores estudem. Por fim, raramente existe uma razão legítima para um médico aceitar doações de empresas farmacêuticas, mesmo pequenas, devendo pagar por suas reuniões e sua atualização.
    Depois de tanta publicidade desfavorável, escolas médicas e associações profissionais começam a falar de controle dos conflitos de interesse, mas até agora a resposta tem sido morna. Constantemente se referem a “eventuais” conflitos de interesse, como se isso fosse diferente da realidade, e falam em divulgá-los e gerilos, não em proibi-los. Em suma, parece haver o desejo de eliminar o cheiro de corrupção, mantendo o dinheiro. Quebrar a dependência da classe médica à indústria farmacêutica terá que ir além da criação de comissões e outros gestos.

    Exigirá a quebra de um padrão de comportamento extremamente lucrativo. Mas se a classe médica não puser fim a essa corrupção voluntariamente, perderá a confiança do público e o governo (não apenas o senador Grassley) imporá regulamentação. Ninguém na medicina quer isso.

    * Marcia Angell é patologista, catedrática do Departamento de Medicina Social da Harvard Medical School. Trabalhou por 20 anos na New England Journal of Medicine (https://content.nejm.org/), que deixou em 2000 quando era editora-chefe. Seu último livro, The Truth About the Drug Companies: How They Deceive Us and What to Do About It (Random House, 2004) saiu no Brasil em 2007 (A verdade sobre os laboratórios farmacêuticos, Record); o artigo contém 19 notas, que podem ser consultadas na versão original (http://www.nybooks.com/articles/22237) .

    A ARTE DA DES-PRE-OCUPAÇÃO

    •setembro 5, 2009 sábado • Deixe um comentário

    A ARTE DA DESPREOCUPAÇÃO

    Enquanto isso, aqui na Terra hoje é um dia perfeito para nossa humanidade exercitar a sagrada arte da despreocupação, justamente porque lhe sobrariam argumentos no sentido contrário. Esse hábito consolidado de preocupar-se é uma virtude que se transformou em vício. Nossa humanidade só pode preocupar-se porque é capaz de fazer reflexões, esta é a parte virtuosa da história. Porém, quando a reflexão inventa argumentos fictícios e se refestela em lamúrias, este é o vício. Um hábito viciado só pode ser anulado pela inclusão de outro hábito, virtuoso. Por isso a necessidade de praticar a sagrada arte da despreocupação, cujo momento cósmico mais apropriado e propício será sempre o período de Lua Vazia.

    Do lado de fora de uma discussão dá para ver que as pessoas dizem essencialmente o mesmo, mas não por isso chegam a um entendimento. Na verdade, não conseguem entender-se porque não o desejam, só querem discutir.

    Fonte: Quiroga

    FAÇAM SUAS ESCOLHAS.

    •setembro 4, 2009 sexta-feira • 1 Comentário

    FAÇAM SUAS ESCOLHAS.

    Enquanto isso, aqui na Terra foi escrito em palavras sagradas que nossa humanidade não poderia servir a dois Senhores simultaneamente e, agora, isso pode ser conferido na prática, tendo todos de escolher a corrente que adoraremos. Temos à nossa disposição a possibilidade de nos irritar, enraivecer e cavalgar no ódio, sobrando argumentos e notícias para tanto. Porém, temos também o júbilo e regozijo que sem causas aparentes inunda a alma. Pois bem, a que Senhor adoraremos? Cada pessoa terá de fazer a sua escolha e não haverá como justificar que as coisas acontecem assim ou assado, nem tampouco se dividir nessa adoração, porque sem ser frios ou quentes o Universo não terá outra opção a não ser nos vomitar de seu ventre.

    .

    Limpe sua mente de quaisquer traços de ressentimento e agressividade para com seus semelhantes mais próximos. Só isso garantirá que você consiga mirar nos alvos certos e colher verdadeira felicidade.

    .

    Estimular a competição é coisa do passado. Quem quiser participar da onda futura terá de começar a se esforçar para estimular a cooperação mutua. Isso sim é inovação, todo o resto é mais do mesmo de sempre.

    .

    Conduzindo com sabedoria a situação, você transformará os tumultos e perturbações em soluções criativas. Para isso, sua alma terá de navegar acima dos impulsos animais que parecem controlar a situação toda.

    .

    Fonte: Quiroga

    A Hora é agora – Anciões Hopi

    •setembro 3, 2009 quinta-feira • 1 Comentário

    Texto atribuído aos Anciãos Hopi:

    “Vocês andaram dizendo às pessoas que esta é a Décima Primeira Hora.

    Agora vocês precisam voltar e dizer a essas pessoas que a Hora é agora.
    E que há coisas a serem consideradas:
    Onde vocês estão morando?
    O que vocês estão fazendo?
    Quais são os seus relacionamentos?
    Vocês estão em boas relações?
    Onde está a água de vocês?
    Conheçam o seu quintal.
    É o momento de falarem a sua Verdade.
    Formem as suas comunidades.
    Sejam bons uns com os outros.
    E não procurem fora de vocês pelo líder.
    Este poderia ser um tempo muito bom!
    Há um rio que agora está correndo muito rápido.
    Ele é tão grande e ágil que chegará a assustar alguns.
    Esses vão tentar ficar na margem,
    e se sentirão como que deixamos de lado, e vão sofrer muito.
    Saibam, o rio tem o seu destino.
    Os anciãos dizem que precisamos deixar a margem,
    saltar para o meio do rio,
    manter os olhos bem abertos e as cabeças acima da água.
    Veja quem está lá dentro com vocês e celebrem.
    Neste momento da história, não devemos fazer nada sozinhos,
    no mínimo entre nós mesmos.
    Quando fazemos, nosso crescimento e jornada espiritual tem uma parada.
    O tempo do lobo solitário acabou. Reunam-se!
    Abandonem a palavra luta, conflito, da sua atitude e do seu vocabulário.
    Tudo o que fizermos agora, precisa ser feito de uma maneira sagrada
    e em celebração.

    Nós somos aqueles que estávamos esperando”.

    Os Anciãos

    Oraibi, Arizona

    Nação Hopi

    Você bebe leite?

    •setembro 3, 2009 quinta-feira • 4 Comentários

    Você bebe leite?

    28 coisa que você deveria saber…

    Um pequeno clipe sobre a questão da produção de leite, lacticínios e suas conseqüências.




    música One Last Breath – Creed

    para saber mais:

    Sociedade Vegetariana Brasileira
    http://www.svb.org.br

    Sítio Vegetariano
    http://www.vegetarianismo.com.br

    É O BICHO! http://www.eobicho.org

    Veg Multimedia Club
    http://www.orkut.com/Community.aspx?c…

    A  questão principal aqui é: por que comer os animais, quando podemos viver de modo maravilhoso e formidável sem aprisioná-los, explorá-los e matá-los???????

    Vídeo independente: copyleft.

    VÔO CRIATIVO.

    •setembro 2, 2009 quarta-feira • Deixe um comentário


    VÔO CRIATIVO.


    Enquanto isso, aqui na Terra o vôo evolutivo de nossa humanidade atravessa um período de turbulência. Apesar do desespero e irritação que uma situação assim provoca, também há júbilo e regozijo circulando pela alma de nossa humanidade, condição só apreciada pelas pessoas que prepararam o terreno de seus corações para este grandioso momento. Ao passo que as instituições governamentais, empresariais e religiosas estão com os dias contados, fato que alimenta o estado irritado em que andam seus membros, paralelamente se esgueira a corrente subjetiva que molda e conforma a realidade concreta. A paciência criativa que alimenta com alegria e regozijo as almas heróicas que a empunham brinda com a certeza de tudo continuar correndo bem, muito bem.

    Há tanta energia circulando pela alma que fica difícil dominá-la e conduzi-la da melhor forma possível. Ela provoca uma trepidação e tremedeira que aparenta ser nervosismo ou fraqueza, quando na verdade é expressão de força.

    .


    Fonte: Quiroga

    26 Agosto 2009 – Descrevendo os cenários da Conciência (I)

    •setembro 2, 2009 quarta-feira • 1 Comentário

    Descrevendo

    os cenários da consciência.(I)

    Dentro da exo-ciência existem várias ramificações realmente úteis na hora de vertebrar a matéria da consciência. Mencionarei 3 que me parecem imprescindíveis para uma melhor compreensão do mapa que desde esta equipe  (starviewer) pretendemos traçar. O restante das disciplinas não mencionadas também são de peso, porém para o assunto que nos ocupa, as seguintes servem perfeitamente como material introdutório:

    A Exo-psicologia é uma disciplina que se encarrega do estudo da preparação  psicológicas humana para a interação extraterrestre. E se pergunta: que evolução deve experimentar nossa mente e cultura, para conseguir compreender a verdadeira dimensão de tudo o que deriva do fato de não ser a única inteligência da criação?

    A Exo-consciência se enfoca na análise do vínculo entre nossa consciência e a consciência cósmica. E, entre outras muitas questões, se pergunta: esta o ser humano experimentando a eclosão de sua consciência cósmica, e o tanto que somos seres vinculados a outros seres?

    Finalmente, a Exo-política nos aporta o estudo do aspectos políticos da integração entre a humanidade e as diversas inteligências extraterrestres.

    Estas 3 ciências e suas respectivas aspirações convergem -como nunca antes- na atualidade. Logicamente, o cimento de todas elas é a existência da inteligência extraterrestre. E, ainda que esta premissa esteja sustentada sobre sólidas provas, se entenderá que este trio de disciplinas têm no paradigma cultural imperante seu maior obstáculo. A medíocre e limitada cultura global aceita, em sumo, a existência de uma inteligência sobre-humana, a quem tem chamado ‘Deus’. Essa é uma crença que, com múltiplas peculiaridades, é compartilhada por 80%  da humanidade. Desta porcentagem, 52% agrupam as três grandes religiões monoteístas (Oxford University Press, 2001).

    Se diria que o sacrossanto terreno da religião, é o espaço limitado ao que se vê relegado o espinhoso assunto da inteligência extraterrestre. Porém não é assim.

    A realidade  é que, ainda que o fato religioso é – em sua essência e Genesis- uma interpretação cultural do fenômeno extraterrestre (tanto em suas origens, casuística, e implicações sócio-culturais), este último não goza da aura de respeitabilidade do primeiro. O fato extraterrestre, ainda que seja de algumas implicações tremendas em todos os aspectos que o vincula ao ser humano, forma partes da cultura pop.

    A concepção que nossas mentes tem da inteligência extraterrestre é – mais além de toda a outra consideração- dramática, se tivermos em conta que as chaves para compreender o estancamento evolutivo da humanidade, provavelmente residem no tema em questão, e na não reconhecida vinculação do mesmo com a cultura religiosa.

    Pela via das exo-ciências (as ciências que estudam o que há aí ‘ fora’), podemos expôr – sem complexos- vários temas relevantes, entrelaçados uns a outros de maneira tão complicadas que, contudo, o leitor profano poderia considerar como inconexos.

    Mais ainda, poderia se pensar que a consciência nada tem a ver com esses temas ou fenômeno que se passa a enumerar:

    * A História- A construção de tudo o que viemos a chamar história humana, bem poderia ser o ‘designer’ (desenho) de certas inteligências não-humanas. Este recorrer de milhões de anos nos falam de umas civilizações terrestres que, se bem alcançaram um alto nível técnico, mantém até o presente um padrão insuperáveis: não se desenvolve nelas uma consciência madura que libere o ser humano do atavismo e da ordem piramidal.

    Entre as motivações que haveriam levado a estes ‘ designers’  (desenhistas) a criar uma estrutura (sustentada em dois pilares: tendência ao materialismo, em substituição da espiritualidade pelo mito religioso) claramente opressiva, temos uma que, se bem poderia resultar fantasiosa, é mencionada em textos antigos: o seres humanos são escravos de certas entidades aos que essa literatura denomina como designers, gênios, deuses ou anjos…

    A estrutura sobre a que se levantam os cultos religiosos  grupais poderia explicar, em parte, as motivações destes seres para conosco.

    * Consciência de si mesmo. O ser humano carece da consciência de si mesmo como ente integrante de uma criação cósmica. A informação que tem parte de relatos mitológicos nos quais se explica que o status dos homens é produto de um determinado episódio de intervencionismo extraterrestre. Entre estes textos encontramos chaves que indicariam que o caminho das reintegração ao cosmos evolutivo, está em adquirir consciência sobre a verdadeira natureza (espiritual) do ser humano, o capítulo de intervencionismo, e a estrutura premeditadamente involucionista do sistema em que vivemos.

    Em última instância, todos o âmbitos da vida humana, desde a família, até o sistema educativo, passando pela economia, a política, a ciência, estão encaminhados à conservar uma estrutura básica de ignorância e dependência que, precisamente, originariam um determinado estado vibratório, de acordo com as necessidades dos ‘designers’ do sistema. Entre essas necessidades se encontrariam a alimentícia: estes entes se alimentariam de certas energias emanadas pelo homem, em estados emotivos muito concretos.

    * O sistema impregna tudo. A medida que o indivíduo começa a remexer nos conteúdos culturais do sistemas, acaba chegando à conclusão de que as raízes do programa operativo do sistema (no inconsciente humano), chegam muito mais além do que poderia imaginar-se; conseqüentemente, adquirir consciência sobre si mesmo, é um trabalho cujos resultados somente se obtém mediante o questionamento de todas as manifestações deste programa operativo.

    Falta dizer que o descondicionamento ao que aspira o indivíduo e quem pretende achar essa consciência, é um trabalho de introspecção constante.

    Amiúde, o interessado confunde ‘ informação’ com ‘ consciência’. Se bem que a informação sobre as causas prováveis do condicionamento, e o modo em que este atua na sociedade, é informação útil, não deve ser confundido com a ‘consciência’, que é um processo individual de digestão e amadurecimento de todos estes dados (junto ao nosso próprio trabalho introspectivo, encaminhado à romper com as contradições), que deve tomar forma na cristalização progressiva de uma visão mais completa,  objetiva e livre da realidade.

    Em conclusão: diante das numerosas canalizações, teorias antigas e atuais, e experiências particulares, que nos contam -de forma abreviada e infantil- o que poderia ser a origem do ser humano, serve de algo todo esse material se não acabar por demolir  nossa passividade e gerar o interesse por desprogramar nossa mente?

    Se o ser o humano é pensamento (habitualmente insano, porém pensamento) que toma forma na matéria-corpo, entenderemos que nossa incorporação ao cosmos evolutivo deve partir por reconduzir nossa gravidade (individual), levando-a desde a matéria até o impalpável, que é interior e conecta o homem com o cosmos? A compreenderemos que isso não se consegue simplesmente com estados emotivos alterados (estimulados exteriormente), mas com um profundo questionamento dos mesmos, com uma reestruturação de prioridades, com a aceitação de nossas responsabilidades?

    Dito em outros termos: Não é mais consciente de sua realidade  quem levita, rompe os limites do espaço-tempo, visita lugares sagrados, se alimenta de vegetais, fala bonito e com eloquência. E sim, quem se questiona a si mesmo, e sempre duvida dos atalhos e caminhos fáceis. Sim, consegue acessar a essa consciência quem se abstrai dos triviais e vãos cenários físicos com o que se distrai ao ser humano, e se neutraliza a opção evolutiva.

    Uma vez mais, a questão que nos faz a exo-psicologia: que evolução deve experimentar nossa mente e cultura, para conseguir compreender a  verdadeira dimensão de tudo o que deriva de não ser a única inteligência da criação?

    Para finalizar, uma pergunta aos eleitores, sobre a base da seguinte experiência:

    Manoelito é um adolescente que joga na equipe de seu colégio. Jogou na final do campeonato, para o qual se preparou com grande esmero e concentração. Porém sua equipe, apesar de todo o esforço que o garoto fez, perdeu estrepitosamente. Agora temos a Manoelito, abatido, a espera de um conselho que o faça sentir-se melhor. O que você diria?

    Informação adicional:

    http://www.exopoliticsspain.es/sp/exociencias.htm

    Written by Star Viewer

    Tradução Livre: Equipe Arauto do Futuro.

    Link para outras traduções:   AQUI

    Original em espanhol, na fonte: AQUI

    SAGRADA RESPONSABILIDADE.

    •setembro 1, 2009 terça-feira • Deixe um comentário

    SAGRADA

    RESPONSABILIDADE.


    Enquanto isso, aqui na Terra todo ser humano sabe que a base da evolução é a força criativa. Porém, ainda que todos encham a boca exaltando a inovação, na prática tudo resiste ao avanço da renovação. De tanto habituar-se ao sofrimento, nossa humanidade não sabe mais como ancorar a frequência da alegria nos hábitos cotidianos. Como animar uma humanidade desanimada de tanto contemplar desmandos e descalabros? Não se pode impor a alegria, qualquer tipo de imposição seria contrária ao próprio espírito. Só na intimidade cada ser humano reconhece os momentos de júbilo e regozijo que acontecem sem razão aparente. Só na intimidade cada ser humano é responsável por aceitar esse estado de ânimo ou rejeitá-lo. Sagrada responsabilidade.

    .

    Tome atitudes exemplares e práticas, isso será muito mais eficiente para comunicar suas razões do que embrenhar-se em argumentações para explicar o inexplicável. De boca fechada não sai nenhuma besteira.

    .

    Quando a alma perde de vista os ideais, perde também o sentido de sua própria existência. No começo, isso passa despercebido, mas ao longo do tempo a alma desprovida de ideais vai se tornando ranzinza e ressentida.

    Fonte: Quiroga

    24 de agosto 2009 – Introdução à Consciência.

    •setembro 1, 2009 terça-feira • Deixe um comentário

    Introdução à Consciência.

    A história nos ensina que nenhuma mudança transcendente provém das cúpulas, e sim das bases. Umas bases doloridas, sensíveis e despertas que sempre tem estado adiante das raízes atávicas que mantêm – até o presente- unido o ser humano ao mito. Entendemos por mito o conjunto de crenças e imagens que se formam ao redor de um personagem ou fenômeno e o convertem em modelo ou protótipo. E ainda que poderia parecer que não é assim, o mito acampa ao longo de nossa cultura global, mais além do espaço religioso.

    Estou firmemente seguros que a voz de um expert confirmaria que a propensão humana ao mito (quer sejam na política, ciência, cultura, religião, etc) se deve à imaturidade em que invariavelmente temos estado submetidos. Poderíamos dizer que tudo isso é produto de nosso analfabetismo espiritual, à ausência de uma cultura espiritual sobre nós mesmos.

    Esse analfabetismo espiritual é gerado pela negligência do ser humano (entretido em outros afazeres imediatos, precisamente originados -na maioria das ocasiões- por sua imaturidade), e pela inteligente ação de quem cria religiões grupais nas quais o ser humano sempre tem uma posição desvantajosa.

    Será, pois, fácil de compreender que se nas questões mais elementares (quem sou e o que faço aqui, qual minha relação com o criador/a, etc)  existe uma perversa falta de instrução que estimule à formulação de todo tipo de questões, no restante de âmbitos cotidianos, o proceder é – desgraçadamente- muito similar. Definitivamente, não crescemos educados para questionar, para subverter, mas sim para acoplar-nos ao estabelecido, para acatar e aceitar respostas que se confeccionaram pelas mãos e vozes dos que receberam a bendição do poder.

    Os tempos da humanidade podem ser cambiantes e ir ‘ queimando’ etapas, porém o fato mitológico permanece com insistência. Às vezes disfarçado de admiração a um personagem (não somente do mundo de espetáculo), de apoio a uma causa injustificável, de participação em uma sangrenta tradição, em um ritual religioso e de submissão. Mais sofisticadamente, nos salões onde se mistura o dinheiro com a geoestratégia, a tecnologia , a saúde, ou cosmos, o mito adquire outro disfarce, e se veste de impecável senhor que poucos se atrevem a contradizer, sob pena de serem qualificadas de desleais, loucos, etc.

    O poder nunca foi generoso, nem flexível às exigências dos tempos críticos, e as bases que são progressistas o sabem. Bases que – não obstante-,  dadas as características especiais do momento histórico em que nos encontramos, parecem não haver entendido bem que seu processo de criticismo para o sistema deve começar por um reflexivo questionamento do procedimento crítico que aplicam.

    E deve ser porque estes procedimentos, não poucas vezes, são articulados de maneira irreflexiva, viciados pela cultura residual de tantos e tantos anos de condicionamento por causa do mito:

    “Se aparece um nova ciência que trata de abarcar outras e unificar campos que expliquem fenômenos de diversa natureza, esta é taxada de engano.

    “Se ao falar de inteligência não-humana se responde com uma cara irônica e se descarta toda a seriedade e da investigação. Em outros casos, quando o fenômeno de inteligência extraterrestre já tem-se assimilada, a resposta imediata é acusar de conivência com os inimigos do gênero humano.

    “Quando se coloca em dúvida algum dogma religioso, aquele que questiona é qualificado anticlerical transnoitado. Se é no terreno político e se receia das versões oficiais, então haverá que aceitar que se nos acuse de defender o islamismo radical …

    Definitivamente, todo intento de comover, de agitar a perspectiva assentada da realidade, é contestada desde um irracional pré-juízo.

    Todas estas respostas rebatidas (imediatas, reativas, imprudentes) não são mais que pobres reações emocionais defensivas da ordem estabelecida, que tomam forma de conteúdos intelectuais indeléveis, de resistência ao conhecimento. É, nem mais nem menos, que uma ação de blindagem por parte do próprio sistema, que tem em todos os seus indivíduos (enquanto não se realize um descondicionamento), sua melhor defesa.

    Por desgraça, os fiéis crentes nos dogmas acadêmicos, da cúria, da retórica política, a verdade é indomável e não consente que a encaixote por muito tempo.

    E a verdade tomou forma de consciência individual,  com aspirações globais. Uma consciência eternamente solteira e independente. Uma consciência que empurra o indivíduo a empreender o caminho da introspecção, onde possam ser detectados esses fantasmas do analfabetismo que nos levam a condenar todo intento de romper os grilhões do imobilismo, da ignorância. Eu gosto de descrever a Consciência, assim, com maiúsculas, como uma senhora de cabelo grisalho impossíveis de enganar, inconformista. Sim,  quer tudo. Tudo o que lhe pertence, que é tudo. Porque a matéria já tem experimentado por si só que, substituindo a nobre senhora por mitos inquestionáveis  (em todas suas variadas formas), progresso, ou o que se diz progresso, não haverá.

    Consciência propõe que o ser humano deixe de olhar seu umbigo carnal, e que considere o lugar que queira ocupar em toda a criação. E que ocupe este lugar com completa responsabilidade. Deseja que recupere a capacidade de observação, mutilada por anos de soberania cedida a outros que observavam por nós. Ela quer que deixemos de perverter a linguagem, pois somos vítimas suas.

    Aspira, Consciência, a que dinamitemos a mal chamada ‘ realidade’, e que façamos conjecturas sérias sobre os cenários confluentes que temos adiante:

    1- um planeta em crise. O termo ‘ crise’ ainda que tenhamos adicionado uma aura emocional negativa, significa mudança e oportunidade. E visto as condições em que a humanidade tem se desenvolvido nos últimos milênios, toda crise deveria ser bem vinda. Definitivamente, um sistema cujo estandarte parece ter esgotado.

    2- um inegável incremento da atividade relacionada com fenômeno da inteligência não-humana e seus objetos voadores.

    3 – a entrada em um ciclo cósmico – ao menos a níveis galácticos-  que acaba expressando-se diretamente na matéria terrestre e humana. Suas conseqüências estamos experimentando desde alguns anos, e pode que  inclusive – a níveis sutis- no surgimento da consciência.

    Todos estes elementos – que não são pouca coisa – são motivos mais que suficientes para partir de uma premissa: esquecemos que aprender não é coisa da escola, e sim de toda a vida. Aprender a aprender significa não partir da hostilidade, nem da apatia ou do conformismo. Aprender, como nunca antes necessário, é observar – desde a solteirisse cultural – sem mais delongas, aprender é viver .

    Written by Star Viewer

    Tradução Livre: Equipe Arauto do Futuro.

    Link para outras traduções:   AQUI

    Original em espanhol, na fonte: AQUI


    SETEMBRO – O que observar no céu

    •setembro 1, 2009 terça-feira • Deixe um comentário

    SETEMBRO

    O que observar no céu

    Neste mês ocorrerá o equinócio de Primavera no Hemisfério Sul (dia 22). Juntamente com o equinócio de Outono, são os únicos dois dias do ano em que o Sol nasce no leste. Também nesse dia, dia e noite terão igual duração, de 12h cada. A partir do final do mês, iniciar-se-á a estação das chuvas no sudeste brasileiro e a observação do céu noturno passará a ser mais difícil.

    Até o dia 05, Mercúrio será facilmente visível na direção oeste, próximo ao horizonte, logo após o pôr-do-Sol. Também no início da noite, Júpiter será facilmente visível, a meia-altura, na direção leste, passando pelo zênite as 22h. As 2h da madrugada, Marte nasce na direção nordeste, ganha altura e pouco antes do nascer do Sol é visível na direção norte. Vênus será visível apenas pouco antes do nascer do Sol, na direção leste, próximo ao horizonte.

    Lua : Cheia dia 04; Quarto-Minguante dia 11; Nova dia 18; Quarto-Crescente dia 26.

    Especiais : tente observar a conjunção de Vênus com a estrela Regulus : no dia 20, a distância angular entre esses dois astros será de apenas 0,5 grau!

    Fonte: aqui

    O Movimento Zeitgeist

    •agosto 31, 2009 segunda-feira • Deixe um comentário

    O Movimento Zeitgeist

    O Movimento Zeitgeist não é político. Não reconhece nações, governos, raças, religiões, credos ou classes. Chegamos à conclusão de que estas distinções são falsas e desatualizadas e estão longe de serem fatores positivos ao verdadeiro potencial e crescimento humano coletivo. Suas bases estão na divisão do poder e estratificação, e não na união e igualdade, que são nossos objetivos. Embora seja importante entender que tudo na vida é uma progressão natural, devemos também reconhecer que a espécie humana tem a habilidade de retardar drasticamente e paralisar o progresso através de estruturas sociais obsoletas, dogmáticas e, por conseguinte, entrar em desarmonia com a natureza. O mundo que vemos hoje, cheio de guerras, corrupção, elitismo, poluição, pobreza, epidemias, abusos aos direitos humanos, desigualdade e crime, é o resultado desta paralisia.

    Este movimento é sobre a conscientização em defesa de um progresso evolucionário fluente, tanto pessoal como social, tecnológico e espiritual. Ele reconhece que a espécie humana naturalmente caminha para a unificação, derivada de um comunal reconhecimento de compreensões fundamentais e quase empíricas de como a natureza funciona e de como nós, humanos, nos adaptamos / somos parte deste descobrimento universal que chamamos de vida. Embora este caminho exista, infelizmente ele está obstruído e é desconhecido pela grande maioria das pessoas, que continuam a perpetuar comportamentos e associações ultrapassadas e, portanto, degenerativas. É essa irrelevância intelectual que o Movimento Zeitgeist espera superar por meio de educação e ações sociais.

    O objetivo é revisar a sociedade no mundo de acordo com o conhecimento atual em todos os níveis, não apenas conscientizando sobre as possibilidades sociais e tecnológicas que muitos foram condicionados a pensar serem impossíveis ou contra a “natureza humana”, mas também para fornecer meios de superar os elementos que perpetuam estes sistemas obsoletos na sociedade.

    Uma importante associação, de onde muitas das idéias deste movimento se derivam, advêm de uma organização chamada “Projeto Vênus”, dirigida pelo engenheiro social e industrial Jacque Fresco. Ele trabalhou por praticamente toda a sua vida para criar as ferramentas necessárias para auxiliar no projeto do mundo que poderia eventualmente erradicar as guerras, a pobreza, o crime, a estratificação social e a corrupção. Suas idéias não são radicais ou complexas. Elas não exigem uma interpretação subjetiva de sua formação. Neste modelo, a sociedade é criada como um espelho da natureza, com as variáveis pré-definidas, inerentemente.

    O movimento em si não é uma construção centralizada.

    Não estamos aqui para conduzir, e sim para organizar e educar.

    Fonte: Movimento Zeitgeist

    .

    Assita aqui: Zeitgeist

    Ah! Os relógios

    •agosto 30, 2009 domingo • 2 Comentários

    Os deuses instilaram ansiedade no primeiro homem que descobriu como distinguir as horas.

    Produziram, também, ansiedade naquele que neste lugar construiu um relógio de sol.

    Para cortar e picar meus dias tão desgraçadamente em pedacinhos!

    (Titus Maccius Plautus 245?-184 ac)

    Bebam na fonte:

    Café Margoso

    Ah! Os Relógios

        • Amigos, não consultem os relógios

          quando um dia eu me for de vossas vidas

          em seus fúteis problemas tão perdidas

          que até parecem mais uns necrológios…

        • Porque o tempo é uma invenção da morte:

          não o conhece a vida – a verdadeira –

          em que basta um momento de poesia

          para nos dar a eternidade inteira.

        • Inteira, sim, porque essa vida eterna

          somente por si mesma é dividida:

          não cabe, a cada qual, uma porção.

        • E os Anjos entreolham-se espantados

          quando alguém – ao voltar a si da vida –

          acaso lhes indaga que horas são…


            Mário Quintana

    Voltar a realidade

    •agosto 30, 2009 domingo • Deixe um comentário

    A diversidade dos acontecimentos junto com sua inerente contradição constituem um panorama complexo o suficiente para que sua alma se exercite na flexibilidade. Só com atitudes mais flexíveis as coisas sairão do lugar.

    .

    Quando chega a hora de tomar atitudes que a alma considera corretas não se deve esperar que as pessoas recebam isso de braços abertos. Em geral acontece o contrário, críticas e insultos voam contrariando a atitude correta.

    .

    HORA DE VOLTAR À

    REALIDADE.


    Enquanto isso, aqui na Terra a estrada humana é de auxílio mútuo. Por isso, os participantes da grande tarefa da evolução não podem ser os que odeiam a humanidade. Quem odeia? Quem acalentar qualquer tipo de raiva, ressentimento ou desejo de vingança é um desses que, não apenas não participa da grande tarefa quanto também é dos que colocam obstáculos sistemáticos ao processo. O ódio é vergonhoso, transforma belos e simples relacionamentos em ninhos de serpentes peçonhentas. Parece tudo tão normal, há inclusive tratados acadêmicos que legitimam esta suposta normalidade. Porém, a estrada da Vida é de auxílio mútuo, esta é uma simples verdade que ao ser esquecida produz ódio e vergonha. O tempo é precioso, é hora de voltar à realidade.

    A idéia que sobrevive

    Enquanto isso, aqui na Terra, é propício sustentar alegria e simplicidade no trato cotidiano com os afazeres e relacionamentos, pois é assim que o espírito manifesta e irradia sua luz. Melhor afastar-se dos raciocínios complicados, muito mais ainda afastar-se dos dogmas, mas não por isso deixar de conversar sobre o espírito sem, no entanto, transformar essa conversa num conflito sectário. Não há espírito onde não houver alegria e simplicidade, mas onde se arraigar a palavra que consolida o amor pela vida, aí sim se encontrará o milagre. A vida é bela na simplicidade, pouca coisa é imprescindível para o bem-estar e a irradiação dos melhores sentimentos e pensamentos. Esta idéia sobrevive e perdura para sempre.

    .

    O tempo não é um limite, mas um ingrediente existencial mediante o qual você pode criar a trama que mais lhe interessar. Você não precisa obrigar-se a considerar que o tempo seja uma limitação. Essa seria sua criação.

    .

    Buscando argumentos para as críticas se encontrará de tudo para alimentá-las. Porém, que resultado dariam essas críticas? Algo mudaria? Melhor criticar menos e tomar atitudes que exemplifiquem o que você apreciaria.

    .

    É só começar a entoar queixas que logo um enorme coro vai se juntar a você. As pessoas adoram queixar-se, sempre encontram argumentos para competir umas com as outras e ver quem de todas elas sofre mais e melhor.

    .

    Seria impossível criar algo novo sem que uma boa dose de conflito tivesse de ser enfrentada. É normal que as pessoas se agarrem aos hábitos conhecidos e resistam a qualquer novidade, ainda que essas venham pelo bem delas.

    .

    Nenhuma mudança acontecerá se você não se atrever a mexer no seu sistema de valores morais. Muitos desses valores nunca foram realmente testados e verificados, são reproduzidos automaticamente sem juízo algum.

    .

    É sempre delicado o momento de ter de apontar falhas a alguém, inclusive porque se vê claramente que por esse caminho não se chegaria a lugar algum. Acontece que errar é imprescindível para depois acertar.

    .

    Antes de exigir que alguém peça perdão a você pelas ofensas cometidas, atualize em sua consciência todos os erros que você cometeu e, a seguir, peça perdão às pessoas que foram alvo de sua raiva e de seus exageros.

    .

    Irradie bom humor sem fazer piadas ou comentários ácidos. Irradie bom humor do centro do seu coração através do olhar e de gestos concretos, sem esperar nada em troca por isso, apenas como um exercício mental.

    .

    O sentimento de culpa traz em seu ventre alguma informação sábia. Por isso, não seria interessante transformar o sentimento de culpa em raiva, pois dessa forma você não entenderia nada e afundaria ainda mais nos problemas.

    .

    Certas rupturas se desenham no horizonte futuro, mas você não deve contar com elas como fatos consumados, são meras potencialidades. Por isso, em vez de achar que tudo mudou, continue se esforçando ao máximo nesse sentido.

    Fonte: Quiroga

    Atravessando o Equador Galáctico.

    •agosto 29, 2009 sábado • 2 Comentários

    Atravessando

    o Equador Galáctico.

    “Horizon Project” entrevista ao astrofísico Dr.Andrew Brooks sobre os possíveis problemas na Terra pelo  diparo magnético do equador galáctico que atravessara o sistema solar e a Terra em dezembro de 2012. Em busca da verdade através de pouco conhecidos efeitos catastróficos do passado na Tierra. Para saber mas ir a www.theHORIZONproject.com

    Isto é um extrato do vídeo dos programas CIENcia-arTE-SAlud da Fundação Soliris.
    E a mudança Climático…É na Terra ou no SOL? de 4 horas de duração onde se demonstra que a mudança climático não é ‘culpa’ dos seres humanos, e sim que são ciclos naturais do SOL.

    Parte 1

    ¿Es en la TieRRA o es en el SOL,, el caMbio CliMAtico ?…

    Parte 2

    ¿Es en la TieRRA o es en el SOL…

    Parte 3

    ¿Es en la TieRRA o es en el SOL,,,,,

    Parte 4

    ¿Es en la TieRRA o es en el SOL,,,,,

    O Projeto Horizonte usa uma abordagem inédita para decifrar as respostas por trás de questões mais intrigantes da vida, rompendo as explicações falhas da teoria moderna fragmentada que se compõem a cada ano para mascarar ainda mais a verdade. Veja as esmagadoras provas científicas anteriormente perdidas e re-descubra as respostas chocantes que estiveram sob nosso nariz o tempo todo.

    Uma recente descoberta mostra evidências científicas de que o mundo como nós o conhecemos está prestes a chegar a um final inesperado, no entanto, saber o que está vindo ao longo do horizonte é apenas a ponta do iceberg; compreender porque apresenta uma imagem muito maior do que você poderia ter imaginado.

    www.theHORIZONproject.com

    São mais vídeos da nossa lista de tradução, que deixaremos aqui para os que compreendam em espanhol ou inglês.

    Se você tem interesse em ajudar voluntariamente nas traduções entre em contato.

    ONDE É O UNIVERSO?

    •agosto 28, 2009 sexta-feira • Deixe um comentário

    ONDE É O UNIVERSO?

    Enquanto isso, aqui na Terra ainda que uma considerável porção de nossa humanidade não nade, todas as pessoas são aptas a este tipo de exercício. Analogamente, toda nossa humanidade é apta para manter um relacionamento íntimo com a infinitude de nossa essência, mas quem se exercita diariamente neste sentido? Pelo contrário, todo o exercício sistemático e cotidiano é feito no sentido oposto, o de produzir limitações e confinamentos sofisticados para esta essência nossa, que é infinita, porque é parte integrante do Universo. Que tipo de raciocínio tortuoso aplicamos às nossas vidas para chegar à conclusão de que o Universo de que somos feitos é algo distante de nossas presenças? O Universo é aqui e agora, você lendo estas linhas.

    .

    Fonte: Quiroga

    Ouvir estrelas!

    •agosto 27, 2009 quinta-feira • Deixe um comentário

    Olavo Bilac


    Ora (direis) ouvir estrelas!

    XIII

    “Ora (direis) ouvir estrelas! Certo

    Perdeste o senso!” E eu vos direi, no entanto,

    Que, para ouvi-Ias, muita vez desperto

    E abro as janelas, pálido de espanto …

    E conversamos toda a noite, enquanto

    A via láctea, como um pálio aberto,

    Cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,

    Inda as procuro pelo céu deserto.

    Direis agora: “Tresloucado amigo!

    Que conversas com elas? Que sentido

    Tem o que dizem, quando estão contigo?”

    E eu vos direi: “Amai para entendê-las!

    Pois só quem ama pode ter ouvido

    Capaz de ouvir e de entender estrelas.”


    TUDO É PERMITIDO.

    •agosto 26, 2009 quarta-feira • Deixe um comentário

    TUDO É PERMITIDO.

    Enquanto isso, aqui na Terra tudo é permitido a despeito das inúmeras proibições inúteis que há em todas as congregações humanas. Tudo é permitido, tudo é possível praticar, convivemos com o maior enlevo espiritual e a abjeção hedionda. Tudo é permitido, mas o caminho que conduz à Verdade é estreito e até que não se saldam todas as dívidas provocadas por confinar o Espírito no que fazemos por aqui esse estreito caminho não pode ser trilhado. Quando um ser humano se consagra a libertar a luz confinada em seu coração e em desejos meramente egoístas, ele ou ela presta um serviço inestimável à espécie, pois no vácuo de sua libertação facilita a libertação dos semelhantes também. Dissipar a miragem, este é o nome do jogo.

    .

    Espírito não é teoria, é a dimensão da qual sua vida depende. Por que será que nossa humanidade prefere convencer-se de que se pode existir sem dar atenção ao espírito? Só pode ser por tentativa de autodestruição!

    .

    Inúmeros assuntos que estão em andamento não podem, ainda, ser entendidos, desafiam a lógica e o bom senso. Porém, melhor sustentá-los e suportá-los porque trazem em seu ventre a semente de fatos importantes.

    .

    Ninguém sabe expressar sentimentos com clareza e transparência, nossa humanidade é tímida e receosa demais para comportar-se assim, acha que as emoções são vulnerabilidades que precisam ocultar-se.

    .

    O melhor serviço que sua alma pode prestar à humanidade é fazer o possível para se realizar. Aparentemente, isto seria uma proposta egoísta. Porém, se você não é feliz, como então poderia pretender irradiar felicidade?

    .

    Como alguém poderia reconhecer o alcance de sua própria coragem andando sempre pelo terreno mais seguro? Seria impossível! A vida oferece situações onde não há segurança a respeito de nada para você reconhecer sua coragem.

    .

    Aguardar para sentir uma dose maior de segurança antes de tomar as decisões pensadas será o mesmo que perder tempo. Essa segurança não virá porque no momento não seria possível conhecer os resultados antecipadamente.

    .

    Todo mundo quer liberdade, mas ninguém se dispõe a pagar o preço dela, que é feito de dilemas. Liberdade não é fazer sempre escolhas certas e bem sucedidas, as falhas também estão incluídas no exercício da liberdade.

    .

    Quando a alma toma a atrevida atitude de enfrentar uma vicissitude, logo ela percebe que não era difícil superá-la. O mesmo não aconteceria evitando essa condição, pois mentalmente tudo pareceria complicado.

    .

    O melhor a fazer agora é manter a mente aberta o suficiente para que as novidades que circulam por aí sejam absorvidas com a maior facilidade possível. No início, a alma resiste ao novo, mas esta atitude só dificulta.

    .

    Em todo ser humano há algo de animal, de divino e de humano propriamente dito. Por isso, nunca pense que você faz isso ou aquilo porque não tem nenhuma outra opção. Você sempre terá à sua disposição pelo menos três opções.

    .

    Toda pessoa quer ajuda e para isso precisa de bons amigos. A ajuda que não provir de verdadeiras amizades será sempre interesseira. Uma pessoa que não tenha amigos é uma pessoa absolutamente desprotegida.

    .

    Quando as tarefas se acumularem e você perceber que a ansiedade começa a aumentar, em primeiro lugar reserve um tempo para descansar e aliviar a mente. Só depois inicie o cumprimento dessas tarefas. Assim, tudo será mais fácil.

    .


    Fonte: Quiroga

    O que vai sobrar? CIVILIZ AÇÃO!

    •agosto 25, 2009 terça-feira • 1 Comentário

    O QUE VAI SOBRAR?

    Enquanto isso, aqui na Terra com muita dificuldade nossa humanidade se livra dos decrépitos preconceitos religiosos que tanto mal fazem, mas que por serem familiares confortam no terreno conhecido. Porém, que conforto sente aquele que é açoitado? O de conhecer intimamente seu carrasco? Historicamente, o avanço das novidades nunca foi bem recebido, porém, que diferença isso fez ao longo do tempo? Nenhuma! Nossa humanidade quis pensar livremente, aí as fogueiras da Inquisição arderam. O que sobrou? A Inquisição? Não! Sobrou nossa humanidade livre! Vieram as máquinas e a tecnologia, também resistiram os que viam o demônio por trás delas. Quem ganhou? Agora vem o relacionamento direto com o Altíssimo, a ciência entrando em contato com o que outrora foi objeto de religião. O que vai sobrar de tudo isso?

    .

    Quando a ansiedade começar a apertar e tudo parecer conspirar para que você perca o juízo, nesse momento imagine situações que consigam arrancar um sorriso e, talvez, uma gargalhada. Só isso mudará a situação por completo.

    .

    Para que do lado de lá, do mundo invisível do espírito, venha algum tipo de ajuda, será necessário que você faça tudo dentro das normas da correção. Nenhuma ajuda acontece a quem não faz sua parte, praticando a correção.

    ,

    Uma coisa leva à outra e de repente você se encontra no meio de um tiroteio que começou com palavras tolas. Nessa hora, ninguém mais se lembra de voltar atrás, o orgulho excessivo obnubila a razão e tudo degringola rapidamente.

    .

    É inevitável sentir o que outras pessoas sintam, ainda que você, em particular, não tenha nada com isso. A sensibilidade é assim mesmo, não reconhece as mesmas fronteiras que artificialmente a mente tenta estabelecer.

    .

    A liberdade não é celebrada com sussurros ou murmúrios, eleva-se um grito que vem do fundo da alma e que ecoa pelos quatro cantos do Universo. Elimine qualquer traço de pudor em relação à celebração da liberdade.

    .

    É comum pensar que o coração e a mente vivem em eterno conflito, mas na prática isso não é assim. Acontece apenas que é difícil conciliar a etiqueta com os desejos que fazem arder sua vida interior..

    .

    Enfrentar o perigo em vez de recuar ou fugir é a proposta da ousadia. Nesse momento tremem as pernas e a barriga sofre desarranjo, mas logo em seguida um fluxo vital renovador se faz sentir e, no fim, tudo dá certo.

    .

    O sentimento de inadequação é desconfortável, em alguns momentos parece que todas as pessoas olham para você e desaprovam seu desempenho. Porém, quando se cria algo interessante não há como isso passar por adequado.

    .

    Simples envolver-se com os acontecimentos quando estes produzem prazer e alegria, mas por acaso a vida é menos viva quando os acontecimentos são limitantes, constrangedores e difíceis de resolver? Pense nisso!

    .

    CIVILIZAÇÃO.

    Enquanto isso, aqui na Terra Krishna explicou a natureza do Universo, Moisés apontou o dedo na direção da Terra Prometida, Buda se libertou da ilusão, Cristo encarnou o amor incondicional e Maomé promulgou as regras de uma vida organizada. Até agora nossa humanidade tenta entender o que isso significou para ela. Entendendo ou não, é inegável que aquilo que chamamos de civilização é o que nossa humanidade tenta fazer com as verdades espirituais com que entra em contato de tempos em tempos através dos Emissários do Altíssimo. Atualmente, estão dadas novamente todas as condições que evocam o aparecimento de um novo Instrutor, pois a política, religião e economia mundiais não servem mais para o bem geral das pessoas, servem ao sectarismo e à guerra.

    .

    Considere que a maior aventura não é andar por trilhas perigosas ou assumir riscos fabulosos, mas exercitar o domínio da própria mente. Quem conseguir esta façanha pode se considerar superior aos seus semelhantes humanos.

    .

    Busque a perfeição ainda que o normal seja pensar que tudo que for humano deveria ser imperfeito por natureza. Rejeite esse tolo convencimento de que os humanos devemos nos conformar com menos do que a perfeição.

    .

    Você já sabe que não se pode obter verdadeiro sucesso sem arriscar-se. Talvez o que você não saiba ainda é que isso não significa que aceitar todos os riscos queira dizer que haveria mais sucesso pela frente.

    .

    Fazer o que lhe dê na telha não é o mesmo que exercitar a vontade e a liberdade. Em muitos casos, obstinar-se para realizar algum desejo em particular é, no fundo, uma limitação de sua liberdade de escolher.

    .

    As adversidades são a bigorna existencial onde se malha a força de vontade, aprimorando o desempenho e tornado-se livre das circunstâncias. Você desconheceria o alcance de sua força de vontade não fossem as adversidades.

    .

    Permaneça em movimento, pois enquanto tudo for dinâmico nada de ruim acontecerá, ainda que pareça tudo estar indo por água abaixo. O momento da renovação é caótico, mas esse estresse logo dará lugar ao aroma excitante da aventura.

    ,

    Qual a melhor atitude num momento de perigo? Em primeiro lugar, preparar a mente para a batalha, imaginando-se num panorama cheio de Sol e flores das mais variadas cores e aromas. Com a alma leve, a vitória é assegurada.

    .

    Os hábitos são criados, não existiram sempre. Por isso, o que haveria de mal em destruí-los para criar outros novos? Nada! Muito pelo contrário, só pode haver benefícios na renovação dos hábitos. Isso é importante.

    .

    Descansar é necessário, principalmente porque do jeito que aumenta a tensão você precisará ter um desempenho cada vez melhor para dar conta do que acontece. Por isso, descanse em primeiro lugar e só depois entre em campo.

    .

    Melhor não responder às provocações, porque ficar medindo forças o tempo inteiro é sinal de fraqueza. Prepare-se mental, emocional e fisicamente para o embate, mas não saia por aí fazendo demonstrações de força.

    .

    No furor da batalha se medem as forças e o que antes era motivado pela raiva se transforma numa visão realista do que acontece. Nas guerras ninguém ganha, todos perdem, todas as partes envolvidas sacrificam seus interesses.

    .

    Especiais só são as pessoas que em tempos de tensão não se deixam carregar pela onda de fazer parte de estupidezes e brutalidades, mas preservam a cabeça no lugar e agem com a maior sabedoria possível.

    .

    Fonte: Quiroga

    Dispositivos sub-cutâneos para detectar bio-ameaças?

    •agosto 24, 2009 segunda-feira • 5 Comentários

    Confirmando o que já viemos divulgando em diversos artigos:

    Empresa desenvolvendo dispositivos sub-cutâneos para detectar bio-ameaças.

    Fonte e Tradução por: Blog Nova Ordem Mundial

    Uma empresa com sede na Flórida, que se vangloria por comercializar o primeiro microchip RFID implantável em seres humanos e aprovado pelo governo dos EUA, está agora voltando sua unidade de pesquisas para “preparação de emergências”, esperando produzir um implante que possa automaticamente detectar na corrente sanguínea do hospedeiro a presença do vírus da gripe suína ou outros vírus considerados como “bio-ameaça”.

    A empresa VeriChip atualmente vende uma minúscula cápsula sub-cutânea de identificação por RFID, e que pacientes podem optar por implantar ou não, contendo um número ligado a seus registros médicos, possibilitando aos médicos, por meio de um leitor especial, acesso a esta informação mesmo que o paciente esteja inconsciente ou sem documentos. A empresa se vangloria que seu micro-chip, mais ou menos do tamanho de um grão de arroz, é o único aprovado pelo pelo FDA, orgão governamental dos EUA que faz o controle dos alimentos e medicamentos.

    Mas a VeriChip está agora voltando suas atenções para outros usos ta tecnologia, incluindo micro-chips que que seriam usados para rotular e registrar restos humanos após um desastre e implantes que a compania espera que seja capaz de avisar se o portador do implante está infectado com o H1N1 da gripe suína, o H5N1 da gripe aviária ou outros agentes pandemicos tidos como “bio-ameaça”.

    VeriChip está trabalhando em conjunto com uma compania de Minnesota, Receptors LLC, para desenvolver a tecnologia de detecção de vírus.

    Scott R. Silverman, presidente da VeriChip, declarou “A medidade que continuamos a construir nossa parceria com a Receptors, que se iniciará com um micro-chip RFID implantável sensível à glicose, nós estaremos saindo do área de dispositivos de identificação para sensores que possam detectar e identificar doenças e vírus tais como a gripe”.

    De acordo com uma publicação conjunta lançada em 7 de maio deste ano, por ambas as empresas, entitulado “Um Sistema de Sensores para Detecção de Bio-Ameaças de Pandemias à Doenças Emergentes e Bio-Terrorismo”, o objetivo da pesquisa é transformar a tecnologia de detecção de glicose em outras que identificariam vírus, e então acoplá-la em seres vivos, ou seja, um micro-chip que possa alertar da presença do vírus.

    O objetivo final é desenvolver um implante que possa também diagnosticar qual vírus está infectando o paradeiro.

    A compania explica que o VeriTrace, um outro sistema, foi criado na época do furacão Katrina, onde foi utilizado pelo Time Federal de Resposta Operacional Mortuária. O sistema inclui os micro-chips, um leitor móvel de bluetooth, uma câmera customizada que recebe tanto os dados de RFID e dados de GPS sem fio, e um banco de dados baseado em web para registrar informações e imagens capturadas durante as operações de resposta à emergência.

    Os micro-chips são implantados em cadáveres após um desastre ou, de acordo com um relatório da catástrofe do furacão Katrina, afixados em fitas aos ossos, de forma a manter registros detalhados, particularmente em eventos que resultam em centenas ou milhares de fatalidades.

    “Este banco de dados assegura a coleta precisa, armazenamento e inventário de todos os dados e imagens relacionados aos cadáveres e evidências.”, diz o relatório. “”Isso também permite a re-contrução precisa e completa de um cenário de desastre, cena do crime ou similar, onde a re-construção é necessária.”

    Desde o furacão Katrina, o Journal RFID reporta, o FBI da Georgia, o Departamento de Saúde do Havai, o Sistema de Operações de Resposta Mortuária de Emergência da Florida e o Escritório de Saúde do Condado de Erie, em Nova York, também adiquiriram o sistema. VeriChip anunciou vendas ao Hospital Memorial Calvert de Maryland e aos condados de Mercer and Atlantic em New Jersey.

    O site WND contactou VeriChip buscando informações sobre o progresso do desenvolvimento da tecnologia de detecção de vírus mas não obteve resposta.

    WND previamente reportou tais chips quando hospitais usaram-os para identificar recêm-nascidos, Veri-Chip buscava implantar imigrantes com os dispositivos eletrônicos, um evento de saúde do governo americano apresentou-os, e então o super-mercado Wal-Mart usou atis micro-ships para rastrear seus clientes.

    Fontes:

    Notícias relacionadas :

    gripe suina

    micro-ship RFID

    .

    No arauto:

    Chip’s? Vai querer? Vai desejar?

    LEIA + em CHIPS

    LEIA + em  VACINAS

    Leia

    .

    .

    .

    Fatos básicos que você deve saber sobre as vacinas.

    •agosto 24, 2009 segunda-feira • Deixe um comentário

    Fatos básicos que você deve saber sobre as vacinas.

    1. Vacinas são tóxicas

    • Vacinas contêm substâncias que são tóxicas para o ser humano (mercúrio, formol, alumínio etc.) As bulas de vacinas contêm esta e outras informações que, por lei, devem estar disponíveis ao público. Apesar dessas bulas serem impressas para os consumidores, os médicos não as mostram a seus pacientes.
    • Vacinas são cultivadas sobre tecidos estranhos e contêm material genético alterado de origem humana e animal.

    2. A vacinação deprime e prejudica a função do cérebro e da imunidade. Pesquisas científicas honestas e imparciais mostraram que a vacinação é fator de risco em muitas doenças, como:

    • síndrome de morte infantil súbita (SIDS);
    • disfunções de desenvolvimento (autismo, convulsões, retardo mental, hiperatividade, dislexia etc.);
    • deficiência imunológica (AIDS, Síndrome Epstein Barre etc.);
    • doenças degenerativas (distrofia muscular, esclerose múltipla, artrite, câncer, leucemia, lúpus, fibromialgia etc.).

    3. O alto índice de reações adversas a vacinas é ignorado e negado pela medicina convencional

    • Antes de 1990, os médicos não eram legalmente obrigados a notificar as reações adversas ao órgão de controle de doenças nos EUA ( CDC – US Centers for Disease Control).
    • Reações adversas são consideradas “normais”, são ignoradas ou diagnosticadas como outras doenças. Apesar desse sistema precário, os danos notificados são numerosos.
    • Apesar da obrigação legal atual, menos de 10% dos médicos notificam ao CDC os danos que testemunham.
    • Ao longo da história, muitos profissionais renomados da área da saúde, em todo o mundo, declararam sua oposição veemente à vacinação, chamando-a de fraude científica.

    4. Programas de vacinação em massa expõem o público ao perigo de forma sistemática e irresponsável,
    desrespeitando os direitos da população

    • Médicos vacinam os desinformados. A bula do laboratório que contém um mínimo requerido pela lei não está disponível ao consumidor para que este possa tomar uma decisão mais informada.
    • Afirmações falsas e coação antiética como ameaçar, intimidar e coagir são utilizadas para assegurar o consentimento para vacinar.

    5. Não há prova de que vacinas são seguras ou eficazes

    • Não há estudos com grupos de controle. Autoridades consideram que “não vacinar” é antiético e se recusam a estudar voluntários não vacinados. Se estudos de controle fossem realizados de acordo com procedimentos científicos honestos, a vacina seria proibida.
    • Estudos realizados não estão eliminando o preconceito do leitor. As autoridades que reúnem e publicam estatísticas de doenças trabalham em conjunto com laboratórios que produzem as vacinas e têm interesses econômicos neles. Efeitos colaterais e óbitos são atribuídos a tudo, menos vacinas, para distorcer os resultados e fazer parecer que as vacinas têm algum mérito.

    6. As leis permitem que os laboratórios quebrem a confiança pública

    • Em processos particulares por danos causados pela vacina, a informação apresentada mostra que as vacinas podem ser letais.
    • Fabricantes de vacinas impõem confidencialidade como instrumentos nos processos para impedir que o autor da ação divulgue a verdade sobre a perigosa natureza das vacinas. O governo permite o uso destas táticas antiéticas, que põem em risco a saúde pública.

    7. Nos EUA, a lei de Lesões da Vacina Infantil de 1987 age como tranqüilizante

    • Este programa de compensação finge reconhecer a existência de danos vacinais “consertando” os erros cometidos. Nada nessa lei tenta impedir que tais ocorrências se repitam no futuro.
    • Essa lei é o resultado da pressão dos fabricantes de vacinas para que sejam “imunizados” contra processos particulares que podem chegar a milhões de dólares por caso.
    • Os fabricantes de vacinas conseguiram se eximir bem da responsabilidade e, nos anos recentes, a compensação ficou cada vez mais difícil por meio desse programa. Os parâmetros definindo o dano vacinal têm mudado e, em muitos casos, os pais são acusados de terem provocado a Síndrome da Criança Sacudida.

    8. Empresas de seguros, que fazem os melhores estudos de sinistros, abandonaram por completo as
    coberturas de danos à vida e à propriedade causados por:

    • ato de Deus;
    • guerra nuclear e acidentes em usinas nucleares;
    • vacinação.

    9. Vacinação não é medicina de urgência

    • Afirmam que vacinas evitam um possível risco futuro. No entanto, as pessoas são pressionadas a decidirem na hora. O uso do medo e de intimidação pelo médico para forçar uma vacina é antiético. Vacinas são medicamentos com sérias reações adversas. Deveria haver tempo para reflexão antes de uma decisão.

    10. Não há lei exigindo vacinações para bebês ou qualquer pessoa

    • A vacinação está ligada ao atendimento escolar, mas não é obrigatória. Isenções de vacinas, apesar de restritas e controladas, são inerentes a cada lei e podem ser expandidas por pressão pública.
    • Nos EUA, os Ministérios da Saúde e da Educação e a Associação Médica Americana lucram com a venda de vacinas. Eles raramente divulgam a existência e detalhes das isenções

    Para mais informações, entre em contato com:
    Vaccination Liberation – Idaho Chapter
    P.O Box 1444
    Coeur d’Alene, ID 83816
    www.vaclib.org

    Fonte: TAPS

    LEIA + em  VACINAS

    Bem aventurança na Terra

    •agosto 24, 2009 segunda-feira • Deixe um comentário

    O céu infunde bem-aventurança, mas aqui na Terra a humanidade resiste a aceitá-la, porque tumultua a normalidade. Assim vão as coisas por aqui! Nossa humanidade continua preferindo o mal conhecido ao bem desconhecido.

    .

    A compreensão de tudo que acontece só é possível usando os olhos do coração. De coração a coração, é assim que se reconhecem os verdadeiros amigos, aqueles que lutam lado a lado ainda que distantes fisicamente.

    .

    As proibições são desnecessárias, mesmo o perigo não deve ser proibido. Tudo deve ir noutro sentido, em vez de proibir há de incentivar-se o direcionamento da consciência para a utilidade, o amor e a beleza.

    .

    Lute com plena consciência das razões que provocam a luta, pois só assim não se pensará em retirada nem se buscará o conforto inútil dos lamentos. Você luta em nome de uma boa causa, esta é sua proteção e conforto.

    .

    Se você deseja que seus argumentos prevaleçam, então lhe cabe a responsabilidade de torná-los atrativos. Argumentos severos serão rejeitados, independente de serem os mais verdadeiros e eficientes. Modele seu discurso.

    .

    Ainda que você receba as melhores cartas num jogo, isso não garante a vitória, a qual dependerá da maneira com que você use as cartas. Assim é o destino, um pouco se recebe, outro pouco resulta de como usar o que se recebe.

    .

    Forte e segura será uma ação empreendida que tiver pelo menos dez alternativas disponíveis quando algo não proceder de acordo com o planejado. Quanto menos alternativas houver, mais vulnerável será o empreendimento.

    .

    Despertar do sono tendo a sensação de que se participou de algo muito importante, mas não lembrar o quê é o resultado de falta de pureza. Isto não é uma admoestação, mas um incentivo para aprimorar os mecanismos de percepção.

    .

    Mais vale ter um inimigo poderoso do que muitos amigos que sugerem que você amoleça e se retire da sagrada batalha da vida. Pelo menos, o inimigo poderoso ajudará você a preservar a alma atenta ao que for indispensável.

    .

    A fadiga se apodera do corpo, mas a alma continua incansável. É necessário dar ao corpo o que ele precisa, mas na dose certa, sem excesso, porque a batalha empreendida requer muito mais alma do que corpo.

    .

    É imperativo falar de forma breve. Assim, não apenas você se protege contra o risco de tornar sua presença enfadonha como também se abstém de falar do que não sabe. Toda reunião deveria começar com um minuto de silêncio.

    .

    Como se pode saber aonde cairá a pedra jogada num momento insensato? Quem cospe na direção do céu certamente será atingido na própria cara, isto é mais certo do que saber que o dia sempre virá depois da noite.

    .

    Fonte: Quiroga

    Despertar do sono tendo a sensação de que se participou de algo muito importante, mas não lembrar o quê é o resultado de falta de pureza. Isto não é uma admoestação, mas um incentivo para aprimorar os mecanismos de percepção.

    22 de agosto 2009 – Mistérios da Astrofísica

    •agosto 23, 2009 domingo • 3 Comentários

    Artefatos detectados pela NASA. Observem: Movimentos e Reportes de recentes missões espaciais.

    Os padrões de artificialidade que estamos analizando entre todos, coincidem exatamente com os padrões de artificialidade que habitualmente, reportam os tripulantes das missões espaciais dos transbordadores. Temos tido aceso a seguinte reportagem que nos pode servir de guia. Obviamente a NASA está a par de todas estas anomalias e  oferecem um padrão bastante curioso, que obedece e coincide  com essas formações e anomalias que estamos analizando em toda a biblioteca de imagens obtidas de Stereo e LASCO. (Satélites)

    Vejam estas reportagem:

    Atentem ao raro padrão que segue essa artificialidade em seu movimento, e pensem por um momento o que aconteceria se um desses objetos traçara uma trajetória próxima a umo desses satélites: O que se vería?, Cómo se vería?. Vamos colocar nos olhos dos astronautas, e logo, nos olhos dos satélites.

    Saudações

    Gentileza de NASA69 para StarVieWerTeam.

    Tradução Livre: Equipe Arauto do Futuro.

    19 de agosto 2009 – Mistérios da Astrofísica

    •agosto 23, 2009 domingo • 2 Comentários

    Prepare-se para saber o que os notíciarios não vão lhe contar, você não encontrará estas informações na mídia comum, não por enquanto, quem sabe depois de milhares de blogs ao redor do mundo começarem a dar visibilidade as estas informações a mídia comum use a dica e passe a dizer alguma coisa…

    Os artigos que publicaremos aqui estão associados ao link Mistérios da Astrofísica da página estática que criamos neste blog para aportar exclusivamente estas informações, sobre as recentes ‘anomalias’ e ‘artefatos’ que os céus nos brindam neste período de grandes transformações que se avizinham, e que já estão ocorrendo. Sugerimos como introdução que leiam o que está aqui ANTES de iniciar a leitura do artigo que segue.

    Faremos a tradução dos artigos em ordem cronológica, partindo da mais recente postagem para as anteriores, aqui uma parte já traduzida pelo blog mundo UFO, em 19 de agosto 2009 , e em seguida postaremos a mais recente,  todas podem ser encontrada no blog original:

    Mistérios da Astrofísica

    Tradução: Marcos Ancillotti – Mundo UFO

    19/08/2009

    Impressionante! Sem dúvida, a artificialidade dos objetos demonstrada.

    lascoc3hoy

    As fotos são as mesmas, em datas diferentes e coincidem.

    20090818_eventos_similares

    Coincidência dos objetos em LASCO C3 e a foto do alvorecer nas Baleares.

    a) Uma explicação alternativa, de forma convincente, exceto a parte que indica que é o SOHO (satélite artificial) que gira ao detectar o objeto, e não o objeto. Também poderia ser (confiabilidade de 40%).

    b) Uma foto muito curiosa.

    aaaaaaaaaaaaaa1

    Curiosa foto apareceu hoje em um diário de notícia. (amplie)

    c) A foto de LASCO C2 hoje.

    20090816_042320_n7c2a

    Bom, antes de mais nada, agradeço pela atenção. Sabemos que o artigo de anteontem gerou muita expectativa e aqui vem as explicações prometidas.

    Antes de mais nada, queremos deixar claro que somos cientistas. Céticos por natureza, mas com a mente aberta. E quem sabe este último, é o que faz falta agora. As evidências estão aí, e não é algo que alguém pode negar. Não deixam de ser imagens captadas pela própria NASA.

    Reafirmo isso, porque pegou todos os membros de surpresa com um evento deste calibre.

    Primeiro mostraremos as evidências, as analizaremos e logo virão as conclusões.

    Desde o princípio deste blog, vimos comentando que nosso sistema solar é binário. Uma anã marrom vem sendo a companheira do nosso Sol, em uma órbita muito elíptica, e por tanto, muito prolongada no tempo. Isto é o que provoca as alterações na nuvem Oort, nas órbitas dos planetas externos e o ligeiro movimento de nosso Sol.

    Esta anã marrom, têm seus próprios satélites e um dos mesmos, tem uma órbita aleijada da mesma. Esta órbita entra em nosso sitema solar.

    Centralizaremos neste objeto.

    O que sabemos até agora é que tem um diâmetro de uns 3.000 kms, e sua composição é muito metálica e sua velocidade é extremamente alta. Uns 200.000 kms/h. Isto, o converte em um planeta/cometa.

    A órbita deste objeto tem distintas fases, dependendo da posição da anâ marrom que ela orbita. A anã marrom se adentra mais no sistema solar a cada uma de suas voltas. E ao redor desta, existe um ponto crítico que chamaremos assim, porque uma vez atravessado esse ponto, corre o risco de que o objeto fique preso na gravidade do sistema solar.

    Segundo nossos cálculos, este ponto está entre às 20 e 25 UA do sol.

    intersection

    Até aqui o pequeno resumo da situação que irá se ampliando nos dias sucessivos, com fórmulas, cálculos e explicações mais detalhadas.

    Passemos agora as imágens de anteontem mostradas por LASCO 3 e os satélites Stereo.

    A análise do objeto em LASCO 3.

    20090816_0318_c3

    Este é o nosso famoso planeta/cometa, passando a umas 20~25 UA do sol. Na zona da anômala que já havíamos reportado.

    O curioso desta foto é a “rota” que segue, que nos deixou perplexos. É como se voltasse com seus próprios passos. Aparentemente incompreensível, fisicamente falando.

    Isso nos leva as imágens do Stereo.

    20090816_042320_n7c2a

    Isto também nos deixa estupefados, porque podemos dizer a ciência o que não é. Não são cometas, não são estrelas, não são quaisquer objetos que temos analizado antes no espaço exterior. E o mais chamativo, tem uma ordem lógica em linha de três, rodeando o sol. E isto, uma hora mais tarde que o nosso planeta/cometa tivesse passado o ponto crítico de possível retorno, entrando no nosso sistema solar.

    Mas aqui não se acabaram as surpresas para a equipe. Pouco antes do objeto retroceder, aconteceu isso.

    sucesion12

    E isso nos trouxe a memória outro evento que havíamos visto previamente em julho.

    sucesionhaceunmes

    Isto sim sabemos o que é. Um feixe de prótons de uma potência desmensurada, 10^30, sensivelmente descomunal.

    O que provocou este feixe foi isso.

    sans-titre

    E vendo o alinhamento e calculando as posições, esse feixe impactou em nosso planeta/cometa, devolvendo a uma órbita de sua anã marrom a umas 35 UA do sol, casualmente fora desse ponto crítico.

    Temos exposto os dados, agora que cada um julgue o que viu. Todas as fotos foram tiradas da base de dados da NASA. E é algo que pode ser visto por vocês.

    Antes de chegar a conclusão sobre o acontecido anteontem, decidimos que estamos abertos a qualquer explicação plausível deste fenômeno, que nos deixou de boca aberta, e certamente, tivemos que fechar. Somos céticos de mente aberta, e os fatos, buscamos explicações para eles.

    Agora entramos na parte das conclusões pessoais da equipe.

    A conclusão, é que, algo com inteligência, desviou de sua órbita o objeto, com um feixe de prótons de 10^38 prótons/seg, durante meia hora de exposição. E que encontramos com o primeiro feito demonstrado científicamente de que não estamos sozinhos no universo.

    Fora tudo isso, há outra coisa que nos chama a atenção. São os crop circles, os círculos da colheita. Durante toda investigação que vínhamos realizando, se deram paralelismos claros nos mesmos. Isto eu ponho a parte, porque há que ter um mínimo de imaginação, e sendo sinceros, jamais daríamos conta se não houvessem esses paralelismos, graças aos leitores que nos fizeram chegar, já que nós não tínhamos olhado.

    stereoperturbation11082

    Correspondência com imagens stereo do dia 11 de agosto, confirma padrão binário e pertubação em sagitário.

    O Crop Circle acima exposto, confirma a verificação instantânea da imagem do Stereo B Cor2, de 11 de agosto, e põe de relevo o padrão de balanço binário, conforme foi descrito na folha de trabalho número IV.

    cropcirclejustathesametime2

    Imagem do dia 16 que aparece às 4:05 da manhã, exatamente a mesma hora em que se verifica a foto do Stereo do dia 16.

    Curiosamente, este é o único Crop Circle que foi feito em 16 de agosto e destruído em 17 de agosto.

    Olhem como destroem!

    detalleprotons1

    E feixe de prótons?

    Sabemos que este artigo gerará polêmicas. Mas só nos baseamos nos fatos. Também sabemos que muitos sites nos crucificarão. Os respeitamos. Fazemos ciência como sempre fizemos. E isto também escapa de nossa compreensão. Mas os dados e as evidências estão alí. Não podemos fazer mais do que estamos fazendo. Contar a verdade sobre um fato, que nenhuma ciência oficial contará. Nós fazemos, ou ninguém fará. Foi um rigoroso trabalho em equipe.

    Neste momento o objeto já voltou a sua órbita natural, e outra vez voltará a orbitar a anã marrom, a 200.000 km/hora, distanciando-se provisóriamente de nós até junho de 2011, data em que ele voltará a cruzar o umbral das 25 UA. Agora nós nos livramos, mas sabemos que no futuro, voltará a entrar.

    iiiiiiiii

    Trânsito orbital em junho de 2011.

    Fonte:

    http://starviewer.wordpress.com/2009/08/18/informe-sobre-lo-acontecido-ayer/

    JANELA 2012

    •agosto 23, 2009 domingo • Deixe um comentário
    Despertando Durante a Janela de 2012

    Uma mensagem do Conselho dos 12, canalizada por Selácia.

    Vocês vivem em um tempo em que os segredos do seu passado estão vindo à luz. É também um momento em que vocês têm acesso a um momentum significativamente mais energético para criar o tipo de mundo que vocês há mundo buscavam viver. Estes dois fatores transformacionais fazem com que este tempo seja muito extraordinário para viver.

    O que vocês podem fazer, a um nível prático, com esta informação?


    Primeiro é compreender o que significam estes fatores transformacionais, e como aplicá-los apropriadamente em sua vida. Quando fazem isto, vocês podem acessar as ferramentas que precisarão para navegar com sucesso pelas mudanças da janela de 2012. Considerem como vocês se sentem por terem nascido durante estes tempos. Saibam que as questões internas que vocês têm quanto a estar na Terra agora, são ecoadas por muitos outros por todo o globo. Exemplos:

    1 – Vocês já se perguntaram o que está realmente tão diferente agora, além das manchetes de destruição e tristeza que vocês vêem regularmente?

    2 – Vocês já contemplaram por que não foram mais bem preparados para o que se defrontam?

    3 – Vocês estão curiosos em relação à 2012 e o que isto realmente significa para vocês?

    4 – Vocês imaginam por que há muito mais mudanças do que vocês esperavam?

    A mudança é um dado na jornada de sua vida. Entretanto, quando vocês observam a mudança durante estes momentos históricos do tempo, vocês devem estar preparados para olhar com novos olhos. As mudanças com que vocês se defrontam nestes tempos são diferentes. Do mesmo modo, as mudanças positivas que vocês podem criar são de uma magnitude que os seus antepassados não seriam capazes de compreender. A janela de 2012 é um período auspicioso do tempo, distinto de qualquer outro que vocês tenham vivenciado como uma alma. Se vocês morressem agora e tivessem uma revisão da vida, vendo as suas vidas passadas, vocês não encontrariam nenhum ponto de referência para a jornada de hoje. Isto é porque o que está acontecendo agora é inédito.

    O Que É Diferente – O Que É Igual


    Enquanto muito está diferente agora, as verdades universais fundamentais continuam a ser aplicadas. As qualidades da iluminação, por exemplo, permanecem as mesmas. Outra constante é a verdadeira natureza da energia e como ela os impulsiona para as experiências. Os fios destas verdades vocês encontrarão através de sua história cósmica.

    O caminho do despertar envolve uma jornada de se tornar desperto e auto-realizado. É um processo de auto-descoberta que ocorre em estágios com o decorrer do tempo. Não foi diferente para os grandes realizados em seus livros de história e textos religiosos. Seres iluminados, tais como Buda e Kuan Yin – que agora interagem com a Humanidade – estão em um contínuo processo evolutivo, avançando espiritualmente enquanto eles auxiliam outros. Portanto, há estágios para o despertar e a iluminação, assim como há níveis de consciência.

    É importante compreender que não há atalhos para a iluminação. As aberturas e avanços espirituais ocorrem em resposta direta a sua consciência e como vocês respondem às circunstâncias da vida. Vocês estão sempre respondendo à vida, fazendo isto de um modo consciente ou inconscientemente. Suas respostas podem não parecer que “vão a algum lugar”, ou que causem um impacto em outros.

    Um exemplo é quando vocês estão simplesmente se sentindo de um modo determinado ou pensando em voz alta para si mesmos. Entretanto, até estas respostas internas estão criando continuamente a sua assinatura energética. Portanto, estas respostas internas são tão importantes para a sua evolução como as ações que vocês empreendem no mundo. Sua assinatura energética, e o que vocês fazem com ela, tanto aos níveis internos como externos, é a chave para o que vocês vivenciarão.

    Seu Potencial na Janela de 2012


    Este simples princípio de causa e efeito é universal, aplicável do mesmo modo hoje como em qualquer outro tempo. As verdades universais tais como esta, que freqüentemente continuavam secretas ou acessíveis a um número limitado de pessoas, estão agora rapidamente se tornando idéias comumente aceitas. Enquanto as verdades universais são imutáveis, o seu potencial para evoluir nesta janela de 2012 é incrivelmente diferente.

    Por causa da aceleração de hoje, vocês têm oportunidades para a auto-realização com o momentum maior. Ele os ajuda a estarem vivendo em um tempo de despertar global, quando todas as pessoas ao redor do mundo estão sendo tiradas de um longo sono. O que acontece com estas pessoas causa um impacto em vocês, e vice-versa. Não subestimem isto.

    Há um fator potente de aumento nos números também. A Terra tem agora mais pessoas encarnadas ao mesmo tempo do que anteriormente. Isto não é uma casualidade. As almas encarnadas agora tiveram uma longa jornada, como vocês. Elas acionaram através das suas ações energéticas passadas, as sementes que lhes permitiriam encarnar agora. Foi, portanto, o destino de suas almas, nascer durante este ciclo especial do tempo.

    Quando as Coisas Parecem “Loucas”.


    Quando vocês tiverem um destes dias em que parece que tudo está louco e não há nenhuma resolução, lembrem-se da complexa dança que vocês e os outros orquestraram, a fim de estarem vivos agora. Cada pessoa na Terra hoje tem o potencial de ser uma parte consciente da mudança radical do planeta.

    Muito precisa se desintegrar para dar espaço para o novo mundo mais pleno de luz. O processo de clarificação ocorre a um nível pessoal, e aos níveis grupais e globais também.

    Desde que a revisão envolve muito, e é também extensa, é normal que vocês se sintam algumas vezes inadequados para a tarefa. Algumas vezes vocês podem simplesmente querer erguer um grande sinal de parada, como se estivessem dizendo ao mundo que vocês não podem ou não se defrontarão com aquilo que estiver lá. De fato, vocês querem estar conscientes de cada momento, de modo que possam ter uma verdadeira opinião no resultado. Quando vocês fazem a sua parte, vocês podem se tornar um co-criador de algumas mudanças muito surpreendentes. Seus antepassados poderiam chamá-las de milagres!

    É útil que se lembrem de que ninguém é um produto perfeito. Vocês não são de uma linha de montagem, e não querem viver a sua vida de um modo mecanizado também. Há inúmeros fatores abaixo da superfície de sua consciência que impactam como vocês respondem à vida hoje.

    Um deles é o seu condicionamento anterior, e ligado a isto está o condicionamento dos seus pais. Vocês podem pensar que nada têm em comum com os seus pais ou irmãos.
    Pensem novamente.
    Vocês compartilham o DNA, e o seu DNA foi impactado também anteriormente pelas experiências que vocês tiveram com estas pessoas. Também, a um nível do DNA, vocês mantêm padrões da linhagem de sua família de nascimento. Estes padrões ou sistemas de crenças, registrados dentro do seu DNA, estão arraigados a energias muito velhas, que retrocedem há centenas de anos.

    Enquanto interagem hoje com os desafios da vida, vocês gostarão de investigar os sistemas de crenças limitantes e padrões relacionados que precipitaram. Eles virão naturalmente à superfície enquanto vocês tentam avançar e fazer o que vocês sentem que vieram fazer na Terra.

    Sem Segredos


    Não temam estas coisas quando elas surgirem. De modo diverso, acolham cordialmente estes “segredos passados”, de modo que possam trazê-los à luz e clarificar o seu impacto limitante. Lembrem-se de que realmente não há segredos de um ponto de vista energético. Aquilo que encontrarem na jornada do despertar é energia que esteve lá durante todo o tempo. Quanto mais cedo vocês abrirem a sua mente ao conhecimento do que está lá, enquanto ele emerge, mais rapidamente vocês podem ser livres.

    Confiem que vocês são amados e apoiados enquanto empreendem esta jornada. Decidam hoje que vocês acreditarão nisto, ainda que o seu mundo exterior esteja lhes dizendo algo mais. Convidem a sabedoria interna do seu coração, a lhes mostrar como receber e sentir claramente o amor e o apoio.

    Enquanto vocês continuam a jornada da redescoberta de sua natureza Divina, nós os envolvemos com o nosso amor e bênçãos.

    Nós somos O Conselho dos 12.

    Direitos Autorais 2009 por Selácia. Canalizada para o Conselho dos 12. Todos os Direitos Reservados
    Tradução: Regina Drumond

    A ARTE DA RE-UNIÃO

    •agosto 22, 2009 sábado • Deixe um comentário

    O conhecimento humano da Vida é incompleto e, por isso, você não deve aceitar dogmas presunçosos. Você deve fazer suas próprias pesquisas sem conformar-se com o que está escrito ou dito. Tire suas próprias conclusões.

    .

    Agir é diferente de reagir. Reagir é um espasmo do sistema nervoso, um resquício de animal em nossa estrutura humana. Agir requer planejamento em nome de objetivos e, por isso, significa elevar-se e tornar-se digno.

    .

    A ARTE DA REUNIÃO

    POLÍTICA.

    Enquanto isso, aqui na Terra se um pouco de iluminação for pretendida nos meios políticos, então os humanos terão de exercitar-se na verdadeira arte de reunir-se. A hora da reunião deve ser considerada rara e profundamente valiosa e, por isso, não pode proceder na proximidade de hábitos brutais como fumar, beber, exceder-se na comida, fazer mexericos, censurar ou tomar atitudes ressentidas. Quando as pessoas se reúnem para tomar decisões importantes devem, em primeiro lugar, ficar quietas e em silêncio durante vários minutos e quem não encontrar força para tanto deverá, então, calar durante toda a reunião. Quem não domina a própria consciência não deve considerar-se apto para o governo e deve, por isso, passar a bola para frente.

    .

    Não haveria tumulto não fosse que já não há mais desejo de permanecer na ignorância. Os primeiros movimentos de libertação são desengonçados e frustrantes, mas demonstram a inexorabilidade das transformações em andamento.

    .

    Cheias de ódio e ignorância, as pessoas semeiam veneno e se justificam pensando que isso é tudo que a vida pede. Contudo, a alma continua informando claramente haver outra possibilidade, uma perspectiva alegre e bela.

    .

    A sorte é o salva-vidas das pessoas que não tomam a sagrada decisão de fazer uso da força de vontade para criarem suas próprias sortes e destinos. A força de vontade está disponível, é só começar a fazer uso dela.

    .

    Expulse todos os pensamentos mesquinhos da mente, pois ainda que encontre justificativas plausíveis, sua alma é consciente que no ventre deles só há derrota e frustração. Por que, então, seguir por esse caminho?

    .

    Nada derrubará você. Em alguns momentos desanimadores tudo parecerá ter ido por água abaixo, mas logo depois essa sensação terá desaparecido como se nunca tivesse existido. A vida no centro do coração é mais poderosa.

    .

    O céu está pronto e disposto a ajudar você, agora só falta você permitir essa ajuda. Você dirá, o que faço Eu para impedir? A obstinação, a impaciência e a insegurança são obstáculos enormes para a ajuda disponível.

    .

    A melhor forma de abençoar o caminho é empenhar-se na busca dos maiores objetivos possíveis, uns que de tão grandes produzam resultados além de sua presença entre o céu e a terra, ficando para as futuras gerações.

    .

    Muitas coisas que são tratadas como superstição são verdades absolutas, mas isso não significa que se deva dar carta branca a todas as crendices. Use seu discernimento, você é plenamente capaz de distinguir o real do falso.

    .

    A existência de mundos distantes não faria sentido algum não fossem as sementes lançadas através dos mitos e contos infantis que a idade adulta, felizmente, não consegue destruir. O que seria dos humanos sem essas estórias?

    .

    A irritação sempre se alimenta de argumentos científicos irrefutáveis. Porém, o resultado dela é sempre o mesmo, frustração e derrota. Melhor começar a questionar esses argumentos, para não cair sempre no mesmo erro.

    Fonte: Quiroga

    RELIGIÃO E POLÍTICA.

    •agosto 22, 2009 sábado • Deixe um comentário

    Pense em escala mundial, reflita sobre sua posição no oceano de acontecimentos que ocorrem a todo momento. Superando a barreira imposta pelo egoísmo, você conseguirá compreender um pouco melhor a verdade subjacente.

    .

    É necessário conhecer, o que é diferente de simplesmente acreditar. No momento será preferível cultivar um discreto e saudável ceticismo do que entregar-se aos braços de um misticismo cego, ignorante e supersticioso.

    .

    A descrença generalizada é alimentada pelo correr atrás da satisfação de desejos egoístas. A colheita que resulta de um estado assim de coisas é amarga porque, que futuro pensa a humanidade realizar assim?

    .

    Em apenas uma célula do seu corpo há encerrada mais energia da que você precisaria numa vida inteira. Porém, nossa humanidade ainda se acha miserável e desprovida, apesar de tudo estar sempre ao alcance de sua mão.

    .

    Somente há sucesso onde houver uma coragem sem precedentes. As dúvidas que começam pequenas logo são remoídas na mente até tornar-se desproporcionais. Você sabe, é mais fácil exorcizar as dúvidas quando são pequenas.

    .

    Tudo é possível, tudo é permitido entre o céu e a terra, mas só um objetivo é nobre o suficiente para satisfazer seus mais elevados anseios de felicidade. Conhecer esse objetivo leva, talvez, toda uma vida.

    .

    Muitas vezes, o desânimo toma conta e o futuro parece perigoso demais para ser enfrentado. Porém, sua alma sabe que além dessa preocupação reside a alegria da renovação. Esta é a verdade, o caminho e a vida.

    .

    Olhe para frente, mas diminua as expectativas a respeito dos resultados pretendidos. Guie seus passos muito mais pela alegria que o futuro esperançoso produz do que pela ansiedade de obter tais ou quais resultados.

    .

    Acostumar-se a esperar por golpes de sorte resulta na paralisia do único instrumento que ajudaria você de forma eficiente, a vontade. Sempre coloque sua vontade em ação, ela é a sua mais segura e eficiente sorte.

    .

    O acerto das velhas contas é inevitável, mas você não deve assustar-se. Pelo contrário, é imprescindível desejar fortemente saldar as velhas dívidas para, assim, tornar-se independente e assumir vôos maiores.

    .

    A determinação é a única forma de tornar-se invencível. Porém, quando a determinação é arvorada na direção de objetivos destrutivos, nada pode se fazer por uma pessoa assim, ela mesma escolheu o pior para si e para os seus.

    .

    No meio da monotonia dos hábitos cotidianos, só poucas almas são puras e atentas o suficiente para perceber o vento do Infinito soprando e provocando acontecimentos, tão sutis que podem muito bem passar despercebidos.

    .

    RELIGIÃO E POLÍTICA.

    Enquanto isso, aqui na Terra religião é o apelo de nossa humanidade na direção de um mundo superior, mais abrangente. De tanto dar as costas a este mundo superior, que é o Espírito, que é a Vida de nossas vidas, só poderíamos ter provocado desprezo e miséria e, agora, mergulhados numa civilização enfastiada e dilapidada começamos o retorno, inexorável e inadiável. A verdadeira religião aflora no coração humano, a necessidade de estreito relacionamento com a Hierarquia Espiritual que verdadeiramente é responsável pelo governo deste planeta. Isto provoca um forte estremecimento no governo político, que é só aparência, tendo ficado muito claro que ninguém domina absolutamente nada, é tudo discurso falso e maquiagem.

    Fonte: Quiroga

    Pensamentos…

    •agosto 21, 2009 sexta-feira • Deixe um comentário

    Cada pensamento é uma flecha poderosa e cada palavra é o botão que dá partida aos pensamentos. Por isso, do mundo espiritual se ouve mais silêncio que palavras, pois se sabe muito bem o que elas são capazes de produzir.

    .

    Adquira o costume de refletir sobre o significado das palavras que você usa com maior frequência. Este é o mais seguro método para prevenir-se contra a tagarelice contraproducente. E não pense que é fácil vencer a tagarelice.

    .

    A verdadeira alegria não reside em reproduzir as experiências que tenham dado certo em algum momento do passado. A verdadeira alegria reside em tudo que ainda não aconteceu, na potencialidade ainda inexplorada.

    .

    Até aqui não parecia necessário pensar demais no bem alheio, mas levando em conta que o mundo mudou com uma velocidade vertiginosa, seria sábio começar a questionar seriamente a veracidade das afirmações do passado.

    .

    A manifestação do pensamento produz uma clara e irrefutável responsabilidade. O que seria mais digno para um ser humano? Assumir a responsabilidade ou proferir milhares de justificativas no sentido contrário?

    .

    O planeta inteiro está em processo de regeneração, você é testemunha viva de um acontecimento sem precedentes. Por isso, nem pretenda que as coisas fluam de acordo com a normalidade, mas faça o seu melhor o tempo inteiro.

    .

    A alma se revolta na presença da injustiça e não seria sábio nem saudável conter essa revolta, porque sem ela não se faria nenhuma diferença nem se mostraria às futuras gerações amor pela vida e respeito pelo Universo.

    .

    O momento atual da história humana não é um rio tranquilo, é um redemoinho de forças se digladiando entre si. É tolice tentar convencer-se de que se pode ficar à margem do que acontece, uma tolice perigosa.

    .

    O uso da força de vontade não apenas abre os caminhos pretendidos como também chama a atenção das pessoas que podem colaborar nesse sentido. A força de vontade é a união de céu e terra, um sinônimo de comunhão.

    .

    Os estados de ânimo são como as folhas de uma árvore, se renovam constantemente. Por isso, os estados de ânimo não devem ser motivo de tomada de decisões, pois são passageiros. Os objetivos maiores devem guiar.

    .

    Fonte: Quiroga

    Mentiras, meias verdades e manipulações.

    •agosto 20, 2009 quinta-feira • Deixe um comentário

    Mentiras, meias verdades e manipulações.

    Fonte: Tom Kenyon

    Tradução livre Pt/Br: Arauto do Futuro

    Queremos falar-lhes sobre a perigosa e traiçoeira passagem que estão prestes a enfrentar. Em nossa última comunicação, quando tratamos o tema dos “Nodos Caóticos” lhes falamos sobre isto.

    Desde nosso ponto de vista vocês estão se aproximando e já estão diante das manifestação de dito caos.

    Há várias razões para isto das quais queremos explorar com vocês. Mas, primeiro lhes queremos re-afirmar nossa crença na soberania da consciência humana. Temos a convição de que vocês podem, tanto no individual como no coletivo, mudar seus destinos, inclusive enquanto vai acontecendo (se manifestando) diante de vocês.

    De tal maneira que esta mensagem não trata de uma condenação e sim de uma chamanda à presença e à maestria espiritual.

    Como nós o vemos, o vírus H1N1 comumente chamado “vírus da influenza suína” tem sido criado mediante engenharia genética. Não é uma mutação natural. É um intento consciente das forças ocultas que estão de trás de seus governos para controlar e manipular-los. É um experimento social, que se chega a ter éxito, será de consequencias fatais.

    As mentiras, meias verdades e manipulações da informação concernente ao vírus são sumamente complexas. Não obstante qualquer que seja o resultado, está muito claro para nós que, isto foi originado pela conciência humana.

    E também nos resta muito claro que isto pode ser desfeito somente pelos humanos. O medo por sobreviver é uma das maiores táticas usadas para manipular, e as forças obscuras usarão todos os meios a sua disposição para assegurar-se que o medo na população aumente durante os próximos meses (nem sequer serão anos).

    Como mestres espirituais que são, sua missão é trascender e ir mais além do controle mental coletivo e encontrar seu próprio caminho para atravessar o caos que sobrevirá. Não há linhas específicas que digam como levar isto a cabo. Depende totalmente de vocês e de sua própria capacidade de discernimento. Desde nossa perspectiva, parecerá como se abri-se, desgarrada, uma greta na mera estrutura de sua conciência social.

    Há aqueles que se colocaram ao lado do medo e insistirão que se leve a cabo ações radicais incluindo inoculações e certamente não somente se limitarão a isto.  Cada um e cada uma de vocês terão que tomar suas próprias decisões a respeito disto, porque são vocês quem vivem em corpos e são vocês quem serão os mais afetados.

    Contudo, temos que dizer-lhes, desde nosso ponto de vista, que estas inoculações são altamente suspeitas. As vacinas estão contaminadas. Não protegerão. O que farão, de fato, será danar a saúde de muitos, além de conter vulgares dispositivos de controle mental, formulados a partir do campo científico onde vocês ainda usam fraldas, chamado “nano tecnologia”.

    Lhes reiteramos em que não podemos, nem o faremos, aconselhar-lhes sobre o que devem fazer ou não fazer a respeito desta situação. É sua soberana escolha. Nós somente lhes reportamos o que vemos e como vemos tal situação.

    Seus problemas econômicos não terminaram. Algunos elementos de sua economia tem sido estabilizados mediante ações furtivas e criadas, a portas fechadas, por aqueles que tem as rédeas do poder econômico. Mas o sistema está sendo cravado por bombas de tempo e o estresse que se gera pela crescente angustia econômica agregará ao caos.

    Há muitos outros elementos que irão em escalada quanto mais se vá aproximando ao que temos identificado como nodos de caos. Contudo o objetivo principal deste comunicado é o de apresentár-lhes um caminho alternativo para cruzar esta transição, enganosa e perigosa que já está sobre vocês.

    Estes não são momentos propícios para os débeis de coração. Estes são momentos que chamam a ter grandes reservas de valentia, visão e intuição.

    Nossas palavras estão dirigidas àqueles que podem perceber a verdade do momento. Se o que dizemos aqui lhes parece demasiado exagerado para sua imaginação, não há então razão para seguir lendo.

    Nossas palavras estão dirigidas àqueles de vocês que sabem que  a hora é agora, que a necessidade de uma verdadeira maestria há chegado, e a esar dos medos que possam habitar em suas mentes e corazões, vocês sabem que a valentia crescerá dentro de vocês, já que toda vida depende de suas escolhas.

    Como o medo irá se incrementando através do controle mental massivo, é vital, e de fato obrigatório, que o transcendam; que vejam mais além de toda a desinformação que irá aparecendo por onde olhem, tanto pelos meios de comunicação como através da pressão social e por meio de possíveis interações e intervenções governamentais.

    Em muitos e prévios comunicados lhes temos falado de vários métodos para alcançar a transcendência. Lhes remetemos a mensagens anteriores: Éxtasis y el corazónEl Holon de Balance, e muito em especial al Holon de Ascensión. Ver (NT. ainda sem tradução Pt/Br) ao final os links para as páginas no site, tanto em español como em ingles.

    Estas são técnicas, tecnologias internas para a mente. Com elas vocês poderão, e lhes ajudará a, transcender o controle mental. 
Também lhes queremos dizer que há métodos muito mais simples que podem praticar. Esse são aspectos próprios de sua natureza.

    Este “segredo dos segredos” se refere simplemente a que vocês são seres criadores (tanto humanos como divinos). Este conheciemnto acerca de sua natureza tem permanecido oculto para vocês e tem sido oculto de propósito por suas religiões e algumas de suas filosofías.

    Por suposto que estes segredos são como frutas proibidas já que se os tomarem ou os assumissem como parte de vocês, obteríam a sabedoria de sua própria divinidade, apesar de viver na materialidade. Obteríam o conhecimento para saber que vocês estão criando seu futuro neste mesmo momento e em todos os momentos de sua vida: através de seus pensamentos e de seus sentimentos, e pelo que escolhem pensar acerca de vocês mesmos e entre cada um de vocês.

    O “segredo dos segredos” os libera da prisão humana da limitação. Os libera das ataduras de seu tempo, lugar e circunstância. Isto acontece pela abertura da porta de sua mente, liberando-os da prisão mental projetada para vocês por aquelas forças que tem freado e manipulado o destino da humanidade em benefício de seus próprios interesses.

    O “Segredo dos Segredos” tem quatro aspectos.

    O primeiro aspecto é a capacidade que tem para alcançar a ter uma ampla visão espiritual, por exemplo: ver através das mentiras que são projetadas sobre vocês e ver o “bom caminho” apesar da grande obscuridade que haja.

    O segundo é a capacidade que tem para sentir. Esta é a essência dos segredos. É seu maior tesouro ainda que, por outro lado, é também seu maior dilema. Os que querem controlar-lhes e manipular-lhes sabem muito bem, exceto com as emoções de baixo espectro, que se lhes congelam ou paralizam a capacidade que têm para sentir isso lhes servirá perfeitamente para conseguir seu objetivo.

    O terceiro aspecto é a capacidade de dizer sua verdade. Para muitos de vocês o tempo por vir lhes vai requer que digam sua verdade claramente, inclusive quando esta seja diametralmente oposta à das pessoas ao redor.

    E o quarto aspecto é a capacidade que tem para tomar medidas.

    Estes quatro aspectos estão arraigados juntos e são a fonte mesma de sua liberdade.

    Dentro da natureza de seu coração está sua capacidade de sentir e este é o segredo mais profundo de todos; já que isto lhes permite mudar seu campo vibracional sendo a chave para transcender e ir mais além do controle mental massivo.

    Ainda que isto lhes soe ridículamente simplista, a verdade essencial destos segredos radica no que vocês chamam alegria, reconhecimento e gratidão. Descubram as coisas de sua vida; situações, gente, seus próprios pensamentos e sentimentos, o que seja; que lhes dê razões para estar alegres, para apreciar e sentir gratidão. Cultivem isto como cultivariam um precioso jardim em meio de ervas venenosas, para que logo, este jardim cresça e lhes brinde sustento.

    Paradoxalmente em vários níveis (não unicamente a nível emocional e psicológico mas sim espiritual e até físico) quando o poder da alegria, o reconhecimento e a gratidão alcança certa amplitude ou força, pode literalmente causar manifestações na realidade física. E assim, inclusive nos momentos de maior obscuridade, se vocês mantiverem a maestria que dá o domínio espiritual para trascender os medos e cultivar a alegria, o reconhecimento e a gratidão, se lhes manifestarão, diante de vocês e sem que esperem, favoráveis momentos e situações.

    Por último, queremos deixar claro que estes tempos obscuros podem ser suas mais grandiosas horas. Vocês guardam dentro de vocês mesmos o Segredo dos Segredos. Usem. Transpassem o véu para o Novo mundo que lhes espera. E que seu caminho para esta nova dimensão esteja semeado de enormes bendições.

    Uma Mensagem Planetária dos Hathors através de Tom Kenyon

    Os Hathors
    Agosto 10, 2009


    Observações de Tom Kenyon sobre a mensagem dos Hathors

    Antes de iniciar permitam-me dizer que, de nenhuma maneira, os Hathors nos estão dizendo o que fazer. Eles simplesmente compartilham conosco sua visão sobre a situação mundial atual.

    As profecias são como animais raros. Seu propósito é o de nos colocar em alerta diante de possíveis eventos porvir, contudo, estes não estão escritos em pedra. Em algumas ocasiões utilizo a metáfora do pneu quase vazio para descrever o que acontece com as profecias:

    Se dirijes teu carro e alguém te avisa que tem um pneu quase sem ar e que está a ponto de esvaziar-se todo, estão te dizendo uma profecia. Agora, se tu responder a isto da maneira como muitas pessoas respondem diante de uma profecia, poderías dizer “Oh dios, vou ter um pneu vazio e não posso fazer nada ”.

    A verdade é que então estarás limitando tuas possibilidades a um ponto de vista muito curto. Outro recurso um pouco mais engenhoso seria ir e reparar o pneu (ou pelo menos inflar de novo). Então desta maneira estarias mudando a profecia.

    Por sua natureza, as profecias estão destinadas a ser alteradas. E o poder para mudar uma profecia (sem importar o quão terrível que possa ser) é através de nossa capacidade de escolher.
    Mas, primeiro teremos que saber que tenemos a possibilidade de fazer escolhas.

    Creio que este é o miolo do assunto do que os Hathors nos estão dizendo; quer dizer que: temos a capacidade (a reconheçamos ou não) de escolher a frequência vibratória que queiramos viver, e  isto pode ser distinto à vibração que o resto das massas queiram escolher. As frequências vibratórias como a alegria, o reconhecimento e a gratidão são mais altas e nos levarão para destinos diferentes (resultados), em contraste com emoções que permitem  sentir medo, ira, enojo e hostilidade.

    Um de nossos maiores retos consiste em descobrir que temos estado acreditando que temos pouca capacidade de escolha, menor à que temos naturalmente. Os Hathors apontam claramente sua crítica para a religião e para algunas das filosofías auto – limitantes. Elas nos tem despojado de nossa inerente soberania ao passar nossa responsabilidade (leia-se como respons-habilidade quer dizer habilidade ou capacidade de responder a) a uma força misteriosa mais allém de nosso controle. O resultado tem sido então que temos tido uma diminuição em nossa respons-habilidade que por sua vez nos há conduzido, segundo entendo, à paralisia cultural que hoje vivemos.

    Durante aeons temos obedecido, sem questionar, a nossas religiões e a líderes políticos até chegar a beira de um abismo. Se continuamos no mesmo caminho de obediência cega (sem pensar e decidir por nós mesmos) então entraremos, segundo acredito, num período de obscuridade profunda de nossa história como humanidade. Os sinais disto estão por todos os lados, temos que abrir os olhos e ver mais além do feitiço massivo que viemos carregando.

    Uma vez mais, os Hathors nos ajudam a recordar os métodos que eles nos tem compartilhado que ajudam a transcender as limitações deste tempo, lugar e circunstâncias. Estes incluem o que se diz em Éxtasis y el corazónEl Holon de Balance,  al Holon de Ascensión.

    Honestamente lhes posso dizer, desde minha própria experiência e pelos reportes de muitas pessoas ao redor do mundo, que estes métodos funcionam. Temos que utilizar estas tecnologías internas para receber seus benefícios.
    Contudo, na presente mensagem, os Hathors também nos dizem que temos outras maneiras mais simples de sair livres deste controle mental massivo. Chamam a isto o Segredo dos Segredos e, pessoalmente, encontro nesta parte o mais interessante.

    Ojalá e honestamente pudera dizer-lhes que já domino isto, mas então não estaría falando com verdade. A verdade é que as vezes sim tenho conseguido obter estados de alegria, reconhecimento e gratidão, mas outras vezes por desgraça, não o consigo.

    Ainda que sim tenho em dado conta que quando estou na alta frequência vibratória da alegria, reconhecimento e gratidão, sim, estou como ilhado do rodamoinho de loucura que há nestos tempos. Parece como se estivera suspendido por cima dos conflitos que um momento antes me tinham absorto. Também tenho notado que se mantenho estes sentimentos por mais tempo, até que se reflitam em minhas circunstâncias externas já que se enchem de minha alta frequência vibracional. Em outras palavras, me aparecem ao meu redor muitas mais razões para estar alegre, apreciando e agradecendo através de serendipidade, e outras raras coincidências (por exemplo sincronias) que me ajudam.

    Quando sucumbo ante emoções de frequência vibratória baixa, como são a ira, medo e hostilidade (muito seguido justo depois de haver visto ou lido notícias, ou simplesmente deixando-me levar por meus maus hábitos de pensamento, imaginando-me os piores cenários), me encontro a mí mesmo imerso num mundo cheio de conflitos. A serendipidade e a alegria desaparecem e esse mundo que estaba cheio de magia e possibilidades se evapora diante de meus olhos.

    Não obstante tenho sumamente claro que tudo isto é minha própria criação.

    Me parece que os Hathors estão percebendo que está se tornando mais profunda a greta, entre as pessoas que escolhem viver elevando-se a sí mesmas permanecendo em estados emocionais de vibração alta como a alegria, o reconhecimento e a gratidão; e entre aqueles que escolhem viver em estados de vibração baixa como o medo, a ira e hostilidade (ou seja os estados emocionais que dominam o momento presente e que estão sendo projetados sobre a população a nível massivo através de agendas políticas e meios de comunicação).

    Resta por ver o que é o que se irá revelando acerca destes assuntos relacionados a nosso destino coletivo, e todos os que estamos tratando de viver em alta energía se nos fará , sem dúvida, tempos bastante interessantes.

    Outra maneira na que interpreto tudo isto é que o vejo como se fosse uma dança entre a arte de ascender (viver para e em alta energia) e entre a arte que descende (viver em baixas energias). Se me permitem extender um pouco mais a metáfora da dança, diría que todos estamos bem atrapados bailando o Gran Mambo.

    Ainda que os Hathors não mencionaram isto diretamente, eu creio que um de nossos maiores aliados para estes tempos é nosso bom e bem afinado sentido de humor. Depois de tudo, ao menos desde uma perspectiva, tudo isto é uma grande ‘piada cósmica’, a piada é sobre nós. E, certamente, que todos os que se ponham abusados para manter seu sentido de humor intacto terão mais oportunidades de rirem-se de sí mesmos, da patética estupidez de nossos líderes e da grande dança de Maya (o mundo da ilusão) enquanto, ao ritmo de valsa, se move do Velho Mundo para a nova realidade.

    Tom Kenyon
    Agosto 10, 2009

    Traducción al español 
Ana de la Macorra

    Mentiras, medias verdades y manipulaciones

    Un Mensaje Planetario de los Hathors a través de Tom Kenyon

    Traducción Ana de la Macorra

    Queremos hablarles acerca del peligroso y traicionero pasaje que están a punto de entrar. En nuestra última comunicación, cuando tratamos el tema de los “Nodos del Caos” les hablamos ya de esto.

    Desde nuestro punto de vista se están acercando ya ante la manifestación de dicho caos.

    Hay varias razones para esto las cuales queremos explorar con ustedes. Pero primero les queremos re-afirmar nuestra creencia en la soberanía de la consciencia humana. Tenemos la convicción de que ustedes pueden, tanto en lo individual como en lo colectivo, cambiar sus destinos, incluso mientras se van desplegando frente a ustedes.

    De tal manera que este mensaje no trata de una condena sino de una llamada a la presencia y a la maestría espiritual.

    Como nosotros lo vemos, el virus H1N1 comúnmente llamado “virus de la influenza porcina” ha sido creado mediante ingeniería genética. No es una mutación natural. Es un intento consciente de las fuerzas ocultas que están detrás de sus gobiernos para controlar y manipularlos. Es un experimento social, que si llega a tener éxito, será de consecuencias fatales.

    Las mentiras, medias verdades y manipulaciones de la información concerniente al virus son sumamente complejas. No obstante cualquiera que sea el resultado, está muy claro para nosotros que, esto fue originado por conciencia humana.

    Y también nos queda muy claro que esto puede ser deshecho solamente por humanos. El miedo por sobrevivir es una de las mayores tácticas usadas para manipular, y las fuerzas oscuras usarán todos los medios a su disposición para asegurarse que el miedo en la población aumente durante los próximos meses (ni siquiera serán años).

    Como maestros espirituales que son, su misión es trascender e ir más allá del control mental colectivo y encontrar su propio camino para atravesar el caos que sobrevendrá. No hay lineamientos específicos que digan cómo llevar esto a cabo. Depende totalmente de ustedes y de su propia capacidad de discernimiento. Desde nuestra perspectiva, parecerá como si se abriera, desgarrada, una grieta en la mera estructura de su conciencia social.

    Hay quienes se pondrán de parte del miedo e insistirán en que se lleven a cabo acciones radicales incluyendo inoculaciones y ciertamente que no sólo se limitarán a esto. Cada uno y cada una de ustedes tendrán que tomar sus propias decisiones respecto a esto, porque son ustedes quienes viven en cuerpos y son ustedes quienes serán los más afectados.

    Sin embargo tenemos que decirles, desde nuestro punto de vista, que estas inoculaciones son altamente sospechosas. Las vacunas están contaminadas. No protegerán. Lo que harán, de hecho, será dañar la salud de muchos, además de contener vulgares dispositivos de control mental, formulados desde el campo científico que ustedes tienen apenas en pañales, llamado “nano tecnología”.

    Les reiteramos en que no podemos, ni lo haremos, aconsejarles acerca de qué deben hacer o no hacer respecto a esta situación. Es su soberana elección. Nosotros sólo les reportamos lo que vemos y cómo es que vemos dicha situación.

    Sus problemas económicos no han terminado. Algunos elementos de su economía han sido estabilizados mediante acciones furtivas y creadas, a puerta cerrada, por aquellos que tienen las riendas del poder económico. Pero el sistema está siendo acribillado por bombas de tiempo y el estrés que se genera por la creciente angustia económica agregará al caos.

    Hay muchos otros elementos que irán en escalada mientras más se vayan acercando a lo que hemos identificado como nodos de caos. Sin embargo el objetivo principal de este comunicado es el de presentarles un camino alternativo para cruzar esta transición, engañosa y peligrosa que está ya sobre ustedes.

    Estos no son momentos propicios para los débiles de corazón. Estos son momentos que llaman a tener grandes reservas de valentía, visión e intuición.

    Nuestras palabras están dirigidas a aquéllos que pueden percibir la verdad del momento. Si lo que decimos aquí les parece demasiado exagerado para su imaginación, no hay entonces razón para seguir leyendo.

    Nuestras palabras están dirigidas a aquéllos de ustedes que saben que es ya la hora, que la necesidad de una verdadera maestría ha llegado, y a pesar de los miedos que puedan habitar en sus mentes y corazones, ustedes saben que la valentía crecerá dentro de ustedes, ya que toda vida depende de sus elecciones.

    Como el miedo irá incrementando a través del control mental masivo, es vital, y de hecho obligatorio, que lo trasciendan; que vayan más allá de toda la desinformación que irá apareciendo a donde volteen a ver, tanto por los medios de comunicación como a través de la presión social y por medio de posibles interacciones e intervenciones gubernamentales.

    En muchos y previos comunicados les hemos hablado de varios métodos para lograr la trascendencia. Les remitimos a mensajes anteriores: Éxtasis y el corazónEl Holon de Balance, y muy en especial al Holon de Ascensión. Ver al final las ligas para las páginas en el sitio, tanto en español como en inglés.

    Éstas son técnicas, tecnologías internas para la mente. Con ellas ustedes podrán, y les ayudará a, trascender el control mental. 
También les queremos platicar que hay métodos mucho más simples que pueden practicar. Ellos son aspectos propios de su naturaleza.

    Este “secreto de secretos” se refiere simplemente a que ustedes son seres creadores (tanto humanos como divinos). Este conocimiento acerca de su naturaleza ha permanecido oculto para ustedes y ha sido oculto a propósito por sus religiones y algunas de sus filosofías.

    Por supuesto que estos secretos son como frutas prohibidas ya que si los tomaran o los asumieran como parte de ustedes, obtendrían la sabiduría de su propia divinidad, a pesar de vivir en la materialidad. Obtendrían el conocimiento para saber que ustedes están creando su futuro en este mismo momento y en todos los momentos de su vida: a través de sus pensamientos y de sus sentimientos, y por lo que eligen pensar acerca de ustedes mismos y entre cada uno de ustedes.

    El “secreto de secretos” los libera de la prisión humana de la limitación. Los libera de las ataduras de su tiempo, lugar y circunstancia. Esto sucede por la apertura de la puerta de su mente, liberándolos de la cárcel mental proyectada hacia ustedes por aquellas fuerzas que han frenado y manipulado el destino de la humanidad en beneficio de sus propios intereses.

    El “Secreto de Secretos” tiene cuatro aspectos.

    El primer aspecto es la capacidad que tienen para alcanzar a tener una amplia visión espiritual, por ejemplo: ver a través de las mentiras que son proyectadas sobre ustedes y ver el “buen camino” a pesar de la gran oscuridad que haya.

    El segundo es la capacidad que tienen para sentir. Éste es la esencia de los secretos. Es su más grande tesoro aunque, por otro lado, es también su más grande dilema. Los que quieren controlarlos y manipularlos saben muy bien, con excepción de las emociones de bajo espectro, que si les congelan o paralizan la capacidad que tienen para sentir les servirá perfecto para lograr su objetivo.

    El tercer aspecto es la capacidad de decir su verdad. Para muchos de ustedes el tiempo por venir les requerirá que digan su verdad claramente, incluso cuando ésta sea diametralmente opuesta a la gente de alrededor.

    Y el cuarto aspecto es la capacidad que tienen para tomar medidas.

    Estos cuatro aspectos están arraigados juntos y son la fuente misma de su libertad.

    Dentro de la naturaleza de su corazón está su capacidad de sentir y éste es el secreto más profundo de todos; ya que esto les permite cambiar su campo vibracional siendo la clave para trascender e ir más allá del control mental masivo.

    Aunque esto les suene ridículamente simplista, la verdad esencial de estos secretos radica en lo que ustedes llaman alegría, reconocimiento y gratitud. Descubran las cosas de su vida; situaciones, gente, sus propios pensamientos y sentimientos, lo que sea; que les dé razones para estar alegres, para apreciar y sentir gratitud. Cultiven esto como cultivarían un precioso jardín en medio de hierbas venenosas, para que luego, este jardín crezca y les brinde sustento.

    Paradójicamente en varios niveles (no únicamente a nivel emocional y psicológico sino espiritual y hasta físico) cuando el poder de la alegría, el reconocimiento y la gratitud alcanza cierta amplitud o fuerza, puede literalmente causar manifestaciones en la realidad física. Y así, incluso en los momentos de mayor oscuridad, si ustedes mantienen la maestría que da el dominio espiritual para trascender los miedos y cultivar la alegría, el reconocimiento y la gratitud, se les manifestarán, ante ustedes y sin esperarlo, favorables momentos y situaciones.

    Por último, queremos dejar claro que estos tiempos oscuros pueden ser sus más grandiosas horas. Ustedes guardan dentro de ustedes mismos el Secreto de Secretos. Úsenlos. Traspasen el velo hacia el Nuevo mundo que les espera. Y que su camino hacia esta nueva dimensión esté sembrado de enormes bendiciones.

    Los Hathors
    Agosto 10, 2009


    Observaciones de Tom Kenyon acerca del mensaje de los Hathors

    Primero que nada permítanme decir que, de ninguna manera, los Hathors nos están diciendo qué hacer. Ellos simplemente comparten con nosotros lo que ven acerca de la situación mundial actual.

    Las profecías son como animales extraños. Su propósito es el de ponernos en alerta ante posibles eventos porvenir, sin embargo, éstos no están escritos en piedra. En ocasiones utilizo la metáfora de la llanta casi desinflada para describir lo que sucede con las profecías:

    Si vas manejando tu auto y alguien te avisa que traes una llanta casi sin aire y que está a punto de desinflarse toda, te están diciendo una profecía. Ahora, si tú respondieras a esto en la manera como muchas personas responden ante una profecía, podrías decir “Oh dios, voy a tener una llanta ponchada y no puedo hacer nada”.

    La verdad es que entonces estarás limitando tus posibilidades a un punto de vista muy angosto. Otro recurso un poco más ingenioso sería ir y reparar la dichosa llanta (o por lo menos inflarla de nuevo). Entonces de esta manera estarías cambiando la profecía.

    Por su naturaleza, las profecías están destinadas a ser alteradas. Y el poder para cambiar una profecía (sin importar lo terrible que ésta pueda ser) es a través de nuestra capacidad de elegir.
    Pero, primero tenemos que saber siquiera que tenemos la posibilidad de hacer elecciones.

    Creo que éste es el meollo del asunto de lo que los Hathors nos están diciendo; es decir que: tenemos la capacidad (lo reconozcamos o no) de elegir la frecuencia vibratoria que querramos vivir, y esto puede ser distinto a la vibración que el resto de las masas quieran elegir. Las frecuencias vibratorias como la alegría, el reconocimiento y la gratitud son más altas y nos llevarán hacia destinos diferentes (resultados), en contraste a sentir miedo, enojo y hostilidad.

    Uno de nuestros mayores retos consiste en descubrir que hemos estado creyendo que tenemos poca capacidad de elección, menor a la que tenemos natamente. Los Hathors apuntan claramente su crítica hacia la religión y hacia algunas de las filosofías auto – limitantes. Ellas nos han despojado de nuestra inherente soberanía al pasar nuestra responsabilidad (léase como respons-habilidad es decir habilidad o capacidad de responder a) a una fuerza misteriosa más allá de nuestro control. El resultado ha sido entonces que hemos tenido una disminución en nuestra respons-habilidad que a la vez nos ha conducido, según yo, a la parálisis cultural que hoy vivimos.

    Durante eones hemos obedecido, sin cuestionar, a nuestras religiones y a líderes políticos hasta llegar al borde de un abismo. Si continuamos en el mismo camino de obediencia ciega (sin pensar y decidir por nosotros) entonces entraremos, según creo, en un periodo de oscuridad profunda de nuestra historia como humanidad. Las señales de esto están por todos lados, tenemos que abrir los ojos y ver más allá del hechizo masivo que hemos venido cargando.

    Una vez más, los Hathors nos ayudan a recordar los métodos que ellos nos han compartido que ayudan a trascender las limitaciones de este tiempo, lugar y circunstancias. Estos incluyen lo que se dice en Éxtasis y el corazón, el Holon de Balance y el Holon de la Ascensión.

    Honestamente les puedo decir, desde mi propia experiencia y por los reportes de muchas personas alrededor del mundo, que estos métodos funcionan. Tenemos que utilizar estas tecnologías internas para recibir de sus beneficios.
    Sin embargo, en el presente mensaje, los Hathors también nos dicen que tenemos otras maneras más simples de salir libres de este control mental masivo. Llaman a esto el Secreto de Secretos y, personalmente, encuentro esta parte de lo más interesante.

    Ojalá y honestamente pudiera decirles que ya domino esto, pero entonces no estaría hablando con la verdad. La verdad es que a veces sí he podido lograr obtener estados de alegría, reconocimiento y gratitud, pero otras veces por desgracia, no lo logro.

    Aunque sí me he dado cuenta de que cuando estoy en la alta frecuencia vibratoria de la alegría, reconocimiento y gratitud, sí estoy como aislado del remolino de locura que hay en estos tiempos. Pareciera como si estuviera suspendido por encima de los conflictos que un momento antes me tenían absorto. También he notado que si mantengo estos sentimientos por más tiempo, hasta se reflejan en mis circunstancias externas ya que se llenan de mi alta frecuencias vibracional. En otras palabras, se me aparecen a mi alrededor muchas más razones para estar alegre, apreciando y agradeciendo a través de serendipia, y otras extrañas coincidencias (por ejemplo sincronías) que me ayudan.

    Cuando sucumbo ante emociones de frecuencia vibratoria baja, como son la ira, miedo y hostilidad (muy seguido justo después de haber visto o leído noticias, o simplemente dejándome llevar por mis malos hábitos de pensamiento, imaginándome los peores escenarios), me encuentro a mí mismo inmerso en un mundo lleno de conflictos. La serendipia y la alegría desaparecen y ese mundo que estaba lleno de magia y posibilidades se evapora ante mis ojos.

    No obstante tengo sumamente claro que todo esto es mi propia creación.

    Me parece que los Hathors están percibiendo que la grieta, entre las personas que eligen vivir elevándose a sí mismos permaneciendo en estados emocionales de vibración alta como la alegría, el reconocimiento y la gratitud; y entre aquellos que elijen vivir en estados de vibración baja como el miedo, la ira y hostilidad (o sea los estados emocionales que dominan el momento presente y que están siendo proyectados sobre la población a nivel masivo a través de agendas políticas y medios de comunicación), se está haciendo más profunda.

    Queda por ver qué es lo que se irá revelando acerca de estos asuntos relacionados a nuestro destino colectivo, y todos los que estamos tratando de vivir en alta energía se nos harán , sin duda, tiempos bastante interesantes.

    Otra manera en la que interpreto todo esto es que lo veo como si fuera una danza entre el arte de ascender (vivir hacia y en alta energía) y entre el arte que desciende (vivir en bajas energías). Si me permiten extender un poco más la metáfora de la danza, diría que todos estamos bien atrapados bailando el Gran Mambo.

    Aunque los Hathors no mencionaron esto directamente, yo creo que uno de nuestros más grandes aliados para estos tiempos es nuestro buen y bien afinado sentido del humor. Después de todo, al menos desde una perspectiva, todo esto es una gran broma cósmica, la broma es sobre nosotros. Y, ciertamente, que todos los que se pongan abusados para mantener su sentido del humor intacto tendrán más oportunidades de reírse de sí mismos, de la patética estupidez de nuestros líderes y de la gran danza de Maya (el mundo de la ilusión) mientras que, al ritmo de vals, se mueve del Viejo Mundo hacia la nueva realidad.

    Tom Kenyon
    Agosto 10, 2009

    Traducción al español 
Ana de la Macorra

    MATÉRIA NÃO É ADUBO.

    •agosto 19, 2009 quarta-feira • 1 Comentário

    Estimule o dinamismo, renove-se o máximo possível a todo momento, optando por experimentar maneiras diferentes de realizar as mesmas tarefas de todos os dias. O dinamismo abre as portas do futuro, onde está a alegria.

    MATÉRIA NÃO É ADUBO.

    Enquanto isso, aqui na Terra a matéria não é adubo, mas substância radiante de possibilidades. Perdida está a humanidade materialista que se convenceu de que fechando os olhos ao espírito glorificaria seu oposto, pois foi assim que se embrenhou numa ilusão inconsequente que, ao parecer exaltar a matéria na verdade a desprezou, erguendo suntuosos templos e salões onde não se entoam cânticos ao Altíssimo. Exaltar a matéria sem glorificar sua real origem é como apropriar-se de um corpo rejeitando a consciência que o anima. As privações que a humanidade sofre na civilização são todas decorrentes deste desprezo pela matéria, do fazer de conta que se pode erguer suntuosidade sobre um cadáver. Matéria é substância radiante de espírito.

    A consciência humana encontra-se na mesma distância do infinitamente pequeno e do infinitamente grandioso, é uma ponte entre mundos diversos. Queira fazer a sua parte para fortalecer esta ponte, cumpra sua função cósmica.

    .

    A obstinação da ignorância é obstáculo, mas para a luz do conhecimento não há espera, há apenas a eternidade e o plano que está em andamento. Porém, nada pode ser imposto, tudo tem de acontecer através de livre escolha.

    .

    Melhor abandonar as fórmulas convencionais de fazer a vida render frutos, porque a partir de agora só vencerá quem souber se relacionar sabia e amorosamente com a maior quantidade possível de pessoas. Tudo diferente.

    .

    Intrometer-se naquilo que não é de sua conta é algo que só se torna visível quando já é tarde. Porém, não seria sábio cometer este erro sempre, há de encontrar-se uma forma de evitar antecipadamente cair nessa cilada.

    .

    O céu ajuda quem merece ser ajudado. Quem seria merecedor dessa ajuda? Quem fizer a sua parte, esforçando-se continuamente para dar seu melhor sem importar-se com eventuais falhas e derrotas. Depois da noite sempre virá o Sol.

    .

    É mais fácil dar passos em falso do que acertar o ritmo da caminhada. Por isso, evite as facilidades que as pessoas sugerem, prefira o ritmo lento, pausado e esforçado de quem vê apenas o que precisa ser visto, o objetivo.

    .

    O assunto não é apenas sobreviver e participar da ciranda da compra de mais objetos. O assunto é fazer alguma diferença, deixar atrás de você algo que sirva às gerações futuras, algo que revele interesse pela vida.

    .

    Você não precisa fazer citações de grandes pensadores para referendar o que deseja demonstrar. Você precisa apenas colocar em prática e mostrar através do exemplo vivo o que pretende comunicar. Menos palavras e mais atos.

    .

    Se todos os desejos se cumprissem no próprio ato de imaginá-los, a essa altura da história o Universo inteiro já estaria destruído. Por isso há uma demora entre a imaginação e o real, para você purificar-se e refletir.

    .

    Prefira o anonimato para conseguir realizar o que deseja. Expor sua presença sem antes ter estabilizado os instrumentos necessários para a realização seria a melhor forma de esgotar o combustível que levaria você até lá.

    .

    Você já se envolveu tanto com a imaginação dos objetivos ansiados que, talvez, perdeu de vista a comunicação necessária para tudo ser compreensível a todo mundo. Facilite a vida das pessoas com que você se relaciona.

    Fonte: Quiroga

    AJUSTES.

    •agosto 19, 2009 quarta-feira • Deixe um comentário

    Sem o olhar da criança que há no coração você não teria capacidade de continuar maravilhando-se com a Vida. Por isso, essa criança deve ser protegida de toda e qualquer situação de mau gosto que assomar por aí.

    AJUSTES.

    Enquanto isso, aqui na Terra é aceitável que os governantes do mundo sejam tomados mentalmente pela suspeita e que enxerguem a si mesmos com presunção, afinal, perderam de vista os verdadeiros amigos, que silenciaram seus lábios ao contemplar os acontecimentos. Porém, não é aceitável que eles e elas continuem fingindo que não ouvem a voz da alma que os avisa claramente em sonhos, coincidências e sinais de ter chegado a hora de fazer ajustes claros para que os verdadeiros governantes do mundo, a Fraternidade Espiritual e todas as pessoas de boa vontade, tenham voz e vez. Nesta e na próxima semana haverá pressão suficiente para que os governantes minimamente intuitivos façam esses ajustes. Vamos ver se ainda há espírito na política!

    .

    Enquanto as perguntas certas não forem formuladas com clareza, continuará muito difícil assumir o comando da situação e, assim, tudo seguirá pelo caminho decadente. As perguntas certas são aquelas que todos temem proferir.

    .

    A virtude não é jogo de aparências, é a própria estrutura que fortalece uma alma. Por isso, a simulação da virtude que esconde a hipocrisia não é um pecado pequeno, é a forma de aumentar o tamanho da miséria humana.

    .

    Seu caráter não é o que se mostra adequado a cada situação, é muito mais o que se constitui pelo agregado de atitudes que você toma quando não há ninguém por perto para testemunhar. Em resumo, caráter é o que você pensa.

    .

    A força pretendida não será obtida através de objetos, mas pela comunhão das idéias e o estabelecimento de laços de cooperação mutua. Ninguém pode ser forte e isolado ao mesmo tempo, isto seria um contrasenso.

    .

    A perspicácia é indispensável, porque bons e maus caminhos se misturam à sua frente. Ninguém poderia manter a perspicácia aguçada vivendo no mais absoluto sossego. A perspicácia se torna aguda perante riscos e perigos.

    .

    Quando se torna necessário andar mais depressa no caminho da evolução, os sofrimentos de uma década acontecem num dia só. Em vez de elevar lamúrias ao céu questionando o castigo, ofereça gratidão pela sua alma ter sido escolhida.

    .

    Quando a mente é tomada por idéias mundanas, distraída com inúmeros desejos e também pela cobiça, fica difícil retomar a elevação proposta pelos necessários ideais que resultariam em você fazer alguma diferença neste mundo.

    .

    Purifique seus pensamentos, dinamize sua mente com idéias elevadas e imaginações nobres. Tudo que você pensar com raiva, ressentimento ou desejo de vingança plantará sementes de decepção, frustração e derrota.

    .

    O chamado da alegria é simples como o pedido de uma criança, só não responde quem estiver com a mente ocupada com situações que afastam da vida. Antes de seguir pelo caminho pretendido, pergunte a si: onde está a alegria?

    Fonte: Quiroga

    MAGLEV COBRA – Levitação Magnética

    •agosto 18, 2009 terça-feira • 11 Comentários

    Levitação Magnética

    Você já ouviu falar nisso?  Não , não é uma nova modalidade de meditação, leia e saiba o que estão a fazer… Um paradoxo, por um lado tecnologia de ponta, por outra ignorância de sobra, claro, o dinheiro que move as falcatruas sai do bolso do contribuinte, ou seja, eu e você, então, mais que na hora de tomar conhecimento que SIM temos possibilidades melhores e recusos mais tecnológicos que os “concorrentes” de outros países que como lerão abaixo, estão de olho em nosso dinheiro e para isso não exitarão em ‘vender’ seu peixe podre…

    O artigo abaixo é do site MundoGump, a opinião é responsabilidades do autor, nós do arauto, reproduzimos e ‘assinamos em baixo’…

    MAGLEV COBRA

    www.maglevcobra.com.br

    VÍDEOS aqui

    Caros amigos, eu tenho duas coisas muito importantes para dizer a vocês. A primeira é muito boa e trata-se de uma notícia que muita gente está esperando faz tempo. Nós queremos entrar na alta velocidade!

    Sim, estou falando novamente do Maglev Cobra.

    Até agora estávamos trabalhando duro na elaboração do trem de operação urbana – onde estão os maiores problemas de transporte atualmente. Já recebemos aportes financeiros importantes que estão viabilizando a construção do primeiro trem operacional, que ligará os novos centros de tecnologia na cidade universitária (UFRJ), na Ilha do Fundão.

    Mas a coisa felizmente está melhorando cada vez mais. Novos contatos com a Transrapid alemã  já permitem a construção  – com transferência de tecnologia! – de um Maglev Cobra de alta velocidade. Sim, meus amigos, estamos falando de um trem de levitação, totalmente nacional, viajando acima dos 200km/h. E o que é melhor, CUSTANDO  A METADE DO PREÇO cobrado pelos TAVs, que pleiteiam este polpudo contrato, prometendo mentirosamente fazer o trem a tempo da copa de 2014.

    A segunda coisa que eu quero falar com vocês é muito séria e preocupante. Infelizmente, a grande mídia não abriu a boca (estranho, não?) ainda para falar isso.

    Está em curso um perverso e vergonhoso crime contra a ordem econômica. Eu não quero assistir calado uma enorme sacanagem que  os espertos de sempre, esses carrapatos que mamam nosso dinheiro nas tetas polpudas do poder vem tramando. Então resolvi meter logo o dedo na ferida e que se dane!

    Eu não vou fazer isso porque sou maluco, kamikase ou coisa do tipo. Eu faço isso porque sei que este blog recebe visitas de milhares de babacas inúteis e criaturas acéfalas que não fazem a menor diferença, mas ele igualmente recebe a visita de milhares de pessoas inteligentes e íntegras que não gostam de ver sacanagens grossas acontecendo. São pessoas que reconhecem e admiram o trabalho que cientistas como o Dr. Eduardo David, meu pai e o professor Richard, além de muitos outros, que dedicam suas vidas para trazer à população melhorias e qualidade de vida, buscando mudar da melhor forma a idéia errônea de nossa vocação puramente agrária, de colônia.

    Todos nós sabemos que o Brasil tomou a decisão da construção de uma linha ferroviária de alta velocidade, ligando as cidades do Rio e São Paulo.

    Sabemos também que grandes empresas e consórcios internacionais, de olho nesta gorda fatia, se locupletaram em arranjar e proferir aos quatro ventos que detém tecnologias de ponta, que podem vender para o Brasil.

    Curiosamente, os italianos dizem que o melhor trem é o italiano. Os alemãs dizem que o melhor trem é o alemão, os Japoneses dizem que o melhor e o deles, os franceses dizem que o melhor é o francês e assim vai. (estranho seria se não fosse assim.)

    Mas fica a questão: Enfim, que tecnologia é a melhor para o Brasil?

    Em busca de respostas, e visando estabelecer um embasamento técnico para a ligação do Rio a São Paulo por alta velocidade, o Brasil gastou DO SEU DINHEIRO DOIS MILHÕES DE DÓLARES, contratando uma consultoria inglesa que deveria dizer enfim a melhor tecnologia para ligar Rio-São Paulo, orientando o processo de licitação, e estabelecer o traçado – veja, algo FUNDAMENTAL, onde não se poderia admitir erros.

    Detalhe: coisa que meu pai, Phd em transportes com mais de 30 anos de experiência ferroviária, fez DE GRAÇA e DEU PRO GOVERNO! O governo se lixou e ele publicou em um livro.

    Qual não foi nossa surpresa ao descobrirmos erros crassos nos relatórios da consultoria inglesa paga a peso de ouro, além de verdadeiras barbaridades técnicas que só podemos esperar que sejam erros de digitação – o que já, por si só,  deveria ser considerado um absurdo em algo que custa dois milhões de dólares de dinheiro público.

    Muitos dos furos você mesmo pode conferir em http://www.tavbrasil.gov.br/

    O pior furo é o seguinte: A Consultora Halcrow-Sinergia contratada deveria produzir cinco volumes de relatórios. No site constam apenas 4, faltando o mais importante o Volume 3, que trata da modelagem econômica do projeto.

    Sim, meu amigo, são dois milhões de dólares, para sonegação de informaçõesFUNDAMENTAIS para o processo de decisão de algo tão importante para o país! Curiosamente foi a modelagem econômica, algo básico para um assunto de tamanha envergadura que não é disponibilizado. Interesse escusos? Erros do sistema? Tire suas próprias conclusões.

    A consultoria internacional sugeriu um traçado absurdo, caríssimo, com túneis abaixo do nível do mar, cortando áreas de preservação pelo patrimônio Histórico e Cultural, atravessando áreas onde nem o Governo Federal  tem ingerência, como na Cidade Universitária. Sem nem perguntar se podia. São bilhões de reais em desapropriações inúteis que vão nos garfar se isso for levado à cabo. 

    Visando os aspectos constitucionais e pretensamente democráticos, a ANTT colocou no ar o site para que os interessados possam encaminhar contribuições e sugestões das 9 horas do dia 24 de julho até as 18 horas do dia 17 de agosto de 2009, devidamente identificadas e no idioma português, de forma concisa e objetiva, por meio eletrônico, pessoalmente ou por via postal, protocoladas na ANTT, nos endereços indicados no parágrafo anterior, até o prazo estabelecido.

    Mas veja que curioso, a ANTT (Agência Nacional de Transporte Terrestre) quer encerrar amanhã o prazo para o cidadão reclamar ou sugerir alguma coisa, mas não se deu ao trabalho de disponibilizar as informações básicas do projeto que nós, brasileiros pagamos com o suor dos nossos impostos, que não são poucos.

    Portanto, não faz sentido a ANTT encerrar o prazo de envio de sugestões em 17/08/09 da Audiência Pública, se não disponibilizou para a população todas as informações. Os 30 dias corridos deveriam ser contados a partir da publicação no site do Volume 3 que está faltando, já que trata do aspecto mais importante do projeto, que envolve $$$. (nossa!)

    Todavia, é dever de cada brasileiro que tome conhecimento não deve se omitir e manifestar sua opinião claramente pela Internet. A ANTT identifica, encaminha à área técnica, registra e publica em um Relatório Final, cada sugestão recebida pelo site, no endereço:http://www.antt.gov.br/acpublicas/formulario.asp?evento=cp002/2009

    No caro estudo da consultoria inglesa encomendado pelo governo, a tecnologia  Maglev, que opera com sucesso na Alemanha e China e em breve nos EUA,  foi preterido por ser uma tecnologia de ponta. – Sim meu amigo. É verdade. Pode acreditar.

    2 – Na página 10 do Volume 2 – Estudo do Traçado, a consultora tece elogios ao sistema Maglev “que pode seguir um traçado muito mais íngreme (100%) e perfazer curvas fechadas…” Lógico, seria a tecnologia mais adequada para um trecho montanhoso que se desenvolve ao longo do Vale do Rio Paraíba do Sul e tem que vencer a Serra das Araras. No entanto os consultores, apesar de todas as vantagens concluem:“Por esta razão o Maglev não foi ativamente considerado no desenvolvimento do TAV”

    VERGONHA!!!!

    Eles curiosamente não mencionaram o pequeno detalhe, de que o Maglev Cobra de alta velocidade custa A METADE DO PREÇO.

    Além disso, existem outros furos:

    a) A rampa de 100%, apesar de possível, porque o trem de levitação utiliza motor linear para tração, é um exagero, pois significa 45 graus de inclinação.  (um trem normal sobe rampa de 0,5%) A Transrapid alemã, fabricante do trem de levitação que opera com sucesso na China desde janeiro de 2003 recomenda rampa de 10%, para o conforto dos passageiros. Só pode ter sido um erro de redação, digitação e/ou um completo desconhecimento da tecnologia, e é condenável isso ter escapado da revisão antes de ser divulgado oficialmente. Até porque o documento norteia justamente qual a melhor tecnologia. Seria esse um erro proposital?

    b) Ignorar uma tecnologia mais moderna, capaz de reduzir o custo de implantação pela metade (de US$ 18 bilhões para US$ 9 bilhões, na ligação Rio-São Paulo-Campinas), afronta a Lei 8884/94, que trata dos crimes contra a ordem econômica. Se o Edital do TAV a ser lançado pela ANTT não permitir trens de levitação magnética, restringindo a proposta apenas aos roda-trilho, pode e deve ser impugnado na justiça pois será considerado um“cerceamento à entrada ou existência de concorrentes, no mercado local, regional ou nacional”.

    Nós podemos, nós sabemos como fazer. Nosso preço será menor e nós temos o melhor (infinitamente melhor) traçado, que reduz absurdamente o custo para o Brasil – logo para você, pra mim e pra todo mundo.Sem falar que nosso traçado permite concluir a obra e entrar em operação primeiro.

    Temos que pensar que cada centavo desperdiçado aqui vai faltar no prato de uma criança carente, pode significar um remédio a mais num hospital, pode significar um caderno, uma esperança. Nós não podemos deixar essa sacanagem acontecer. A tecnologia de levitação não é ficção científica. Ela existe, opera na China (país que tem uma grande visão estratégica e sabe que isso revolucionará o futuro) e é viável para nós.

    É a hora de escolher entre andar 50 anos para frente ou para trás (porque os países acima citados, não querem vender suas tecnologias de ponta e sim modelos de transporte já obsoletos por lá pra nós, como se o brasileiro não pudesse ter acesso ao que há de melhor)

    Ser patriota não é saber o hino nacional de cor, meu amigo. Não é só pendurar a bandeira nacional em época de copa do mundo. Ser patriota é tomar uma atitude. Nem que seja gritar para o vazio. E digo mais. Não se trata de ser patriota ou não, mas de não se deixar ser tratado como gado.

    VOCÊ vai financiar este troço. Pense nisso. Vamos reagir. Juntos, nós temos forças para embolar a maracutaia que vem se avolumando nos bastidores deste trem Rio-SP faz tempo.  Se é pra licitar, todas as tecnologias devem ser levadas em conta. Principalmente aNACIONAL, desenvolvida com dinheiro público e reconhecida mundialmente!

    Peço encarecidamente que me ajudem nisso. Estou trabalhando duro com a equipe do Maglev para fazer isso ser realidade. Estamos a poucos passos de uma grande mudança. É um absurdo ver nosso trabalho sério e reconhecido até pelo príncipe de Dubai em pessoa ser desconsiderado na cara de pau em uma consultoria caríssima e de qualidade risível.

    Recorte este post, mande para seus amigos. Use o twitter, orkut, forum, sei lá o que.

    Não há tempo. Temos que nos movimentar agora. A parada encerra amanhã!

    Se tiver jornalistas conhecidos, se você trabalhar em um veículo, seja de que tamanho for, aqui está um belo furo para aproveitar. Vamos tomar uma atitude. Nem que seja reclamar. Cada protesto será obrigatoriamente anexado ao relatório e servirá de base para que ações judiciais impeçam esta sacanagem com o dinheiro que não é deles.

    Me ajude. Ajude o Brasil. Por favor!

    Clique aqui e reclame: http://www.antt.gov.br/acpublicas/formulario.asp?evento=cp002/2009

    Adendo: Aqui está um PDF com a apresentação da tecnologia de levitação para a ligação Rio-São Paulo exibida no Coninfra 2009

    Saiba mais sobre o trem e sua tecnologia inovadora aqui.

    ILUSÃO E REALIDADE.

    •agosto 18, 2009 terça-feira • Deixe um comentário

    Defenda a criança que há escondida em seu coração, defenda-a de impropérios e obscenidades, defenda-a contra a música ruim e também das falsas competições. Essa criança garante a você olhos para admirar a beleza do Universo.

    ILUSÃO E REALIDADE.

    Enquanto isso, aqui na Terra é ilusão que o governo do mundo esteja na mão de políticos, banqueiros e conspiradores, porque este se encontra verdadeiramente sob responsabilidade da Fraternidade Espiritual, que atua no mundo invisível e em conjunto com todas as pessoas de boa vontade que neste planeta aplicam preceitos universais aos seus afazeres cotidianos. O poder que se dissemina através da boa vontade é enorme, porém ainda maior se torna este mesmo poder quando se transforma em vontade continuamente dirigida para o bem. A ilusão dos governantes do mundo está prestes a sofrer duros reveses, mas não para abaixar a crista dos petulantes e sim para reforçar a benevolência dos justos que suportam a tensão deste glorioso momento da história.

    Fonte: Quiroga

    CRIATIVIDADE.

    •agosto 17, 2009 segunda-feira • Deixe um comentário

    Dá para fazer tudo de acordo com as regras usuais e se obterem resultados impecáveis. Porém, daria também para fazer tudo de acordo com a intuição, de forma desordenada e destemida, mas com resultados surpreendentes.

    CRIATIVIDADE.

    Enquanto isso, aqui na Terra abre-se o canal da criatividade no mundo humano. Porém, quantas almas estão preparadas para este evento? A imensa maioria só têm olhos para as oportunidades de preservação de seus interesses em particular e, por isso, não teriam como enxergar a natureza da criatividade, que incentiva a elevação e sofisticação da realidade. Criar não é aceitar as coisas como são, ainda que estas, aos olhos da maioria, pareçam perfeitas. Quando as pessoas se convencem de tudo estar bem como está, acomodam-se e passam a lutar para preservar a realidade. No momento, tendo a criatividade encontrado uma forma de manifestar-se, não importa quão boa seja a realidade instituída, o melhor a fazer será reinventá-la toda.

    .
    Atreva-se a tomar atitudes confiantes e observe os resultados. Este é um terreno desconhecido, ante o qual a alma se contorce, porque pensa que só a desconfiança a protegeria. Porém, na prática acontece exatamente o contrário.
    .
    A potencialidade não deve ser desprezada, porque aponta ao futuro. O terreno seguro parece mais sedutor, mas amarra sua alma a realizações passadas, que não irão além do que costumam oferecer. Melhor apostar no futuro.
    .

    Falar não é apenas diferente que fazer, é também uma tentação satisfazer-se no discurso e negligenciar o sagrado dever de colocar em prática o que for dito. Nada mais decepcionante do que muito prometer e pouco fazer.
    .
    Nada mais é como antes, nem mesmo a vitória. Antigamente, vencer era simplesmente derrotar os adversários. Hoje em dia isto não é suficiente, porque a real vitória se dá através da criação de laços de cooperação mutua.
    .
    Congregar pessoas em torno de um objetivo é o exercício mais difícil, porque tudo em nossa civilização faz com que as pessoas pensem apenas em si mesmas. Porém, a vitória depende de congregação. Sem ela, nada feito.
    .
    Celebre intimamente a conclusão de certos assuntos, mas celebre ainda mais a visão do futuro, que propõe a conquista de panoramas que até aqui eram inimagináveis. A vida continua, porque é feita de eternidade.
    .
    Ainda não acabou, está perto, mas justamente a iminência do fim requer um espírito mais vivo do que nunca. A necessidade de descansar parece legítima, mas você sabe, seu descanso é tudo que seus adversários desejam.
    .
    Agora não é tempo de descansar, mas de arregaçar as mangas e debruçar-se sobre os assuntos mais difíceis em andamento. Você tem em mãos a rara oportunidade de superar o momento da pressão, adentrando-se na realização.
    .
    Há coisas que só o tempo explica, porque enquanto acontecem são inovadoras demais para se encontrar palavras ou argumentos sensatos que as expliquem. Por isso, aposte no tempo, este se encontra ao seu favor.

    .
    A essência dos bons relacionamentos permanece na mão da correção. Por isso, entenda que a correção não é mera aparência ou figuração, pois ela se alimenta dos valores éticos fundamentais que legitimam a civilização.
    .
    Tratar com pessoas difíceis não é algo agradável, mas é absolutamente necessário, inclusive porque para você isso seria um exercício de consciência, já que para muita gente é você a pessoa mais difícil com quem tratar.

    Fonte: Quiroga

    OS REIS DA ILUSÃO.

    •agosto 16, 2009 domingo • Deixe um comentário

    A matemática do raciocínio lógico é impecável, mas induz você a seguir por trilhas onde tudo seria mais difícil e tortuoso. Enquanto isso, a intuição informa maravilhas que para ser postas em prática requerem destemor.

    OS REIS DA ILUSÃO.

    Enquanto isso, aqui na Terra nossa humanidade atrapalhou-se, esquecendo que o “tudo poder” que caracteriza nosso planeta não significa realmente “poder tudo”. De fato, nossa humanidade é livre e, por isso, tudo pode fazer, entortar do jeito que bem o desejar a realidade. Contudo, para quem busca libertar-se das experiências repetitivas da ilusão, logo a verdade se apresenta como de difícil aceitação, porque renega quase tudo que parece tão real. Com um pouco menos de egoísmo e com um pouco mais de discernimento, nossa humanidade conseguiria ver o que precisa ser visto e, assim, o mundo civilizado se apresentaria a ela como uma encenação na qual patéticos personagens se digladiam para se tornarem os reis da ilusão.

    .

    O único tempo verdadeiramente perdido será o que você não usar para organizar os assuntos cotidianos que estruturem ordem e método nos negócios e empreendimentos. Sem fundamentos fortes, o grande negócio ruiria com rapidez.

    .

    Silencie a respeito de suas melhores intenções até ter certeza de poderem converter-se em prática consumada. Melhor agir assim para depois não ter de dar explicações embaraçosas por eventuais adiamentos ou cancelamentos.

    .

    Você terá certeza a respeito de seus planos apontarem à real vitória quando for capaz de entender a fundamental necessidade de os mesmos beneficiarem a maior quantidade possível de pessoas. É assim que as coisas vão andar.

    .

    O inovador e o ortodoxo precisam encontrar um ponto em comum para criarem uma perspectiva realista que lide bem com as circunstâncias. Ninguém deve vencer, há de se encontrar uma fórmula que reúna as duas tendências.

    .

    A vida continua, porque é feita de eternidade. Por isso, ainda que haja motivos de celebração porque certos assuntos atingiram a conclusão, permita que seus olhos pousem além desse fato, lá onde acenam novas realizações.

    .

    Ainda que todo o processo de negociação tenha sido cansativo o suficiente para você ter vontade de deixá-lo para trás, seria melhor respirar fundo e continuar com a alma envolvida em todo o processo.

    .

    Aja dentro das normas e regras de absoluta correção. No caminho haverá inúmeras tentações, que se apresentam como sugestões e conselhos sensatos. Porém, melhor seguir pelo caminho mais difícil, porém correto.

    .

    Há coisas que são bem difíceis de entender, mas que mesmo assim precisam ser aceitas. Ainda que você não entenda o que acontece, assuma a hipótese para trabalhar sobre ela no campo da experiência. Aí, o tempo dirá.

    .

    Quando as pessoas se tornam desconfiadas, elas se convencem de que o fazem em nome da prudência. Porém, na prática é o olhar desconfiado o que acaba estimulando todas as distorções de que elas tentam proteger-se.

    .

    Pense sempre no que seria mais correto fazer, não por ser adequado, mas porque feito em nome dos mais elevados e dignos valores humanos. A correção não é mera postura ou forma de ser, é a essência dos bons relacionamentos.

    .

    As boas intenções nunca postas em prática pavimentam o caminho do inferno. Talvez não de todo ele, mas de um lugar específico, a decepção. O que haveria de mais decepcionante do que a intenção nunca posta em prática?

    Fonte: Quiroga

    A MESMA VERDADE, DOIS RESULTADOS

    •agosto 15, 2009 sábado • Deixe um comentário

    Ninguém se adapta bem ao equilíbrio, porque há muito tempo a educação nega esta possibilidade, incentivando a competição e motivando as pessoas para que suas vitórias sejam produto da derrota de seus semelhantes.

    A MESMA VERDADE,

    DOIS RESULTADOS.

    Enquanto isso, aqui na Terra nossa humanidade tem num certo esquecimento sua maior esperança, mas também o terror que a afoga em pesadelos. Nossa humanidade esquece que a Vida é maior do que suas ambições pessoais. Esta simples afirmação da verdade é o terror dos personagens que se acostumaram e convencer-se de que o mundo dependia de suas presenças e que nada de bom aconteceria sem eles ou elas. Para esses personagens o momento da verdade é destruição, pó e olvido, porque assim mesmo o determinaram suas patéticas atitudes. Porém, a mesma verdade, para os humanos que amam a humanidade e a justiça e, com muito esforço, fazem o possível para deixarem atrás de si algo que faça a diferença, para eles e elas essa verdade descortina um panorama belo, inteligente e vibrante para o futuro.

    .

    A confiança não é fácil de praticar, porque requer coragem. No geral, a desconfiança parece ser prudente, mas na prática é ela a que produz todas as distorções que supostamente se buscaria evitar mediante a desconfiança.

    .

    As coisas mudaram mais rapidamente do que a capacidade humana de entender o que acontecia. A esta altura do jogo, o conceito de vitória, por exemplo, não é mais apenas vencer os adversários, mas beneficiá-los também.

    .

    Quando chegar o momento de os recursos escassearem, terá chegado, também, a hora de ir em busca de pessoas que se juntem a você na empreitada. Isso não será um ponto vulnerável, pois congregar gente será sempre o melhor.

    .

    Por que desanimar? O grau de dificuldade das negociações atuais é proporcional à recompensa que acena por trás das aparentes adversidades. Seria impossível trilhar um grande caminho sem a ocorrência de muita pressão.

    .

    Ainda que seu passado seja cheio de formidáveis conquistas, se você não se descolar dele tudo ficará preso nas memórias, perdendo-se com isso a possibilidade de continuar crescendo e prosperando. Adeus ao passado!

    .

    Empreender é preciso, porque a alma pousa seus olhos no futuro. O que haveria de errado nisso? Absolutamente nada! Melhor errar por continuar apostando no futuro do que errar por agarrar-se das conquistas passadas.

    .

    Encontrar gente que se entusiasme para compartilhar o sucesso alheio é tarefa fácil. Difícil, mas compensador, é encontrar as pessoas dispostas a fazer a parte que lhes toque na dura empreitada do sucesso verdadeiro.

    .

    A vida oferece lindas cores e belos sentimentos para que a alma se encha de alegria. Isto, que parece sonho, facilmente se converte em decepção quando não se faz o necessário para que tudo se transforme em prática.

    .

    Perder bons relacionamentos por não dar o braço a torcer é uma forma de autodestruição. Ainda que seus argumentos pareçam invencíveis, só o fato de produzirem a perda de bons relacionamentos os torna de duvidosa reputação.

    .

    Certos assuntos atingem a conclusão, mas não vai pensando que isso resolve tudo, porque a conclusão será, ao mesmo tempo, a deixa que o destino dará para que você inicie um novo ciclo de realizações. A vida continua.

    Fonte: Quiroga

    RI TIMO

    •agosto 15, 2009 sábado • 2 Comentários

    Timo

    a chave da energia VITAL

    Sonia Hirsch

    ‘No  meio do peito, bem atrás do osso onde a gente toca quando diz ‘eu’, fica uma pequena glândula chamada timo.

    Seu nome em grego, thýmos, significa energia vital. Precisa dizer mais?

    Precisa, porque o timo continua sendo um ilustre desconhecido. Ele cresce quando estamos contentes, encolhe pela metade quando estressamos e mais ainda quando adoecemos.

    Essa característica iludiu durante muito tempo  a medicina, que só conhecia através de autópsias e sempre o encontrava  encolhidinho.

    Supunha-se que atrofiava e parava de trabalhar na adolescência, tanto que durante décadas os médicos americanos bombardeavam  timos adultos perfeitamente saudáveis com megadoses de raios X achando que seu ‘tamanho anormal’ poderiam causar problemas.

    Mais tarde a  ciência demonstrou que, mesmo encolhendo após a infância, continua totalmente ativo; é um dos pilares do sistema imunológico, junto com as glândulas adrenais e a espinha dorsal, e está diretamente ligado aos sentidos, à  consciência e à linguagem.

    Como uma central telefônica por onde passam todas as ligações, faz conexões para fóra e para dentro.

    Se somos invadidos por micróbios ou toxinas, reage produzindo células de defesa na mesma hora.

    Mas também é muito sensível a imagens, cores,  luzes, cheiros, sabores, gestos, toques, sons, palavras, pensamentos.

    Amor e ódio o afetam profundamente.

    Idéias negativas têm mais poder sobre ele do que vírus ou bactérias.

    Já que não existem em forma concreta, o timo fica tentando reagir e enfraquece, abrindo brechas para sintomas de baixa imunidade, como herpes.

    Em compensação, idéias positivas conseguem dele uma ativação geral em todos os poderes, lembrando a fé que remove montanhas.

    O teste do pensamento
    :

    Um  teste simples pode demonstrar essa conexão.

    Feche os dedos polegar e indicador na posição de o.k, aperte com força e peça para alguém tentar abri-los enquanto você pensa ‘estou feliz’.

    Depois repita pensando ‘estou infeliz’.

    A maioria das pessoas conserva a força nos dedos com a idéia feliz e enfraquece quando pensa infeliz. (Substitua os pensamentos por uma bela sopa de legumes ou um lindo sorvete de chocolate para ver o que acontece…)

    Esse mesmo teste serve para lidar com situações bem mais complexas.

    Por exemplo, quando o médico precisa de um diagnóstico diferencial,  seu paciente tem sintomas no fígado que tanto podem significar câncer quanto abcessos causados por amebas. Usando lâminas com amostras, ou mesmo representações gráficas de uma e outra hipótese, testa a força muscular do paciente quando em contato com elas e chega ao resultado.

    As reações são consideradas respostas do timo e o método, que tem sido demonstrado em congressos científicos ao redor do mundo, já é ensinado na Universidade de São Paulo (USP) a médicos acupunturistas.

    O detalhe curioso é que o timo fica encostadinho no coração, que acaba ganhando todos os créditos em relação a sentimentos, emoções, decisões, jeito de falar, jeito de escutar, estado de  espírito…

    ‘Fiquei de coração apertadinho’ , por exemplo, revela uma situação real do timo, que só por reflexo envolve o coração.

    O próprio chacra cardíaco, fonte energética de união e compaixão, tem mais a ver com o timo do que com o coração – e é nesse chacra que, segundo os ensinamentos  budistas, se dá a passagem do estágio animal para o estágio humano.

    ‘Lindo!’, você pode estar pensando, ‘mas e daí?’

    Daí que, se você quiser, pode exercitar o timo para aumentar sua produção de bem estar e felicidade.

    Como? Pela manhã, ao levantar, ou à noite, antes de dormir.

    Fique de pé, os joelhos levemente dobrados. A distância entre os pés deve ser a mesma dos ombros. Ponha o peso do corpo  sobre os dedos e não sobre o calcanhar, e mantenha toda a musculatura bem relaxada.

    Feche qualquer uma das mãos e comece a dar pancadinhas contínuas com os nós dos dedos no centro do peito, marcando o ritmo assim: uma forte e duas fracas.

    Continue entre três e cinco minutos, respirando calmamente, enquanto observa a vibração produzida em toda a região torácica.

    O exercício estará atraindo sangue e energia para o timo, fazendo-o crescer em vitalidade  e beneficiando também pulmões, coração, brônquios e garganta. Ou seja, enchendo o peito de algo que já era seu e só estava esperando um olhar de  reconhecimento para se transformar em coragem, calma, nutrição emocional, abraço.

    Ótimo. Íntimo. Cheio de estímulo. Bendito timo.’

    A jornalista e pesquisadora Sonia Hirsch é autora de livros sobre culinária natural, alimentação e saúde.

    (fonte: revista Bons Fluidos http://bonsfluidos. abril.uol. com.br/edicoes/ 0032/bemestar/ a.shtml)

    Compartilhar

    •agosto 14, 2009 sexta-feira • 3 Comentários

    quando as pessoas

    começam a perceber

    que o verdadeiro sucesso

    é o que se

    compartilha

    com a maior quantidade

    possível de gente

    algo realmente novo

    começa a acontecer

    entre o céu e a terra,

    na nossa civilização.

    O lado escuro da Lua

    •agosto 13, 2009 quinta-feira • Deixe um comentário

    uBFMRG8VwyU
    MOON RISING - LEGENDADO PART 1

    ka8tTeABL7Q
    MOON RISING - LEGENDADO PART 2

    5GkjMFBUCXE

    COMO EVITAR A GRIPE SUINA

    •agosto 12, 2009 quarta-feira • 5 Comentários

    COMO EVITAR

    GRIPE  A – SUINA

    (ou qualquer outra gripe)

    Atualizado em setembro /2009

    https://i0.wp.com/oferrao.atarde.com.br/wp-content/uploads/2009/04/gripe.jpg

    Por Dr. Marcio Bontempo, Médico Sanitarista

    Press release: O médico Marcio Bontempo (CRM-DF 15458), especialista em Saúde Pública e naturopata, alerta como as pessoas adquirem a gripe suína (Influenza A – H1N1) e mostra como preveni-la através da alimentação, de produtos naturais e biológicos e dá outras dicas, além dos procedimentos de praxe.

    Além das recomendações das autoridades sanitárias, como lavar as mãos com frequência, etc., existem providências que devem ser lembradas, ou conhecidas que, infelizmente, não fazem parte dos cuidados necessários, sendo que, muitos deles, são mais importantes do que as orientações oficiais.

    Primeiramente, tanto profissionais de saúde quanto pessoas comuns, devem saber que é necessário atuar no sentido de se possuir um sistema imunológico bem forte. Percebo que absolutamente nada está se fazendo nessa direção, de uma forma que se espalha o terror de uma nova doença, mas não se tomam as providências necessárias para reforçar o mecanismo de defesa do organismo da população, permitindo assim que todos estejam expostos à virose em questão.

    Por que as pessoas adquirem mesmo a gripe comum e o que fazer para fortalecer as defesas?

    Para começar, é necessário saber O QUE ENFRAQUECE o nosso sistema imunológico, e isso não é divulgado (ou sabido?) pelas autoridades sanitárias.

    Sabe-se, cientificamente, que todos os vírus se beneficiam e se desenvolvem mais facilmente em ambientes orgânicos mais ácidos e, obviamente, quando o sistema imunológico está enfraquecido. E o que faz com que nosso ambiente sanguíneo fique mais ácido e o que diminui a força das nossas defesas?

    São os alimentos industrializados que tendem a criar e a manter um ambiente sanguíneo mais ácido.

    Os principais são: Leia aqui na fonte em .pdf

    Recomenda-se, portanto, evitar estes alimentos substituindo-os, sendo que esta abstenção já significa um grande passo para a prevenção de qualquer gripe e de muitas doenças.

    Há alimentos particularmente úteis para reforçar a nossa imunidade, tais como o arroz integral, os subprodutos da soja (tofu, leite de soja líquido, misso), a aveia (rica em beta-glucana, um grande estimulador do mecanismo de defesa), o inhame, as verduras em geral, frutas frescas, a semente de linhaça, o gengibre, o alho, a cebola e outros.

    Além das medidas anteriores, cientificamente sugere-se o seguinte:

    O alho é rico em alicina, uma substância ativa que possui ação antiviral reconhecida, além de mais d euma dezena de outros componentes imunoentimulantes. Basta ingerir diariamente 3 a 5 dentes de alho cru picado, com os alimentos ou engolidos com água ou suco. Há o inconveniente do hálito, mas é passageiro, e  mais vale a boa saúde do que o comentário alheio. Existem também suplementos à base de alho que não exalam odor, mas são caros. O óleo de alho em cápsula ou o alho em comprimidos não produzem o mesmo efeito do alho cru. O alho também é útil para evitar ou tratar uma grande quantidade de doenças. O problema do alho para crianças é a dificuldade para ingerir, mas com habilidade tudo é possível.

    A própolis é reconhecida cientificamente como um antibiótico naturalm incluindo uma forte ação antiviral, tanto em situações de infecção quanto como para prevenção. Foram reconhecidos mais de 100 principios medicinais ativos da própolis. Deve-se usar o extrato alcoólico de própolis a 30%, na quantidade de 30 gotas, 3 a 4 vezes ao dia, em meio copo de água. Para crianças pequenas, metade da dose (lactentes e bebês, seguir orientação do pediatra). Pode-se colocar um pouco de mel para adoçar e reduzir o sabor e efeito da própolis na boca.

    O gengibre é um alimento funcional reconhecido hoje cientificamente por seus poderosos princípios ativos. Foram isolados cerca de 25 substâncias, entre elas as famosas gengiberáceas, de grande ação estimulante do sistema de defesa do organismo e ação antiviral. Basta beber chá de gengibre fresco, forte, uma xícara 3 vezes ao dia, morno ou quente e sem adoçar.

    Equilíbrio nervoso neurovegetativo

    O organismo e as células de defesa são regidos pela ação do sistema nervoso autônomo, representado pelos sistemas simpático e parassimpático; o primeiro é responsável pela produção granulócitos (de pouca ação viral e mais bactericida) e o segundo de linfócitos (de ação antiviral direta). Devido à agitação da vida moderna e ao estresse, as pessoas apresentam um excesso de atividade do sistema simpático (que produz adrenalina, cortisol, etc., todos imunodepressores), com maior quantidade de granulócitos do que linfócitos, o que abre o caminho para viroses. É devido a isso que muitas pessoas adquirem uma gripe depois de um impacto emocional, notícia ruim, desavenças, tristezas, etc. É necessário proceder à redução da atividade simpática (redução do estresse,etc.) e promover maior estímulo parassimpático. Isso se consegue com mais repouso, menos agitação e preocupações, atividade física moderada, respiração profunda, alimentação natural integral, massagens terapêuticas, saunas, banhos quentes (tipo ofurô, banheiras, etc). Importante é evitar a friagem e manter o corpo aquecido, principalmente as extremidades.

    A medicina ortomolecular e a fototerapia preconizam o uso de dois suplementos:

    Fórmula homeopática

    A homeopatia, diferentemente da medicina farmacológica, atua estimulando a capacidade orgânica. Há uma fórmula homeopática para a preveção, tanto da Influenza A (H1N1), quanto de qualquer outro tipo de gripe. É a seguinte:

    Para a prevenção, tanto para adultos quanto para crianças:

    Aviarium 200 CH……….. ……… …….30 ml

    Influenzinum 200 CH………. ………. 30 ml

    Álcool a 20%

    Tomar 10 gotas, de preferência diretamente na boca, uma vez por semana, cada semana um, altenados. Para crianças muito pequenas, dar apenas 5 gotas em um pouco de água numa colher.

    Para tratamento em caso de gripe (qualquer que seja):

    Aconitum napellus 3 CH

    Antimonium tartaricum 3CH

    Allium cepa 3 CH

    Bryonia alba 3 CH

    Belladonna 5 CH

    Gelsemium 5 CH

    Fazer 30 ml, em partes iguais (pedir : ãã)

    Álcool a 20%.

    Tomar 10 gotas (direto na boca ou em água para crianças) a cada meia hora em caso de sintomas de qualquer gripe, até melhorar bem.

    Estes remédios podem ser adquiridos nas boas farmácias homeopáticas, e não fazem mal algum ou produzem efeitos colaterais. Se necessário, procurar um médico homeopata para a confecção de uma receita.

    Atividade física, sol e ar livre.

    Sempre importante em qualquer aspecto para uma saúde melhor.

    Suplementos

    A medicina ortomolecular e a fototerapia preconizam o uso de dois suplementos:

    Vitamina C – Recomenda-se o uso de 500 mg de vitamina C (ácido l-ascórbico) orgânica de uma a duas vezes ao dia, para reforçar as defesas. Crianças pequenas, metade da dose ou sob orientação pediátrica.


    Cogumelo do Sol
    – Eleva a imunidade por ser rico em substâncias imunomoduladoras, como a beta-glucana. Adultos devem tomar 2 cápsulas de 500 mg 2 a 3 vezes ao dia, tanto como preventivo quanto para tratamento. Crianças pequenas, tomar metade da dose. No caso de dificuldade de encontrar o cogumelo do sol, procurar comer cogumelos, tipo champignon, shitake, shimeji, funghi, etc.

    Frutas em geral – As frutas, principalmente as cítricas, ajudam a alcalinizar o sangue e são ricas em minerais e vitaminas, favorecendo a saúde e protegendo o organismo. Pessoas que consomem poucas frutas estão muito mais sujeitas, não só às viroses, quanto a qualquer outra enfermidade.

    Estas orientações servem tanto para a prevenção quanto para serem utilizadas em casos de pessoas que contraíram qualquer tipo de gripe. Além do mais, estes procedimentos nos deixam seguros e tranqüilos em relação ao grande terror de se contrair, tanto a Influenza A quanto quaisquer outras doenças virais.

    DIVULGAR AO MÁXIMO.

    Como Evitar a
    Gripe Suína
    Por Dr. Marcio Bontempo

    MARCIO BONTEMPO

    Pela primeira vez leio alguma coisa decente sobre a gripe suína!

    Hás tempos vinha pensando em escrever algo com olhar ecológico sobre esta neurose social, mas no artigo abaixo meu irmão Marcio Bontempo, como sua maestria associada a uma vida simples de pensamento elevado, simplesmente arrasa no sentido de apresentar a coisa como ela é.

    Na verdade, para construir o mundo novo que tanto sonhamos, precisamos destruir as teses alopatóides onde a doença é um “azar”, algo que independe de meus hábitos, de minha imuidade etc. Isso também vale para “coisas” publicitárias como a tese HIV-Aids e tantas outras.

    Como sempre, faço minhas cada uma das palavras do Dr. Bontempo. Leio as obras dele desde os 14 anos e sempre me encanto com sua evolução, desprendimento e análise sistêmica.

    Certamente o modelo urbano industrial passará a construir mais e mais doenças que atingirão principalmente os consumidores de porcarias, os comensais dos produtos “alimentícios” industriais elaborados por corruptos legalizados, os remédios que causam mais mal do que bem, os poluentes de todos os tipos e os efeitos nefastos dos enlatados da TV lesão.

    É prático e mais lucrativo criar remedinhos que abafem sintomas do que orientar ralmente a população no sentido do consumo ecológico-sustentável e de hábitos de vida pautados na lei natural.

    Queridos, perdoem as palavras duras mas necessárias para que todos nos defendamos das forças inimigas. Eu gostaria de falar a vocês só sobre as belezas da vida, sobre a natureza e a felicidade possível ao homem, mas infelizmente o momento histórico não permite esta ternura total!

    Além das sagradas dicas de MB, gostaria de listar mais algumas coisas que necessitamos colocar na relação de perigos à saúde e à imunidade:

    * Forno microondas.

    * Gordura trans.

    * Glutamato monossódico.

    * Aspartame.

    * Mal humor e raiva.

    * Dogma e fanatismo.

    * Falta de arte, beleza e amor!

    Fonte: Aqui

    Prevenção é a alma da saúde…

    se faz mister notar aqueles que dedicam a vida em prol da saúde

    Segue links de outros artigos sobre maneiras de prevenção para não precisar ‘remediar’, e que já divulgamos aqui no Arauto do Futuro, e por gentileza se tiver alguma doença séria sempre consulte seu médico de confiança, as medidas que citamos são PREVENTIVAS.

    Doença é a alma do negócio

    para os que se dedicam em prol da doença

    notícias e artigos que demonstram a íntima relação entre as poderosas indústrias farmacêuticas/alimentícia e o surgimento de tantas doenças…

    TAG Saúde

    se faz mister notar aqueles que dedicam a vida em prol da saude

    PARECE IMPOSSÍVEL, MAS…

    •agosto 11, 2009 terça-feira • Deixe um comentário

    PARECE IMPOSSÍVEL, MAS…


    Data estelar: Marte em quadratura com Saturno e trígono com Júpiter;

    Lua míngua no signo de Áries.


    Enquanto isso, aqui na Terra só o amor dos indivíduos para com a humanidade de que são feitos é necessário para transformar esta civilização em algo maior e melhor, honrando a dignidade mínima de sermos cidadãos de uma república. Contudo, enquanto a república das leis continuar sendo a república dos patéticos personagens da vida pública que atendem a seus próprios e particulares interesses e, enquanto os cidadãos, continuarem entorpecidos pela ambição de ganharem eles mesmos esses privilégios, nada de novo acontecerá entre o céu e a terra. Só o amor individual pela humanidade, só o amor pela verdade, pela justiça e pelo bem conseguirá estabelecer a magia da transfiguração. Parece impossível, mas esta magia está em andamento.

    As facilidades são enganosas, porque por trás da sedução que exercem esgueiram-se interesses escusos. Apesar da antipatia provocada pelas pessoas que dificultam o caminho, pelo menos elas são sinceras e transparentes.


    Permita que se perca tudo, mas nunca a graça, porque quando as coisas deixarem de ser engraçadas será quando você assumirá a incapacidade de administrá-las. A graça é a leveza necessária para viver o melhor possível.

    Fonte: Quiroga

    Chuva de meteroros!

    •agosto 10, 2009 segunda-feira • 4 Comentários

    Olhos no céu:

    chuva de meteoros

    é destaque durante a madrugada

    Todos os anos, por volta dos dias 11 e 12 agosto, as madrugadas frias e limpas do hemisfério Sul ganham um toque bastante especial e durante algumas horas ficam ainda mais salpicadas de estrelas. O motivo é o pico da chuva de meteoros Perseídea, encarregada de lançar sobre a atmosfera da Terra até 80 estrelas cadentes por hora.


    Clique para ampliar

    Apesar do pico da chuva ocorrer somente em um ou dois dias, as Perseídeas duram quase um mês, indo de 23 de julho a 22 de agosto. Neste período, a Terra passa por uma gigantesca esteira de poeira espacial que foi deixada em 1992 pelo cometa Swift-Tuttle 1862, na época em que se aproximou do Sol pela última vez.

    Nos dias 11 e 12 de agosto a Terra cruza a região mais densa da esteira e a Terra experimenta o pico da chuva, com taxa estimada de até 80 fragmentos por hora, o que faz da Perseídea uma das mais intensas chuvas de meteoros.

    A chuva recebe este nome devido ao seu radiante estar localizado na constelação de Perseu, de onde parece brotar, mas que nada tem a ver com chuva. Enquanto as estrelas da constelação estão há muitos anos-luz de distância, a chuva de meteoros acontece bem próximo de nós, nas altas camadas da atmosfera.

    Causa
    Normalmente, as chuvas meteóricas têm como causa os fragmentos de matéria deixada para trás por algum cometa ou asteróide. Quando os cometas se aproximam do Sol algumas partes derretem e se rompem, produzindo milhões de fragmentos de gelo e poeira que formam uma grande trilha. Esses fragmentos, em sua maioria do tamanho de um grão de arroz, queimam ao penetrar em nossa atmosfera, produzindo os riscos luminosos característicos das chuvas de meteoros.

    Vendo a Chuva
    Como informado, o pico da chuva de meteoros acontece nas madrugadas dos dias 11 e 12 agosto e para vê-la basta ter um céu bastante limpo. Como a Perseídea acontece na constelação de Perseu, é fundamental que as estrelas da constelação estejam no céu para que a chuva possa ser vista. Isso acontece por volta das 03h30, ligeiramente à direita do quadrante norte, quado Perseu já estará a 10 graus acima do horizonte.

    A medida que o tempo passa a constelação ficará mais alta no céu, mas o máximo da elevação será de 20 graus, o que impede que observadores com horizonte pobre vejam a chuva, por isso aconselhamos que os interessados se dirijam a um local alto ou desimpedido.

    A carta celeste no topo da página ajuda a encontrar a constelação de Perseu. Ela mostra o céu do quadrante norte por volta das 03h00, quando a constelação já estará a 10 graus de elevação. Se você não souber onde fica o Norte do local de observação será necessário se orientar por uma bússola.

    A melhor maneira para ver a Perseídea é se dirigir a um local bastante escuro, sentar confortavelmente em uma cadeira reclinável e admirar o céu relaxadamente. Como as noites estão mais frias, é sempre bom ter à mão um cobertor e uma garrafa de café ou chocolate quente. Os meteoros devem aparecer em qualquer local do céu, mas as trilhas deixadas por eles vão sempre apontar para Perseu.

    É isso. Reze para São Pedro dar uma mãozinha e tome um café bem forte para o sono não chegar antes da hora. De resto, bons céus a todos!


    Artes: No topo, carta celeste mostra a localização da constelação de Perseu durante a madrugada. Na sequência, diagrama mostra o mecanismo de formação das chuvas causadas por cometas. Créditos:Apolo11

    Alex Collier

    •agosto 9, 2009 domingo • 8 Comentários

    “O amor que você retém

    é do tamanho da dor

    que você carrega

    por todas as suas existências”

    Vissaeus

    “O AMOR QUE VOCE NEGA É A DOR QUE VOCE CARREGA”

    Duas entrevistas, uma em 1995 e outra recente, agora em abril de 2009, acerca das experiências de Collier e os ensinamentos dos humanos de Andrômeda.

    Suspenda seus ‘pré’- julgamentos, liberte sua mente e assista as entrevistas…

    Primeira parte da primeira entrevista, as outras estão no link do play list a seguir:

    .

    http://www.youtube.com/watch?v=pd4HBPYIE9I&feature=PlayList&p=EE2D0F4842557506&index=0&playn

    Primeira parte da segunda entrevista:

    a sequência com tradução também em espanhol: Alex Collier – Entrevista 2009 por Rick Keefe Subtitulos en Español 1/12

    créditos para a tradução e legendagem em português: canal deusmihifortis

    Atualização em: novembro 2009

    Terceira entrevista com Alex Collier, concedida em Setembro de 2009

    Parte 1 de 5:

    CADA GOTA DO OCEANO

    •agosto 8, 2009 sábado • Deixe um comentário

    CADA GOTA DO OCEANO.


    Data estelar: Marte em quadratura com Saturno e trígono com Júpiter;

    Lua míngua em Peixes.


    Enquanto isso, aqui na Terra a vitória sobre o medo será o limiar da consciência renovada, empossada no lugar criativo que nossa humanidade merece. Por isso, não é de admirar-se que a todo momento se divulguem novas ondas de medo através dos meios de comunicação, nem tampouco que as pessoas se refestelem em críticas agressivas a tudo e a todos, porque a brutalidade nada mais é do que medo mascarado. Em muitos casos, o medo é incentivado através da ilusão, pois mesmo que as pessoas se joguem nos braços de fantasias e mentiras confortantes, no íntimo sabem a verdade, mas preferem rejeitá-la, porque têm medo. A alegria é o antídoto contra o medo, uma que só a certeza de que o Universo é Vida e que nós somos gotas no oceano cósmico poderia oferecer. Cada gota do oceano é plena de vida como o próprio oceano.


    Até pouco tempo atrás a simples menção de uma comunidade planetária não teria feito o menor sentido. Em pouco tempo a consciência humana avançou e cresceu. Imagine o que vai acontecer nos próximos anos, então!

    Todo tipo de união é um empenho na direção de um mundo maior e melhor, o esforço para consolidar uma civilização pacífica. Evidentemente, toda união precisa de ajustes constantes para resultar em cooperação produtiva.

    Fonte: Quiroga

    TECNOLOGIA E ESPÍRITO

    •agosto 7, 2009 sexta-feira • Deixe um comentário

    TECNOLOGIA E ESPÍRITO.

    Data estelar: Marte e Saturno em quadratura;

    Lua Cheia começa a minguar transitando pelo signo de Peixes.

    Enquanto isso, aqui na Terra nenhuma inovação tecnológica dará a solução definitiva para os problemas humanos. Se um simples relâmpago ou tempestade solar pode perturbá-las, por que não voltar-se logo para o que se encontra à disposição e que representa o meio de comunicação excelente? Evidentemente, se for propiciada a comunicação mental, ensinada a todos, não haveria mais o que vender à nossa humanidade, nem tampouco o orçamento dos governos faria mais sentido. Quando comparada com a sutileza do poder da mente, a tecnologia não tem nenhum valor. Certamente, o futuro radica nessa energia sutil e subjetiva que é a mente, cujo avanço e revelação não pode mais ser detido e que provoca o fim de nossa civilização conhecida.


    Uma vez que se põem os pés no desenvolvimento da consciência não há como voltar atrás. Haverá saudade do tempo em que nada era sabido, quando a doce ignorância protegia na ingenuidade. Porém, não se poderá voltar atrás.

    Desmascare todo e qualquer preconceito que promova ignorância e brutalidade, mas principalmente desmascare esta tendência nos comportamentos aparentemente revestidos de conhecimento acadêmico e de raciocínio lógico.

    Fonte: Quiroga