O ESPÍRITO DA ÉPOCA.

O ESPÍRITO DA ÉPOCA.

Os deuses não andam entre nós

para não ser endeusados,

preferem a iconoclastia à devoção cega

que nossa humanidade parece disposta a oferecer.

Sobre esta cegueira

se moldam líderes com aparência de iluminados,

mas o que haveria de elevado nestes?

Um dia estão aqui e amanhã desaparecem

e todo o trabalho que tiveram para criar

e sustentar o personagem será levado pelo olvido.

Destruir os ídolos é o espírito de nossa época,

para nos livrar de dogmas

e aprender a pensar por nós mesmos e, assim,

respeitar o que deve ser respeitado

e superar o que precisa ser superado.

O espírito de nossa época é nos organizar

porque assim o desejamos e não porque sejamos

a base da pirâmide em cuja ponta

se instala um parasita que se auto-intitula líder.

.

Dizer a verdade é uma obrigação quando as condições de tempo e lugar se tornaram presentes. Abster-se de cumprir essa responsabilidade implicaria em culpa, essa batata quente que ninguém quer segurar.

.

Neste momento será propício você assumir a responsabilidade de atender todos os pequenos detalhes que garantiriam que tudo continuasse correndo da melhor forma possível. Nada de delegar, seja responsável.

.

Tome para si a dura tarefa de colocar em prática as decisões polêmicas que todo mundo sabia que deviam ser tomadas, mas ninguém se atrevia a dar o passo necessário, com temor de criar alvoroço ou receber críticas.

.

Cada desejo realizado é um mundo novo para você administrar, algo que, inevitavelmente, reduzirá seu tempo livre e ocupará espaço, exigindo recursos materiais e energéticos para ser administrado. Você pensou nisso?

.

Faça o que deva ser feito, doa a quem doer. Neste momento, não seria sábio ter pruridos ou pudores a respeito do que a necessidade manda fazer. Melhor desagradar as pessoas do que contrariar o destino.

.

No fim e apesar de todas as promessas, sua alma descobrirá que estava só a maior parte do tempo. Chegou a hora de equilibrar o jogo, de colocar as coisas num caminho de maior justiça, onde o compartilhar seja fundamental.

.

Certas conquistas foram realizadas, mas este não é o fim do caminho, é apenas o início de um longo e tortuoso destino. Por isso, em vez de dilapidar sua vitalidade celebrando, comece logo a traçar novos planos.

.

Pretenda o melhor, reserve a força dos seus desejos para ir atrás do que eleve sua vida e melhore a das pessoas com que você se relaciona. Se os desejos não resultarem nisso, então é melhor reconsiderar tudo.

.

Liberte todo mundo de você e então experimentará a verdadeira liberdade! Não se pode pretender ser livre enquanto se amarra várias pessoas por meio de críticas e comportamentos ofensivos e cotidianos.

.

Nunca se subirá o suficiente na vida para abandonar tarefas relativas à vida doméstica e cotidiana, nunca! Aliás, convencer-se de que subir na vida significaria isso resultaria numa vida baseada em ilusões.

.

Uma vida nova não aconteceria automaticamente. Só o passado se reedita automaticamente e para que isso não aconteça mais, será necessário você lhe fazer frente e cortar os laços com as pessoas que o representam.

.

As atitudes desleixadas das pessoas próximas causariam graves transtornos a você também. Por isso, não seria indecente intervir diretamente para isso não acontecer, ainda que a atitude não seja bem recebida por ninguém.

.

Fonte: Quiroga

Anúncios

~ por arauto do futuro em setembro 26, 2010 domingo.

Uma resposta to “O ESPÍRITO DA ÉPOCA.”

  1. Um verdadeiro líder sabe enxergar as necessidades reais de um coletivo, sabe agregar e conjugar as forças de composição do mesmo, não considerando ninguém superior ou inferior, mas considerando indivíduos dotados de talentos e carasterísticas distintas, cada qual necessária à uma etapa daquilo que se objetiva para o bem do conjunto. Como um maesto diante de uma orquestra, entende o poder e alcance de cada músico e seu instrumento de expressão, conjugando os mesmos para um objetivo harmonioso e proveitoso que não alcançariam sozinhos.
    Em resumo, tem visão e consciência das necessidades reais da coletividade na qual está inserido, sabendo compartilhar essa visão e ainda elaborar formas de ação adequadas. Sua visão é sensível e procura o que faz bem para todos, não apenas para si mesmo, jamais usando o coletivo como uma desculpa para se empoderar, em detrimento dos demais.
    Creio que o mundo não suporta mais senhores feudais, coronéis ou políticos que se vendem como qualquer mercadoria, para depois de eleitos tratarem-nos também como mercadorias. O destino destas falsas lideranças, destes aproveitadores de plantão, é serem cobrados minuciosamente, a ai deles se não derem conta, do que prometeram dar conta. Verdadeiros líderes não fazem promessas, antes esclarecem sobre os desafios da realidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s